Chutando cachorro vivo (PL 4548/98)

rinha

Pra mim a existência de certas leis aponta claramente o grau de evolução de um determinado grupamento social.

Aqui no Brasil, por exemplo, em 1998, alguém precisou se dar ao trabalho de criar a Lei 9605, que em seu artigo 32 diz que as pessoas não podem praticar abusos ou maus-tratos contra animais silvestres, domésticos ou domesticados (tipo ferir propositalmente, mutilar, etc…). A pena pra quem cometem esse tipo de crime, além de multa, pode chegar a 1 ano de detenção.

Aí você pergunta:

“Pô… que país é esse onde você precisava criar uma lei para que as pessoas não saiam por aí cortando partes ou agredindo seus animais de estimação?!”

E eu respondo:

É o país onde vivem pessoas como o ilustre Deputado José Thomaz Nonô, que  em seu Projeto de Lei 4548/98 propõe a alteração do referido artigo 32 para que sejam excluídos os animais “domésticos ou domesticados”, ou o ilustre Deputado Antônio Ebling, que em seu Projeto de Lei 4790/98 propõe a total mudança do artigo para que se possa “considerar lícita a conduta da pessoa que pratica abuso, maus-tratos e ato de ferir ou mutilar animais quando tal comportamento for destinado à atividade científica, cultural recreativa ou desportiva”.

Briga de GalosParaa José Thomaz Nonô e outros Deputados — como o ilustre Fernando de Fabinho, que propõe a legalização de disputas entre animais“decisões do Poder Judiciário estão impedindo a realização de eventos regionais, arraigados na cultura popular brasileira, como rodeios, cavalhadas e vaquejadas…”

Quem quiser ajudar na tentativa de barrar estes e outros Projetos de Lei relativos aos maus-tratos de animais pode fazer circular por suas redes de relacionamento o link de uma petição online pela manutenção do artigo 32 da Lei 9605/98 (http://migre.me/Luh). Blogs que postarem sobre o assunto e avisarem pelo Twitter ou por comentário serão linkados aqui.

(via minha mãe, que leu na coluna da @cronai em algum jornal, me ligou do Rio e disse que “eu tinha que colocar isso no blog”).

UPDATE:

Alessandro Martins falou sobre os deputados sem-noção em suas últimas notas.

Uma lagartixa e #ProntoFalei também comentaram.

About these ads

367 Responses to “Chutando cachorro vivo (PL 4548/98)”


  1. 1 Beijamim Pereira Dos Santos 03/05/2009 às 5:15 PM

    Meu nome e Beijamim sou de GO tenho 69 anos de idade e sou afavor deste projeto 4548/98 porque este ATG 32 so presegui pessoas homildes pessoas ppobres e o povo brasileiro tem que der uma oportunidade de vida melor principalmente estas pessoas que depende dos ANIMAIS para dar o que comer a os sous filhos
    Parabens ilustre Deputado José Thomaz Nonô, estou com voces camara federal viva o projeto 4548/98

  2. 2 luiz Dias dos Santos 03/05/2009 às 5:25 PM

    Viva este projeto 4548/98

  3. 3 Eric Franco 03/05/2009 às 11:14 PM

    Não é de se admirar que as pessoas que estejam defendendo a revogação da lei nos comentários sejam analfabetos funcionais. Vou divulgar no twitter e ver se ajude em alguma coisa.

  4. 4 André Luiz Melo 04/05/2009 às 12:45 AM

    Parabéns ao digníssimo deputado José Thomaz Nonô pela grande iniciativa de legalizar os maus-tratos aos animais para a distração e divertimento do povo. Como bem lembrado, os maus-tratos aos animais já estão arraigados na cultura popular, merecendo então ser preservados. Partindo disso, acredito que o brilhante deputado também lute pela manutenção de diversos outros aspectos sociais e culturais do país, como a miséria, a desigualdade e o analfabetismo. Todos nós sabemos que em diversas regiões do Brasil, essas três condições existem há centenas de anos e, da mesma forma, também estão arraigados na sociedade brasileira. Sendo assim, devemos perpetuar a miséria, a desigualdade e o analfabetismo, pois também fazem parte de uma condição histórica do povo e da cultura brasileira. Assim como Nonô, acredito que preservar a cultura é tudo…

  5. 5 Matheus 04/05/2009 às 7:49 PM

    Só um verme para apoiar uma iniciativa como essa. Sem querer insultar os vermes de verdade, que não tem entre os seus atributos o mau-caráter, afinal…

  6. 6 AMC 04/05/2009 às 9:51 PM

    Não existe somente a lei 9.605/98 que fala sobre crimes contra os animais entendam;
    O art. 64, do Decreto Lei nº. 3.688/1941 – Lei das Contravenções Penais – considerava contravenção “tratar animal com crueldade ou submetê-lo a trabalho excessivo”
    Art. 64. Tratar animal com crueldade ou submetê-lo a trabalho excessivo:
    Pena – prisão simples, de dez dias a um mês, ou multa.
    § 1º Na mesma pena incorre aquele que, embora para fins didáticos ou científicos, realiza em lugar público ou exposto ao publico, experiência dolorosa ou cruel em animal vivo.
    § 2º Aplica-se a pena com aumento de metade, se o animal é submetido a trabalho excessivo ou tratado com crueldade, em exibição ou espetáculo público.
    Posteriormente, o art. 32, da Lei 9.605/98, transformou a conduta que era contravenção penal em crime, revogando, parcialmente, o art. 64, do Decreto Lei citado.

    Portanto:
    O artigo nasce sobre crimes ambientais. Os maus tratos a animais já tem punição presente com caráter penal, essa não sofre alteração, os animais continuaram protegidos.

    A aprovação do projeto 4548/98.

    Motivo da aprovação:_ Porque isso é importante para preservar o direito ao povo brasileiro de participar das suas tradições, sua cultura e seu folclore alem da geração de empregos e rendas para os municipios.

    Por que os protetores dos animais não querem essa aprovação do Pl 4548/98 ?

    “Folha de São Paulo do dia 26/11/2008, folha A3, “Quem tem medo da CPI das ONGs? As ONGs receberam em 6 anos, aproximadamente 34 bilhões de reais.
    Agora pasmem: “somente as organizações que se dedicam a causas ambientais e de defesa dos animais, receberam segundo o IBGE com aumento de mais de 60%, MAIS DE 3 VEZES DO QUE RECEBERAM AS ÁREAS COMO SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL.

    Percebe-se claramente que o maior interesse das entidades protetoras é o lucro fácil, pois vivem de doações seja ela particular, privada ou do governo e na maioria das vezes não há nenhum tipo de fiscalização sobre o que é feito com esse dinheiro.

    A lei 9.605/98 nada mais é do que um instrumento de propaganda para essas entidades, ela não foi criada para isso e nem para prender pais de família devido a julgamentos puramente interpretativos da promotoria e juízes.

  7. 7 Jéssica 06/05/2009 às 2:35 AM

    Nossa, não tem nem o que dizer para um comentário tão ridículo quanto esse aí em cima… ainda mais por ver a necessidade que tantos abrigos passam para conseguir alimentar e dar dignidade para animais que são mau tratados e abandonados por “vermes” como você… tomando o comentário do amigo ali em cima “sem querer insultar os vermes de verdade, que não tem entre os seus atributos o mau-caráter, afinal…”

  8. 8 Kadu 06/05/2009 às 11:28 AM

    Esse povo defendendo o projeto do Tio Nonô só pode estar doidão… Daqui a pouco vão começar a falar sobre voltar com as fogueiras da inquisição…

  9. 9 Mônica Viveiro 07/05/2009 às 12:18 AM

    Se existe lucro fácil nas ongs, assim como nas igrejas, na política, nas organizações públicas e privadas é porque infelizmente existem pessoas que não tem um mínimo de caráter!
    Quem dera o homem ter a dignidade dos animais… se assim fosse, o mundo seria o paraíso.
    A causa principal dos problemas sociais é a existencia de pessoas desvirtuadas, medíocres, ignorantes, pobres de espírito, que aplaudem tamanha imbecilidade como esta apresentada por esse infeliz deputado que comparado a um cancer, uma doença, fica mais adequado, porque os vermes ainda como vermes, tem sua importância na terra.
    Dizer que é diverção ver um animal sofrendo maus tratos é demais!!!
    Vocês são os próprios demônios … os animais são anjos de Deus.
    Não se preocupem que o retorno das maldades que se planta, colhe-se em dobro!

  10. 10 Thais 11/05/2009 às 11:34 PM

    Ilmoooo Sr, José Thomaz Nono

    Esqueceu de acrescentar na alteração que pessoas favoráveis a mudança, poderiam ser legalizadas em brigas também!
    Adoraria ver um imbecil destes lutando com um ouuuutro imbecil!!

    Dão um tiro na testa da mãe se gostam de ver sangue!!

    Vão ler um livro ao invés de prestigiar tamanha crueldade, se é que conseguem terminar de ler um livro! Redigir um bom texto no word qualquer anta consegue!

    Quero ver voces, idiotas, lutando para preservação da vida!!
    Sem mais comentários….voces nem valem a pena

  11. 11 joacir.souza.arealva 12/05/2009 às 4:37 AM

    liberaçao ja das brigas de galos caso nao existise o galista eles ja teriam sido extintos.aumento de emprego. aumento de vendas de tudo que envolve as atividades.e parar com persiguiçao policial de pessoas idoneas.

  12. 12 joacir.souza.arealva 12/05/2009 às 4:45 AM

    abaixo a extinçao dos galos de raça combatentes apoio desde ja projeto lei 4548/98. no meio galista e dificilimo ver desacordo. injustiça.jogar criança pela janela .matar pai 6matar irmao .
    traficantes fora .povo umilde . mas nao ignorante.

  13. 13 AMC 12/05/2009 às 8:37 AM

    Não é uma descição inteligente ficar falando de brigas de Galos ou de qualquer outro animal nessa discução, isto não tem nada haver,para isso já existe punição especifica o PL não é pra isso, estão misturando as coisas.
    Caro Joacir, será que vc não percebe a burrice que esta fazendo.

  14. 14 Luiz Dias dos Santos 12/05/2009 às 11:59 AM

    Diga sim a este projeto 4548/98 viva os Rodeios as vaquejadas as Provas de laço o pega do garote estas coridas de cavalos estou com voces nesta guerra
    O Brasil não pode parar diga sim 4548/98

  15. 15 CANGA 13/05/2009 às 12:34 AM

    Cada povo tem sua cultura e ela tem que ser respeitada.
    Goste você ou não.
    Os Europeus querem através das ONGS impor os gostos deles aqui no Brasil.
    O Brasil era basicamente rural só agora recentemente sofreu um processo de urbanização descontrolado, tirando o homem simples do campo e jogando irresponsavelmente nas favelas, onde as pessoas vivem em condições subhumanas. Tiraram tudo dessas pessoas até o direito de serem felizes.
    Antigamente no campo, nos sítios, nas fazendas nadavam em rios, subiam em árvores, pescavam, caçavam, corriam de cavalos, montavam em bois, tinham seus galinhos de briga. Eram gentes. Pessoas. Faziam parte do mundo. Tinham chance de serem felizeS. E AGORA CAMBADA:
    O QUE É QUE ELES TÊM? VC NÃO ESTÁ PREOCUPADO COM MALTRATO DESSA GENTE?
    CAMBADA DE HIPÓCRITAS….

  16. 16 Mustafé 14/05/2009 às 9:02 PM

    Parabens aos políticos que estão separando os animais domésticos dos silvestres. Para esses animais deverá ser feito uma regulamentação para cada tipo de cultura, lazer, divertimentos e competições, sempre visando a conservação e o aprimoramento genético de cada espécie com suas caracteristicas e tendencias naturais.
    REGULAMENTAR É DEMOCRACIA, PROIBIR É DITADURA.

  17. 17 O Time do Tigor 16/05/2009 às 1:24 AM

    O Time do Tigor também está na campanha pela manutenção do Artigo 32 da Lei 9605!

    Muito obrigada pelo seu post claro e por se preocupar com os animais.

    Abraços,

    O Time do Tigor

  18. 18 Antonio Farias Gouveia 16/05/2009 às 1:16 PM

    Parabéns aos senhores deputados pela sua coragem por aprovarem o PL4548/98.
    Isso vai trazer um grande benefício para o povo brasileiro. O PL4548/98 vai trazer mais de 5 milhões de empregos. O nosso povo precisa de trabalho, principalmente neste momento de crise que estamos vivendo. O PL4548/98 vai trazer os direitos do nosso povo que gostam de trabalhar e poderão vão sair para as festas de tradições e costumes com segurança por todo o Brasil.
    O PL4548/98 é o direito indiretamente de todas essas tradições que fazem parte de toda história desse país e do mundo. E principalmente nas regiões do interior do Brasil.
    O PL4548/98 é um projeto que vai dar certamente alimentos na mesa de muitas pessoas que vivem sofrendo em estado de miséria neste país tão rico.
    O PL4548/98 deveria ser mais divulgada para nosso povo, porque a maioria das pessoas não tem acesso a internet. Seria melhor que fosse divulgado nas rádios e televisões do Brasil, principalmente em horários dos partidos políticos.
    Quero mais uma vez parabenizar à todos os deputados que aceitaram o PL4548/98 com tanta sinceridade. Dessa forma, vocês mostraram ao nosso povo que estão trabalhando para o crescimento desse país.
    Muito Obrigado à todos os deputados e ao grande homem que lançou o PL4548/98 pensando em nosso povo.

    Antonio Farias Gouveia,
    Campina Grande/PB,
    af.gouveia@hotmail.com

  19. 19 O Time do Tigor 16/05/2009 às 3:50 PM

    Antônio,

    Permitir maus tratos não vai trazer emprego. Permitir maus tratos não vai alimentar o povo. Educação, pesquisa e inovação tecnológica é que trazem empregos duradouros e uma economia estável.

    No mundo inteiro, está se diminuindo o consumo de carne, couro e produtos derivados de animais. Você está propondo um modelo desatualizado de economia. Não está lendo nos jornais que grandes empresas do setor estão tendo que se “enxugar” porque não há mercado para comprar seus produtos?

    O valor “vida” é maior que o valor “tradição” que você está apregoando. Coloque um valor do lado do outro, pese e veja a besteira que você está falando. Eu não quero perto de mim gente que dá mais importância ao valor tradição do que ao valor vida. Você quer?

    Atenciosamente,

    Taimi Haensel
    O Time do Tigor

  20. 20 CANGA 16/05/2009 às 7:04 PM

    1. A garantia constitucional das manifestações culturais existe exatamente porque as práticas culturais envolvem tradições, valores diversos. As questões culturais são, em todo o mundo, motivo de muitas discordias e, normalmente, as maiorias tentam banir as minorias. Foi assim com as práticas religiosas fora da Igreja Católica. Por isso as manifestações culturais precisam ser garantidas pelo Estado. Se não houvesse divergencia e perseguição não haveria necessidade desse direito constar na Constituição.(escrito por André)

    2.Por que será que houve uma maior propagação, uma maior ênfase ao “ ÓDIO ZOOLÓGICO”contra nossos animais e contra as práticas esportivas com animais no Brasil, ultimamente? Nada acontece por acaso não. Inocentes somos nós. Leiam a Folha de São Paulo do dia 26/11/2008, folha A3, “Quem tem medo da CPI das ONGs?”: As Organizações não Governamentais receberam em 6 anos, a quantia de aproximadamente 34 bilhões de reais. Agora pasmem: “somente as organizações que se dedicam a causas ambientais e de defesa dos animais, receberam, segundo o IBGE, com aumento de mais de 60%, MAIS DE 3 VEZES DO QUE RECEBERAM AS ÁREAS COMO SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL. Somente na região da Amazônia existem mais de 100.000 entidades, muitas delas estrangeiras, e ainda, não se sabe, na realidade, o total de ONGs no Brasil. Não podemos generalizar, é claro, porque existem muitas ONGs sérias e merecedoras de todo respeito, mas cabe a pergunta? A propagação desse “ódio” contra as práticas culturais enraizadas nassa história não seria uma maneira de justificar o recebimento de toda essa grana? Querem mostrar serviço?

  21. 21 O Time do Tigor 16/05/2009 às 7:22 PM

    Canga,

    A tutela do Estado sobre os animais também é direito constitucional. Sopese os valores vida vs. manifestação cultural.

    A grande maioria das ONGs de proteção animal que conhecemos não recebe qualquer centavo do poder público.

    E você, está com raiva dos animais por quê?

  22. 22 Beijamim Pereira dos Santos 16/05/2009 às 7:53 PM

    Eu sou afavor este projeto 4548/98 eu tenho um filho que a mais de 10 anos trabalha com rodeios porque estes polidicos não vai cuidar dos ceiminossos do pais estes traficantes que fica na porta das escolas vendedo a sua porcaria enfluenciando os nossos filhos istu estes politicos não fam tentar acabar ue tenho 69 anos de idade e nunca matei e nen roubei mas eu sei porque este Brasil esta assis

    viva este projeto 4548/98

  23. 23 izolina ribeiro 16/05/2009 às 9:39 PM

    Srs. defensores dos maus tratos aos animais. Com tanta gente defendendo o PL4548 nesse blog, fica configurada a certeza de que tem muita gente vivendo às custas dos bichos nesse país. Esses depoimentos que estão fazendo na defesa desse PL prova por a mais b, que a retirada do art. 32 da lei 9605 não tem nada a ver com a preservação de cultura e das tradições. Na verdade voces defendem é o direito de espancar, mutilar, trucidar, traficar, e arrebentar os animais, usando como desculpa geração de empregos e diversão para esse povo de pouca inteligencia que costuma frequentar os eventos em que animais são utilizados em benefício de um bando de gente que não está a fim de trabalhar isso sim.
    Quando dizem que as ongs que combatem os maus tratos, o abandono ou a extinção dos animais, são formadas por corruptos, fiquem sabendo que muitas delas existem na proteção animal e ambiental graças à recursos próprios ou da iniciativa privada. Bem diferente de políticos que querem criar leis inconstitucionais como essa. Bem diferente de marmanjos que vivem às custas de animais indefesos. Vão trabalhar de verdade e deixem de dizer que isso é defender tradições. Voces estão defendendo é o direito de se fazer corpo mole. E ainda por cima esquecem que também são animais, não são nem mineral nem vegetal.

    Vejam abaixo os direitos dos animais e comecem a procurar um emprego de verdade!!!

    Direitos Universais dos Animais

    1 – Todos os animais têm o mesmo direito à vida.

    2 – Todos os animais têm direito ao respeito e à protecção do homem.
    3 – Nenhum animal deve ser maltratado.
    4 – Todos os animais selvagens têm o direito de viver livres no seu habitat.
    5 – O animal que o homem escolher para companheiro não deve ser nunca ser abandonado.
    6 – Nenhum animal deve ser usado em experiências que lhe causem dor.
    7 – Todo ato que põe em risco a vida de um animal é um crime contra a vida.
    8 – A poluição e a destruição do meio ambiente são considerados crimes contra os animais.
    9 – Os direitos dos animais devem ser defendidos por lei.
    10 – O homem deve ser educado desde a infância para observar, respeitar e compreender os animais.

  24. 24 Renata Edvânia 17/05/2009 às 10:33 AM

    Quero parabenizar a todos os deputados que aceitarem que o PL4548/98 fosse aceito.
    Além do mais, o PL4548/98 protege as manifestaçoes de cultura popular que envolvam a participação de animais domésticos, lembrando que tudo isso, envolve milhares de trabalhadores que dependem dessa lei para continuarem a trabalhar.
    Por fim, agradeço em nome de todos, aos deputados que aceitarem o PL4548/98.

    Campina Grande/PB

  25. 25 Cleiton Herbert 17/05/2009 às 10:37 AM

    Senhores deputados, estou muito feliz em acreditar nos senhores por estarem coo o nosso povo. De bom senso, por aprovarem o PL4548/98, trazendo um grande beneficio para o povo do nosso país. Prestem atenção senhores deputados que fazem a lei do nosso país, 179 milhões de brasileiros gostam de suas tradições e costumes de cada região do Brasil. Os ambientalistas que são contra o PL4548/98, olhem para os nossos rios do nosso país que estão todos contaminados com todo tipo de agrotóxicos e metais. Isso faz com que morram todos os animais e aves da flora brasileira. Quando os senhores parlamentares aprovarem o PL4548/98, isso vai trazer muito emprego ao nosso povo. Os direitos do nosso povo não podem acabar. Obrigado senhores parlamentares pela confiança que o povo brasileiro tem com vocês. Cleiton Herbert Costa Gouveia Campina Grande – Paraiba

  26. 26 izolina ribeiro 17/05/2009 às 10:27 PM

    Protetores atenção!!!!!

    Abaixo encaminho e-mail com texto de Geuza Leitão – Advogada e Presidente da UIPA.
    Quem tiver contatos com pessoas ligadas a midia (TV/radio/jornal,jornal de bairro) transmitam a eles e os façam conhecer esta horrivel possibilidade, conversem, argumentem e mostrem a eles que precisamos conseir espaço nestas midias para que mais brasileiros possam manifestar-se contrariamente a este PL.
    Não podemos parar agora.
    Perdemos uma batalha com o arquivamento do recurso 260/2009 do Dep. Ricardo Tripoli,
    POREM SE NOS UNIRMOS E DERMOS VOZ A MAIS E MAIS PESSOAS QUE SE IMPORTAM COM OS ANIMAIS E QUE DESCONHECEM ESTE PL, COM CERTEZA SAIREMOS VITORIOSOS DESTA GUERRA.
    Abs,

    Roberta Palmari
    Esquadrão Pet
    ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
    De: “geuzaleitao” geuzaleitao@bol.com.br

    Para: clara de abreu

    Cópia:

    Data: Sat, 16 May 2009 17:40:41 -0300

    Assunto: ENCAMINHE PARA TODOS

    PL Nº. 4548/98: LEGALIZAÇÃO DA CRUELDADE

    A supressão das palavras “domésticos e domesticados” do Art. 32 da Lei de Crimes Ambientais (Lei nº. 9605, de 12.02.1998), proposta pelo ex-deputado José Thomaz Nonô, através do Projeto de Lei nº. 4548/98, é ponto altamente positivo para todos os criminosos ambientais (e seus defensores) que se locupletam explorando os animais. Irão “atingir orgasmos” e faturar muito com rodeios, vaquejadas, farra do boi, briga de galo, canário, pit bull etc. Será a legalização da crueldade animal – tudo o que eles querem.

    Há extrema necessidade de todos os ecologistas e pessoas de bem se mobilizarem e protestarem de todas as formas possíveis através de rádio, jornal, televisão, e-mail, faixa, cartaz, palestra ou telefonando para o Senado (0800-619619).

    A nossa omissão, covardia, (arraigadas na cultura brasileira), será a vitória dessas pessoas que não tem compromisso com a ecologia e respeito aos animais, incluindo-se aí, policiais que recebem para defender a fauna mas que camufladamente acobertam o tráfico; padres que pregam a Deus, Cristo, bíblia e ao mesmo tempo apóiam rodeios e benzem vaquejadas.

    Temos esperança de que a mídia abrace essa justa causa e saia em defesa dos animais, que não tem voz para se defender. Sancionado tal PL, será um terrível retrocesso ecológico, cultural, social, jurídico e humanitário.

  27. 27 Esquadrão Pet 17/05/2009 às 11:58 PM

    O ESQUADRÃO PET É EXPRESSAMENTE CONTRA O PL 4548/98 PORTANTO, DAMOS ANDAMENTO A CAMPANHA:

    ESPALHE QUEM SÃO OS POLÍTICOS QUE VOTARAM CONTRA OS ANIMAIS

    NÃO REELEJA QUEM NÃO SE IMPORTA COM OS ANIMAIS.
    NOMES ABAIXO:
    Dep. Fed. Jose Thomaz Nono, do PFL de Alagoas – Autor do PL 4.548/98 que
    RETIRA proteção aos animais domésticos e domesticados, da Lei de crimes
    ambientais.

    *Esperidião Amin – Governador de Santa Catarina – Vem violando frontalmente
    a decisão do Supremo Tribunal Federal ( STF), que proíbe a Farra do Boi. Faz
    vistas grossas porque políticos da região dão bois para os farristas, em
    troca de votos. A farra do boi é uma das formas mais violentas e cruéis de
    tortura.

    *Deputado Antonio Ebling PL 4790/98 – pretende isentar das penalidades do
    artigo 32 as atividades culturais, recreativas e desportivas, segundo ele,
    como briga-de-galo, tiro-ao-pombo, etc.

    *Deputado Ronaldo Vasconcellos (PFL/MG) PL 1695/99 – pretende liberar a caça
    amadora e de subsistência em todo o país.

    *Deputado Adelor Vieira (PFL) – apresentou projeto de lei pra derrubar a
    decisão do STF, regulamentando a Farra do Boi (inconstitucionalmente).

    *Deputado Moacir Micheletto (PMDB-PR) – autor de projeto de Lei que atenta
    contra as reservas legais da Amazônia, que podem ser reduzidas de 80% para
    50%,podendo chegar a apenas 20% na elaboração do zoneamento
    ecológico-econômico.

    *Dep. Xico Graziano – Relator do PROJETO DE LEI Nº 4.495-A/98, do Deputado
    Jair Meneguelli. Deu parecer FAVORÁVEL, defende os rodeios e chama de
    ignorantes os que defendem os animais.

    *Deputado Roberto Pessoa -(PFL – CE) PROJETO DE LEI 167/99 – Considera a
    vaquejada como prática desportiva formal.

    *Deputado Paulo Lima (PFL – SP) PL 249/99 – Considera prática desportiva
    formal o rodeio completo.

    *Dep. Milton Monti (PMDB – SP) PL. 388/99 – Regulamenta a realização de
    rodeios e similares e dá outras providências correlatas.

    *Dep. JAIR MENEGUELLI (PT – SP) PL. 3456/97 – Institui normas gerais
    relativas a atividade de peão de rodeio.

    *Ex Ministro dos Esportes, Rafael Grecca – A favor da regulamentação da
    profissão de peões como atletas.

    *Senador Roberto Freire – ficou famoso entre os defensores dos animais após
    ter a seguinte frase publicada: “Detesto cachorros. Por mim, exterminaria
    todos” (PPS-PE).

    *Governador Jayme Lerner, do Paraná – Legalizou a caça no seu estado,
    sancionando o projeto de lei de número 12.603, de autoria do Deputado
    Estadual Aníbal Khoury (já falecido), apoiando os lobbistas fabricantes de
    armas na região Sul do Brasil.

    *Victor Hugo Ribeiro Burko, Prefeito de Guarapuava , Paraná – Instituiu 1º
    FESTIVAL DE CAÇA E CARNES EXÓTICAS DE ANIMAIS SILVESTRES DE GUARAPUAVA.Apoiou o projeto de lei que legalizou a caça no Paraná, do
    falecido Dep. Anybal Coury.

    *Deputado Estadual Sivuca do Rio de Janeiro Lei 3.207/99 (não foi
    regulamentada) proíbe permanência de animais ferozes em locais públicos,
    sendo que os animais ferozes desta Lei são cães que podem ser de pequeno,
    médio e grande porte que tem índole de fera e o animal deverá ser apreendido
    por órgão competente. (detalhe: os animais ferozes, para ele, são quaisquer
    cães que latem e/ou mordem quando provocados)

    *Vereador Gilberto Palmares (RJ) – projeto de lei 8555/98 que proíbe a
    criação e circulação de pit-bulls. Todos os pit-bulls seriam levados para
    acautelamento e lá permaneceriam até o fim da vida.

    *Vereador Gerson Bergher (Thereza Bergher – sua esposa – “prefeitinha” de
    Copacabana ) – retira animais dos mendigos e chama a carrocinha (detalhe:
    nunca fizeram nada para ajudar os mendigos)

    *Leila Malwee ( Leila do Flamengo ) – perseguia e chamava carrocinha para os
    gatos do Parque do Flamengo. Elaborou o projeto de lei 1441/99 que
    determinava o extermínio dos pit-bulls e rotweillers e proibia que andassem
    na rua, mesmo na coleira.

    VEREADORA EDNA FLOR (ARAÇATUBA – SP) É A PRESIDENTE DA CÂMARA , QUER MATAR TODOS OS CACHORROS ERRANTES

    Retiraram assinatura do recurso 260/2009 que visava defender os animais domésticos e domesticados contra o PL 4548/98:
    Dep. Regis de Oliveira (PSC-SP)
    Dep. Jô Moraes
    Dep Zenaldo Coutinho
    Dep Waldir Neves
    Dep Vanessa Grazziotin
    Dep Sergio Petecão
    Dep Mauricio Quintella Lessa
    Dep Luiz Bittencourt
    Dep Marcio Junqueira
    Dep Luciano Pizzatto
    Dep Jorginho Maluly
    Dep Fernando Coruja
    Dep Fernando Chucre
    Dep Eduardo Sciarra
    Dep Devanir Ribeiro
    Dep Claudio Cajado
    Dep Carlos Alberto Lereia
    Dep Candido Vacarezza
    Dep Arnaldo faria de Sá
    Dep Arnaldo Jardim

  28. 28 AMC 18/05/2009 às 7:36 AM

    Que blz essa lista dos terroristas, daqui uns dias vai ter ali 500 nomes de deputados e todos estarão contra o ecoterrorismo extrangeiro que foi implatando no Brasil visando somente o lucro fácil e a robalheira as custas do povo humilde Brasileiro.
    Pode ter certeza, toda lista de autoridades que é exposta na mídia é retransmitida às partes envolvidas para que providencias sejam tomadas.

  29. 29 isabel carballo 18/05/2009 às 11:50 AM

    Tradições podem ter valores positivos ou negativos, cabe a cada povo manter a sua identidade com aqueles valores que enriquecem sua história e mudar aqueles que mancham o sentido de humanidade.
    Em todos os países que se dizem civilizados, a tendência é mudar tradicões que praticam a crueldade gratuita contra qualquer ser vivente.
    Practicar abuso ou crueldade contra qualquer animal é e devera seguir sendo crime!!!!!

    Isabel

  30. 30 yoyoheller 18/05/2009 às 2:52 PM

    Se fossemos seguir a tal”tradição” deveriamos colocar os peões lutando com os leões É tradição, uai!
    E ,tambem usar tacape e morar nas cavernas!

    Chega de abusar dos animais INDEFESOS
    Eu prefiro a companhia de Da Vinci do que a dos gigolos de animais!

    . Haverá u8m dia em que um crime contra um animal erá um crime contra toda humanidade” Leonardo Da Vinci

  31. 31 Phedra 18/05/2009 às 6:40 PM

    eu já encaminhei carta aos deputados, acho que devemos procurar imprensa, fazer uma petição….estou vendo MUITA pouca gente se mexer…essa é que é a verdade….infelizmente

  32. 32 Phedra 18/05/2009 às 6:48 PM

    esqueci de dizer também que estes POUCOS que são contra, querem parecer ser MUITOS….mas não são! É falta do que fazer é isso…tomam o nosso tempo com discussões inócuas, sendo que nem a lingua portuguesa essas pessoas dominam. Vamos ganhar e ponto final!!! O crime não vai vencer. Somos contra os criminosos. Lugar de criminoso é na cadeia!!! Vamos lutar para fazer com que os CRIMES cometidos contra QUALQUER ANIMAL NESTE PAIS, animais domesticos, ou não, sofram sanções severas. Cadeia para os criminosos…..”enquanto os cães ladram, a caravana passa”….belo trocadilho…é isso aí!!

  33. 33 CANGA 18/05/2009 às 11:00 PM

    O ESQUADRÃO PET QUER “ESPERTAMENTE” SEPARAR AS PESSOAS EM DOIS GRUPOS:
    1) ELES: OS “SANTOS”, “OS PUROS”, OS DEFENSORES DOS ANIMAIS E
    2) OS OUTROS: OS MAUS,OS DIABÓLICOS, OS QUE MAU-TRATAM OS ANIMAIS.
    SALVO RARÍSSIMAS EXCESSÕES, NENHUMA PESSOA DE BEM, UMA PESSOA NORMAL PRATICA QUALQUER ATO DE MALDADE CONTRA OS ANIMAIS, AINDA MAIS, PESSOAS QUE CONVIVEM DIARIAMENTE COM ESSAS CRIATURAS.
    NÃO EXISTE ESSA SEPARAÇÃO:TODOS NÓS AMAMOS,RESPEITAMOS,E
    MAIS IMPORTANTE DE TUDO: CONTRIBUIMOS DECISIVAMENTE PARA A PERPETUAÇÃO DA ESPÉCIE.

    “SE NÓS RETIRARMOS O DIREITO DAS PESSOAS SEREM FELIZES, NEM CONTRATANDO UM BILHÃO DE POLICIAIS RESOLVERÍAMOS O GRANDE PROBLEMA DA VIOLÊNCIA NO BRASIL”.
    OBS: QUE COISA FEIA ESSA, DE CRITICAR AS PESSOAS PORQUE REDIGIRAM NÃO TÃO BEM, A COLOCAREM SUAS IDÉIAS. ACHO ISSO FALTA DE RESPEITO. O MESMO DIREITO QUE VC TEM ELAS TAMBÉM TÊM.

  34. 34 CANGA 18/05/2009 às 11:34 PM

    QUEM NÃO RESPEITA UM SER HUMANO, BASEADO NA PARCA ALEGAÇÃO DE QUE ESSA PESSOA NÃO DOMINA O PORTUGUÊS, NÃO É DIGNA DE NENHUM CRÉDITO QDO SE AUTO INTITULA DEFENSORA DOS ANIMAIS.
    EU NÃO CONFIARIA EM DEIXAR MEU CACHORRO COM ESSA PESSOA, NEM POR UM MINUTO.

  35. 35 Esquadrão Pet 18/05/2009 às 11:53 PM

    BOM, PRO PESSOAL AI DE CIMA QUE APOIA O PL 4548/98, O ESQUADRÃO PET RESOLVEU TECER ALGUNS COMENTARIOS QUE ESTÃO LOGO ABAIXO DESTA BREVE INTRODUÇÃO.

    EM PRIMEIRO LUGAR, GOSTEM VOCES OU NÃO, AS LEIS EXISTEM PARA SEREM CUMPRIDAS. ISTO VALE PARA CRIMINOSOS, TRAFICANTES, CORRUPTOS, LADRÕES, NEGOCIOS, TRANSAÇÕES COMERCIAIS, CASAMENTOS, SEPARAÇÕES, ETC ETC. E TAMBEM PARA OS ANIMAIS, E A DEFESA DELES ESTA EXPPRESSAMENTE REDIGIDA NA NOSSA
    CONSTITUIÇÃO. PORTANTO, ESTE PL É INDISCUTIVELMENTE INCONSTITUCIONAL. PONTO FINAL.

    CONSIDERAÇÕES:

    PARA OS QUE NÃO SABEM, A TRADIÇÃO E CULTURA SÃO O CONJUNTO DOS CONHECIMENTOS QUE ADQUIRIMOS ATRAVES DE ESTUDO E DA LEITURA. E, MESMO QUE VOCÊS AFIRMEM QUE A VAQUEJADA/FARRA DO BOI / RODEIOS/ RINHAS E ETC.., SEJAM PARTE DA HISTORIA DE ALGUMAS REGIÕES DO BRASIL, CONSIDERAMOS QUE TRADIÇÕES CULTURAIS QUE SE BASEIAM EM INFRINGIR DANOS E SOFRIMENTO A OUTROS SERES, SÃO ABSOLUTAMENTE ABOMINAVEIS E SÓ PODEM SER VISTAS COMO UMA DEFORMACÃO CULTURAL E NÃO COMO UMA FONTE DE REAL CRESCIMENTO HUMANO.
    A CULTURA CONSTRUIDA SOBRE: A VIOLÊNCIA; A DESTRUIÇÃO E A TORTURA VÃO CONTRA OS PRINCÍPIOS MAIS ELEMENTARES DA CONVIVÊNCIA PACÍFICA,
    DA MULTICULTURALIDADE, E DA CULTURA DA PAZ QUE PROMOVEM AS SUCESSIVAS AMPLIAÇÕES DOS DIREITOS HUMANOS. SABEMOS QUE EXISTEM DIVERSOS ESTUDOS PSICOLOGICOS QUE CORRELACIONAM A VIOLÊNCIA CONTRA OS ANIMAIS, COM A VIOLÊNCIA CONTRA AS PESSOAS.
    SE LUTAMOS PELA DEMOCRACIA, E POR VALORES ÉTICOS, NÃO PODEMOS ESQUECER QUE A CULTURA DA PAZ REQUER FORTES BASES: ELA DEVE SER PRATICADA REALMENTE E ENSINADA DESDE A INFÂNCIA. E, AS TRADIÇÕES OU FESTAS QUE TORTURAM E MALTRATAM UM ANIMAL, SÓ MANISFESTAM PRINCIPIOS RETROGRADOS E AMORAIS.
    SE COMO ADULTOS TOLERARMOS E ARGUMENTARMOS A FAVOR DESTES PRINCIPIOS RETROGRADOS, FOMENTANDO A VIOLÊNCIA, COMO PODEREMOS NOS MANIFESTAR CONTRARIOS QUANDO NOS DEPARARMOS COM OUTROS CASOS DE VIOLÊNCIA CONTRA OS DA NOSSA ESPÉCIE??? NÃO SOMOS OS DONOS DO PLANETA E ELE É FORMADO PELO CONJUNTO DE SERES QUE O HABITAM, COM O MESMO E ABSOLUTO DIREITO A VIDA.

    OS MAUS TRATOS A ANIMAIS SO PODEM SER CONSIDERADOS TRADIÇÃO CULTURAL PARA AS PESSOAS QUE OS PRATICAM, E NÃO PELA TOTALIDADE DE PESSOAS QUE FORMAM CADA CIDADE OU ESTADO. PORQUE MESMO NOS ESTADOS ONDE EXISTE ESTA AFIRMAÇÃO DE TRADIÇÃO CULTURAL, A GRANDE MAIORIA DE PESSOAS É CONTRA ELA.
    A DEFINIÇÃO SOCIAL DE TRADIÇÃO CULTURAL QUE VOCÊS QUE APOIAM O PL 4548/98 USAM PARA DEFENDER O DESENVOLVIMENTO DA CULTURA NACIONAL, DEVERIA OBRIGATORIAMENTE IMPLICAR NO PROGRESSO INTELECTUAL E SOCIAL DO HOMEM, DA COLETIVIDADE E POR EXTENSÃO DA HUMANIDADE.E, DE NENHUMA MANEIRA MAUS TRATOS A ANIMAIS PODEM SER VISTOS COMO PROGRESSO INTELECTUAL, SOCIAL E DA HUMANIDADE.
    E, AOS OLHOS DA MAIOR PARTE DA HUMANIDADE, SÃO UMA VERGONHA PARA OS PAÍSES QUE AS PRATICAM.

    E AOS DESAVISADOS, SAIBAM QUE O ESQUADRÃO PET É UM GRUPO FORMADO POR PESSOAS QUE FAZEM PARTE TAMBÉM DE DIVERSOS PROGRAMAS E ENTIDADES QUE DEFENDEM OS DIREITOS DE MULTIPLAS CAUSAS.INCLUINDO-SE AI O DIREITO DOS ANIMAIS COMO SERES REALMENTE RELEVANTES PARA O PLANETA E MEIO AMBIENTE.

    PORTANTO, COMO A MAIORIA DE VOCES QUE APOIA O PL 4548/98 PARECE SER DAS REGIÕES ONDE SEMPRE IMPEROU O CORONELISMO, A TROCA DE VOTOS, O FAVORECIMENTO POLÍTICO, LEVANTEM O TRASEIRO DO BANQUINHO E VÃO TRABALHAR DE VERDADE. NÃO CAMUFLEM A SUA DESCULPA USANDO O TERMO TRADIÇÃO CULTURAL E INFRINGINDO MAUS TRATOS AOS ANIMAIS QUE NÃO TEM COMO SE DEFENDER. COLOQUEM OS SEUS FILHOS, MULHERES, PAIS, IRMÃOS E PARENTES NAS ARENAS DE SUAS TRADIÇÕES CULTURAIS , VENDAM INGRESSOS E ENCHAM AS ARENAS DE PAGANTES, QUE SE DELEITARÃO COM A BARBÁRIE DA ÉPOCA DOS GLADIADORES ROMANOS. AÍ SIM, QUEREMOS VER VOCÊS APOIANDO A TRADIÇÃO CULTURAL.
    MESMO PORQUE, PREGAR HOMENS A CRUZ E APEDREJA-LOS, TAMBÉM JA FI MUITO PRATICADO HA MAIS DE 2.000 ANOS ATRAS.

    SENDO ASSIM,O ESQUADRÃO PET ENCERRA AS DISCUSSÕES SOBRE ESTE ASSUNTO NESTE BLOG.

    P.S.: SR CANGA, NÃO DISTORÇA O POSICIONAMENTO DO ESQUADÃO PET. NÃO ESTAMOS ACIMA DO BEM OU DO MAL. NÃO CONTRIBUIMOS COM A FALSA MORAL E NEM SOMOS PARTIDÁRIOS DA FALSA DICOTOMIA QUE O SR PRETENDE NOS ATRIBUIR.

  36. 36 O Time do Tigor 19/05/2009 às 12:24 AM

    Coloca nome e sobrenome nos teus próximos posts, Seu Canga.

    Se você defende a cultura, comece por defender a língua do seu país. Isso, sim, gera empregos.

  37. 37 Érica Samara 19/05/2009 às 3:17 PM

    oi pessoal, eu estou aqui pra apoiar vocês nesta luta!!!
    pois eu acho um absurdo os animais serem mal tratados,mutilados e torturados
    por pessoas como nós seres humanos,que temos como se defender!!!E eles como podem se defender em???
    eu pergunto a você que gosta de torturar esses lindos animais…

    Eu acho tão lindo quando chego em casa e meus 4 cachorros ficam animados ao me ver…pulam…latem…correm…esses são meus bebes…

  38. 38 Fernanda 21/05/2009 às 12:06 AM

    Depender dos animais para viver = ter liberdade para torturá–los? O que é isso?

    O PL 4548/98 é um retrocesso para a cultura brasileira.

    A cultura de qualquer país deve evoluir, o que é tradicional não é necessariamente correto. Como disse Isabel Carballo: “Tradições podem ter valores positivos ou negativos, cabe a cada povo manter a sua identidade com aqueles valores que enriquecem sua história e mudar aqueles que mancham o sentido de humanidade.”

    Ninguém aqui quer suprimir a diversão do povo brasileiro. Só rejeita-se a diversão a qualquer custo, em detrimento da dignidade e saúde de um animal que nada fez para ser maltratado.

    Ora, há muitas formas de incentivar o desenvolvimento cultural e oferecer recreação à população de forma saudável, mas nossos legisladores preferem a maneira mais fácil, barata e populista de agir, deixando os animais à mercê de um hedonismo sádico do ser humano.

  39. 39 AMC 21/05/2009 às 8:30 AM

    A lei 4548/98 não é para defender maus tratos, as pessoas se agarram a isso, pois é a única chance de tentar derruba-la.
    Esta lei esta causando pânico nos terroristas, pois poderá acabar com a mamata fácil de vários grupos aproveitadores de proteção de animais que existe hoje no nosso Brasil e que de certa forma sufocou o trabalho bem feito e honesto de alguns outros grupos sérios.
    A lei 4548/98 é uma manifestação popular e corrigira um grande erro de interpretação judicial dos últimos 11 anos onde vários pais de família e pessoas de bem foram impedidos de fazer vários afazeres domésticos em suas Fazendas.
    Como fazendeiro que sou digo que faremos de tudo para que essa lei passe e com isso daremos um basta ao abuso de poder que foi dado aos terroristas. Precisamos tirar o poder que foi dado aos policiais ambientais que visitam nossa propriedade e se transformam em temores quando são vistos pois qualquer coisa agora é motivo de ser levado preso.
    Alguns exemplos dos abusos que os ecos-terroristas querem para o nosso Brasil.

    * Será proibido mocha ou castrar animais nas propriedades salvo com a presença de veterinários e anestesias (isto torna a operação mais cara do que o valor do animal).
    * Será proibido o uso de carroças e carros de bois nas propriedades rurais.
    * Será proibido a pratica de cavalgadas.
    * Será proibido a pratica de criação de peixes em propriedades rurais.

    Se não dermos um basta nesse povo, um dia irão proibir de tirarmos leite e produzir carne.

    A união dos Fazendeiros e pequenos produtores rurais avisa que irão dar todo o apoio necessário aos políticos que assim julgarem a necessidade da aprovação da lei 4548/98.

  40. 40 Fernanda 21/05/2009 às 11:32 AM

    Sr AMC,
    Com todo respeito, mas descordo totalmente de sua opinião.

    Quanto aos dados do IBGE,o número de organizações não-governamentais voltadas à preservação do meio ambiente e aos direitos dos animais cresceu 61% no país. O que não quer dizer que estes 61% receba ajuda governamental.Os próprios técnicos da pesquisa disseram: “Isso pode estar refletindo a preocupação mundial com este tema”.

    O povo brasileiro repugna atos de maus tratos a animais e a falta de respeito com o meio ambiente, e está demonstrando isto.

    Não temo a CPI das ONGS, porque esta só ajudará a validar o trabalho honesto de pessoas da sociedade que lutam verdadeiramente por um mundo melhor. Quanto alguém diz que o trabalho de ongs ambientais em sua maioria é desonesto(sem provas), para mim está tentando coibir a ação da população civil. Não estamos em uma ditadura, a população pode e deve se associar para lutar pelo que acredita, se estiver fazendo isso de forma legal e hosneta.

    Trabalho em prol dos animais seriamente, não recebo NENHUMA ajuda do governo, pelo contrário, tiro do meu bolso, do meu sustento os recursos para ajudar animais abandonados e maltratados. E digo mais, conheço centenas de protetores que fazem o mesmo.Portanto, NÃO há uma maioria aproveitadora e fundamentalista, não são apenas “algumas” pessoas sérias, e sim a maioria.

    Quanto ao artigo 32º da Lei nº 9.605 não deveria preocupar fazendeiros pois apenas proíbe os ato de abuso, os maus-tratos, ferir ou mutilar animais.Ora, o fazendeiro que desempenha seu trabalho de forma digna, não precisa fazer nada disso para garantir lucro, a não ser que queira lucro fácil, o que acredito que NÃO é o pensamento dos fazendeiros sérios, que a cada dia encontram formas mais respeitosas e eficientes de lidar com animais.

    Ao suprimir o artigo 32º da Lei nº 9605 a justiça punirá de forma excessivamente branda pessoas que mautratam deliberadamente animais. Ou seja, os animais estarão desprotegidos, sujeitos a todo tipo de abusos.

  41. 41 Fernanda 21/05/2009 às 12:37 PM

    correção do meu post anterior: ao suprimir as palavras “animais domésticos e domesticados” do artigo 32º da lei 9605 a justiça agirá de forma excessivamente branda com pessoas que maltratam deliberadamente animais. Ou seja, os animais estarão desprotegidos…

  42. 42 AMC 21/05/2009 às 1:26 PM

    Não quero aqui ficar discutindo, principalmente pq não vai me levar a lugar algum.
    Eu já fui e sou diretor de vários orgãos ligados a Agricultura, portanto eu sei muito bem do que estou dizendo.
    Os Fazendeiros mais esclarecidos não estão satisfeitos com tudo isso aí que esta em pratica.

    Os animais domesticos continuarão protegidos, caso a lei 9.605/98 sofra a alteração imediatamente a Lei nº. 3.688 passa a valer que diz;

    Art. 64. Tratar animal com crueldade ou submetê-lo a trabalho excessivo:
    Pena – prisão simples, de dez dias a um mês, ou multa.
    § 1º Na mesma pena incorre aquele que, embora para fins didáticos ou científicos, realiza em lugar público ou exposto ao publico, experiência dolorosa ou cruel em animal vivo.
    § 2º Aplica-se a pena com aumento de metade, se o animal é submetido a trabalho excessivo ou tratado com crueldade, em exibição ou espetáculo público.

    A lei 9.605/98 puni várias camadas da sociedade e é contra isso que estamos lutando.
    Várias propostas serão discutidas em breve.

    O grupo BAND apoia mudanças nas leis ambientais, eles estão a favor da Cultura e da Agricultura do nosso Brasil.

  43. 43 Fernanda 21/05/2009 às 4:40 PM

    SR, AMC
    Não é verdade

    O artigo 32 da lei de crimes ambientais revogou art. 64 do Decreto Lei nº. 3.688/1941, pois a matéria foi regulada novamente.

    Portanto, ao revogar o mencionado artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais, o famigerado projeto do deputado Thomas Nono deixa os animais SEM QUALQUER PROTEÇÃO, pois o direito brasileiro não comporta repristinação automática, isto é, a lei anteriormente revogada não volta a valer automaticamente.

  44. 44 AMC 21/05/2009 às 4:51 PM

    Achei que não ia mais entrar no merito da questão mas não tem jeito, vejo que voce é uma pessoa educada e merece respeito.
    Por favor, marque uma reunião com o relator do projeto ele te explicara que voce esta errada, antes de pedir a a provação do PL essas questões foram levantadas.
    Os animais continuaram protegidos, isto é fato.

  45. 45 Vanessa Oliveira 21/05/2009 às 9:30 PM

    Sou totalmente contra esse Projeto de Lei para excluir o artigo 32, e vou fazer a minha parte, estou divulgando pelo orkut o site: http://www.petitiononline.com/artigo32/petition.html
    que fora postado aqui e estou pedindo a colaboração do pessoal para assinarem e ajudarem a divulgar.

  46. 46 Fernanda 22/05/2009 às 8:14 PM

    É isso mesmo sr AMC.

    Além disso o PL 4548/98 é inconstitucional, pois nossa constituição proíbe maus tratos a qualquer animal, sem distinção. Todos os animais: silvestres, domésticos e domesticados e exóticos devem ser igualmente protegidos.

    Se com a existência da lei de crimes ambientais já é difícil alguém sofrer as consequências legais por praticar maus tratos a um animal imagine sem ela?

  47. 47 Nem creio 23/05/2009 às 3:43 PM

    Vcs que aceitam os mal tratos deveriam passar pelas mesmas coisas que esses animais passam. P q vcs não se matam! E deixam os animais que não incomodam ninguem viverem, vcs são a escoria! Só querem aprovar essa maldita lei pra ganhar dinheiro em cima do sofrimento animal. Se não tivesse grana nisso vcs nem iam ligar. Hipócritas!

  48. 48 Alexandre 25/05/2009 às 6:46 AM

    Aos nobres protetores dos animais de um modo geral, vocês devem morar em capitais,prédios, casas cercadas de todo tipo de seguança e etc… Vcs são contra “vaquejada, farra do boi, rinha de galo e etc…” pelo simples motivo de nem saberem ou nunca terem visto ao vivo a cores uma galinha, uma vaca “não devem saber nem quantas tetas tem uma vaca”, uma cabra, um suíno. Isso sim,,, faz parte do folclore brasileiro a mais de 200 anos ou até mais, a briga de galo é de antes do nosso senhor Jesus Cristo. Outrosim tenho plena consciência de que vivemos em um País Democrático, falem o que quiserem e pronto, são seus direitos resguardados pela Constituição. Mas não seria melhor se vocês não se manifestassem contra a Pedofilia, O Estrupo, a redução da Maior Idade. Vamos lutar contra esses canalhas, bandidos, esses sim, sujam nossa dignidade e ferem nossos direitos.

  49. 49 andrade 25/05/2009 às 9:17 PM

    Vamos deixar de hipocrisia a medida 4548/98 è o que existe de melhor para fauna e flora e contra a biopirataria. todo cidadão de bem que conhece o problema de perto e seus conhecimentos não estão (ou não vem da mìdia terceiro PODER deste paìs)bitolados a tudo que se ouve,por ai mais em estudo e pesquisa diz SIIIIMMMM!!!

  50. 50 Tadeu Lima 27/05/2009 às 8:49 PM

    Parabéns aos Deputados que aprovaram o PL.4548/98, pois só assim pode ser mantidos milhares de empregos e lazer ao povo que faz a agropecuária brasileira, que vive no campo cuidando do gado e da lavoura, e que estavam correndo o risco do desemprego indo aumentar o numero de miseráveis na periferia das grandes cidades, muita vezes se tornando delinqüente, induzido por criminosos experientes que os transformam de homens simples do campo, em bandidos, por isso e muitas outras conseqüências desastrosas, meu muito obrigado em nome de milhões de brasileiros, e aos que tiveram coragem de retirar seu nome do recurso 260/2009 criado pelo Dep. Ricardo Trípoli, que tem o apoio do PIG(Partido da Imprensa Golpista), pois vivem tentando confundir a opinião publica a realidade da vida dos animais domésticos não se resume a gatos e cachorros que por sorte deles são de estimação, e deve ser muito bem tratados, e como ficam os que nascem já com prazo para ser abatidos para produzir alimentos, mas não podem ser usado para lazer e manter algumas cultura popular Chega de Hipocrisia, e espero que na hora de votar esse povão se lembre do que tentou fazer esse Dep. Ricardo Trípoli e o ignore nas urnas.

  51. 51 Mônica Viveiro 27/05/2009 às 11:36 PM

    Todas essas pessoas que apoiam a PL 4548/98 porque atribuem a ela melhoria de vida, preservação da cultura, aumento de emprego, etc, devem lembrar que existem outras medidas políticas que beneficiaria todo povo brasileiro, sem ter que mexer com os pobres animais indefesos e inocentes.
    Porque não defender a (PEC)Proposta de Emenda a Constituição para reduzir o número de deputados de 513 para 250.
    O projeto teve o apoio de 279 parlamentares (eram necessários 172 votos para que fosse apresentado. Não passou, por interesses óbvios.
    De novo é o gato tomando conta do peixe.
    Pelo projeto, nenhuma Unidade da Federação poderá ter menos de 4 deputados nem mais de 35.
    Hoje, a menor representação tem 8 e a maior,70.
    Se a PEC passar, haverá corte de 263 deputados e redução de
    gastos, só em despesas com os parlamentares, de R$ 26,3 milhões por mês. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
    Vamos divulgar e apoiar? A idéia é ótima!!!!

  52. 52 Mônica Viveiro 27/05/2009 às 11:54 PM

    Tem mais:
    De acordo com a ONG Transparência Brasil o custo de cada deputado é de R$ 6,6 milhões por ano! E o custo de cada senador é de R$ 33,1 milhões por ano.
    Se a emenda passasse, reduzindo pela metade o número de
    parlamantares, e supondo que isso pudesse ser feito tanto na Câmara quanto no Senado, teriamos uma economia de proximadamente R$ 3,1 BILHÕES DE REAIS!!!
    Isso dá mais ou menos R$ 17,00 por habitante.
    Já que o gasto público com saude é de R$ 0,64 por habitante, veja o que a economia com os parlamentares pode proporcionar!!! (No Brasil,segundo o sindicato dos hospitais de Pernambuco (Sindhospe), “para um Gasto total de U$ 600 per capita/ano (em saúde), apenas US$ 300 vêm do setor público. Destes, apenas U$ 150 são investimento federal, ou seja, U$ 0,40 por cidadão brasileiro”.)
    Daria para multiplicar a verba hospitalar atual por habitante por mais de 26 vezes!!!!
    Além disso, teremos menos chance de corrupção, menos poliíticos para controlar.
    E com toda essa economia aplicada no desenvolvimento humano em: saúde, educação, segurança, qualificação profissional,etc… torna-se desnecessária a campanha na preservação dessa “cultura” que na verdade é preservação de paradigma, ignorancia, barbarie, desrespeito a natureza e a vida e fortalecimento da maldade e cruedade que já toma conta da nossa sociedade humana!!!!

  53. 53 Monica Viveiro 28/05/2009 às 1:30 PM

    “Pagai o mal com o bem, porque o amor é vitorioso no ataque
    e invulnerável na defesa”. (Lao – Tsé)

    A ALMA NÃO TEM SEGREDO QUE O COMPORTAMENTO NÃO REVELE

  54. 54 Gustavo Pereira Vilela 28/05/2009 às 10:42 PM

    Primeiramente gostaria de parabenizar ambas as partes por estarem tendo uma discussao relativamente civilizada, isso ja é um bom começo, deois gostaria de deixar minha opniao pessoal e profissional com relaçao a este PL.
    Sou Medico Veterinario, clinico de pequenos animais, vejo abusos todos os dias, como por exemplo dar comida a um cao, enao uma raçao industrializada, vejo pessoas q nao tem amenor condiçao de zelar pelos seus familiares criando caes e gatos como brinquedos para os seus 4 ou mais filhos desnutridos e mal educados(dentro e fora de casa), vejo carroceiros explorarem seus cavalos até a exaustao, pessoas nao darem agua pra coelhos pq um vizinho falou q nao devia, outros aplicando ivermectina indiscriminadamente, outros ainda pior passando oleo queimado em seus caes e gatos, dando banhos diarios com shampoos humanos em animais, criando papagaios q vieram da ilegalidade, comercializado por indios ébrios a troco de pinga, bem como macacos, cotias, veados, tucanos e demais animais q alguns retardados acham lindos(nao sei por qual motivo), estes nao recebem uma alimentaçao adequada, nao sao tratados como deveriam, nem perto disto. Creio q o PL 4548/98 nao quer fazer com q os nosso animais sejam melhor defendido q os extra fauna, mas sim, dar um direcionamento diferenciado a cada especia exotica, eu acho um crime barbaro a caça, pesca predatória, criar um papagaio em casa ou um curio, mesmo os registrados me dao dó, mas acho uma barbarie maior ainda um desinformado estupido soltar um casal de periquitos australilanos ou canarios belgas, pois, estes ou serao mortos por predadores domesticos–menos mal– ou silvestres, estes podendo disseminar uma doença exotica em nossos nativos, ou se tornaram uma praga(oq aconteceu com o pardal pra quem nao sabe).
    Creio q o referido deputado, José Thomaz Nonô, bem como os demais de sua bancada de apoio, nao querem, nao vao querer e nunca quiseram, q maus tratos aconteçam com nossos caes, gatos, coelhos, canarios, cavalos etc… , mas sim q touros pulem em rodeios, cavalos corram em joqueis, galos briguem nos rebolos e caes possam trabalhar em fazendas, casas, canis etc… , a intençao deles é apenas q idiotas funcionais(sabem pra quem escrevem, mas nao imaginam o pq, alem de terem um portugues invejavel e o contato estrito com a midia) parem de incomodar a gde massa em seus esportes ou da forma q criam seus animais(respeitando obviamente os tratos minimos), e obviamente q os animais usados em esportes sao os mais bem tratados de todos, pq ninguem quer ter um boi pare de pular durante uma exibiçao, um cavalo q perca uma corrida facil, um galo q perca uma briga ou um cao q nao tem animo pra pegar um ladrao q vem por em risco sua familia(isso mesmo, eles (deputados) tbm sao a favor dos caes fazerem guarda, coisa q tem ONGS q acham errado, usar um animal pra te proteger qdo “vc” deveria levar um tiro no lugar do cao), EU SOU A FAVOR do Projeto, salvo algumas partes, tal qual multilar animais por atos de tradiçao ou cultura, garanto q nao é da cultura do animal e ele poderá nao ser bem tratado pra tal fim, pois, como citei anteriormente ele nao terá q vencer nada, nem ninguem, ai poderá meramente ser tratado como os caes sao tratados na suipa, peta etc.., e nao como caes de pista(q venhamos e convenhamos é uma PUTA sacanagem com o cao, ter q viajar, ficar sendo levado dentro de caixas pra este ou akele estado, sendo forçado a comer –a melhor raçao do mundo– mas forçado, mesmo assim eles sao mto bem tratados, pq nenhum criador ou handler quer perder, entao tudo do bom e do melhor é dado pra eles tbm), nao sou a favor de matar caes errantes, sim de castra-los, nao sou a favor de matar caes sem pedigree, mas sim de castra-los, bem como gatos, nao sou a favor de parar de comerem carne, mas sim de comerem mais e exigirem o selo de qualidade da fazenda, do aviario, do criatório, da pocilga ou qquer seja a origem da mesma, pois, nós medicos veterinaios somos profissionais competentes e cabe a nós dizer se isto ou akilo é ruim ou bom pro animal, por pior q seja o destino dele(q vem a ser o abate, obvio).
    Creio q as pessoas mal instruidas ou informadas, nao sabem, de veras, nada da cadeia produtiva do Brasil agricola, assistem um documentario sobre veganismo e se tornam insuportavei dentro se suas proprias casas, assistem outro falando de rodeios e passam a tratar nossos estimados colegas bioadeiros e peoes como crimisos, de galistas entao, nem toco no assunto, pois, posso ser apedrejado amanha cedo, entao pra finalizar, peço desculpas aos q chamaram os q apoiam este PL de ignorantes e q nao conseguem sequer lerem um livro, q tem q se matar ou matar a propria mae, etc e tal, mas “vcs” aki é q sao os tolos, pq????
    pq vc ficam ai em gdes centros, vendo problemas menores, como este, ao inves de se preocuparem como o fim de nossas florestas, de nossos peixes, e até mesmo, de nossas reservas de agua potavel.(nao vou tocar no assunto bicho homem)
    Estes sim seriam motivos nobres pra vcs abraçarem e nao oq um proprietario, ja credenciado por um vet competente, vai fazer com seus cavalos ou caes de corrida.

    Gde abç a todos e me perdoem se estendi em demasia

  55. 55 Tadeu Lima 05/06/2009 às 2:10 AM

    Parabéns aos Deputados que aprovaram o PL.4548/98, pois só assim podem ser mantidos milhares de empregos e lazer ao povo que faz a agropecuária brasileira. O que essa mudança vai fazer não é liberar a maldade com animais e sim evitar os abusos de poder, exercidos por maus funcionários do IBAMA, policias florestais, e até policia rodoviária federal, é verdade que não podemos generalizar, sabemos que em todas as instituições têm os que cumprem seu dever e os que se acham acima da lei praticando o abuso de poder, muita vezes se tornando delinqüentes, roubando os pobres homens do campo, acusando que a forma que estão transportando suas galinhas, ovelhas porcos, caracteriza maus tratos, e apreendem os animais que nunca mais aparecem, ou seja, esse tipo de apreensão deveria caracterizar roubo, e os pobres na maioria analfabetos, não sabem nem a quem procurar para se defenderem, se foi a própria autoridade que abusou do poder, perde sua pouca fonte de renda, às vezes deixando até de criar, por estas e muitas outras conseqüências desastrosas, causadas pela interpretação de uma lei que deixa espaço para esse tipo de ação.

    Parabéns aos que tiveram coragem de retirar seu nome do recurso 260/2009 criado pelo Dep. Ricardo Trípoli, que acredito não têm nem idéia do que esse artigo vem provocando ao povo brasileiro, mas têm consciência que O PL.4548/98 não é contra aos animais e não deixam se levar pelo PIG(Partido da Imprensa Golpista), e algumas associações que querem opinar sobre um assunto que só conhecem no mundo virtual e vivem tentando confundir a opinião pública a respeito da realidade da vida dos animais domésticos que não se resume a gatos e cachorros que por sorte são de estimação, e devem ser muito bem tratados, e como ficam os que nascem já com prazo para serem abatidos para produzir alimentos, mas não podem ser usado para lazer e manter alguma cultura popular – Chega de Hipocrisia. Espero que na hora de votar esse povão se lembre do que tentou fazer esse Senhor Dep. Ricardo Trípoli e o ignore nas urnas.

  56. 56 Fêzin® 05/06/2009 às 5:50 PM

    VCS SÃO A FAVOR DO MAIOR RETROSSESSO BRASILEIRO!!! ABSURDO, VIVO EM UM PAIS QUE AS PESSOAS NÃO SABEM OQUE ESTÃO FALANDO, A FAVOR DA FARRA DO BOI??? VCS SÃO PRIMATAS, QUE VERGONHA BRASIL!!!A FAVOR DE BRIGA DE GALO??? ISSO É CULTURA??? TORTURA AGORA É CULTURA???
    MUTILAÇÃO DE ANIMAIS AGORA É CULTURA???
    NÃO ACREDITO NISSO, TENHO VERGONHA DE SER DA MESMA RAÇA QUE VCS!!!
    BANDO DE ANIMAIS!!!

  57. 57 Fêzin® 05/06/2009 às 5:54 PM

    AUMENTO DE EMPREGO AUMETO DE TORTURADORES

  58. 58 Fêzin® 05/06/2009 às 6:35 PM

    APENAS LEMBRANDO

    Art. 32. Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos:
    .
    Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.
    .
    § 1º Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.
    .
    § 2º A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal.
    .
    SE O PL 4548/98 FOR APROVADO…CRIME DE MAUS TRATOS CONTRA ANIMAIS NÃO TERÁ PUNIÇÃO..

  59. 59 Tadeu Lima 05/06/2009 às 9:12 PM

    Fenzin boa noite, tenha calma Senhor, estamos numa democracia, onde devemos respeitar a vontade da maioria alem do mais o Senhor como conhecedor do artigo 32 da lei 9.605/98, sabe que esse artigo não protege animal nem um, interessante já que o Senhor entrou no assunto briga de galos, poderia mim dizer a onde estão os milhares de galos presos em nome da proteção animal, por interpretação desse infeliz artigo 32, se eles estão sendo bem tratados, por favor, comente, pois será muito gratificante ver os bichinhos sendo bem tratados obrigada.

  60. 60 luiz Dias dos Santos 06/06/2009 às 11:04 PM

    Eu mim envergonho da raça humana como voce dissi eu mim envergonho de ver um traficante na porta das escolas um estrupador souto na rua. Eu mim envergonho quando eu veijo nos jornais que os crimes no Brasil não tem controle mais. Eu mim envergonho de saber que o trafico de drogas manda no pais. Eu mim envergomho de saber que os criminosos mandam no pais. Mais sobretudo eu mim envergomho au-saber que os protetores de animais não fam feichar um frigorifico.
    EU SOU AFAVOR DESTE PROJETO 4548/98
    VIVA ESTE PROJETO 4548/98

    DIGA NÃO AS DROGAS E SIM A O PROJETO 4548/98

  61. 61 Gustavo Vilela 09/06/2009 às 11:21 AM

    Monica, minha cara, vc disse:
    “Tem mais:
    De acordo com a ONG Transparência Brasil o custo de cada deputado é de R$ 6,6 milhões por ano! E o custo de cada senador é de R$ 33,1 milhões por ano.”

    E esta certo, nossos politicos só servem para nos roubar mesmo, bem como o LULA, akele analfabeto, alcoolatra e corrupto ao extremo, alem de ser extremamente preguiçoso, pois, mandou cortarem o proprio dedo pra nao precisar trabalhar mais!!!!!

    mas infelizmente existe a democracia, q é uma merda, note q em Cuba, Fidel(amigo do LULA) proibiu as brigas de galo, esporte este q era paixao nacional(como em toda a AMERICA), e pq ele fez isso?????

    Para proteger os animais q nao foi, pois, eles continuam comendo carne de frango!!!!!

    Entao foi para tirar a cultura de um povo todo, bem como sua alegria e chance de conversar com os amigos, para até mesmo criar um golpe pra derruba-lo, alem de deixa-los mais agressivos, nao tendo onde gastar energia os preparando pra matar “gringos”.

    Creio q todos aki sabem q Duda Mendonça (sansão) é galista, e ele disse q o LULA apoia as brigas de galo, mas como sempre vindo do PT é mentira, o LULA apoia a falta de cultura, a falta de conhecimento, a ignorancia completa de qual ele é o gde e soberano REI.

    Caso ele venha a sancionar o PL transformando em LEI, sera o unico passo sabio q o sujeito ja deu!!!!!!

    Como citado anteriormente por mim, o Fidel tirou a “pellea de gallos” de seu povo, pra que mesmo???

    pelo simples fato de querer dominar, essa estratégia foi e é usada até nossos dias———>
    Tire a religiao e a lingua de um povo q o resto de sua cultura desmorona!!!!!

    O problema em Cuba é q o Fidel era cristao e falava espanhol, entao ele foi direto no traço cultural mais importante da ilha!!!

    Aki no BR creio q os rodeios sao os gde prejudicados com os anarkistas ambientais, q ficam com as bundas coladas em cadeiras confortaveis, fronte a internet, no ar condicionado em gdes centros urbanos e nao tem a menor noçao de como um touro de rodeios é tratado!!!!!
    Saem falando q vaquejada é crueldade, tiro de laço é crueldade, montaria em cavalos e bois sao crueldades, usar caes pra guarda é cruel, e cavalos e caes pra correr entao, nos galos nem toco no assunto, pq é coisa de barbaros como, Churchill,Presidentes Norte Americanos Washington, Jefferson, Jackson e Lincoln , alem de grande massiva parte da nobresa européia, Alexandre o Grande, Caio Julio Cesar, No Brasil, destacamos nomes como o do Senador Pinheiro Machado, Ministro Oswaldo Aranha, o do saudoso Presidente Tancredo Neves, o do jornalista Assis Chateaubriand e o de Lineu de Paula Machado, para não citar uma lista interminável de autênticos galóficos de ontem e de hoje e mais uma infinidade de gdes nomes na história do mundo sao todos barbaros!!!!

    Talvez eu tenha me esquecido o siguinificado da palavra barbaro, mas barbaro tbm é qdo algo é extraordinário, sensacional, estupendo!!!!
    Entao com certeza vairas destas pessoas q citei sao barbaras, bem como a nossa cultura é barbara!!!

    Gde abç a todos e q os deuses lhe deem coragem e sabedoria

  62. 62 buhler 09/06/2009 às 1:39 PM

    É incrivel a ignorancia deste país, essa lei, não é contra o consumo de carne, quem achar isso, apenas reforça o que eu digo, que este país é atrasado e de 3º mundo, isso mostra a evolução em que nós estamos.

    Se fosse cultural atirar pedras em mulheres que traem, vocês estariam defedendo isso???

    Pois tem paises aonde alegam que isso seja aceitavem apenas por ser cultural.

    Maltratar animais apenas por questões culturais são coisas ultrapassadas e ridiculas.

    é graças pessoas como esses deputados e quem defendem essa lei, que existiu pessoas como Hitler, Bush, terroristas.

    É por causa de pessoas que ficam presas a tais tradições que o mundo não vai pra frente…

    Vocês podem falar algo como “São só animais”
    Hitler também falava “São só Judeus”
    Bush “são só iraquianos”

    PARABENS POR AJUDAR O MUNDO A EVOLUIR =DDDD SERES HUMANOS !!!

    PALMASSSS

  63. 63 Tadeu Lima 09/06/2009 às 9:13 PM

    A ignorância das coisas conduz-nos fatalmente ao exagero. A citação não é nova, é bem sabido. A confirmação tem obtido através da história, onde povos e nações nos ofereceram muitos exemplos, alguns extremamente precipitados e sinistros, como o ocorrido a GALILEU, quase queimado vivo por sentença do Tribunal da Inquisição, simplesmente por ter afirmado ser a terra redonda. Mas, se o que ignoramos é sempre exagerado, é implícito que reconheçamos ser o exagero o subterfúgio dos desarrazoados. é o caso do Pl. 4548/98 que foi criado com as melhores das intenções, e é a única maneira de preservar os animais considerado apenas como alimentos de irem para o abate mais cedo, dando lhes melhor qualidade de vida e longevidade, emprego e lazer a milhões de brasileiros, ora precisamos sim proteger os gatos e cães, mais os animais domésticos não são só eles, ao comprar alimentos para eles, vejam nas embalagens que outros animais foram mortos para alimenta-los, vamos apoiar o PL. 4548/98 e prestar atenção em Ricardo Trípoli que quer acabar com as culturas popular para que nunca mais ele volte a ter direito a seu voto.

  64. 64 João Farias Gouveia 09/06/2009 às 11:02 PM

    Quero parabenizar a todos os deputados que finalmente usaram de bom senso por aprovar o pl4548/98, que vai trazer muito trabalho para nosso povo. As pessoas que são contra o pl4548/98 olhem para nossas crianças que vivem abandonadas pelas ruas das grandes cidades do nosso país. Já que, eles vivem roubando e se prostituiindo e cheirando todo tipo de tóxico.

    Vocês que são contra o pl4548/98 porque não saem da suas salas e vão trabalhar. Vocês não tem o direito de falar mau dos nossos políticos porque eles tem que ser bem pagos.
    Todo trabalhador tem que ser bem pago para mostrar um bom trabalho.

    Vocês que falam tanto dos nossos políticos, por que não tentam ser um grande político para defender o seu povo? Dessa forma, vocês deixaram de falar dos nossos políticos.

    Agradeço.

    João Farias Gouveia – Campina Grande/PB

  65. 65 buhler 10/06/2009 às 2:46 PM

    “Já que, eles vivem roubando e se prostituiindo e cheirando todo tipo de tóxico.”

    ??????

    VOCÊ ACHA QUE A LEI É SOBRE OQUE????

    Não tem bosta nenhuma com crianças meu caro…

    tem haver com direitos dos animais!!!

    É sobre questões que supostamente são culturais, como farra do boi, e coisas do genero, e não sbore questões trabalhistas…

    Se pessoas concordam com essa lei, acham que nós que descordamos somos ignorantes, seria bom se vocês olhassem para si mesmos, e vissem o papel de idiota que estão fazendo, defedendo politicos corruptos iguais a estes

  66. 66 Coisa 10/06/2009 às 2:48 PM

    Acho que tem gente confundindo ai, o PL4549/98 vai excluir as clausulas sobre direitos dos animais e não defende-las!

  67. 67 Tadeu Lima 11/06/2009 às 1:04 AM

    Senhor esse artigo 32 da lei do meio ambiente é o maior crime já existente contra nossos animais domésticos alem de não proteger nem um animal ainda deixa espaço para que os intolerantes abusem do poder que lhe é delegado, diga sim ao Pl. 4548/98, os animais devem sim ser protegidos mais cada espécie tem seu próprio comportamento sua natureza e deve ser respeitada, pior que o esporte faz os centros de zoonozes que matam milhares de cães e gatos sadios por falta de espaço e ração para alimentalos, existe a vida e a morte, se os animais pudessem escolher entre praticar de um esporte mesmo estes que algumas pessoas têm um ponto de vista diferente ou ser abatido qual seria a escolha? Contam que um elemento bêbado roubou e agrediu uma mulher, a policia o prendeu numa cidade pequena, ele foi levado aos empurrões apanhando muito já com os olhos roxos a cabeça sangrando um braço quebrado, quando uma senhora se compadeceu e disse ao policial maltratar dessa forma é melhor matar, de imediato o bêbado reage e disse não senhora, a senhora é louca? Do jeito que está ta bom de mais.

  68. 68 Fernanda 11/06/2009 às 5:51 AM

    Só para esclarecer:
    O artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais trata apenas de casos de abusos, maus tratos animais silvestres, exóticos, domésticos e domesticados. NADA tem a ver com o uso de animais para trabalho e alimentação como está sendo dito aqui. Há claramente uma tentativa de confundir o leitor!

    O PL 4548/98 de Thomáz Nono (que ainda está tramitando no congresso) não descriminaliza apenas às rinhas de animais, vaquejadas, farras do boi; ele descriminaliza TODO TIPO DE ATOS CRUÉIS AOS ANIMAIS.

    Quanto à defesa de atividades culturais senhores, eu prefiro à permanência de valores como RESPEITO e DIGNIDADE a toda forma de vida. Tais valores tão arraigados em nossa cultura, mas que alguns de nossos legisladores parecem desconhecer.

    Ademais, não vejo nenhuma boa intenção em um projeto que visa descriminalizar maus tratos a animais, e mais, acho um absurdo colocar um projeto de lei em regime de PRIORIDADE que pode permitir as maiores barbáries a todo tipo de animal doméstico só pra que eles possam colocar um galo na frente do outro brigando ou um touro caído numa arena. Isto sim é perda de tempo e banalidade.

    Repito minha afirmação de que o PL é inconstitucional. Nossa constituição não categoriza animais quanto à necessidade de proteção. A palavra FAUNA diz respeito à TODOS os animais. Se o autor quisesse diferenciá-la em categorias diria: fauna silvestre, fauna exótica…

    Vale lembrar também aos nossos legisladores que o Brasil é signatário da Declaração Universal dos Direitos dos Animais, que não tem força de lei, mas define alguns princípios que nosso país ao assiná-la se comprometeu a seguir. Entre eles:

    -Todos os animais têm direito ao respeito e à proteção do homem.
    -NENHUM animal deve ser maltratado.
    -NENHUM ANIMAL deve de ser explorado para divertimento do homem.
    -As exibições de animais e os espetáculos que utilizem animais são incompatíveis com a dignidade do animal.
    -Animais destinados ao abate devem sê-lo sem sofrer ansiedade nem dor.
    -Os diretos dos animais devem ser defendidos por lei.
    -O homem deve ser educado desde a infância para observar, respeitar e compreender os animais.

  69. 69 Tadeu Lima 11/06/2009 às 1:33 PM

    Parabéns aos Deputados que aprovaram o PL.4548/98, pois só assim podem ser mantidos milhares de empregos e lazer ao povo que faz a agropecuária brasileira. O que essa mudança vai fazer não é liberar a maldade com animais e sim evitar os abusos de poder, exercidos por maus funcionários do IBAMA, policias florestais, e até policia rodoviária federal, é verdade que não podemos generalizar, sabemos que em todas as instituições têm os que cumprem seu dever e os que se acham acima da lei praticando o abuso de poder, muita vezes se tornando delinqüentes, roubando os pobres homens do campo, acusando que a forma que estão transportando suas galinhas, ovelhas porcos, caracteriza maus tratos, e apreendem os animais que nunca mais aparecem, ou seja, esse tipo de apreensão deveria caracterizar roubo, e os pobres na maioria analfabetos, não sabem nem a quem procurar para se defenderem, se foi a própria autoridade que abusou do poder, perde sua pouca fonte de renda, às vezes deixando até de criar, por estas e muitas outras conseqüências desastrosas, causadas pela interpretação de uma lei que deixa espaço para esse tipo de ação.
    Parabéns aos que tiveram coragem de retirar seu nome do recurso 260/2009 criado pelo Dep. Ricardo Trípoli, que acredito não têm nem idéia do que esse artigo vem provocando ao povo brasileiro, mas têm consciência que O PL.4548/98 não é contra aos animais e não deixam se levar pelo PIG(Partido da Imprensa Golpista), e algumas associações que querem opinar sobre um assunto que só conhecem no mundo virtual e vivem tentando confundir a opinião pública a respeito da realidade da vida dos animais domésticos que não se resume a gatos e cachorros que por sorte são de estimação, e devem ser muito bem tratados, e como ficam os que nascem já com prazo para serem abatidos para produzir alimentos, mas não podem ser usado para lazer e manter alguma cultura popular – Chega de Hipocrisia. Espero que na hora de votar esse povão se lembre do que tentou fazer esse Senhor Dep. Ricardo Trípoli e o ignore nas urnas.

  70. 71 Tadeu Lima 11/06/2009 às 11:48 PM

    Na realidade não há como comentar porque o artigo 32 da lei do meio ambiente é um grande equivoco que vai ser corrigido com o Pl.4548/98, é fácil criticar e falar mal de políticos e cultura dos outros, pelo que vi a cultura de vocês é castrar animais a baixo preço e fazer exigências de verbas publicas no valor de dez milhões da prefeitura de São Paulo, para usar nos seus gatinhos e cachorrinhos parabéns time do tigor.

  71. 72 CREIO MENOS 12/06/2009 às 12:33 PM

    Ah coitadinho desses fazendeiros… nas mãos desses ambientalistas malvados!!!

    Não deixam a gente vender nossas carnes ilegais a frigoríficos clandestinos! Qual o problema das fazendas responsáveis por desmatamento? Porque a gente tem que cumprir normas no país da farra do boi?

    Mata o boi a paulada logo!

    Carne de boa procedência? Hum carne é tudo igual!

    Pra que transportar animais adequadamente? Saúde Pública? Pra que? Bem estar animal? Tá brincando!
    Ninguém vê mesmo…Esse país é uma farra e eu quero um lugar nessa mamata! Eu quero a Farra do boi!Ninguém trabalha direito mesmo…

    Caaastração de cães e gatos! Afe esse povinho não tem mais o querer!! Primeiro querem comer, depois estudar, agora o governo tem que pagar castração de cachorrooo?!! Saúde Pública? Pra que? Controle Populacional de Cães e gatos? Pra que? Mata logo esses bichos! Ah matar não resolve…mas alguma coisa resolve no Brasil? Ninguém trabalha direito mesmo…

    Ah tenho coisa melhor pra pensar do que bem estar animal…tenho uma cockfight hoje a noite e um rodeo country bulls amanhã! Papai me deu uma caminhonete importada e quero estreiar!

  72. 73 buhler 12/06/2009 às 12:54 PM

    Queria ver só se um desses filhos de papai e de mamães riquinhos tivessem uma cinta presa em seus testiculos, para alguem ficar em cima deles enquanto eles pulam de dor =D

    http://www.marica.com.br/2005b/imagens/0109rodeio.htm

    pois os bois não pulam nos rodeios por estarem se divertindo não ¬¬

  73. 74 Tadeu Lima 12/06/2009 às 1:50 PM

    Gostei do texto sincero sem ironia nem uma, igual à realidade desse vídeo causado por briga política dentro das ong`s de ambientalistas, meus parabéns.

  74. 76 CREIO MESNOS AINDA 12/06/2009 às 4:59 PM

    Nossa mas como alguém pode ser mais irônico comigo do que eu sou!Como alguém pode me induzir a brigar assim?! Como os galos de briga são induzidos?

    Está certo… não tenho argumentos suficientes então tento destruir a moral dos Protetores de Animais e dos Protetores do meio ambiente! Assim fico por cima!

    Eu sei que a maioria não faz isso, e que o art.32 t a m b é m pode agir contra esses falsos protetores…Mas o meu negócio é desmoralizar para mostrar que tô certo! E se alguém usar do meu próprio veneno pra me mostrar quem eu sou, eu mostro que consigo jogar mais sujo! É fácil me desmascarar .

    E daí que o art 32 pode ser usado pra defender esses cãezinhos! Eu não me importo com eles! Só usei o video aqui pra destruir a moral de todos os protetores! É pra provar que eu estou certo!

    Mas não ligo a mínina se o artigo 32 pode resolver esse caso! Nossa o artigo 32 pode agir nesse caso! Acho que dei um fora…to defendo o artigo 32!!!

    Não tenho argumentos…Só a mim é permitido ser irônico…só eu posso destruir a moral de uma classe pra me sobressair…quem vocês pensam que são!!!

    E daí que uso demagogia ao falar dos pobrezinhos …e daí que não sou um pobrezinho!!! Eu posso usar os pobres pra defender meu ponto de vista! É assim que eu ajo! Sou um demagogo…

    As ONGs de proteção do meio e ambiente e os protetores estão no meu caminho unf…então eu passo por cima deles! Eu desmoralizo, eu falo mal sem saber o que eles fazem…

    É isso gente:

    Desmoralizar pra mostrar que vc ta certo!Sou forte como um galo…eu brigo até o fim…sou induzido a isso? mas e daí? Faz parte da natureza humana brigar…só to dando uma forcinha…

  75. 77 Fernanda 12/06/2009 às 9:14 PM

    Bom, concordo que a Lei 9605/98 na íntegra se aplica a esse terrível caso de MAUS TRATOS.
    Pela manutenção do artigo 32º da Lei de crimes ambientais.

    http://www.petitiononline.com/artigo32/petition.html

  76. 78 buhler 12/06/2009 às 9:42 PM

    sabe, esse depate nem vai levar a nada.

    Pois é um projeto de lei, vai demorar mto pra chegar em algum lugar, e quando chegar vai ter protesto em massa =p

    mas aki ja foi provado algo importante..

    os politicos são espertos, vao sair lucrando, nao o povo, mas sim os politicos.

    mas o povo q vota neles são tão burros, que alguns tão até achando q o projeto de lei 4548/98 vai beneficiar os animais XDDD

    tem cada gente por aew, q nem sabe oq ta falando =p

    para kem quer saber de fato oq é o projeto de lei

  77. 79 Tadeu Lima 12/06/2009 às 9:44 PM

    “Proteger o Meio ambiente e os animais é um dever de todos nós”
    Quem quer proteger o meio ambiente não está preocupado com o artigo 32 que ta em vigor, porque o que vai ser modificado é separar animais domésticos dos silvestres que repito foi um grande equivoco essa inclusão pos, abril margem para o abuso de poder, e nós sabemos que existe. Quanto às ong`s e esse lamentável episodio da ALPA é graças a Deus um caso isolado, viu o jornal nacional de hoje a derrubada da floresta ilegalmente, se não estivéssemos perdendo tempo com esse tipo de conversa poderíamos juntos evitar esse tipo ação, aí sim estaríamos protegendo o meio ambiente “a pior cegueira é daquele que não quer ver” e bem sabes que não precisas de lei ambiental para se punir o exerço com animais, sim capriche na ironia pode vencer, felicidades.

  78. 80 Antonio Farias Gouveia 12/06/2009 às 10:26 PM

    Parabéns aos grandes deputados que aprovaram PL 4548/98. É um grande momento para nós brasileiros porque estamos esperando a mais de dez anos por esta total liberdade. O PL 4548/98 não é contra os animais, pelo contrário, ela vai defender-los da polícia e de outros monstros que pegam os nossos galos e matam com total crueldade. Essas pessoas que se dizem defensoras de animais são uns monstros, além dos abusos das autoridades que também não respeitam os direitos do nosso povo.
    Foram apreendidos no Brasil mais de mil galos, eu gostaria de saber dos ambientalistas defensores dos animais que mostrassem a sociedade onde estão esses animais? Estão sendo bem tratados? Pelo contrário, todos foram mortos com total crueldade.
    Quando a polícia entra em uma rinha de galo jogam bomba e prendem as pessoas de bem, humilham e não respeitam as mulheres, nem as crianças. Eles são o dono da lei. Somos humilhados como se fossemos os cães maltratados em São Leopoldo.
    Os deputados que são contra o PL 4548/98 olhem com carinho e com grande respeito ao nosso povo que precisa do apoio de vocês.

    Muito obrigado a todos os deputados.

    Antonio Farias Gouveia

  79. 81 O Time do Tigor 13/06/2009 às 1:33 PM

    Errou, seu Tadeu, leia com mais atenção.

    A cultura de O Time do Tigor é a educação para a convivência responsável com o animal.

    Se nesse momento, a população carente não tem condições de pagar a castração de seu animal, deve haver políticas públicas GRATUITAS, quando for o caso, para garantir o acesso a este procedimento.

    Esterilizar o animal que não pertence a um criador é cultura, sim, Seu Tadeu. É o que os criadores éticos dos EUA, Inglaterra, Suiça e restante da Europa fazem.

    10 milhões de reais para solucionar os problemas da população animal abandonada em SP? De onde o Sr. tirou esse número? O Sr. errou a conta… São 2.5 milhões de animais abandonados. Uma castração custa, no mínimo, R$ 30,00.

    Quanto a sua afirmação de que O Time está exigindo 10 milhões do poder público para usar em seus gatinhos e cachorrinhos, meça suas palavras: O Time possui 2 gatos para adoção, e ainda estamos com a rifa para custear os custos da primeira gatinha em aberto.

    Sua afirmação é inverídica e maldosa.

    Além disso, o Time não tem abrigo e só trabalha com adoções esporádicas, de 1 ou 2 gatinhos por vez. Nossa meta é disponibilizar a castração a baixo custo em mutirões.

    O Time do Tigor

  80. 82 Tadeu Lima 13/06/2009 às 5:36 PM

    Desculpem realmente houve um grande engano, o valor foi tirado desse texto postado por vocês, mas é destinado ao CCZ.

    “Sábado, 6 de Junho de 2009
    Assembléia sobre o CCZ
    O Time foi hoje na Assembléia sobre o CCZ. Duas coisas importantes ocorreram:
    1) Apresentação de últimas sugestões ao documento de reivindicações que será enviado para a prefeitura;
    2) Eleição dos 18 representantes que representarão o movimento da proteção animal nas reivindicações.
    Parabéns à Izolina, do Esquadrão Pet, que foi eleita representante.
    Sugestões importantes que foram levantadas:
    – necessidade de castração de todos os animais que entrarem no CCZ;
    – liberação dos 800.000 microchips prometidos pela administração pública;
    – liberação dos R$ 10 milhões prometidos pela Secretaria de Saúde ao CCZ.

    Abraços,

    O Time do Tigor
    Postado por O Time do Tigor às 15:57 “

  81. 83 luiz Dias dos Santos 13/06/2009 às 6:32 PM

    Tenho uma certeza que todos nos presizamos dos animais para sobreviver aqueles que são contra o projeto 4548/98 porque não vam protestar nos frigorificos brasileiros
    a queles que são afavor do projeto 4548/98 esses são brasileiros de coração

  82. 84 Tadeu Lima 14/06/2009 às 12:54 AM

    Conheçam a verdade veja esse vídeo, são os criadores éticos dos USA, um povo que diz faça o que eu mando e não faça o que eu faço, é difícil, mas não querem ver que eles financiam algumas ong`s para destruir as culturas do Brasil, algumas até copiadas deles.

  83. 85 Tadeu Lima 14/06/2009 às 12:54 PM

    Aos que querem usar os USA e a Europa como Exemplo, antes conheçam alguma coisa sobre o que eles têm como cultura, realmente são éticos os direitos de um termina a onde o do outro começa.
    “ Ninguém desconhece que as lutas de galos são praticadas em todo o mundo desde épocas imemoráveis! Nas Américas. Este emocionante é difundido da Patagônia às terras frias do Canaã. Em Orlando, na Florida, existiu um rinhandeiro famoso conhecido pelos galistas de todo mundo. Várias são as especialidades sobre o esporte publicadas nos Estados Unidos com matéria muito atraente. Podemos destacar Gamecock, Game Fowl, News, The Feathered Warrior, Poltry Press e Grit and Steel, esta, beirando os 100 ANOS de EXISTÊNCIA. Entre centenas de anúncios de criadores de aves de combate, apetrechos galísticos, medicamentos, rações, e outros da espécie, destacam-se alguns de escolas para galistas, onde os novatos no esporte especializam-se na difícil arte de reproduzir, criar e preparar os galos para as rinhas.
    Na FRANÇA, onde o esporte está regulamentado por lei do então Presidente Marechal Charles De Gaulle, existe uma Confederação dos Galistas com sede na Cidade de Lille, com o nome? FÉDERÁTION DES COQUELEURS RPÉGION NORD DE LA FRANCE, a qual mensalmente público interessante jornal intitulado? LE COQ GAULOIS.
    Tanto é assim, que em algumas reportagens o JORNAL LONDRINO?NEWS OF THE WORLD? Focalizou o assunto, demonstrando que as lutas de galos na Inglaterra continuam mais VIVAS do que nunca.
    E isto é dizer pouco, sabendo-se que figuras como os Presidentes Norte Americanos Washington, Jefferson, Jackson e Lincoln foram ardentes apreciadores das rinhas de galos, sendo este último, inclusive, renomado juiz de rinhas. Também, nomes como o do inventor dos pára-raios, Benjamim Franklin, do escritor Ernest Hamingway, e muitos outros”.

  84. 86 AMC 14/06/2009 às 5:04 PM

    Sou a favor do PL 4548 pois ele é um marco das leis ambientais onde sera dado um basta na máfia que virou mexer (proteger) com animais no Brasil.
    Aos que estão perdendo os cabelos por conta da aprovação que ira acontecer mesmo sugiro que procurem outras fontes de renda pois o terrorismo estão com os dias contados.
    Para quem não sabe, o Presidente Lula é a a favor da 4548 pois ira gerar muitos empregos e rendas e ira resgatar a cultura Popular Brasileira e com isso daremos um tapa em Ongs extrangeiras que querem mutilar nossas tradiçoes a exemplo do que já fizeram em seus paízes de origem.

  85. 87 v-c.rodrigues@ig.com.br 15/06/2009 às 3:54 AM

    É um absurdo saber da existência de deputados a favor de barbárie com os animais em pleno século XXI. Favoráveis a práticas de maus-tratos. Não é atoa que estes ilustres viveram no século passado, na época das trevas. É uma vergonha saber que existem pessoas com o pensar retrógrado e, que, ainda vivem para salientar e incentivar a violência. Sem dúvida alguma, o artigo 32 deve proteger os animais domésticos e os domesticados, bem como proibir a utilização de animais em experiências em laboratório.

    Dra.Valeria.

  86. 88 Tadeu Lima 15/06/2009 às 2:27 PM

    Meu Deus quanta intolerância dessas pessoas ignorantes, que acham que o PL.4548/98 vai liberar maus tratos, acorda Brasil isso deve ser coisas de ong`s financiada por americanos, para oprimir os brasileiros digam sim ao PL. 4548/98 é a única luz nessa treva que estamos vivendo.

  87. 89 Dra Valeria. 16/06/2009 às 1:04 AM

    É fácil minimizar a tolêrancia e fingir que há punição. Inexiste punição para um humano matando outro humano. O valor à vida é pouco tolerado. Mata-se por nada e pouco se faz para efetivamente punir. Que dirá aos animais. Qual o tipo de punição a quem ignorar este tipo de ignorância?

  88. 90 Tadeu Lima 16/06/2009 às 10:43 AM

    Doutora, ignorância é falta de conhecimento, o que está acontecendo é violência, o PL. 4548/98, precisa ser aprovado, pois vai evitar a violência, de alguns órgãos e eco chatos que fazem crueldade com seres humanos.

  89. 91 Dra Valeria 17/06/2009 às 2:52 AM

    O ser-humano tem a obrigação moral e legal de defender os animais. Ir contra este preceiro é uma forma de violência e comprovação da mais absoluta mediocridade. Só mesmos covardes para adorarem rinhas de galo ou a farra do boi. Isto para mim é sadismo, jamais, cultura. Cultura é a feitura de uma arte a qual não cause dano a quem quer que seja, que demonstre beleza não aberração humana. Não é atoa que ainda falte conhecimento. Tadeu, esta é minha opinião. Pense bem, reflita!

  90. 92 Tadeu Lima 17/06/2009 às 9:19 AM

    Uma opinião é apenas um ponto de vista a pessoa Pode até nem conhecer um animal, mais tenta confundir a opinião das pessoas covardia é querer impor uma opinião equivocada, é deixar ser levado por eco chatos e tentar destruir os valores que tem nosso povo para agradar alguma ong, vamos ser brasileiros, e lutar pelos interesses dos nossos irmãos, aprovem o PL.4548/98 uma luz no fim do túnel.

  91. 93 Tadeu Lima 17/06/2009 às 9:53 AM

    Quantas vezes gritamos pedindo liberdade quantas pessoas não deram a própria vida lutando pela democracia, e hoje vimos os filhos da ditadura pedindo proibição, abaixo a repressão aprovem o PL.4548/98.

  92. 94 ze antonio ( natal ) 17/06/2009 às 3:11 PM

    quero em muito parabenizar, a todos os deputados que aprovam ao pl 4548/98, pois é uma comprovaçao, de que de estao acompanhando a opiniao da graaaannde ou imensa maioria de pessoas envolvidas no contexto doreferido projeto. e deixar claro que a maioria em absoluta nao opinao neste ou em outros sites por falta de acesso e até mesmo conhecimento, mas tenham certeza de que enquanto talvez 5 % opinao de forma contraria ao pl 4548/98, 95% sao totalmente favoravel a aprovaçao deste projeto. e quero aqui parabenizar muuuiiito ao colega TADEU LIMA defensor do pl 4548/98, ( certamente por por conhecer cada recanto dests brasil e sabe da grande vontade do povo brasileiro, a aprovaçao deste projeto, nada mais é, do que um sonho de muitos, pra que assim possam praticar suas culturas, estas por sua vez erdadas na grande maioria de seus pais e avós, sem falar de que existe hoje muita gente dependendo desta liberaçao pra garantirem o pao em suas mesas, é muito facil pra alguns que estao gozando de boa vida graças ao resultado de seu trabalho, por ter tido uma melhor oportunidade na vida ou simplesmente por fazar parte de entidades que se dizem defensoras de animais, quando normalmente se quer sabem como lidar com especies que os verdadeiros criadores sabem e sao os unicos preservadores!.
    um grande aqbraço a todos os deputados que aprovam ao pl 4548/98 e saibam que o povo brasileiro reconhecerá o empenho de todos os envolvidos na aprovaçao deste projeto.
    em especial um forte abraço ao amigo TADEU LIMA.
    nao posso deixar de mencionar aqui a irá, furia ou raiva dos que se dizem defensores dos animais, pois tenho certeza de que tudo o que eles nao entendem é exatamente de como preservar e aperfeiçoar cada especie, atraves de novos traços e cruzamentos em busca da perfeiçao animal!
    Nao sei se voces ja observaram, mais todos os que se dizem supostamente defensores dos referidos animais, sempre que se dirigem a nós que somos pela aprovaçao do pl 4548/98, nos tratam com algum tipo de ofensa, parabens entao a cada um de nós, que mesmo sem ( na grande maioria ) possuir curso superior, sabe respeitar a opiniao, mesmo parecendo clara o seu interesse no assunto ou seja ( dinheeeeeeeiiiiirrrrrooooooooooo ).
    parabens senhores deputados, certamente o povo saberá, de cada um, que aprovou ao pl 4548/98.
    em especial aos deputados do grande do norte.

    zé antonio natal rn

  93. 95 ARON GALTIER 18/06/2009 às 2:28 AM

    Desejo do fundo do coração que estes Deputados todos se danem juntamente com os que os aprovaram, pois graças a Lei Divina, as catástrofes que estão ocorrendo nesse mundo, é nada mais nada menos que a resposta a toda essa corja imunda que é a raça humana. Eu de minha parte, serei um ex eleitor, pois tenho vergonha desses estúpidos que estão no poder e que o povo idiota ajuda a manter cada vez mais, pois não tem memória. O Brasil daqui mais um pouco, vai virar lugar de bandidos, ladrões, viciados e assassinos, pois as coisas ficaram sem freios e agora já é muito tarde para mudar. Feliz de quem já morreu e azar dos que estão vivos, pois do jeito que vão as coisas, que o DIABO os proteja!

  94. 96 ARON GALTIER 18/06/2009 às 3:01 AM

    VIVA O ESQUADRÃO PET!
    Ora, ora, o ridiculo que mandou o esquadrão PET colocar fotos de traficantes! Vai te catar escória! Puxa-Saco de corrupto! Pois eu vou colocar fotos sim e vou espalhar por todos os lugares, mas desses deputados que se depender de mim e de muitos, sim olha bem, de muitos que protegem os animais, eles não se elegerão jamais. E eu de minha parte, adoro quando o touro mata o toureiro, quando o peão cai do cavalo e se arrebenta todo, adoro na farra do boi quando um leva uma chifrada bem profunda e muito mais, POIS QUEM O MAL FAZ, ESSE MAL DEVE SOFRER e sofrer muito! Amém

  95. 97 Tadeu Lima 18/06/2009 às 10:08 AM

    Vejam amigos o nível das conversas dos contras, as frases que eles chegam a escrever, sem falar que vivem agredindo nossos queridos parlamentares, Obrigado Senhor Aron por contribuir com o fortalecimento do PL.4548/98, gostei muito do final do seu 1º texto, e do inicio do segundo.
    “que o DIABO os proteja! VIVA O ESQUADRÃO PET!”

  96. 98 Antonio Farias Gouveia 19/06/2009 às 11:32 PM

    Parabéns aos grandes deputados do meu Brasil. Que todo brasileiro diga sim ao pl4548/98. O que eu acho da briga de galo? É um esporte igual ao qualquer outro esporte, por exemplo: Vaquejada, Corrida de cavalo, Farra do boi, igual a qualquer uma das cultura do nosso país. Nós temos que defender nossas culturas e tradições, porque muitos dos brasileiros dependem delas.
    Um galo de briga é um touro de arena descendentes dos antigos auroques, muito utilizado hoje em dia pelos espanhóis e mexicanos em sua arena devido a seu caracter. Os galos de briga que outrora só existe no sudeste da Ásia, hoje encontram-se espalhados pelo mundo inteiro. Sinto acontecer devido a dispersão natural que ocorreu no nosso Brasil. Estamos protegendo essa raça que faz parte da nossa história.
    O galo de briga gera muitos empregos e direitos e movimenta milhões de reais para o Governo Federal e para o Governo Estadual. Por exemplo: Remédios, vacinas, rações, e várias outras atividades que o galo consome. E a venda desses animais para outros estados, todos pagam impostos.

    Agradeço a todos os galistas que estão nesta causa. E a Zé Antonio de Natal e Tadeu Lima, e outros amigos.

    Antonio Farias Gouveia
    Campina Grande-PB

  97. 99 Hime 01/07/2009 às 10:44 AM

    102 msgs! Puxa! É tão triste q boa parte delas seja para justificar o q se chama de esporte. Sinto muito, esporte pra mim é algo do ser-humano, q não tem absolutamente nada com animais. Briga de galo é esporte? então eu creio que o comitê olímpico deveria retirar todos os atletas humanos…
    É ainda mais triste que as pessoas dependam do sofrimento de outros seres para se divertirem, mas que vamos fazer se mesmo as pessoas que defendem os animais nem hesitam na hora do churrasco porque afinal, cachorrinhos não são vacas, certo? Vaca só serve pra comer…
    É em razão dessas coisas que o pessoal da ongs continua recolhendo cachorros e gatos queimados, mutilados, estuprados e semi-vivos…por conta de projetos como do dep. que se vale do que ele chama de cultura popular para justificar o que ele não faria com si mesmo
    quem sabe um dia a gente não aprende a comer, se vestir e se divertir sem que outro ser tenha que sofrer ou morrer por isso…

  98. 100 buhler 01/07/2009 às 11:04 AM

    Parabens pelo blog =D , eu sou da ANDA Agencia de Noticias de direitos animais, e venho acompanhando esta pagina de recados, como exemplo de o quão o nosso pais está em desenvolvimento nesta questão sobre os animais. e vejo que ainda falta muito para o Brasil ser um pais aonde se respeite os animais e evolua, deixando de ser um país sinonimo de SEXO, DROGAS, PUTARIA, CAIPIRINHA, SAMBA, pois é isso TODO O RESTO DO MUNDO ACHA DE NÓS E O QUE NÓS FAZEMOS PARA MDUAR ISSO?

    nada. =p

  99. 101 buhler 01/07/2009 às 11:07 AM

    “A GRANDEZA DE UMA NAÇÃO PODE SER JULGADA PELO MODO QUE SEUS ANIMAIS SÃO TRATADOS”

    Mahatma Gandhi

  100. 102 AMC 01/07/2009 às 11:11 AM

    Esta havendo um equivoco, sou criador de Aves combatentes e associado legalmente com autorização judicial para criar.
    Este projeto 4548/98 não é para liberar brigas de galos, para isso já existe punição especifica, não podemos levantar uma bandeira que não é nossa até porque fica muito mais fácil de ser combatida no congresso pelos antis usando este argumeto.
    Temos de lembrar que a votação será em breve. Os interessados nisso diretamente realmente é o pessoal da vaquejada e dos rodeios, mas não podemos deixar de comentar que essa lei ira corrigir várias outras falhas da lei de crimes ambientais, principalmente por ser uma lei interpretativa e vai da cabeça de cada Juiz ou Promotor, exatamente por isso ela vai cair com certeza.
    A lei 4548 só nos ajuda com relação a criação pois impede as arbitrariedades que estava acontecendo e continua acontecendo atualmente.
    Pra se ter ideia, hoje em dia se brigarmos com a esposa, somos denunciado, se mandamos um empregado embora somos deunciados por ele, se o vizinho não vai com a nossa cara somos denunciado e por aí vai, é contra isso que estamos lutando.
    Briga de galo ou qualquere outra briga esta fora de cogitação, falo isso com propriedade, quem me conhece sabe disso.

  101. 103 buhler 01/07/2009 às 11:44 AM

    AMC , estou ciente que isto é verdade, pois qualquer empresa pode ter problemas sobre denuncias de terceiros, abrindo duvidas sobre a tortura de animais, mesmo tal empresa estando na lei;

    Porém a Pl 4548/98 tem exatamente o proposito de tirar os idiretos dos animais domesticos por inteiro, e os politos estão dando de fato enfase nas questões culturais da lei, e não sobre o setor alimenticio em si, pois esse tem ajuda da lei, com o auxilio de alvaras, autorizações e tudo mais, para combater pessoas que venham processar indevidamente tais empresas. Mesmo que isso não mudaria de maneira nenhuma , pois pessoas desse tipo que tem mais intenções sempre vão existir.

    Possos er contra o consumo de carne, mas sou realista, isso não é o problema que nós vegetarianos deveriamos ver como principal, pois é algo que vai demorar muito para acabar.

    Mas aspectos culturais que tenham como objetivo torturar aniamis, isso nós podemos mudar, e qualquer um pode também, é apenas ser contra e fim. Se não tiver espectadores para ver tais barbaridades automaticamente tais espetaculos acabam. Ou vocês que defendem tais “eventos culturais” acham que quem faz esses eventos ligam para a cultura popular???? eles só querem grana pessoal =/ e os politicos estão envolvidos nisso =/

  102. 104 Mr. Prawiro 02/07/2009 às 1:55 PM

    E graças ao (ainda em vigor) Artigo 32, os 3 rapazes que espancaram cruelmente um cão no RS foram indiciados.

    http://doisespressos.wordpress.com/2009/07/02/cao-espancado-pl-4548-e-vegetarianismo/

  103. 105 Tadeu Lima 03/07/2009 às 10:25 PM

    Aprovem o PL. 4548/98, pos é a única forma de corrigir as injustiças criadas pelo artigo 32 da lei 9.605/98.
    Citando Frei Beto quando este afirma: “Todo ser humano articula a vida entre duas esferas básicas: a da necessidade e a da liberdade. A primeira está diretamente ligada à satisfação das nossas exigências mais elementares, tais como: comer e beber; a segunda ultrapassa as nossas necessidades animais e abarca aquelas especificamente humanas – a investigação científica, o aprimoramento técnico, a festa, a fantasia, a utopia, o lazer, a criação científica, a vida espiritual”, constata-se que a necessidade do sonho, da fantasia, do lazer, da utopia é tão necessária ao ser humano quanto um prato de comida. Não existe comparação entre o mau trato exercido por aqueles que no limite extremo matam os animais para satisfazerem à necessidade de comer, às vezes, utilizando requintes de violência, com aqueles que cuidam dos animais até mais do que cuidam deles mesmos, no exercício do sonho de vencerem naquelas atividades desenvolvidas por eles, quando na maioria das vezes a sociedade em que vivem só lhe traz derrotas.
    Entendemos e respeitamos aqueles que por questões éticas praticam o veganismo, mas não podemos concordar com seu equívoco e desconhecimento da evolução da nossa espécie que nos situa hoje no mundo como onívoros, muito menos podemos concordar com aqueles outros que num ato de hipocrisia e falsa moral apóiam essas leis criadas pela pressão desses segmentos organizados da sociedade que praticam um fundamentalismo pseudo-humanitário, que parece fazê-los sentirem-se superiores aos outros mortais, mas que continuam comendo carne de toda espécie. Que todos sejam coerentes, pratiquem o veganismo – não comam nenhum tipo de carne, mel, leite ou ovos, que comam apenas frutas, legumes e grãos. As leis são feitas pelos homens e para os homens, e devem procurar atender a uma realidade da sua sociedade e não para atender a determinados segmentos que almejando impor suas convicções procuram desqualificar aqueles que pensam de maneira diferente.

  104. 106 Tadeu Lima 03/07/2009 às 10:30 PM

    Diga sim ao Pl. 4548/98
    Lutar contra um esporte onde se mantém os animais vivos e bem tratados, sugiro que o Senhor Visite ong`s alguns abrigos movidos a Dólar e a Real público veja a realidade dos CCZ bem diferente desse mundo de fantasias que vocês criam e querem impor, quanto à crueldade acho que há um grande equivoco, os que criam animais para manter alguma cultura trata muito bem deles com dinheiro próprio e paga todos seus impostos quando os vende para abastecer os mercados, enquanto os eco chatos estão brigando por dinheiro e esquecendo que quem tem fome não pode esperar, é verdade que não podemos generalizar tem alguns voluntários servindo de inocentes úteis nas mãos desses Senhores que querem, através de organizações não governamentais e a mídia golpista destruir o que conseguimos com tanta luta que é a nossa liberdade, vejamos quem está na contra mão quem está no verdadeiro retrocesso quem luta por liberdade? Ou quem quer proibição? Mesmo que para conseguir mintam e distorça a verdade dos fatos por isso vejam esse vídeo para ter apenas uma idéia do que acontece nos bastidores da hipocrisia, quando queremos regular a vida dos outros e esquecemos da nossa, aprovem o PL. 4548/98, pois é a única luz, que pode brilhar nessa treva.

    ISSO NÃO É PROBLEMA PARA LEI DE MEIO AMBIENTE
    É UM CASO DE POLICIA,

  105. 107 Luciana 05/07/2009 às 10:04 PM

    Gostaria de ter vc participando no meu blog comentando sobre os pontos que cito por la.
    Quanto aos nomes dos politicos darei uma olhada em cada um deles e postarei frequentemente algo sobre como anda a vida desses monstros, e as pessoas que os apoiam merecem cadeia, viver enjaulado não é coisa para bicho bom, é coisa para essa gente infeliz.

  106. 108 Tadeu Lima 05/07/2009 às 10:59 PM

    Senhora esse artigo 32 da lei do meio ambiente é o maior crime já existente contra nossos animais domésticos, não tente confundir as pessoas falando o que não sabe, os animais domésticos continuarão protegidos, caso a lei 9.605/98 sofra a alteração imediatamente a Lei nº. 3.688 passa a valer que diz;
    Art. 64. Tratar animal com crueldade ou submetê-lo a trabalho excessivo:
    Pena – prisão simples, de dez dias a um mês, ou multa.
    § 1º Na mesma pena incorre aquele que, embora para fins didáticos ou científicos, realiza em lugar público ou exposto ao publico, experiência dolorosa ou cruel em animal vivo.
    § 2º Aplica-se a pena com aumento de metade, se o animal é submetido a trabalho excessivo ou tratado com crueldade, em exibição ou espetáculo público
    Pos esse artigo 32 da lei 9605/98 alem de não proteger nem um animal ainda deixa espaço para que os intolerantes abusem do poder que lhe é delegado, diga sim ao Pl. 4548/98, os animais devem sim ser protegidos mais cada espécie tem seu próprio comportamento sua natureza e deve ser respeitada, pior que o esporte, faz os centros de zoonozes que matam milhares de cães e gatos sadios por falta de espaço e ração para alimentalos, existe a vida e a morte, se os animais pudessem escolher entre praticar um esporte mesmo estes que algumas pessoas têm um ponto de vista diferente ou ser abatido qual seria a escolha? Contam que um elemento bêbado roubou e agrediu uma mulher, a policia o prendeu numa cidade pequena, ele foi levado aos empurrões apanhando muito já com os olhos roxos a cabeça sangrando um braço quebrado, quando uma senhora se compadeceu e disse ao policial maltratar dessa forma é melhor matar, de imediato o bêbado reagiu e disse não senhora, a senhora é louca? Do jeito que está ta bom de mais.
    Sr.ª Luciana, sinceramente espero que na próxima postagem esteja mais feliz, esta amargura toda pode lhe fazer mal, que a paz do Sr. Jesus, proteja a Senhora e todos os seus, felicidades.

  107. 109 luiz Dias dos Santos 08/07/2009 às 11:46 PM

    Falem o que voces pensam mais eu estou preocupado com as DROGAS do pais os traficantes estam mandando no Brasil

  108. 110 Daniel König 09/07/2009 às 4:12 AM

    Esporte uma ova! Esporte é natação, vôlei, boxe, etc. e tal. Isso aí é tortura. Traz empregos nada, traz pouco e ninguém tá preocupado com isso, sejamos honestos:traz é dinheiro pro bolso de uns raposões que organizam essas palhaçadas. Ficam falando da classe menos favorecida que é empregada com essas “festas” para tentar derreter os corações, mas eu não caio nessa! Querem é dinheiro no bolso, e não é pouco não! Já que acha tão digno o tratamento dado aos animais nessas “festas”, pode tomar o lugar deles. Vai fundo. Garanto que não será morto, nem abatido, apenas torturado, muito mais digno. Você também é partidário do: “estupra mas não mata”? Seria o estupro mais digno? Somos seres tão evoluídos que matamos e torturamos por diversão.Liberdade? E como fica a nossa liberdade de garantir aos animais liberdade? Deixa agora eu me fazer de vítima, como vocês, mantenedores do statu quo que não aceitam contrariedades fazem: “óóó estão me privando da liberdade, isso é um absurdo. Calem a boca, pró-animais, o seu exercício de liberdade, aliás, menos que isso, apenas os seus dizeres, o seu discordar, já ferem a minha própria. Calem a boca, não se manifestem”. E não é mídia nada, embora ninguém, nem mesmo você, que se julga moralmente superior, seja capaz de ser imune a ela (seria desconsiderar toda e qualquer informação e conhecimento, nenhuma informação é neutra, isenta, escolher um assunto para tratar já é ser parcial) é gostar de bicho mesmo, isso desde piazinho.Não suporto ver bicho sofrer, só isso. Isso não quer dizer que odeio humanos, apenas com eles sou mais seletivo… Sabe como é, confiar num ser que chega a matar apenas por diversão, “esporte”… os outros animais sim, matam apenas para sobreviver, se alimentar ou reduzir a competição inter/intraespecífica. Ora, se somos apenas o fator biológico, então ser onívoro é obrigatório, concordo… bem como esquecer todo o conhecimento que já foi produzido. E ficar com os recursos que temos ao nascer, que são basicamente nossos sentidos. E ir lá para a natureza propriamente dita, não esse espaço modificado pela ação humana! Esqueça convenções sociais, valores… Computadores?! Pff! Evolução BIOLÓGICA, meu caro, evolução BIOLÓGICA! Não confunda. Agora sim, deixe a seleção natural agir, lute pela sobrevivência. Boa sorte.
    P.S.: acho que aí não irá nem ter tempo para praticar tais “esportes”, hein? É bom ficar atento. O ser humano é indigesto, mas vai que tu encontra um animal muito, mas muito faminto…

  109. 111 Tadeu Lima 09/07/2009 às 10:44 AM

    Daniel bom dia, tenha calma Senhor, estamos numa democracia, onde devemos respeitar a vontade da maioria alem do mais o Senhor como conhecedor do artigo 32 da lei 9.605/98, sabe que esse artigo não protege animal nem um, interessante já que o Senhor entrou no assunto esporte, poderia mim dizer em que planeta o amigo vive que estupro pode ser igual à vaquejada, assista esse vídeo abaixo e veja que o esporte maltrata menos do que alguns abrigos, movido pela intolerância e ganância de pessoas que se acham protetores, acorde homem de repente o Senhor não é o Dono da verdade hem!.

  110. 112 AMC 09/07/2009 às 1:52 PM

    Qual a diferença dos sequintes esportes?

    Boxe, karate, lutas marciais diversas, Vale tudo, corridas de carro,enduros etc… e Teste de Galos?

    Resposta;

    O homem quando morre é enterrado e a ave vai pra panela.

    Aliais para esclarecimento, uma ave que vai para testes pode viver ate 10 anos e por traz de “cada” ave existe +- outras 100 unidades no criatório.

    Aos maus informados Teste de Galo é esporte sim, e já foi o segundo mais popular do Brasil e esta no topo em vários outros Países com público muito superior ao volei por exemplo.( Ex França, Porto Rico, Rep. Dominicana, Mexico, Ilhas Canarias, Tailandia, Perú,Japão, etcc…)

    No Brasil estimasse atualmente cerca 02 milhoes de adebtos, criadores ou simpatizentes gerando milhares de empregos e movimentando a economia em torno da criação.

  111. 113 buhler 09/07/2009 às 2:07 PM

    Segundo os politicos neste Brasil, é considerado esporte também:

    Corrupção, malandragem, dinheiro desvviado e muitas outras coisas, afinal geram dinheiro, e “movimento a economia” interna de seu proprio bolso

    vc acha que com coisas como briga de galos, que é uma pratica ja proibida, o dinehiro nao vai parar para essas pessoas???

    até aprece q o “esporte” de briga de galos gera dinheiro bom, e faz a economia girar.

    Sem contar que gera empregos, para mais pessoas que vão virar politicos safados no futuro.

  112. 114 AMC 09/07/2009 às 3:24 PM

    “Bhler disse:
    Segundo os politicos neste Brasil, é considerado esporte também:

    Corrupção, malandragem, dinheiro desvviado e muitas outras coisas, afinal geram dinheiro, e “movimento a economia” interna de seu proprio bolso ”

    Caro amigo, de onde voce tirou essa? E tem mais, não se deve banalizar toda uma classe politica por conta de alguns que aliais existe em todos os lugares do mundo. Sugiro que passe duas semanas em Brasilia e vera que nem tudo é corrupção, ali tambem se trabalaha nas várias comissões, votações, etc….
    Ainda é muito melhor do jeito que esta do que em regimes autoritarios como os que temos visto em alguns lugares da America Latina.

    E quanto a proibição dos testes de galos, desafio qualquer um aqui a me dizer qual a lei que proibe claramente o teste de Aves.Não existe e nunca existira pois será totalmente inconstitucional, Janio Quadros no apce de sua loucura tentou em 1960, mas o criador de Aves e Primeiro Ministro da época Sr. Tancredo Neves revogou no ano sequinte(1961).

  113. 115 clarissa 10/07/2009 às 4:43 PM

    Tem politico que é uma verdadeira praga e estes sim deveriam ser sacrificados na câmara de gás!
    É brincadeira… ao invés de “seguir a moda” da coscintização ambiental, esse “cara” (porque de autoridade ele não tem nada!)quer que o País ande na contramão da evolução.
    Quem será o irracional aqui hein deputado?
    Ao invés de tentar descriminalizar o art. 32 por que o Sr. não pensa em fazer um P.L para aumentar a pena de quem comete crime contra os animais?
    O Sr. é desprezível e não merece o meu respeito nem daqueles que amam os animais!!!
    É lamentável tê-lo como representante.
    Espero que o Sr. nunca mais se elega e que tenha uma vida e morte bem pior do que a de um animal de rua.

  114. 116 Tadeu Lima 10/07/2009 às 7:50 PM

    Quanta ternura e respeito pelos nossos parlamentares, quem ler suas mensagens ver como seus argumentos são convincentes, muito obrigado pela força que suas postagens dão para que o PL. 4548/98 entre em vigor, e corrija esse equivoco que é o artigo 32 da lei 9.605/98 conhecido também como o artigo do abuso de autoridade, muitas felicidades pra senhora também.

  115. 117 CANGA 10/07/2009 às 8:21 PM

    TEM GENTE QUE NÃO ENXERGA UM PALMO NA FRENTE DO NARIZ, NÉ DONA CLARISSA E QUER DAR LIÇÃO DE MORAL. A SRA ACHA QUE SÓ EXISTE A SUA VERDADE. A SUA VERDADE TEM QUE SOBREPOR AS OUTRAS. ELA É MELHOR QUE A DOS OUTROS. A SRA. JÁ PENSOU NO CONTRÁRIO. A SUA VERDADE VALE PARA A SENHORA. MAIS ELA NÃO VALE PARA MILHÕES DE BRASILEIROS, QUE VIVEM NO CAMPO, NA ZONA RURAL, PESSOAS HUMILDES, TÃO OU MAIS BRASILEIROS QUE A SENHORA. E NÃO VENHA COM ESSA QUE A SENHORA É A BOAZINHA E OS OUTROS SÃO OS MAUTRATADORES DE ANIMAIS. NINGUÉM QUER MALTRATAR ANIMAIS. QUER TÃO SOMENTE UMA CONVIVÊNCIA NATURAL, CUIDANDO SEMPRE DA PRESERVAÇÃO DOS ANIMAIS E EVITAR SOBRE TUDO AS ARBITRARIEDADES E O DESREITO A PESSOA HUMANA. DEPOIS NÃO VENHA COM ESSA RECLAMAR DA CRIMINALIDADE, SE SÓ A SENHORA SE ACHA NO DIREITO DE SER FELIZ. TODAS AS PESSOAS TEM O DIREITO DE SER FELIZ, INCLUINDO AÍ, DONA SABIDA, AS PESSOAS SIMPLES, AS PESSOAS HUMILDES, QUE É A GRANDE MAIORIA DO POVO DESSE BRASILZÃO. AQUI NÃO É SUA EUROPA, SEU ESTADOS UNIDOS. AQUI É BRASIL.

  116. 118 Antonio Farias Gouveia 11/07/2009 às 6:37 PM

    Todos os brasileiros digam sim a PL- 4548/98 de um ponto de vista mais é que a visão de um ponto, e aqui venho, com o intuito muito maior de iluminar do que persuadir aquelas pessoas cujas opiniões encontram-se tradicionalmente equivocadas pelo obscurantismo da falta de informação, não só fora das Universidades como dentro delas, no tocante a este e muitos outros assuntos. Particularmente, inquieta-me a perspectiva de ver colegas biólogos e muitos outros que se fantasia, agarrados às suas doutrinas ecologisticas e fortemente influenciados pelos atuais e irresponsáveis meios de comunicação.

    Paraiba, Campina Grande

  117. 119 Rosangela Maria 11/07/2009 às 6:37 PM

    Parabéns a todos os Deputados da Câmera Federal por aprovar a PL-4548/98.
    Quem acha a briga de galo uma crueldade, demonstra louvável sensibilidade, não devendo assisti-la. Em conseqüência, não deve, por coerência, assistir não somente a briga de galináceos como também as humanas, tais como boxe, vale-tudo e ate mesmo as de deputados quando se reúnem no Congresso nacional para defender os interesses do povo. Todavia, as pessoas deveriam refletir mais sobre a marcante diferença entre a crueldade, típica de espécie humana, e as outras expressões naturais de agressividade, implantadas no programa genético e etológico de cada espécie. Devem também respeitar as pessoas que gostam, pois estas estão conservando uma raça muito rústica, que o homem pode lançar Mao a qualquer momento, na tentativa de melhorar.

    Paraiba, Campina Grande

  118. 120 Cleiton Herbert 11/07/2009 às 6:38 PM

    Nos brasileiros temos que reunir todos a favor da PL-4548/98 que traz grande benéfico para nosso povo.
    Esta na hora do IBAMA e das Secretarias \do Meio ambiente de cada cidade reverem e atualizarem seus conceitos sobre a preservação e a conservação de nossa biodiversidade, pois com o intuito de remediar, a cura pode acabar matando o paciente (nossa fauna). Isto quer dizer que em se acabando com as brigas de galo, estaremos acabando com os galos de briga, ou seja, estaremos sentenciando esta espécie ao seu fim biológico, pois a convivência desta espécies entre os seus membros é particularmente difícil. Existem muitos voluntários, os pequenos e grandes criadores, os galistas. Deixe-os em paz.

    Paraiba, Campina Grande

  119. 121 Karen 13/07/2009 às 10:05 PM

    E é aí que estes que apoiam a PL-4548/98 esquecem de um pequeno detalhe que TODOS deveriam lembrar muito bem: “Não matarás”… isso não se referiu somente ao ser humano, mas sim a tudo que tem vida. Será que hoje em dia as pessoas só se preocupam com dinheiro?
    O ser humano se diz racional não é? Então por que não acham uma forma de trabalhar sem precisar assassinar animais que não tem culpa do que passam?
    Cadê a racionalidade? No prazer de matar e ferir?
    Eu defendo a vida!

    “Não destruas nenhum ser vivo. Já que não foi te dado o poder de criar, não te é dado o direito de destruir.” Buda

  120. 122 Tadeu Lima 14/07/2009 às 10:18 PM

    O PL 4548/98, elaborado pelo ex-deputado José Thomaz Nonô, que pretende excluir os animais domésticos e domesticados como vítimas de maus tratos. Ou seja, o PL quer retirá-los do artigo 32, da lei 9.605, de proteção ambiental, que é na verdade o maior equivoco, pois este artigo 32 desta maneira que está só favorece as autoridades fora da lei que abusam do poder, o Pl. 4548/98 de forma alguma se envolve com abate de animais, e sim com atividades culturais e esportivas.

  121. 123 CANGA 23/07/2009 às 2:56 PM

    http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL1236617-5598,00-CORRIDA+DAS+GALINHAS+DEVE+LEVAR+MAIS+DE+AVES+A+GALINHODROMO+EM+PE.html

  122. 124 Eurico Abreu 25/07/2009 às 12:58 PM

    Nos galistas de todo Brasil estamos anciosos pela votaçao do PL4548/98 do NOBRE dep. Jose Thomaz Nono, pois acho q desta vez teremos nossas rinhas liberadas, chega de perseguiçao a nos galistas, sou criador de aves e profundo admirador do galismos, pois estes animais nao unicos no mundo e protendo preserva-los enquando eu viver. FAÇO UM APELO A TODOS OS GALISTAS E AMANTE DO GALISMO NO PAIS, vamos apoiar no nobre Dep. pois ele merece todo nosso respeito, faços valer nossa força nas Urnas a favor deste gde. amigo q teve a coragem de colocar seu nome à frente deste GRANDE projeto de lei 4548/98 vamos la a ora e essa agora sim vamos tem uma grande vitoria. vamos votar SIIIIIMMMMM a favor deste projeto no fone 0800619619 e DIGA SIMMM a este projeot PL4548/98 peça a sua familia, seus amigos seus filhos suas esposas simmm todos nos q somos amante do galismo e da preservaçao des especia UNICA no Mundo. Abraços e fiquem com DEUS. Eurico/Minas Gerais.

  123. 125 luiz Dias dos Santos 25/07/2009 às 3:28 PM

    O seu Eurico voce não deve estar serto da cabeça voce não tem ideia da buriçi que voce esta fazendo co PL NÃO E PARA OS GALISTAS SEU BURRO PALHAÇO PRESTA ATENÇÃO NO QUE COMVERSA O PL E PARA NOSSAS CULTURAS

  124. 126 Eurico Abreu 26/07/2009 às 12:01 PM

    Ooooo Luiz dias do santos em vez de me criticar volta pra escola e aprende a escrever o vc aprendeu q a palavra CERTO se escreve com S, burro e vc. ve se me esquece viu ooo MANÉ

    Sds. Eurico/Minas Gerais

  125. 127 Antonio Farias Gouveia 26/07/2009 às 10:49 PM

    Eurico Abreu,
    você é uma pessoa inteligente, adorei o seu comentário. Mais de 50 milhões de pessoas gostam de esporte, não será meia duzia de lixo que vai atrapalhar. Eu só posso chamar essas pessoas de lixo, lixo elixo!!
    Aproveito e mando um abraço para meu amigo Babaça, que é uma das grandes lendas viva, que gosta do esporte.

    Gouveia

  126. 128 Antonio Farias Gouveia 26/07/2009 às 11:11 PM

    DIGA SIM AO PL 4548/98.
    A natureza é agressiva, mas não é cruel. Talvez resida aqui a marcante diferença entre a agressividade humana e dos galinaceos em questão. A primeira manifesta-se de muitas formas como, por exemplo, pelos maus tratos ou pelos prolongamentos de agonia, quando populaçies humanas inteiras sao arrasadads pelas guerras ou quando ignoramos crianças ou pessoas idosas e cansadas mendigarem pelas ruas, como se elas naturalmente fizessem parte da paisagem. Também constituiem-se expressoes da agressivdade humana a aplicação diferenciada da lei entre os abastados e as populaçoes de baixa renda. Este ultimo tem diariamente sua dignidade agredida na forma de multas, impostos e detenção; ou quando verbas publicas sao desviadas de seu destino-alvo, quando deveriam ser utilizadas para diminuir o sofrimento de populaçoes que sofrem com os rigores das secas, enchentes ou epidemias, para atender a futeis caprichos de politicos corruptos. Aqui, sim, temos algumas das personificaçoes da crueldade humana. Já a agressivdade dos galos de briga decorre como uma forma de proteger seus meios de subsistencia como, alimento, agua, areas de dormida, proteção de femeas e locais seguros para a nidificação e criação da prole. Este conjunto de condiçoes ecologicas traduz-se na sua territorialidade. Animais que nao conseguem manter seus territorios tem seu fitness (ou potencial reprodutivo) comprometido e, por isso, nao conseguem reproduzirem-se, por isso, os galos de briga sao tao agressivos, principalmente quando estao no seu territorio (terreiro). Para ficar mais claro ainda, devo acrescentar que a agressividade aqui é como uma forma de evitar que sua populaçao supere a capacidade de suporte de seu ambiente ao atingir grande densidade populacional, que acabaria por diminuir suas fontes de recursos. Isto lhe causaria grande prejuizo e , consequentemente, o levaria à competição intra-especifica (que é muito mais severa que a inter-especifica) configurando-se em um estado lamentavel de fome, definhamento e morte. É como se a Natureza, atraves de suas leis biologicas, na forma da seleçao natural (e sexual), seleção de habitats, exclusao competitiva e, consequentemente, a fuga da competição promovessem a dispersao geografica dessa especie como uma forma de previni-la das extinçoes provocadas pela densidade como tambem pelas estinçoes episodicas locais (enchentes, terremotos, incendios).
    Assim, os galos de briga que outrora só existiam no Sudeste da Asia, hoje encontram-se espalhados pelo mundo inteiro. isto aconteceu, primeiramente, devido a dispersao natural que ocorreu como um reflexo de seu instinto agressivo. Posteriormente, graças a fascinação que este animal despertou no homem, tanto pela beleza de seu porte ereto e de suas plantas, como pela exuberancia de seus combates, que mais se assemelham a execução de um balé. Estes atributos acabaram por “enfeitiçar” o homem, o qual acabou por livra-los da extinção, espalhando-os pelo mundo afora. Dessa forma, a briga de galo na historia da preservação e dispersao destes animais, em ultima analise, so veio favorece-lo.

    Um abraço para todos os deputados que aprovaram o PL 4548/98 e outro abraço para todos os galistas do Brasil.

  127. 129 AMC 27/07/2009 às 1:11 PM

    Caro Senhor Eurico,entendo seu ponto de vista mas aqui não é o melhor para se falar isso ou fazer estes comentarios, tem certas coisas que nem dentro da nossa propria casa se pode comentar para não ganhar repercuções erradas.
    O PL 4548/98 não tem nada haver com aves, só ajuda a nós criadores com referencia a criar sem ter problemas. Falo isso com propriedade, quer ficar mais interado? Me mande um e-mail, mas já adianto que só respondo se tiver certeza que quem esta me escrevendo é um criador.

    007zorro@bol.com.br

  128. 130 Eurico Abreu 27/07/2009 às 10:16 PM

    Caro amigo AMC tbem sei, avezes agente se empolga, mais eu nao disse nada errado, qto. ao PL4548/98 por favor consulte um advogado ambientalista ele vai ti explicar melhor, pois se aprovado e sancionado, nos teremos mais liberdade para briga-los, serra os tocos, toza e outras coisas mais, pois assim sendo os galos deixaria de considerado animais protegido pelo artigo 32 e nao seriamos tao perseguido como somos, outra coisa vai por favor no http://www.tocars.org ou seja rinhas de galo TOCA – trago e amizade, la vc vai ver q o pessoal esta muito apar da situaçao e o q o PL4548/98 vai ser util. abraços amigo e qto. ao meu e-mail aqui nao seria uma boa ora para ti passa. abraços novamente e estou aqui so pra ajudar e tbem fazer amizades.
    Eurico/Minas Gerais

  129. 131 AMC 27/07/2009 às 10:44 PM

    Caro Eurico;

    Basta me escrever, ja deixei meu e-mail ai em cima,nao presciso consultar um advogado, como nao consegui te convencer vou ter de ser mais direto, sera que o senhor nao percebe que esta pagina e de uma pessoa contra o PL 4548/98 e tudo que voce escreve serve de muniçao?
    Sera que o Senhor nao percebe que nada foi votado e nao tem nada ganho? Sera que o Senhor nao percebe que os principais interessados nesse PL 4548/98 e o pessoal dos rodeios e vaquejadas?

    Por favor nao me responda aqui, basta me escrever, para saber que e o Senhor basta me falar o nome de 05 grandes de Minas, fique tranquilo, conheço todos pessoalmente.

    AMC- Mineiro com Orgulho-

    Saudades da Contorno, Juiz de Fora, Sete Lagoas e Extremo.

    Atençao, nao coloque o nome de niguem aqui……

  130. 132 Leonado Batista 28/07/2009 às 12:49 AM

    Chega a ser ridículo e contraditório.
    Representantes que apresentam Leis que defendem ações criminosas, maldade e covardia. Pior ainda, pessoas que apoiam este tipo de coisa… É impressionante utilizar a “bandeira da cultura” (muito estúpida por sinal), para defender maus tratos e crimes.

    Este é o nosso País!!!! É por causa de eleitores idiotas que temos esta corja de salafrários tomando as decisões mais exdrúxulas e inimagináveis. “O problema do Brasil é que, quem elege os governantes não são as pessoas que leem jornal, mas as pessoas que limpam a bunda com ele”. Que bosta!

  131. 133 luiz Dias dos Santos 28/07/2009 às 10:12 AM

    Leonado Batista porque voce não preocupa com os traficos que tem no pais eu acho quem vivi limpando a bunda com jornal e voce.
    Voce não tem ideia do que o pais esta pasando.Proplemas com drogas as drogas esta emraizada na criminalidade brasileira e voce preocupado com projetos que não vai mudar nada.
    Agora eu acho que voce não leem jornal pois não esta sabendo de nada
    DIGA SIM A O PL 4548/98

    DIGA NÃO AS DROGAS

  132. 134 luiz Dias dos Santos 28/07/2009 às 10:22 AM

    Eurico Abreu posó ate voltar para a escola mas voce tem que voltar tambem pois voce e tão burro que não esta vendo que esta pagina e de uma pessoa que e contra o PROJETO 4548/98
    E depois e eu que tenho que voltar para a escola

    seu burro seu burro seu burro
    seu burro seu burro seu burro

    Eurico Abreu voce é burroooooooooooooooooooooo

  133. 135 Eurico Abreu 28/07/2009 às 12:02 PM

    O Luiz chega, amigo, nao estou aqui p/discutir com vc, sei q esta pagina e contraria a pl4548/98 mas todos aqui expressa a sua satisfaçao ou insatisfaçao, mas tudo q for dito aqui nao vai mudar a votaçao dos parlamentares, vamos aguardar; eu quero muito q este projeto seja aprovado esta e a minha vonatade e nos vivemos em um pais democratico e posso expressar minha vontada e ninguem pode muda-la pois nao e crime pensar nem expressar uma satisfaçao. abraços e nao precisa me agredir volto a dizer minha alegria sera a aprovaçao deste projeto o restante depois acontece.
    Abraços a todos vcs, quero ser amigo de todos, e fique com DEUS.
    Eurico/Minas Gerais

  134. 136 Gisele 29/07/2009 às 11:10 PM

    Papo sério, Vamos lá querido Eurico..

    Com certeza esse é um país democrático, exatamente por isso essa lei não será aprovada.
    Como na democracia é a maioria quem decide, a maioria não se diverte com tal atrocidade, sendo exercida sob a mutilação e tortura desses animais indefesos.
    Existem sim outras formas do ser humano divertir-se sem ter que colocar à prova a vida desses animais, que só atacam para defender-se..
    Pena que os seres humanos não são como os animais, seriam muito mais civilizados.

    afinal como vc disse todos tem o direito de expressar sua insatisfação e críticas sobre o assunto, não é mesmo?

    Gisele/estagiária de jornalismo

  135. 137 Líliam Soares 30/07/2009 às 2:56 PM

    Resposta para quem respondeu à Leonardo Batista

    Prezado
    A Lei 9605/98 já existe. Tá lá, quietinha. Você não acha que quem deveria estar se preocupando com Trafico de Drogas é quem está querendo alterá-la? Essas pesssoas sim deveriam estar se preocupando com outras coisas, com Leis que tragam algum progresso para a sociedade, não regresso.
    Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Os animais não tem culpa da imbecilidade humana de se envolver em crimes, sua comparação não tem fundamento nenhum.
    Se você quer saber, nós, que gostamos de animais, somos contra qualquer tipo de crime e injustiça. A questão é que não vemos nenhuma graça em maltratar um animal e lutamos contra a Lei 4548/98 porque o homem parece não ser capaz de distinguir o certo do errado. Se fosse assim, não precisaríamos de Leis.
    Não se preocupe conosco, não somos alienados, somos pessoas conscientes, e nossa consciência diz que temos que proteger os animais, e, se a Lei 4548/98 for aprovada, continuaremos lutando, e vc poderá dedicar o seu tempo intregralmente à luta contra o tráfico de drogas, e nós seremos gratos por isso.

  136. 138 AMC 30/07/2009 às 3:35 PM

    O comentário da Sra. Líliam faz sentido, as vezes discutimos uma coisa e caminhamos para outro sentido sem ter nada haver.
    Realmente a lei 9605/98 já existe, sem dúvida foi um grande passo para a conscientização das leis ambientais, porem há muitas falhas em sua elaboração e são essas falhas que serão corrigidas.
    Esta lei do jeito que esta dá margem para interpretações sejam elas dos mais diversos sentidos, portando basta fazer uma defesa ou acusação bem feita que se consegue qualquer coisa com relação a proteção de animais.
    A lei 4548/98 vira corrigir uma pequena parte desses defeitos da lei 9.605/98, atrás dela virão outras e outras.
    Discute-se muito que os animais ficarão desprotegidos, mas isto não é verdade, para tal já existe punição especifica, existem leis ambientais que protegem os animais e isto niguem muda. Se percebe claramente nos mais diversos espaços de discussão é um desespero de entidades protetoras dos animais que lucraram muito nesses 11 anos de lei 9.605/98 à custa de terrorismo e propagandas falsas, conseguiram inclusive patrocínios do governo sem a menor fiscalização, casos de corrupção estouram todos os dias com relação a proteção dos animais mas estas noticias não são divulgadas e sim abafadas.
    O que esta acontecendo atualmente é uma luta de braço dessas entidades muitas das vezes internacionais ( onde em seus Países tudo já foi destruído seja ela na parte ambiental ou genética ) contra a Cultura do povo Brasileiro.
    O Brasil é interior, é cultura e preserva suas tradições.

    Nessa luta ; O Brasil, seu povo seus animais e nossa gentetica sairão vitoriosos e os falsos protetores sairão derrotados assim espero, mas não tem nada decidido ainda.

    E viva o Rodeio, Vaquejada, cavalgada, pesca e as mais diversas criações de animais e seus criadores.
    Obrigado aos Deputados da Bancada Ruralista (somos maioria) que tão bem nos representou nessas 4 votações que houve até o momento onde saímos coma vitória.

    Numa outra linha de atuação vamos derrotar as propostas absurdas do atual Ministro do Meio Ambiente (malucão) onde não demostra o mínimo de respeito aos pequenos produtores, sitiantes e fazendeiros do nosso Brasil.

  137. 139 Leonado Batista 30/07/2009 às 4:09 PM

    Concordo com as sábias palavras da Sra Líliam Soares. E meu caro Luiz Dias, eu me preocupo tanto com a proteção dos animais quanto com tráfico de drogas. O problema é que com relação ao tráfico de drogas, pouca coisa eu posso fazer, já que não sou policial nem político. Já ministrei palestras anti-drogas a crianças e jovens em escolas, participei de programas de inserção social de jovens marginalizados e acho que fiz minha parte. Dei minha parcela de contribuição contra as drogas, coisa que muita gente faz e mais gente ainda deveria fazer. Com relação aos animais tambem faço minha parte. Eu não concordo com o PL 4548 não porque seja contra a vaquejada ou os rodeios, mas porque sou contra a crueldade a que estes animais são submetidos. Ou você acha que o animal não sente dor quando é derrubado puxado pelo rabo? Você acha que o boi no rodeio pula de alegria? Até acredito que estes animais são muito bem tratados antes e depois do espetáculo. Mas no momento do espetáculo são sim mal tratados. Tirar a proibição de maltrato aos animais domesticos da lei 9605 não vai favorecer em nada os rodeios e vaquejadas, que já acontecem por todos os cantos do pais, com a lei 9605 em vigor. Mas vai deixar impune aquele que maltrata seu animal em casa, o carroceiro que submete seu cavalo a trabalho excessivamente pesado, aos donos de circo que cada vez mais abandonam animais nas beiras de estradas por estarem velhos e inservíveis. Não se pode usar a desculpa de que isto está enraizado na cultura do povo brasileiro. A cultura do povo tem que evoluir. Só assim o Brasil será um país melhor.

  138. 140 luiz Dias dos Santos 30/07/2009 às 10:03 PM

    Eu só falei das drogas porque este povo preocupa com coisas que não tem nada haver. Mas para quem tem filhos e bom comesar a se preocupar pois esta enraizada na criminalidade brasileira e voces estão preocupados com animais.
    Já que voces estão preocupados com os animais vá feichar os frigorifecos que tem no Brasil matadouros de Bois e vacas os frangos de cartes 45 dias de vidas isto sim e um mau trato

  139. 141 luiz Dias dos Santos 30/07/2009 às 10:06 PM

    Eurico Abreu mim descumpi por tudo que eu falei pois afinal estamos na nesma guerra e somos todos filhos de Deus
    muito obrigado por tudo eu tambem quero ser amigos de voces

  140. 142 José Eduardo Guimarães Coelho 03/08/2009 às 9:49 PM

    A proibição desses esportes só serve para a polícia receber toco ( propina, dinheiro ). Tradição não se acaba e sempre existirão, pois a polícia é calçada com propina e faz de conta que não ver.

  141. 143 tone silva 05/08/2009 às 10:55 PM

    amigos vçs que estão defendendo tanto a causa animal,entendo de ambos protetores que falta algo muito inportante em vçs. acho que ao invez de falar tanto em bichinhos porque não fala em criânças abandonadas que em toda esquina vç encontra uma por que não defender uma causa tão nobre quanto as da criânça abandonada, vejo bastante em vçs que são criadores de cachorro equela linda conversa que os meus ouvidos estão cançado de ouvir, que esse meu cachorro é tão lindo, outro diz ele é como um filho para mim,e o outro diz com ele eu gasto uma fortuna por mês. ai eu digo porque não gastar com uma criãnça tenham vergonha e procurem uma causa melhor para defender ao invez de cachorro. lembro de muitos criadores como estes que falam e defendem os bichinhos que parem com esses sentimentalísmos de cão que no fundo esses sentimetais são as lojas pet shop que so pensan em dinheiro e mais nada. em vez de animal em casa ver se ponha uma criãnça………….
    eu sou a favor da pl-4548/98

  142. 144 Eurico Abreu 06/08/2009 às 1:19 PM

    Oi Tone Silva, valeu amigo gostei do comentario realmente existe tantas crianças abandonada, mas nos nao teriamos codiçoes de resolver esta causa, so os governantes, pois isto exige muito dinheiro, mais valeu sim sua diga. Espero q alguns governante possam ser tocados pela emoçao e ai fazer alguma coisa para mudar este cenario q vc lembrou agora, pois falta muita coisa a ser fetio em FAVOR DAS CRIANÇAS ABANDONADAS. abraços amigo e obrigado por ser a FAVOR do PL4548/98 pois eu tbem sou e fique com DEUS.
    Eurico/Minas Gerais.

  143. 145 Líliam Soares 06/08/2009 às 8:46 PM

    Tone Silva.

    Quando você nos mandou tomar vergonha na cara, você deveria ter citado as coisas que vc já fez pelo bem da sociedade. Se possível, descreva pra gente quantas crianças você já adotou e o que vc tem feito pelo bem estar das crianças abandonadas. Qual o valor vc disponibiliza por mês para ajudar essas crianças? Cite quais as organizações de amparo as crianças abandonadas que vc ajuda e deixe o número da conta delas para que os interessados (assim como nós que gostamos de animais)possam contribuir.
    Saiba de uma coisa, ninguém recolhe criança na rua e leva pra casa não, isso é crime, vc sabia?
    Com relação aos pet shops, vc sabia que o Brasil é o segundo maior mercado Pet do mundo, arrecadando em torno de 9 bilhões de reais por ano? Já parou pra pensar quantas pessoas dependem desses empregos e dessa economia gerada? Já imaginou quantas crianças são beneficiadas por não terem os pais desempregados? São essas pessoas que você diz “não terem vergonha na cara” que garantem o emprego e o bem estar de milhares de famílias por todo este Brasil. Que ao inves de abandonar seus filhos, cuidam deles com o salário recebido trabalhando como cuidador de animais, adestradores, secretarios de clinicas veterinarias, atendentes, motoristas… e inúmeros outros.
    Deixe de ser ignorante e passe a se informar melhor sobre as coisas antes de falar asneira.
    E coloque uma coisa na sua mente: ninguém precisa deixar de olhar para um problema para enxergar outros.

  144. 146 Ariel magalhães 07/08/2009 às 8:37 PM

    Luciano Dias

    lamento realmente que pais de família cheguem ao ponto de dependerem dos maus tratos e da crueldade contra animais para sobreviverem, mas não é apoiando tal lei onde se permite o abuso destes seres vivos, que vamos solucionar a precariedade destas famílias…é um problema muitíssimo profundo, que vem desde a terrível e incompetente administração do país…

    apoiar a lei, é condenar os animais, seres vivos que sentem, sofrem, sangram, morrem, urram de dor,são explorados por prazer e lazer humanos, é atentar contra a vida dos seres vivos do país, e quanto ao “não matarás?”

    olha, não quero definitivamente envolver a bíblia, religião e tal nessa discussão, mas por caráter, por bom senso, pelo mínimo de moral que há em mim, e que espero encontar em vc, parece bem óbvio que crueldade e morte é anti-cristo, anti-ético, é desumano.

    por favor, reflitamos sem desviarmos do assunto! Crianças abandonadas é um caso à parte, estamos discutindo outro assunto. Má administração do país é terrível, concordo, folclore brasileiro deve resistir, claro, mas não à custa de tantas vidas por prazer estupidamente inútil…é hora de rever conceitos, é tempo de rever até tradições…

    o fato: lei aprovada = crueldade permitida = sofrimento aos animais .

    A economia de cidades não pode viver às custas de sofrimento, ou de mutilações, maus-tratos e crueldades de todo gênero contra estes seres do resto de todo o país.

    lamento o equivôco ignorante do autor da pl 4548/98, e sou
    contra…..

    contra a morte, contra a ignorância.

  145. 147 Ariel magalhães 07/08/2009 às 8:43 PM

    ah!
    quase esqueci: acusam tanto os ambientalistas como os que irão lucrar com essas proibições, mas nenhum protetor da lei 4548/98 fala dos lucros q tem em vista para sí memos…

    sou contra a lei, vcs sabem, mas espero sinceramente q os que estão comigo também sejam vegetarianos.

  146. 148 Leonardo Batista 07/08/2009 às 8:47 PM

    Luciano, meu caro,

    Eu não sei na sua cidade, mas na minha nunca deixou de ter rodeios ou vaquejadas por causa da Lei 9605, com seu atual texto em vigor. Apesar de eu não gostar desse tipo de festa, por razões óbvias, concordo que gera emprego e renda para muitas pessoas. Mas não podemos ficar vivendo às custas do sofrimento dos animais, isso tem que evoluir nem que seja de forma gradativa, assim como outras coisas evoluíram. Há outras formas de se empregarem pessoas que não sejam através de rodeios/vaquejadas e afins. As exposições agropecuárias movimentam muito dinheiro e mobilizam muita gente, gerando inúmeros empregos diretos e indiretos, independente de haver a presença de rodeios ou vaquejada na festa.
    A falta de oportunidade na vida não é desculpa para que a pessoa entre para a vida do crime. Isto é questão de caráter, de boa índole. É muito mais vergonhoso para a pessoa que passa fome ter que furtar/roubar ao inves pedir.
    É muita arrogância do ser humano achar que pode fazer o que bem entender dos animais. Quem disse que tem que ser assim? Na própria Bíblia, que é o nosso maior livro de referência, nos ensina a respeitar os animais. Provérbios 12:10 – “O justo olha pela vida dos seus animais; porém as entranhas dos ímpios são crueis”. Que permaneça sempre o debate inteligente. Sem achincalhações.

  147. 149 Tadeu Lima 07/08/2009 às 9:09 PM

    A ignorância das coisas conduz-nos fatalmente ao exagero. A citação não é nova, é bem sabido. A confirmação tem obtido através da história, onde povos e nações nos ofereceram muitos exemplos, alguns extremamente precipitados e sinistros, como o ocorrido a GALILEU, quase queimado vivo por sentença do Tribunal da Inquisição, simplesmente por ter afirmado ser a terra redonda. Mas, se o que ignoramos é sempre exagerado, é implícito que reconheçamos ser o exagero o subterfúgio dos desarrazoados. é o caso do Pl. 4548/98 é a única maneira de preservar os animais considerado apenas como alimentos de irem para o abate mais cedo, dando lhes melhor qualidade de vida e longevidade, emprego e lazer a milhões de brasileiros, ora precisamos sim proteger os gatos e cães, mais os animais domésticos não são só eles, ao comprar alimentos para eles, vejam nas embalagens que outros animais foram mortos para alimenta-los, vamos apoiar o PL. 4548/98 e prestar atenção em Ricardo Trípoli que quer acabar com as culturas populares.

  148. 150 Antonio Farias Gouveia 12/08/2009 às 9:40 PM

    Diga sim ao PL4548/98 a favor da nação brasileira.

    Raças rusticas como o galo de briga, o touro de arena (descendente dos antigos auroques; muito utilizados hoje em dia pelos espanhois e mexicanos em suas arenas, devido a seu carater agressivo, herdado de seus ancestrais), fazem parte do folclore de muitos países pelo mundo afora. Aliem-se a estes exemplos muitos outros como os porcos selvagens (caititus e quixadas), os cavalos pantaneiro (cujo casco é o unico adaptado às condiçoes de encharcamento), ou o algodao mocó ( variedade arbórea e perene que até há pouco tempo era o mais cultivado no semi-arido do Nordeste brasileiro). Estas variedades sao exemplos vivos de um patrimonio genético da melhor qualidade e estão sendo perdidas. Por terem passado pelo processo de seleção natural, tais variedades sao altamente adaptadas às condiçoes ambientais nas quais vivem, superando as doenças, os parasitas e até a baixa disponibilidade de nutrientes, além de outros desconfortos ecologicos nos quais seus descendentes atuais talvez nao sobrevivessem. Portanto, quem cria animais rusticos esta conservando a biodiversidade e cumprindo com sua cidadania, assim como sugere a COnstituição Federativa do Brasil de 1988.

    Mando um abraço para meu amigo babaça de Minas Gerias e para todos os galistas do Brasil. Vamos unir nesta causa! São 5 milhoes de galistas por todo o Brasil.

  149. 151 Germano Montelli 18/08/2009 às 3:42 PM

    Impressionante a hipocrisia neste Pais. Aposto que todos, sem exceção, que comentaram contra a aprovação desta PL fazem de suas janelas de casa e ou do carro uma lata de lixo. Pergunto mais ainda; se algum destes carnivoros deixaram de comer uma galinha “degolada, esquartejada e cozinhada no seu proprio sangue” por que no cardapio se chama “galinha caipira” ou “cabidela” seja la o nome que for.

  150. 152 José Eduardo Guimarães Coelho 19/08/2009 às 8:54 PM

    Moro numa cidade ( Sobral ) do interior do Ceará, onde conheço várias pessoas que sobrevivem de rodeios, vaquejadas, corridas de cavalo e briga de galo. Nas regiões pobres do Brasil essa pratica já e culturalmente praticada. Não vejo mau trato com esses animais, vejo uma hipocrisia de gente que se diz defensor de animais, mas nunca foram conhecer de perto esses a realidade desses esportes. Sou a favor do PL 4548/98.

  151. 153 Eurico Abreu 23/08/2009 às 10:45 AM

    Bom dia amigos, gostaria de deixar aqui mais uma vez minha opniao sobre essa batalha q esta sendo travada entre os ambientalista e defenssores dos animais e o pessoal dos Rodeios, Vaqueijadas, Farra do Boi e tbem as rinhas de Galos combatentes.
    Como eu ja havia dito antes, se o PL4.548/98 for aprovado estes esportes acima citados serao liberados e deixaram de ser perseguidos pelas policias e tbem o Ibama. Tbem acho q o pessoal q defende tanto esses animais estao esquecendo de olhar mais pelas CRIANÇAS ABANDONADAS, nao so as abandonadas mais de uma forma geral a todas as CRIANAÇAS e ADOLECENTES pois a pedofiliada aumenda a cada dia, todos os Dias UM ADOLECENTE e adotado pelo trafico de drogas, Esposas q sao espancadas dentro de suas proprias casas e ninguem faz nada.
    Olha tem tanta gente aqui dando mais atençao a um caozinho espancado ou abandonado do que a uma CRINAÇA, desde q o mundo e mundo caes sao abandonados, sao mautratados, acho todos q tem seus caes em casa deve cuidar melhor deles nao deixando ficar nas ruas (EU ADORO CACHORROS TENHO TRES) e qto. aos caes de ruas isso e respossabilidade do municipio. A policia e o Ibama qdo apreendem os galos na maioria das vezes os matam alegando q nao tem locais apropriado para deixa-los de quarentena alegando q este animais sao anabolizados (GENTE MANTE ESTES GALOS SIMPLESMENTE POR MATAR ISSO NAO É MAUS TRATO) .
    Sou a favor do PL4.558/98 e viva os 511 ANOS DO GALISMO NO BRASIL.
    Um abraço a Tdos e fiquem com DEUS.
    Eurico Abreu/Minas Gerais.

  152. 154 Mansueto Meneguel da fonseca Jr 24/08/2009 às 8:36 PM

    Atualmente vemos um país cheio de hipócritas e pessoas que vivem dependuradas nas tetas do governo , ONGs. que ganham muito dinheiro fácil (doações públicas e privadas ) e não sofrem nenhuma fiscalização , usam o escudo sob a rubrica “proteção de animais” para arrecadar e arrecadar .
    Quem realmente protege os animais , não faz castração de cachorros/as para ganhar dinheiro , são protetores de fachada , pois eles na verdade são mutiladores de animais ou melhor dizendo criminosos ambientais .
    A briga de galo nada tem a ver com o projeto , pois as rinhas de galos já são proibidas há muito tempo (desde de Janio) , não há necessidade atualmente de lutas de galos .
    O que não se pode é condenar uma modalidade como cruel e fazer mutilações em cães (mesmo com anestesia) e ganhar muito dinheiro com essa prática criminosa de mutilização , portanto , esses “protetores” não têm nenhum respaldo moral para condenar os outros .

  153. 155 Mansueto Meneguel da fonseca Jr 24/08/2009 às 8:52 PM

    Eurico de Abreu deve refletir mais , haja vista , que não é oportuno manifestar , pois esse projeto nada tem a ver com briga de galos .

  154. 156 AMC 25/08/2009 às 1:15 PM

    É isso aí Mansueto falou certo, acrescento ainda que existe uma forte tendência para que nem um fazendeiro mais faça castrações ou muchações em suas fazendas, ou seja para fazer tais tarefas terá de contratar Veterinários e se submeter a preços altíssimos fazendo com o que o custo da visita veterinária ficasse mais caro do que o valor de mercado do próprio animal.
    Outra tendência se nada for feito e o fim das cavalgadas, pois os antis classificam isso como maus tratos.
    Os antis também lutam para o extermínio de raças puras de vários animais como exemplo podemos citar as Aves puras Bankivas e Malaios com mais de 05 mil anos de historia, a imponente raça Taurina (Touro Bravo), raça de cães de corrida ingleses e muitos outros que perderam seus habitat naturais e agora só se dependem dos criadores para manter sua raça e seu banco genético.
    É contra esses e outros absurdos que o PL 4548/98 ira lutar, e corrigir essa grande falha da 9.605/98 de crimes ambientais.

  155. 157 dayane 28/08/2009 às 4:01 PM

    para o senhor mansueto!é muito facil falar sem saber,é muito facil criticar o trabalho dos outros,esse tipo de gente sempre existiu e sempre vai existir,vc não sabe de nada,não sabe como é o dia-a-dia de uma ong protetora de animais,não sa be o quanto é duro ver todos os dias casos e mais casos de crueldade sem limites de seres humano.E quanto a castração de animais,bem isso é um ato de responsabilidade e de amor,vc sabe me dizer quantos cães vivem nas ruas hj no Brasil?mais de 20 milhões e a unica maneira de acabar com essa super população e com a castração,existem multirões de castração de graça mas tb existem veterinários que fazem isso e cobram super barato,afinal uma facul de medicina veterinaria é bem cara e as pessoas precisam comer,se informe antes de falar bobagem.

  156. 158 Francisco Assis Cruz Gardenal 28/08/2009 às 9:45 PM

    Quando dois galos legitimos de briga lutam (independem de estímulos humanos , diferente de cachorros que são ensinados e estimulados a brigar) , não é o homem que mutila o animal , agora quando se castra o cão é mão humana que diretamente faz a mutilização ( se isso for ato de amor !!!! o que seria uma crueldade, então ????) . Pela lei ambiental em vigor castração é mutilização e se é mutilização é crime ambiental , se essa prática é para diminuir a prole , então , essa lei tem que mudar , pois atualmente quem castra é mutilador e portanto , criminoso ambiental e sujeito as penalidades . Por isso , muitas ongs. são a favor do PL4548/98 , pois se não for aprovado , todas as Ongs que fazem castração estão cometendo crime ambiental . E as autoridades não podem fazer vistas grossas , e levar pelo sentimento pessoal que castração é um “ato de amor” , pois castração de cão/cadela é mutilização e consequentemente crime .
    Não adianta querer tapar o sol com a peneira , castrou ( ou melhor dizendo mutilou) é crime!!!

  157. 159 Tadeu Lima 29/08/2009 às 10:26 AM

    Dra. Dayane, venho aqui, anexar um vídeo que fala mais que milhões de palavras, e possivelmente cala a boca desse pessoal que fica fazendo comentário sem conhecimento, dos trabalhos sérios de eco terroristas que fingem, fingem, fingem menos na hora de praticar esses atos, por favor, não façam comentários antes de assistir.

  158. 160 Tarcizo Scudelerre cardoso 29/08/2009 às 3:53 PM

    O governo Lula deveria mandar fiscalizar as Ongs que se dizem protetoras de animais ….muitas delas arrecadam grandes quantias de dinheiro …..e são na verdade “protetoras de animais” de araque, isto é , maltratam os cães , deixam eles passar fome , castram(mutilam) e cobram pelo serviço e fazem tremenda propaganda como se fossem anjos protetores de animais , mas na verdade são pessoas de má índole e perversas que usam o tema proteção de animais com o intuido exclusivo de arrecadar doações de particulares e algumas recebem doações públicas .
    Muitas delas são comandadas do exterior ,portando , o governo e o legislativo devem tomar sérias providências com essas entidades de “proteção animal” .

  159. 161 Adauto da Fonseca 29/08/2009 às 10:18 PM

    É certo que as faculdades são caras não tenho dúvidas e todos precisam comer , mas não a custas de mutilação (castração)dos indefesos cães , agora falar que capação(mutilização) é um ato de amor … o que significa “ato de amor” para esses “protetores/as” ????

  160. 162 ludmila 31/08/2009 às 2:17 PM

    Imagine uma linda gatinha de seis meses: uma fofura, com ar e comportamento de filhote. Você nem poderia imaginar que, mesmo com esse jeitão de criança, é nessa idade que a maioria das fêmeas de gatos entra em idade reprodutiva. E que, dois meses depois, a mesma gata pode ser mãe de três, quatro, cinco, seis ou até, pasmem, sete gatinhos.

    Agora, faça as contas: se essa gatinha der à luz quatro outras fêmeas, em seis meses elas poderão também trazer ao mundo, cada uma, mais seis gatinhos, por exemplo. Basta um mero cálculo de progressão geométrica para imaginar o ritmo frenético em que uma comunidade felina (ou canina) pode crescer.

    “Ah, mas o problema é ter fêmeas, vou adotar um gato macho e não terei problemas”. A pessoa que pensa isso deve ter esquecido as aulas de biologia da escola e de que, para nascer um gatinho, é necessário, além do óvulo da fêmea, do espermatozóide do macho.

    Quem vai emprenhar aquela gatinha do primeiro exemplo? Justamente o gato da pessoa que não quer problemas. Esse gato, se tiver acesso à rua pode ser, em menos de um ano, o nada orgulhoso pai de algo em torno de 200 gatinhos, chutando um número baixo.

    Esse quadro mostra o tamanho da responsabilidade do dono de um animal. Deixar a reprodução de gatos e cachorros por conta da “natureza” pode causar danos terríveis ao meio ambiente e ao meio urbano onde vivem pessoas e animais, e resultar em um ato dos mais cruéis: o abandono.

    Ao ver sua gata prenha ou com vários filhotinhos, muitos “donos” irresponsáveis querem se livrar logo desses “pequenos-grandes problemas”, e abandonam os gatinhos e cachorrinhos em terrenos baldios, parques, latas de lixo. Deixados à própria sorte, muitos morrem das maneiras mais cruéis que se pode imaginar.

    Mas qual é uma das grandes soluções para combater o abandono? A resposta é CASTRAR seu animal de estimação. Trata-se de um procedimento cirúrgico simples e que evita o sofrimento de milhares de animais que seriam abandonados.

    Há muito preconceito que cerca a castração. Um dos pensamentos mais comuns sobre o assunto é que seria “crueldade não deixar os gatos e cachorros satisfazerem seus instintos sexuais”. É bom lembrar que animais fazem sexo para procriar. Não há comprovação científica de satisfação sexual. Crueldade mesmo é ver filhotes de gatos e cachorros morrendo de fome, frio, atropelamentos e doenças infecciosas.

  161. 163 ludmila 31/08/2009 às 2:25 PM

    São Paulo possui hoje, perambulando pelas ruas, milhares de cães e gatos abandonados. A rotina é comum a grandes cidades, mas na quarta maior metrópole do mundo, o tratamento dispensado aos animais de rua ainda deixa a desejar.Daí que para mudar esse quadro é fundamental um trabalho de conscientização sobre a reprodução animal e a importância da castração. Castrar, já diz um ditado comum no mundo da proteção animal, é um ato de amor.

    Um mito preocupante cerca a castração de animais. “Por que vou castrar meu bicho se eu não gostaria de ser castrado?”. Ou, ainda: “Isso é uma mutilação, vai contra as leis da natureza”. É importante lembrar novamente que não existe prazer sexual na cópula dos animais.

    Se o animal não vai cruzar, não justifica o corpo dele ser preparado toda hora para a reprodução. Os gatos não têm prazer na cópula,a fêmea do gato entra no cio e somente na ovulação ela permite a cópula. Não há prazer. Se fosse por prazer, porque esperar o cio?

    Além de pensar no seu próprio animal, é muito importante associar o ato da castração ao problema do abandono. Todos os anos milhares de gatos e cachorros são sacrificados no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) e muitos deles são apenas filhotes e saudáveis.Castrar seu bichinho de estimação é bom para você, para ele e para o mundo. Não siga mitos ou lendas antigas e lembre-se de que você é o ser pensante, responsável por aquele ser. Se depois de ler tudo isso, você ainda duvida, faça uma visita ao CCZ de sua cidade e constate a triste realidade do abandono.

  162. 164 Gildo Siqueira 31/08/2009 às 7:29 PM

    CADA QUAL TEM UMA JUSTIFICATIVA , OS GALISTAS JUSTIFICAM E FUNDAMENTAM MUITO BEM , QUE ESTÃO PRESERVANDO UM RAÇA HÁ CENTENAS DE ANOS , SEPARADAS DOS GALINÁCIOS COMUNS (NÃO COMBATENTES) , oS PROTETORES DE ANIMAIS JUSTIFICA QUE A MUTILIZAÇÃO PELA CASTRAÇÃO É UM ATO DE AMOR ( MESMO COBRANDO PELO SERVIÇO) …..CADA UM TEM AS SUAS RAZÕES , EU PARTICULARMENTE DETESTO COMBATE DE GALOS , MAS VEJO MAIS COERÊNCIA DE QUEM CRIA GALO DE BRIGA DO QUE O PROTETOR QUE MUTILA CÃES E GATOS .
    HÁ POUCO TEMPO ESTIVE EM UMA GRANJA E VI O APERTO EM QUE OS FRANGOS DE ABATE VIVEM …, E DEPOIS DE 45 DIAS SOFRIDOS SÃO MORTOS VIOLENTAMENTE PARA QUE NÓS NOS ALIMENTEMOS , EM FACE DISSO CHEGO A SEGUINTE CONCLUSÃO :

    1- Galistas estão corretos na preservação da ave combatente.
    2- Protetor que mutilam pela castração , estão corretos no quesito apenas da diminuição “populacional”.
    3- Os sofridos frangos de granja mortos , é correto quanto ao quesito alimentação .

    Portanto , ninguém é santo nessa história .

    The end

  163. 165 Gildo Siqueira 02/09/2009 às 4:57 PM

    Uma Sra protetora justifica a mutilização pela castração de cães e gatos , e ainda , diz que o estudo em veterinária é caro e eles precisam comer ( em resumo ganham dinheiro castrando cães e gatos) , os galistas dizem que a criação de galos de briga no Brasil criará milhares de empregos , diminuindo com isso a marginalidade , criando oportunidades de empregar milhares de pessoas .

    Tanto o galista quanto o protetor (que fazem mutilização pela castração) defendem essas modalidades para geração de empregos e que muita gente precisa comer .

  164. 166 Gildo Siqueira 02/09/2009 às 5:01 PM

    Correção :

    Tanto galista (criação de galos de briga) quanto o protetor (que faz mutilização pela castração ) ……….

  165. 167 Aluisio Toledo Gomes 04/09/2009 às 10:45 AM

    O Governo Lula e o congresso Nacional e o Ministério público deveriam fazer uma fiscalização rigorosa nas Ongs. de proteção animal , principalmente as que têm vinculação com exterior , quebrando o sigilo bancários , verificando sobre as doações recebidas particulares e públicas e aferir se o dinheiro arrecadado está sendo usado nas suas finalidades fins.

    Muitas ONGs estrangeiras estão no Brasil a fim de arrecadar e arrecadar , muita delas tem como tema a internacionalização da Amazonia e estão sediadas nesta área , e não consideram essa região como sendo do Brasil .
    Está na hora do Governo tomar as providências e fiscalizar essas entidades, uma vez que são nocivas ao interesses do Brasil e do povo brasileiro .

  166. 168 AMC 04/09/2009 às 11:05 AM

    Na verdade Aluisio Toledo, esta ordem partindo do Presidente já foi dada a algum tempo, ou seja, todas as Ong’s estão sendo investigadas pela PL e com certeza teremos novidades nesse sentido.
    Elas são fortes por alguns motivos, terrorismo e lavagem cerebral nos jovens e dinheiro que entra de todas as partes pois no Brasil é o único lugar onde uma Organização não Governamental recebe dinheiro do Governo.
    Claro que não podemos generalizar, existem sim otimas O’ngs que fazem um belo trabalho de concientização e proteção a alguns tipos de animais principalmente animais Silvestres.
    Quando analizamos O’ngs que trabalham com animais domesticados, as coisas mudam, existe ali muitos aproveitadores que se infiltram no meio de alguns poucos bons.
    A aprovação do PL 4548/98 tambem ira corrigir e enxugar essas instituições, devido a isso vemos o desespero deles em não aprovar o Pl 4548/98.
    Vale um lembrete que o Partido Verde esta fazendo uma campanha pesada contra o Pl 4548/98 e o lider é o Sarney Filho (aquele mesmo da corrupção familiar), deveremos lembrar disso nas proximas eleições, vamos ver quem tem mais peso nas urnas.

  167. 169 Chiquinho Flora 06/09/2009 às 11:06 AM

    O galo de briga é uma ave extraordinária , sua valentia é inegualável , estão sendo criados separados de outros galináceos comuns há muito tempo ( séculos) , graças aos criadores essas aves estão preservadas até hoje , mas correm o sério risco de extinção , em face da perseguição desenfreada e estúpida que ocorrem por falta de conhecimentos .
    Há dias o IBAMA apreendeu 140 galos de brigas e queria a todo custo exterminá-los ( essa atitude , sem dúvidas seria um hediondo crime ambiental) , mas agora as autoridades superiores desse òrgão , usando a inteligência vai encaminhar as aves ao EMBRAPA para estudar o comportamento dessas magníficas aves , ….somente os leigos e pessoas de má fé podem querer igualar um galo comum ( caipira ou granja) a um fenomenal e inegualável galo de briga .
    Ninguém ensina ou estimula o galo puro de briga a brigar , já nasce combatente , diferente de outros animais que brigam por sexo , comida . O cachorro não nasce com instinto de briga , são estimulados e treinados pelo homem , podem viver diversos cachorros ptibul juntos , agora galos puros de briga jamais poderão conviver juntos , mesmo que não recebam nenhum treinamento ou participem de rinha , essa ave é ímpar na natureza .
    O canário da terra combate de estiver “enfemeado”, isto é,depende de fêmeas para brigar , bem diferente do galo de briga que em qualquer circunstância vai ao combate .

  168. 170 Luciano Dias dos Santos 08/09/2009 às 5:03 PM

    Veces estão ate sertos pois voces estão fechando todos frigorifecos brasileiros averdade e que este projeto vai banir estes mentirosos do pais em relasão sobre os animais. A queles que se dis protetores de manimais aqueles que querem só é protetor do seu proprio bolso chega de pessoas mentirosas neste pais particulamente eu sou a favor deste projeto com muito amor diga sim a o projeto 4548/98

  169. 171 Cesar Miranda 09/09/2009 às 5:09 PM

    RonaldoC

    Para que tanta mentira sobre o galismo. Um jornal do Piauí publicou a declaração de um tecnólogo da EMBRAPA de que os galistas amarram canivetes nas asas dos galos. Declarou, ainda, que alguns galos apreendidos morreram em função de anabolizantes utilizados pelos galistas e de ferimentos causados pela rinha. Tudo mentira, pois o próprio delegado que fez as apreenções declarou para um jornal que não haviam galos lutando no momento da ação da polícia, mas haviam indícios da existência de rinha. Na verdade, os galos morreram em função dos maus tratos sofridos no IBAMA, pois ficaram com as pernas amarradas uma a outra e passando fome e sede.
    Eu gostaria que publicassem os nomes dos anabolizantes utilizados e os laudos dos exames realizados que comprovam a utilização dos mesmos.
    A EMBRAPA diz que vai realizar um trabalho pioneiro mapiando a genética do galo de briga. Pioneiro? Só se for para ela mesma, pois vários países já realizaram esse mapeamento com intuito de utilizar a genética do galo de briga no melhoramento do rebanho de corte.
    Gostaria, também, que a EMBRAPA agradecesse aos galistas por manterem essa espécie viva e intácta por 5.000 anos, proporcionando a oportunidade de utizar esses animais em pesquisas úteis à humanidade.
    Até quando essa palhaçada vai continuar? Até quando o governo brasileiro vai dar demonstração de incompetência aguda no trato desse tão controverso assunto. E a mídia? Até quando vai continuar mentindo e difamando os galistas?
    O que esses leigos precisam saber é que galismo não existe a toa e, sim, por estar diretamente relacionado à sobrevivência de uma espécie única e de grandes méritos para a humanidade.
    A verdadeira solução virá com a regulamentação da atividade e não com o extermínio da espécie.
    Os galos lutam por instinto e nós os preservamos por amor.
    Agradeço a todos os que lutaram pela vida dos galos no Piauí. Apesar das covardias praticadas, foi realmente um grande passo para o galismo no Brasil.
    Um grande abraço a todos

    RonaldoC

  170. 172 Tadeu Lima 09/09/2009 às 9:38 PM

    Esse funcionário da Embrapa é uma vergonha, como é que elementos analfabetos conseguem emprego publico como Tecnólogo, qual será o critério de seleção desses servidores deve ser só observar se balançar o rabo, murchar as orelhas, dê coice ou rinchar já pode ser tecnólogo na |Embrapa do Piauí com direito a dar entrevista à mídia golpista.

  171. 173 Tadeu Lima 09/09/2009 às 9:44 PM

    BRIGAS DE GALO E GALOS DE BRIGA: UM PONTO DE VISTA ALTERNATIVO.

    Rômulo Gil de Luna

    Um ponto de vista nada mais é que a visão de um ponto, e aqui venho, com o intuito muito maior de iluminar do que persuadir aquelas pessoas cujas opiniões encontram-se tradicionalmente equivocadas pelo obscurantismo da falta de informação, não só fora das Universidades como dentro delas, no tocante a este e muitos outros assuntos. Particularmente, inquieta-me a perspectiva de ver colegas biólogos e muitos outros que se dedicam às questões ambientais, incapazes de perceber a diferença entre a realidade e a fantasia, agarrados às suas doutrinas ecologísticas e fortemente influenciados pelos atuais e irresponsáveis meios de comunicação.

    Este artigo destina-se ao público em geral e, por isto, optei por não incluir referências bibliográficas ou colocar nomes científicos após os nomes populares das espécies mencionadas no texto. Acredito que isto acabaria por provocar freqüentes e tediosas interrupções da leitura, que só se justificariam em trabalhos mais técnicos.

    Começo aqui, primeiramente, esclarecendo aos “Amigos da Natureza” a diferença existente entre preservação e conservação, ao tempo em que procurarei informar o significado do termo manejo biológico (ou ecológico). Faz-se necessário esclarecer, aqui também, a diferença entre o ecologista e o ecólogo. O primeiro é um mero amante da Natureza, que talvez pouco ou nada conheça sobre a Ecologia. Trata-se de um militante do ecologismo, termo introduzido por Dominique Simonnet, em 1979, significando sumariamente, um movimento ideológico aparelhado com dupla visão, composto de um elemento político autônomo e de um movimento social que conduz a sociedade a valorizar seus desejos culturais e a Natureza e não somente a propriedade dos meios de produção do “Homo economicus” moderno, ou simplesmente, trabalhador-consumidor.

    O movimento ecologista identifica-se com o naturalismo contemporâneo, procurando harmonizar a sociedade com a Natureza, a coletividade com o indivíduo e o homem com seu corpo. O adepto do ecologismo, ou seja, o ecologista ou ambientalista, distingue-se claramente do ecólogo, cientista que estuda ecologia. É próprio dos ecologistas irem às ruas, realizarem passeatas em defesa de espécies ameaçadas de extinção, que é bastante louvável, porém muitas vezes caem no exagero de querer preservar até aquelas espécies que convivem com o homem há centenas de anos, como é o caso do pombo (ao protestarem contra a prática do tiro ao pombo) e dos galos de briga em questão (por causa das rinhas de galo). O segundo, o ecólogo, é um cientista que entende ecologia. Este, entre outras atribuições, realiza trabalhos de campo e laboratoriais por vários períodos estacionais; coleta, analisa e interpreta dados de fatores ambientais (bióticos ou abióticos); avalia as interferências humanas sobre a Natureza na forma de estudos de impacto ambiental (EIA); confecciona relatórios de impacto ambiental (RIMA), antes de fazer qualquer divulgação pública. Veja como é notória a responsabilidade social deste último.

    Numa linguagem simplória, preservação nada mais é que a ação de proteção e também de isolamento de um ecossistema com a finalidade de que ele mantenha suas características naturais, por constituir-se como patrimônio ecológico de valor. Já o termo conservação, segundo a União Internacional Para a Conservação da Natureza (UICN), é definido como sendo o manejo dos recursos naturais, com proposta de obter-se a mais alta qualidade sustentável de vida humana. Dentro desta perspectiva, surge o manejo biológico que é a manipulação pelo homem dos recursos florísticos e faunísticos de um ecossistema, aplicando-lhes princípios ecológicos e respeitando as características naturais do ambiente, garantindo assim sua perpetuidade. Como exemplo, temos o corte de madeiras nobres, seguido de reflorestamento. Em se tratando de Brasil temos a criação em cativeiro de algumas espécies de animais selvagens, como o jacaré-do-papo-amarelo[2], a capivara[3], a cutia[4], os porcos-do-mato (caititus[5] e queixadas[6]) e muitas outras espécies tanto animal como vegetal. Em termos de mundo temos camelos[7], dromedários[8], renas[9], alces caribus[10], iaques[11] (uma espécie de bovino semi-selvagem), javalis[12] e muitos outros. Todas estas atividades constituem-se práticas rotineiras do manejo biológico e têm contribuído para proteção destas espécies, as quais vêm sendo ameaçadas de extinção pelo tráfico de animais silvestres (o terceiro maior tráfico do mundo), pela caça predatória e pela destruição dos habitats naturais. Este último, a destruição dos habitats, na forma de pecuária sem controle e ampliação da fronteira agrícola, talvez seja a maior ameaça à biodiversidade. O manejo biológico, portanto, nada mais é que a utilização pelo homem de espécies selvagens ou semi-selvagens (rústicas) de forma racional, trazendo benefícios mútuos ao binômio Homem-Natureza. Foi assim que se deu início ao processo de domesticação de animais e plantas que dependemos atualmente. Particularmente sou contra a caça e a captura de animais selvagens, como também do tráfico de animais selvagens, porém acredito que a maioria das pessoas que cria (não confundir com aquele que comercializa) estes animais não só os amam, como também os preservam. Os australianos, por exemplo, já resolveram o problema da extinção de seus marsupiais (cangurus[13] e coalas[14]) e de seus psitacídeos (periquitos[15], cacatuas[16]). Enquanto nossos cracídeos (jacus[17] e mutuns[18]), tinamídeos (zabelês[19], macucos[20], jaós[21], perdizes[22], inhambus[23]), columbídeos (asa branca[24], juritis[25] e diversas espécies de avoantes[26]) perecem nas nossas matas e capoeiras diante de burocracias tão típicas de órgãos regidos por legalismo positivo, freqüentemente contrários às leis da Natureza, exemplificados, entre muitos outros, pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Este órgão termina por agredir os contribuintes sob o alegado pretexto de combater a agressão às brigas de galo e outras formas de agressão biológica através da aplicação de multas e detenções, ao invés de orientar e promover a conscientização social através do manejo biológico. Quem cria animais silvestres com o propósito de multiplicá-los em cativeiro para fins alimentícios, comerciais, combates ou seja qual for a razão, está contribuindo para a conservação da biodiversidade. Os órgãos de defesa da vida selvagem (IBAMA, Secretaria do Meio Ambiente, etc.) deveriam aproveitar o know how das pessoas que criam voluntariamente, unindo-se a elas, cadastrando-as e efetuando parcerias para que desta aliança possam livrar nossa biodiversidade da extinção, através da reprodução em cativeiro de animais selvagens e semi-selvangens como o galo de briga, a rolinha cascavel, o jacu, a jacutinga, o graúna, a saudosa asa branca, o canário da terra, o curió, o pintassilgo e muitas outras. É largamente conhecido na literatura que “a conservação da biodiversidade deve ser paga”. Paradoxalmente, o que vemos são pessoas tirando de seus míseros salários consideráveis quantias para manter tais animais sob seus cuidados e proteção. Estas pessoas deveriam receber uma bolsa e orientação técnica de manejo biológico, por parte de órgãos como o IBAMA, buscando simular as condições naturais para sua procriação em cativeiro, objetivando a soltura de alguns exemplares na Natureza à medida que estes animais forem se reproduzindo. É o que atualmente está acontecendo com o curió. Nenhum criador que se preze tem interesse em criar curiós capturados na Natureza, pois, segundo estes criadores cadastrados, seus cantos não têm a qualidade daqueles que são obtidos através de cruzamentos em cativeiros. Estamos perdendo um material humano da melhor qualidade. Pessoas que fariam este trabalho com o maior prazer e dedicação, já que, mesmo vítimas de perseguição por parte das autoridades, elas continuam tentando manejar e conviver com estes animais. Contrariamente, o que estas pessoas recebem como recompensa por esta prática pioneira são multas, detenção e humilhação diante câmeras de telejornais populistas. Acredito que tais órgãos estejam tentando fazer seu trabalho conforme reza a Lei, porém, não acredito que estejam dando o melhor de si, já que é um órgão que deveria conhecer a marcante diferença existente entre preservação e conservação e assim, livrar-se desta visão equivocada. Está na hora do IBAMA e das Secretarias do Meio Ambiente de cada cidade reverem e atualizarem seus conceitos sobre a preservação (não tocar) e a conservação (manejar, procriar) de nossa biodiversidade, pois com o intuito de remediar (proteger), a cura pode acabar matando o paciente (nossa fauna). Isto quer dizer que em se acabando com as brigas de galo, estaremos acabando com os galos de briga, ou seja, estaremos sentenciando esta espécie ao seu fim biológico, pois a convivência desta espécie entre os seus membros é particularmente difícil. Existem muitos voluntários, os pequenos e grandes criadores, os galistas. Estas pessoas devem ser incluídas e não excluídas da sociedade.

    Em virtude do aumento populacional e da crescente demanda de alimentos no planeta, o homem, através da seleção artificial, vem procurando “melhorar” geneticamente animais e plantas, no sentido de maximizar sua produção e suculência. Como exemplos, temos o frango de granja que, aos 45 dias de vida (ou menos), encontra-se em condições de abate; as vacas holandesas (grandes produtoras de leite), o gado nelore (grande produtor de carne), além de suínos, caprinos, ovinos, e muitas outras espécies, manipuladas para propósito não-alimentício, tais como os cavalos (para corrida, salto, marcha, galope, tração, poder bélico); os cães (para caça, pastoreio, guarda, briga, ornamentação) e muitas outras. Nesta prática, o homem “criou” diversas raças de animais para atender seus caprichos e necessidades imediatas, brincando de Deus, embora, muitas vezes, não passe de mero aprendiz de feiticeiro, ao olhar numa única direção, ao criar tais linhagens, aparentemente benéficas à curto prazo e maléficas à longo prazo, pois estas raças estão passando por um processo experimental humano (seleção artificial) e não pela seleção natural. Contudo, é imprescindível que ele conserve as raças selvagens ou semi-selvagens (rústicas) para que, num futuro próximo, possa recuperar a rusticidade das raças tradicionais, perdida ao longo de cruzamentos.

    Raças rústicas como o galo de briga, o touro de arena (descendente dos antigos auroques; muito utilizados hoje em dia pelos espanhóis e mexicanos em suas arenas, devido a seu caráter agressivo, herdado de seus ancestrais), fazem parte do folclore de muitos países pelo mundo afora. Aliem-se a estes exemplos muitos outros como os porcos selvagens (caititus e queixadas), os cavalos pantaneiro (cujo casco é o único adaptado às condições de encharcamento), ou o algodão mocó (variedade arbórea e perene que até há pouco tempo era o mais cultivado no semi-árido do Nordeste brasileiro). Estas variedades são exemplos vivos de um patrimônio genético da melhor qualidade e estão sendo perdidas. Por terem passado pelo processo de seleção natural, tais variedades são altamente adaptadas às condições ambientais nas quais vivem, superando as doenças, os parasitas e até a baixa disponibilidade de nutrientes, além de outros desconfortos ecológicos nos quais seus descendentes atuais talvez não sobrevivessem. Portanto, quem cria animais rústicos está conservando a biodiversidade e cumprindo com sua cidadania, assim como sugere a Constituição Federativa do Brasil de 1988, conforme descritos nos incisos I e II do parágrafo 1o do art. 225, Capítulo VI, que trata do Meio Ambiente[27]. Nesses incisos constam que “é obrigação do Poder Público e da coletividade prover o manejo ecológico das espécies e preservar a diversidade e a integridade do patrimônio Genético do País”.

    Quem acha a briga de galo uma crueldade, demonstra louvável sensibilidade, não devendo assisti-la. Em conseqüência, não deve, por coerência, assistir não somente a briga de galináceos como também as humanas, tais como boxe, jiu jitsu, vale-tudo, brigas de rua, até mesmo as de deputados quando se reúnem no Congresso Nacional “para defender os interesses do povo”. Todavia, as pessoas deveriam refletir mais sobre a marcante diferença entre a crueldade, típica da espécie humana, e as outras expressões naturais de agressividade, implantadas no programa genético e etológico de cada espécie. Devem também respeitar as pessoas que gostam, pois estas estão conservando uma raça muito rústica, que o homem pode lançar mão a qualquer momento, na tentativa de melhorar a rusticidade de seus plantéis. Com isto ele economizaria remédios, vacinas, rações delicadas, além de energia elétrica que é muito exigida pelos equipamentos que simulam as condições ideais de desenvolvimento para as raças atuais mantidas em confinamento. Pensemos, desde já, na crise energética futura. Devemos lembrar que quanto mais o homem prioriza ou seleciona a suculência de um fruto ou de uma carne, mais dependente ele se torna de produtos químicos e de condições ideais de desenvolvimento e, portanto, maior será sua chance de cair em risco de extinção.

    O manejo de galos de briga gera muitos empregos diretos e indiretos (isto chama-se inclusão social) e movimenta elevadas cifras na forma de compra e venda destes animais, venda de remédios, vacinas, rações, além de petrechos artesanais e industriais de usos peculiares a estes animais de combate, tais como: bicos, biqueiras, luvas, tesouras, agulhas cirúrgicas e pequenas esporas de náilon (sem pontas). Acabando-se com as brigas de galo, estaremos também desempregando muitas pessoas (isto chama-se exclusão social) e enfraquecendo o mercado de milho, sorgo, arroz, girassol, aveia, ervilha, soja e muitos outros grãos e minerais usados no preparo da ração para estes animais.

    A Natureza é agressiva, mas não é cruel. Talvez resida aqui a marcante diferença entre a agressividade humana e a dos galináceos em questão. A primeira manifesta-se de muitas formas como, por exemplo, pelos maus tratos ou pelos prolongamentos de agonia, quando populações humanas inteiras são arrasadas pelas guerras ou quando ignoramos crianças ou pessoas idosas e cansadas mendigarem pelas ruas, como se elas naturalmente fizessem parte da paisagem. Também constituem-se expressões da agressividade humana a aplicação diferenciada da lei entre os abastados e as populações de baixa renda. Este último tem diariamente sua dignidade agredida na forma de multas, impostos e detenção; ou quando verbas públicas são desviadas de seu destino-alvo, quando deveriam ser utilizadas para diminuir o sofrimento de populações que sofrem com os rigores das secas, enchentes ou epidemias, para atender a fúteis caprichos de políticos corruptos. Aqui, sim, temos algumas das personificações da crueldade humana. Já a agressividade dos galos de briga decorre como uma forma de proteger seus meios de subsistência como, alimento, água, áreas de dormida, proteção de fêmeas e locais seguros para a nidificação e criação da prole. Este conjunto de condições ecológicas traduz-se na sua territorialidade. Animais que não conseguem manter seus territórios têm seu fitness (ou potencial reprodutivo) comprometido e, por isto, não conseguem reproduzirem-se, por isso os galos de briga são tão agressivos, principalmente quando estão no seu território (terreiro). Para ficar mais claro ainda, devo acrescentar que a agressividade aqui é como uma forma de evitar que sua população supere a capacidade de suporte de seu ambiente ao atingir grande densidade populacional, que acabaria por diminuir suas fontes de recursos. Isto lhe causaria grande prejuízo e, conseqüentemente, o levaria à competição intra-específica (que é muito mais severa que a inter-específica) configurando-se em um estado lamentável de fome, definhamento e morte. É como se a Natureza, através de suas leis biológicas, na forma da seleção natural (e sexual), seleção de habitats, exclusão competitiva e, conseqüentemente, a fuga da competição, promovessem a dispersão geográfica dessa espécie como uma forma de preveni-la das extinções provocadas pela densidade como também pelas extinções episódicas locais (enchentes, terremotos, incêndios).

    Assim, os galos de briga que outrora só existiam no Sudeste da Ásia, hoje encontram-se espalhados pelo mundo inteiro. Isto aconteceu, primeiramente, devido à dispersão natural que ocorreu como um reflexo de seu instinto agressivo. Posteriormente, graças à fascinação que este animal despertou no homem, tanto pela beleza de seu porte ereto e de suas plumas, como pela exuberância de seus combates, que mais se assemelham à execução de um balé. Estes atributos acabaram por “enfeitiçar” o homem, o qual acabou por livrá-los da extinção, espalhando-os pelo mundo afora. Desta forma, a briga de galo na história da preservação e dispersão destes animais, em última análise, só veio favorecê-lo. Embora estes animais demonstrem, pelo menos nos primeiros vinte minutos de combate, nutrir uma espécie de prazer em agredir seus oponentes, tais combates são negativos ao nível de indivíduo (já que eles se machucarão), porém favorável à nível de espécie (pois terão seus genes imortalizadas pelo homem durante a seleção artificial).

    Para reforçar a idéia do que está sendo discutido a respeito de conservação e de manejo biológico, e que talvez poucos saibam a respeito destes animais é que, para cada galo derrotado em combate, muitas vezes já existem centenas de descendentes deste para substituí-lo. Ao contrário do que muitos pensam, o galo de briga não é induzido a brigar. Dependendo das condições em que vivem, seus filhotes começam a brigar desde cedo, ainda quando são pintinhos, mesmo sendo irmãos. Foi observado que, ao contrário de outros animais, estes não travam combates sangrentos apenas em defesa de suas fêmeas ou de seu território, mas também pelo simples prazer de combater. Isto é facilmente comprovado quando, por exemplo, durante um torneio de brigas de galo, são reunidos em um determinado local, centenas de galos de várias cidades do país. Já que estão em um território neutro, por que e para que então eles lutam até se esgotarem? O que eles ganhariam com isto? Foi observado também que, quando privados dos combates por alguns dias, os galos de briga ficam muito agitados. Cantam, fazem “roda” para si mesmos e batem as asas em demasia, como se estivessem lançando desafios aos outros da vizinhança. Dizem os criadores que quando estão se comportando desta maneira é sinal de que estão com muito “fogo” (vontade de brigar). Como seu canto é único, só sendo entendido por um outro animal da mesma espécie, ele informa: “sou um macho da espécie Gallus domesticus, em condições de reprodução, preparado hormonalmente para acasalar e constituir família. Tenho um território e algumas fêmeas. Quem por aí achar que pode tomar o que é meu, apareça e me enfrente”. Para as galinhas, que estão nos arredores, esta mensagem contida no seu canto invade seus cérebros e age como uma droga, seduzindo-as ou manipulando-as. De fato as galinhas respondem eufóricas a esta mensagem emitindo cantos peculiares, quando receptivas ao acasalamento. Já para os galos da vizinhança, a mensagem emitida trata-se de um desafio ou uma advertência de que aquele território já tem dono. Nas cidades interioranas, não é muito raro ver vizinhos discutirem por causa de galos de briga que, ao invadir o território (terreiro) do outro, matou ou baniu o outro dali. Por esta razão não se pode criar mais de um galo no mesmo território, a não ser presos. Os galos de briga não se suportam e, por esta razão, os criadores têm que desembolsar uma considerável soma em dinheiro para construir “apartamentos” individuais para mantê-los isolados uns dos outros. Cada apartamento consiste de aproximadamente um metro cúbico. Alguns criadores podem ter mais de quinhentos galos e, portanto, quinhentas dessas acomodações, o que vem tornar este esporte muito caro para estas pessoas.

    A intriga entre os galos é coisa muito antiga, é algo inteiramente natural que foi herdada de seus ancestrais. O homem não tem nada a ver com isto, a não ser ter preservado este instinto através dos tempos. Já que é um fenômeno natural, não deve ser proibido, pois não se deve bloquear um instinto ou qualquer forma de sentimento. Querer proibir as brigas de galo, é querer também proibir a Natureza de seguir seu rumo. Nenhum boi, jumento, cavalo ou mula escolhe ser escravizado pelo homem e trabalhar pesado carregando lenha, água ou puxando arado, porém dois galos preferem brigar a corteja as dezenas de galinhas que se encontram no mesmo terreiro. A propósito, vale a pena aqui parodiar o pensamento de Bacon, segundo o qual, a Natureza obedece apenas a si mesma e, por extensão àqueles que a ela obedecem. Inevitavelmente ela pune quem a contraria e violenta. O castigo pode tardar, mas nunca falha. Ela destrói represas que foram erguidas em oposição a seus princípios, trocando aqueles da hidrodinâmica pelos da hidrostática. Faz ruir prédios que foram edificados fora das leis da estática. A Natureza é muito mais forte do que a cultura e seus caprichos.

    As leis da Natureza são irrevogáveis, ao contrário daquelas criadas por legisladores mortais e impostas por fiscais, alguns policiais e outros algozes do povo. Os “Amantes da Natureza”, portanto, devem volver seus olhos para aquelas espécies ameaçadas de extinção, pois a espécie em questão está muito bem protegida. Idéias de querer proibir as brigas de galo por achar crueldade nisto, é hipocrisia, pois a maioria das pessoas é capaz de puxar o pescoço de um frango para dele se alimentar. Não consigo ver nenhuma diferença em se comer um galo que foi morto por uma pessoa ou que foi morto por outro galo. Por mais bem tratado que possa parecer um boi, um porco, um cordeiro ou um galo de briga, no dia de sua execução irá parecer crueldade, porém eu lanço um desafio a qualquer “amante da Natureza” a avaliar o que lhe parecerá maior crueldade, um torneio de brigas de galo ou um dia de abate de porcos e bois, em que estes animais recebem choque elétricos nas nádegas enquanto caminham no corredor da morte em direção ao seu fim biológico. Eu respondo-lhes, as brigas de galo parecerão coisas de criancinhas. A propósito, alguém já viu em algum telejornal o abate de animais domésticos? Alguém já viu o sangue jorrar pelo chão enquanto os corpos dos animais são içados e esquartejados enquanto suas vísceras rolam pelo chão? Se depois desta cena você continuar ainda a consumir carne, meus parabéns, pois você realmente não tem a menor inclinação para o vegetarianismo. Se continuar achando que as brigas de galo ainda são violentas demais quando comparadas a tal espetáculo agourento, meus parabéns, pois você mente muito bem e tais mentiras parecem não ter limites.

    Enquanto num torneio de brigas de galo, realizado durante três dias consecutivos, o número de óbitos durante os combates, não chega a 20 (vinte) indivíduos. Já num abatedouro de frangos, de porte médio, o número de óbitos é da ordem de 15 mil frangos em um único dia. Ao contrário dos galos de briga, estes frangos não tiveram nenhuma chance de lutar pelas suas vidas. E nós bem sabemos que todos têm o direito à vida e o dever de lutar por ela, pois é o bem mais caro de qualquer ser vivo. O que a imensa maioria das pessoas pensa a respeito das brigas de galos, e talvez isto seja reflexo de uma mídia irresponsável e populista, é que os galos são submetidos a combates sangrentos freqüentemente, que não é verdade. Se assim o fosse, seria realmente maltrato a estes nobres animais. Ora, cada galo pode custar entre cem e dez mil reais e isto é razão suficiente para não maltratar não só o animal, como também o próprio bolso. Na verdade, após completar um ano de idade, os galos começam a ser preparados para um possível combate. Eles são exercitados diariamente por um funcionário (tratador) e recebem uma simulação de combate com outro galo semanalmente (ambos com protetores de borracha apropriados). Todos os dias eles recebem banhos de sol, são levemente escovados, banhados, bem alimentados e abrigados da chuva e do vento durante a noite, para que finalmente, se tudo der certo, possa fazer um ou três combates durante o ano, com um adversário de mesmo peso e tamanho, de modo que o combate seja o mais justo e leal possíveis e evite esforços desnecessários aos animais.

    Durante os combates existe um juiz que aplica imparcialmente uma espécie de regulamento. Um dos mais notáveis critérios para que um galo seja considerado derrotado é permanecer por alguns segundos fora de si, uma situação conhecida no boxe como “grog”. Quando isto acontece, o juiz entra na rinha e retira a ave que está em desvantagem e o entrega gentilmente a seu dono, muitas vezes contra a vontade do dono e daqueles que apostaram neste galo. Porém, o juiz é bastante categórico e se defende dizendo que “o regulamento foi feito para proteger a ave e não os interesses egoístas de apostadores”. Assim, raramente um animal morre em combate. Este é o modo pelo qual as populações de baixa renda encontram diversão no fim de semana. “É o jokey club dos pobres”, como certa vez afirmou Machado de Assis. No entanto, na moderna sociedade capitalista em que vivemos, é tristemente sintomático constatar que, do pouco pão e circo disponíveis para as populações de baixa renda, há grandes interesses das autoridades em subtraí-los.

    Muitas pessoas se perguntam como é que alguém pode gostar de um esporte como este. Um esporte no qual dois animais disparam golpes um contra o outro até que um seja eleito o vencedor. Muitos se defendem afirmando que é simplesmente uma questão de gosto. É bom lembrar que o homem nutre este tipo de paixão há séculos. Desde a Grécia antiga, quando os gregos inventaram as lutas entre gladiadores (gladus: espada). As espadas utilizadas eram de madeira e não implicava em combates mortais. Porém, foram os romanos que banalizaram este esporte para nutrir a crueldade de imperadores e divertir multidões. Portanto, é desde a Roma antiga até o moderno boxe, o vale tudo e a tradicional briga de rua, que muitas pessoas se sentem atraídas por este tipo de situação. Arthur Schopenhauer certa vez disse “não conhecemos nenhuma partida mais séria do que aquela na qual a vida e a morte são os jogadores: toda decisão sobre a sorte desta partida é aguardada por nós com extrema tensão de espírito, com o maior interesse e o maior temor, pois, a nossos olhos, vale a pena esperar a decisão de quem vive ou quem morre”. A prova disto está largamente registrada nos nossos livros de história. Houve um tempo em que pessoas iam às praças para assistirem outras serem enforcadas, fuziladas, guilhotinadas, queimadas e empaladas. Não há espetáculo mais medonho do que uma execução, seja de um homem, de uma árvore, de um touro, de um cão ou de um galo. Gostando ou não existe em cada um de nós uma espécie de atração agourenta por estes episódios. Parece fazer parte da natureza de muitas pessoas. Para o biólogo e astrônomo Carl Sagan, um dos maiores divulgadores da ciência moderna, tudo isto “são sombras de antepassados esquecidos que ainda se manifestam em cada um de nós”, ou seja, são resquícios de nossa natureza reptiliana, impressa no nosso complexo-R (estrutura mais interna do nosso cérebro que foi herdada dos répteis), responsável por nossa natureza territorialista, ritualista, agressiva, solitária, auto-afirmativa e cruel. Portanto, digníssimas autoridades, talvez o inimigo comum dentro de cada um de nós seja forte demais para ser reprimido ou destruído por um simples decreto.

    P.S.: Segundo o biólogo (Especialista em Ornitologia e Primatologia), Dr. Aldemar Coimbra Filho (UFRJ), conhecido no Brasil e no Mundo, ao visitar João Pessoa e contemplar professores e alunos com uma palestra sobre Biodiversidade e Pesquisa Científica, apresentada no auditório do Departamento de Sistemática e Ecologia (DSE/CCEN/UFPB), a briga de galo não deve ser proibida, garantindo que, quem cria tais raças, está conservando e muito a biodiversidade. Segundo ele, o biólogo que pensar o contrário, seja por razões sentimentais ou qualquer outra, é um falso biólogo, não sendo digno deste título. Comentou ainda que ao visitar a Inglaterra, ficou indignado com a atitude daquele povo. Disse ele que, naquele país a briga de galo é proibida por lei, no entanto, a falcoaria (criação de falcões para caça) e a caça à raposa eram promovidas. Desta forma, concluiu que o povo inglês é extremamente hipócrita, pois quando dois galos estão brigando é por razões naturais, porém quando uma raposa foge das mordidas de cães ou tiros de espingarda é porque não lhe foi oferecida outra opção de sobrevivência.

    ——————————————————————————–

    [1] Professor de Ecologia, Agroecologia, Recursos Naturais Renováveis e Biologia Geral da Universidade Federal de Campina Grande

    [2] Caiman latirostris

    [3] Hydrochaeris hydrochaeris

    [4] Dasyprocta aguti e Dasyprocta prymnolopha

    [5] Tayassu tajacu

    [6] Tayassu pecari

    [7] Camelus bactrianus

    [8] Camelus dromedarius

    [9] Rangifer tarandus-caribou

    [10] Rangifer tarandus-caribou

    [11] Bos grunniens

    [12] Susscrofa scrofa

    [13] Macropus rufogriseus e outros

    [14] Phascolarctos cinereus

    [15] Melopsittacus undulatus

    [16] Cacatua molusccensis e outras

    [17] Penelope ochrogaster e outras

    [18] Crax fasciolata e outos

    [19] Crypturellus noctivagus

    [20] Tinamus solitarius

    [21] Crypturellus undulatus

    [22] Rhynchotus rufescens

    [23] Crypturellus tataupa e outras

    [24] Columba picazuro

    [25] Leptotila verreaux e outrasi

    [26] Zenaida auriculata

    [27] Constituição Federal de 1988, Capítulo VI, Do Meio Ambiente

    Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.

    § 1o Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao poder público:

    I – preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas;

    II – preservar a diversidade e a integridade do patrimônio genético do País e fiscalizar as entidades dedicadas à pesquisa e manipulação de material genético;

  172. 174 Tarciso Scudellere 10/09/2009 às 9:31 PM

    Os galos de brigas correm serio risco , pois quando são apreendidos são maltratados e muitos querem eliminá-los , parecem que eles têm ódio mortal contra essas magnificas e extraordinárias aves . Em Olinda as aves apreendidas foram todas mortas e serviram de refeição , no Paraná foram degoladas e jogadas no lixo e agora em Piauí o IBAMA queria exterminá-las foi necessário a intervenção de Justiça Federal proibindo o sacrifício das aves .
    Essa ódio mortal é por pura incompetência , haja vista , que as pessoas que apreende essas aves não têm a mínima noção de como lidar com elas , por isso acham uma solução fácil que é o extermínio delas . O Congresso Nacional e o Governo deveriam tomar atitudes urgente e dar um basta nessa perseguição .

  173. 175 Roque de Araujo Freitas 12/09/2009 às 9:39 PM

    As Ongs de “proteção” estão com a moral abaladas , haja vista que elas praticam a mutilização em cães e gatos e se enchem de dinheiro a custa desses indefesos animais .
    A mutilização (castração) é uma alta fonte de ingresso de numerários a estas entidades e muita gente está se enriquecendo com essa desumana prática , além disso recebem doações .

    Elas não trabalham em favor do animal , mas ao contrário , se enchem de “grana” à custas da imoral mutilização .

    O Governo Lula , Ministério Público deveriam investigar as contas bancárias separando o joio do trigo .

  174. 176 Geraldino de Assumpção 14/09/2009 às 11:07 AM

    Muitos deputados e senadores já estão questionando , o porquê de tanta manifestação dos “protetores” contra rodeios e vaquejadas …..se os próprios “protetores de animais” são os maiores mutiladores de cães e gatos pela “capação” (os “protetores” gostam de dizer que essa mutilização é esterilização) e ganham muito dinheiro com essa prática agressiva ( contra os órgãos endócrinos-testiculos /ovários desses indefesos animais ) uma covardia contra os animais domesticos não destinados ao abate . Por incrível que possa parecer eles combatem ferozmente os rodeios e vaquejadas ….que contradição !!!!!! Como podem os mutiladores ter moral para quererem proibir rodeios ?????

    Acorda Brasil ….

  175. 177 brigith 15/09/2009 às 6:15 PM

    EM RELAÇÃO A CASTRAÇÃO CADA UM TEM SEU PONTO DE VISTA,O FATO É QUE A CASTRAÇÃO É UM MODO DE DIMINUIR A SUPER POPULAÇÃO DE ANIMAIS NAS RUAS, NA MINHA CIDADE O QUE EU JA VI DE CAIXA DE PAPELÃO COM FILHOTES DE CÃO OU GATO, MUITOS AINDA COM OLHOS FECHADOS,ME DIGAM QUE CHANCE TEM ESSES COITADINHOS DE SOBREVIVEREM ALI JOGADOS A PROPRIA SORTE?POREM SE O DONO DA MÃE QUE PARIU ESSES FILHOTES TIVESSE A CASTRADO, LOGO AQUELES 5,6,7 FILHOTINHOS NÃO TERIAM UM FIM TRAGICO, OU MESMO O DONO DE ANIMAIS MACHOS TEREM ADERIDO À CASTRAÇÃO ELE NÃO TERIA FEITO ESSES BEBEZINHOS QUE HJ ESTÃO LÁ NAQUELA CAIXINHA NA RUA,COM FRIO,FOME, POR IRRESPÓNSABILIDADE DE PESSOAS QUE ACHAM Q É SÓ PEGAR UM ANIMAL DAR COMIDA E PRONTO,TER UM ANIMAL É TER UMA VIDA SOBRE SUA RESPONSABILIDADE,VOCÊ É QUEM DEVE PENSAR E FAZER O MELHOR PARA ELE,AFINAL UM ANIMAL É COMO UMA CRIANÇA DE 2 ANOS,NÃO PODE RESPONDER PELOS SEUS ATOS.O IMPORTANTE É QUE O NOSSO MINISTRO DO MEIO AMBIENTE JA TOMOU PARTIDO EM DEFESA DOS ANIMAIS E JA UM BOM CAMINHO ANDADO.

  176. 178 Tadeu Lima 15/09/2009 às 6:51 PM

    Nosso ministro do meio ambiente não é pago para tomar partido e sim para aplicar a lei independente de seu ponto de vista, e ele vai proteger os animais silvestres e o meio ambiente, não roubar galinhas como está fazendo atualmente incentivado por uma mídia doente, e protetores castradores de animais, tão castrando até galos kkkkkkkkkkk para transformar em animal de estimação ou do caldeirão kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

  177. 179 Mariano Arruda Campos Neto 15/09/2009 às 9:45 PM

    Uma protetora disse que a faculdade de vet. é cara e ela precisa comer , por isso , a castração .

    Em resumo:

    Castração(mutilização) de cães e gatos é uma grande fonte de dinheiro .

    Quanto mais mutila mais dinheiro é arrecadado .

    Quem castra é mutilador e portanto é criminoso ambiental e se é criminoso, não terá moral para querer reinvindicar aos deputados e senadores para acabar com rodeios e vaquejadas .

    Muitos politicos já perceberam a mancada desses “protetores” ou melhor dizendo mutilizadores de cães e gatos ( pessoas com alto grau de pervercidade )

  178. 180 luana 16/09/2009 às 12:07 PM

    NOSSA TADEU VC TA REALMENTE INTERASSADO NESSE ASSUNTO,JA É O 2° BLOG QUE EU VEJO VC OPINANDO.EU SÓ NÃO ENTENDI AINDA SE VC É A FAVOR DOS ANIMAIS OU NÃO.PARECE Q VC É SÓ MAIS UM GRANDE REVOLTADO CONTRA OS POLITICOS OU SEI LA O QUE,REVOLTA CONTRA ELES TODOS TEMOS,MAS ESTÃO QUERENDO PREJUDICAR OS ANIMAIS.AGORA POR UM MINUTO ESQUEÇA A CASTRAÇÃO(OU MUTILAÇÃO)DE CÃES E GATOS,PQ SÓ SE FALAM NISSO,ENTÃO PENSE SE É JUSTO UM ATO COVARDE CONTRA UM ANIMAL COMO FOI O CASO DE UNS CARAS QUE MATARAM UM CÃO A PAULADAS A PEDIDO DA SUA ´DONA´ E AINDA POSTARAM NA NET SER APENAS UM ATO CORRIQUEIRO SEM SEQUER UMA PUNIÇÃO?PQ É ISSO QUE VAI ACONTECER.

  179. 181 luana 16/09/2009 às 12:17 PM

    AH,OLHA TADEU O MINISTRO PODE ATE NÃO SER PAGO PARA TOMAR PARTIDO,MAS ASSIM COMO VC ELE TB TEM SUA OPINIÃO,E ELE NÃO É A FAVOR DESSE PROJETO.

  180. 182 Tadeu Lima 16/09/2009 às 1:58 PM

    Você tem certeza que foi meus textos que você leu? E não sabe de que lado eu estou? Querida, leia meus comentários, que com certeza suas duvidas serão tiradas, beijos e muita paz.

  181. 183 luana 16/09/2009 às 2:12 PM

    SE NÃO FORAM SEUS TEXTOS ENTÃO TEM UM CARA COM NOME,SOBRENOME E OPINIÕES IGUAIS AS SUAS…FICA NA PAZ VC TB.

  182. 184 AMC 16/09/2009 às 3:01 PM

    Quem será que ira cair primeiro?

    Esta maldita lei 9.605/98 ( na sua integra) feita para enriquecer alguns poucos e subestimar a inteligencia do povo Brasileiro?
    Ou o Ministro malucão que quer aprovar a liberação da maconha e destruir milhares de familias?

  183. 185 Tadeu Lima 16/09/2009 às 3:40 PM

    Com certeza o único texto que comento sobre pessoas que tem cargos políticos foi sobre o ministro do meio ambiente, que diz ser a favor de animais e usa o ministério para apreender animais domésticos matar e incinerar por intolerância, numa demonstração de total despreparo para lidar com espécie gallos gallos, sobre esse animal a lei anda na contra mão, e os órgão públicos IBAMA E POLICIA tornou-se grupos de extermínio ninguém precisas da morte como proteção, contam que numa cidade pequena um delinqüente ia sendo levado aos empurrões e apanhando muito para a prisão, um verdadeiro massacre quando uma senhora se compadeceu e disse ao policial: mal tratar desse jeito é melhor matar, de imediato o preso reagiu e disse você é louca do jeito está ta bom de mais, não preciso de sua compaixão, querem concertar um crime com crime maior ainda que seja privar do direito mais sagrado que é o direito a vida, exterminando uma espécie e maquiar através da ignorância de muitos que desconhecem a verdade, será que esses animais não têm mesmo direito a vida por ter uma genética diferente única e agressiva por dependerem do homem para sobreviver, porque o próprio homem destruiu o meio ambiente onde viviam (na Ásia). Pense nisso que talvez estejamos lutando pela mesma coisa, fica na paz.

  184. 186 Tadeu Lima 16/09/2009 às 3:43 PM

    AMC. Lembrou bem vai um baseado aí ou maluco beleza kkkkkkkk

  185. 187 Beatriz Lima 17/09/2009 às 12:05 AM

    Acho realmente MUITO interessante as pessoas que acham que com esse projeto de lei ABSURDO vão acabar com a fome no Brasil ou preservar sua cultura.
    Me sinto até mal em comunicar que a fome no país não vai acabar com esse projeto de lei. Não é ele que vai mudar o fato da nossa população ser ignorante e, portanto, pobre de todas as maneiras possíveis. Gostaria de indicar um video simples que ilustra o que eu estou falando, ele chama “story of the stuff”. As pessoas no Brasil são pobres porque não têm acesso à uma coisa básica: a educação. Com um povo sem qualificação profissional há miséria. Assim, não exijam que os animais sejam explorados com esse pretexto, porque além de ser cruel, é inútil. Além disso, citem um país desenvolvido que faça uso disso pra alimentar sua população.

    Quanto a cultura, especialmente a brasileira, é muito rica e diversa. Mas temos que ter em mente que não existe naturezsa humana (pra quem não concorda, vá estudar um pouco de sociologia), portanto, toda atitude é cultural e social. Então, não tomar banho, na Idade Média, era suuuuper normal e bem aceito. Entretanto, passou a ser SOCIALMENTE considerado nojento, então as pessoas (pelo menos a maioria delas, uh) passaram a tomar banho frequentemente. Assim, os rituais culturais que envolvem o sofrimento de animais era (infelizmente) bem aceito e plausível. Não é mais. Por isso, como no caso do banho, devemos abolir essa tradição idiota e cruel. Por tanto, ainda bem que temos uma cultura vasta e diversificada, na qual muitas coisas saudáveis e que valem a pena serem preservadas vão ficar.

  186. 188 Tadeu Lima 17/09/2009 às 7:38 AM

    Aos que querem usar os USA e a Europa como Exemplo, antes conheçam alguma coisa sobre o que eles têm como cultura, realmente são éticos os direitos de um termina a onde o do outro começa.
    “ Ninguém desconhece que as lutas de galos são praticadas em todo o mundo desde épocas imemoráveis! Nas Américas. Este emocionante é difundido da Patagônia às terras frias do Canaã. Em Orlando, na Florida, existiu um rinhandeiro famoso conhecido pelos galistas de todo mundo. Várias são as especialidades sobre o esporte publicadas nos Estados Unidos com matéria muito atraente. Podemos destacar Gamecock, Game Fowl, News, The Feathered Warrior, Poltry Press e Grit and Steel, esta, beirando os 100 ANOS de EXISTÊNCIA. Entre centenas de anúncios de criadores de aves de combate, apetrechos galísticos, medicamentos, rações, e outros da espécie, destacam-se alguns de escolas para galistas, onde os novatos no esporte especializam-se na difícil arte de reproduzir, criar e preparar os galos para as rinhas.
    Na FRANÇA, onde o esporte está regulamentado por lei do então Presidente Marechal Charles De Gaulle, existe uma Confederação dos Galistas com sede na Cidade de Lille, com o nome? FÉDERÁTION DES COQUELEURS RPÉGION NORD DE LA FRANCE, a qual mensalmente público interessante jornal intitulado? LE COQ GAULOIS.
    Tanto é assim, que em algumas reportagens o JORNAL LONDRINO?NEWS OF THE WORLD? Focalizou o assunto, demonstrando que as lutas de galos na Inglaterra continuam mais VIVAS do que nunca.
    E isto é dizer pouco, sabendo-se que figuras como os Presidentes Norte Americanos Washington, Jefferson, Jackson e Lincoln foram ardentes apreciadores das rinhas de galos, sendo este último, inclusive, renomado juiz de rinhas. Também, nomes como o do inventor dos pára-raios, Benjamim Franklin, do escritor Ernest Hamingway, e muitos outros”.

  187. 189 AMC 17/09/2009 às 9:33 AM

    Será mesmo que o meio de vida adotado pelas civilações do primeiro mundo esta correto?
    Só pensam no consumismo às custas da explorações de povos submissos.
    A revolução Industrial Inglesa foi feita única e exclusivamente com o ouro das Minas Gerais, o dia que acabou o ouro só ficamos com a dívida externa.

    Destruir a cultura dos povos é a última etapa desse consumismo pois já tiraram a sua riquesa material e só falta agora a riquesa cultural.

    Um povo sem cultura é um povo sem identidade.

    Onde esta a Cultura Inglesa, Americana, Alemã……muitos só pensam em guerra, como diz o video ” + de 50 % dos impostos são para financiar guerras.”

    Onde esta a fauna e a flora deses Países? Destruiram tudo e agora querem nos atacar matando nossos animais e derrubando nossas florestas comprando nossa madeira de Lei.

    Quanto mais leio sobre ambientalismo e falsos defensores de animais que julgam os animais acima dos humanos mais me dá forças para lutarem contra eles e suas idéias de exterminio da população.

    Defender os animais e lutar para sua procriação (só os criadores fazem isto) e não apreeder e mandar matar e expor os criadores ao rídiculo das mídias compradas.

  188. 190 lili 17/09/2009 às 10:29 AM

    Ta bom,ja deu pra entender que algumas pessoas acham briga de galo um esporte belissimo e cheio de cultura ok,temos que respeitar as opiniões alheias,mas ha uns anos atras eu vi num programa de tv um rinha de galo e nos intervalos entre as brigas os donos dos galos lutadores passavam sal e vinagre nos ferimentos do animal e colovam uma pena guela abaixo deles,sinceramnete essa cena não me acrescentou nada,não me fez uma pessoa mais culta,mas cada um no seu quadrado.E aos que acham que os EUA e a Europa não dão bons exemplos em proteção ambiental deviam procurar saber o que aconteceu com um cão chamado Mambo na França e o que aconteceu com seus agressores,dai é só trocar França por Brasil e pensar sera aqui seria da mesma forma?Provavelmente não,isso pq temos leis em favor dos animais,imaginem quando tirarem o artigo 32 como vai ficar a situção dos animais?E para os que aprovam barbaridades contra animais tais como touradas fiquem sabendo que as pesquisas comprovam repetidamente que essa NÃO é uma tradição da qual a maioria dos catalães se orgulha.

    Este ano, mais de 180.000 cidadãos da Catalunha já se uniram através da campanha Prou (Basta!) exigindo um fim à crueldade das touradas na sua região.Isso pq a tradição é deles do país deles,então pq nós q estamos tão longe achamos isso uma fonte de diversão e de lucro?

  189. 191 Adriano 17/09/2009 às 10:34 AM

    Corrigindo

    ” Defender os animais é lutar para sua procriação (só os criadores fazem isto) e não apreender, castrar, mandar matar e expor os criadores ao ridículo das mídias compradas e sensacionalista.”

  190. 192 Mariangela 17/09/2009 às 10:41 AM

    Eu nunca vi nenhum criador de animal sendo ridicularizado na tv.o que eu vejo são traficantes de animais silvestres sendo presos pelos seus crimes.E do jeito q vc escreveu parece que quem são apreendidos,castrados e mortos são esses tais criadores…

  191. 193 AMC 17/09/2009 às 11:43 AM

    Se nunca víu é pq é cega…..

    Basta fazer uma pesquisa na net e com certeza verá 100 batidas inclusive da PF contra criadores de Aves e apenas 01 batida da ambiental contra traficantes de animais (crime infinitamente muito pior para a sociedade).
    É muito mais fácil combater criadores pois nós não nos escondemos, não nos consideramos marginais pois a lei é falha e discutivel, tanto que temos vários pareceres favoraveis.
    Delegados e agentes adoram sair na mídia como os hérois da sociedade por prender criadores de galinhas, afinal é muito mais fácil e tem a mídia para falar durante horas em horario nobre -exe. Rede Record – todo dia fala em Aves e nem se discute ou rebate mais os roubos contra a sociedade nas suas igrejas.
    Mas tudo bem , ficar discutindo contra pessoas que já tem lavagem cerebral não nos leva a nada, mas pelo menos estamos dando nosso recado, vcs não são dono da verdade e não irão as nossas custas ficarem ricos com o Ecoterrorismo aplicado.

  192. 194 Roque Fogaça Jr 17/09/2009 às 1:36 PM

    Não gosto de rinha de galos , mas o que está acontecendo é centenas de vezes pior que qualquer briga de galos , senão vejamos :

    Quando os galos são apreendidos ….aí que o sofrimento começa , as aves naturalmente belicosas (nascem assim) são colocadas juntas e daí que vem a destruição e mutilação , sofrem nas mãos de incompetentes e o pior ainda que eles querem o exterminínio das aves apreendidas … isso está ocorrendo constantemente aqui no Brasil ….dizem que os “protetores” têm ódio de galo de briga e querem o extermínio de todas as aves combatentes , parecem que receberam uma lavagem celebral (das entidades estrangeiras ) …somente , isso justifica o ódio contra essas aves belicosas ….é uma pena existir gente dessa categoria com alto grau de sadismo e perversidade .
    Fiquei indignado quando soube que as aves apreendidas no Paraná foram degoladas e jogadas no lixo , e agora soube que o IBAMA no Piauí que exterminar os galos apreendidos ( Um juiz da Justiça Federal proibiu o exterminios dessas aves , atitude exemplar desse magistrado )
    Atualmente muitos se dizem protetores , mas na verdade usam esse nobre título para ganhar dinheiro mutilando (castração) animais indefesos (cães e gatos) essa pervercidade não é natural …mas a mão “humana” que diretamente age com o intuito exclusivo de arrecadar dinheiro e essas pessoas perversas querem transparecerem como se anjos fossem e fazem uma campanha virulenta contra rodeios ….esses “protetores” são pessoas de caras duras ou melhor dizendo cara-de-paús ou se quiserem cara de lata .

  193. 195 Roque Fogaça Jr 17/09/2009 às 2:44 PM

    correção : cerebral

  194. 196 Mariangela 17/09/2009 às 7:05 PM

    em 1° lugar eu não ofendi vc ok?não vem me chamando de cega não cara,vc não me conhece certo?vc ta se doendo pq pelo jeito vc é criador,então fica na sua q eu fico minha.Quem deve ter lavagem cerebral é quem não consegue ouvir uma critica ou uma opinião contraria à sua,fui

  195. 197 Tadeu Lima 17/09/2009 às 7:43 PM

    Mariângela poderias me informar desde quando galinha é ave silvestre, e porque vocês continuam defendendo o extermínio, em que região vivem aqui no Brasil? Ficarei muito grato pela informação, pois ajudará bastante a tirar esse pessoal da ignorância, pois tem criador que pensa que essas aves são domesticas também nem todo mundo tem a oportunidade de ler uma mensagem de Marigênia.

  196. 198 Tadeu Lima 17/09/2009 às 7:52 PM

    Bem feito pra você aprender respeitar à cega ela é cega mais sabe que galinha é ave domestica, ou seja, tem cérebro, kkkkkkkkkkkkkk.

  197. 199 Mariangela 18/09/2009 às 10:30 AM

    Ao senhor Tadeu,em 1° lugar a conversa não é contigo,então fica na sua ok?Em 2° lugar eu não falei em nenhum momento que galinha é ave silvestre e sim que a única apreenção que eu vejo na tv são de traficantes de aves silvestres,já de criadores de galinhas isso eu nunca vi,deu pra entender?Em 3° lugar A-DO-REI Marigênia,é assim mesmo que devo ser chamada,muito obrigada vc é muito gentil!!!!!Ah,desculpa não posso chamar vc de gênio pq o certo é ´´respeitar a cega´´ e não ´´respeitar à cega“ sem crase,deu pra entender ou quem não tem cérebro é vc?

  198. 200 Katia 18/09/2009 às 11:42 AM

    Cada dia que passa sinto mais vergonha de viver em sociedade, principalmente quando se trata do ser humano, que a cada dia está se tornando mais irracional, como pode um político, que consegue chegar a um cargo tão ilustre envergonhar tanto a nação, mas isso existe e ainda vai existir, porque esses vermes nojentos, podres, deveriam estar fedendo uma hora dessa, e não achando pessoas para apoiar nos seus devaneios. Que vergonha desse nosso país, mas não se preocupem “seus vermes”, ainda há pessoas conscientes que respeitam os animais, como eu respeito. NOJENTOS…

  199. 201 Tadeu Lima 18/09/2009 às 1:24 PM

    Marigênia, obrigado pela aula de português, assiste TV. Escutas rádios ou lê jornal que com certeza vais ver o extermínio que estão fazendo contra uma espécie (gallos) pesquisa no google que verás um pouco da realidade, mais com certeza não vais concordar com esse abuso de poder por parte do Ibama e da policia , apreendem em nome do artigo 32 da lei 9.605/98 que fala de maus tratos contra animais, e matam ou doam pra servir de alimento o que dá no mesmo, pois não interessa se morreu pra ser jogado no lixo ou para alimentar algum carnívoro ou onívoro, o importante seria parar com essas ações, pois os galos do Brasil são os únicos animais no mundo que são exterminados por uma lei de proteção, e no Brasil os únicos que sofrem pena de morte por serem brigões, é triste nossa realidade muita hipocrisia muita gente dizendo eu sou protetor e nunca viram nem apreensão dessas vitimas da ignorância, beijos querida também te amo.

  200. 202 Tadeu Lima 18/09/2009 às 1:44 PM

    Aviso: no Rio de Janeiro haverá uma grande festa funk para eleger a rainha das cachorras, grande oportunidade para quem cansou de ser humano.kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  201. 203 Mariangela 18/09/2009 às 3:25 PM

    Não falei que te amo,ta louco é?Meu caro,leia meus comentários e veja se em algum deles eu falei que sou a favor de matarem os galos de briga.Pq eu não falei isso,eu sou contra a briga de galo e tb sou contra o sacrificio das aves depois da apreenção,e o que eu disse que nunca vi na tv são os tais criadores sendo humilhados como disse o AMC,se na lei,mesmo ela sendo falha,é proibido briga de galo então os,como devo dizer,os empresários dos galos tem mesmo é que pagar de alguma forma,porém não é justo que depois de sofrerem nas rinhas sejam mortos,nisso eu concordo com vc,mas não é pensando somente nesse ponto que se deve banir o artigo 32 que irá prejudicar outros animais,o que deveria ser feito é dar um outro destino para esses galos,que não seja a morte,assim como em SP foi proibido o sacrificio de animais sadios no CCZ,e agora eles fazem campanhas de doação desses animais,aos domingos tem voluntários para levar esses animais para passear e cada um fica responsável em analizar o animal,ver se ele apresenta algo diferente,é por esse caminho que devemos andar,são esses bons exemplos que devemos seguir.Afinal todos estamos no mesmo barco e todos independente se somos homens ou animais merecemos respeito.

  202. 204 Marigenia(em homenagem ao Tadeu) 18/09/2009 às 3:46 PM

    Só para encerrar esse assunto com vc Tadeu,eu tb não concordo com a incineração das aves aprrendidas como se fossem um jornal velho,fica como se eles fossem salvos para morrer,isso mostra que as autoridades são despreparadas e tão crueis como esses criadores que promovem as rinhas de galos.Mas eu não concordo jamais com esse tipo de prazer que algumas pessoas tem de ver duas aves se matando só pra encherem seus bolsos,então fica a conclusão,NÃO ÀS RINHAS DE GALOS,SIM À VIDA DOS GALOS DEPOIS DE APREENDIDOS e SIM A PUNIÇÃO DAQUELES QUE EXPLORAM ESSAS AVES,ok?Agora chega de me amolar.

  203. 205 Tadeu Lima 18/09/2009 às 4:49 PM

    Querida você é muito confusa confunde galo com ave silvestre, e agora quer passear com galos aos domingos, quando sentir esse desejo mim convide pra me ensinar o que vai fazer pra eles não brigarem? Fique sabendo que eles mesmo castrados brigarão, pois o que levam eles a brigarem são seus gens que determinam que eles sejam seletivos e só os mais fortes sobrevivam para melhorar a espécie, o criador cria porque o ama, desde pequenos têm que ser separado e bem cuidados para chegar a idade adulta, por isso as autoridades tomam essas atitudes drásticas não encontrando solução, e diante da ignorância assassinam a todos, porque suas despesas são maior que esse lucro imaginário que a ignorância leva a alguém achar que existe,é diferente dos gatos e cães que enriquecem seus protetores, para castrá-los recebem doação de particulares e muito dinheiro publico, adoro quando você mim chama de amor, repito também te amo muitos beijos.

  204. 206 Mariangela 18/09/2009 às 5:05 PM

    Cara vc é chato hein,vai ser chato assim na cunxixina…Eu falei para passear com os galos?NÃO FALEI,APENAS CITEI UM EXEMPLO DE COMO MELHOROU A SITUAÇÃO DOS ANIMAIS NO CCZ,E QUE TALVEZ EXISTA UMA OUTRA FORMA DE LIDAR COM OS GALOS APREENDIDOS,MAS VC SÓ QUER QUE SEJA LEGALIZADA A RINHA DE GALO E PONTO FINAL,ENTÃO FICA COM A SUA OPINIÃO QUE EU FICO COM A MINHA.

  205. 207 Tadeu Lima 18/09/2009 às 5:30 PM

    Combinado querida domingo iremos passear de mãos dadas cada um leva três galos quando chegar ao parque os soltamos pra fazerem as necessidades fisiológicas explicamos pra eles que existe uma lei que proíbe brigas e com certeza eles vão respeitar, e no próximo domingo iremos cunxixina almoçaremos naquele restaurante que você gosta tanto, beijos querida te aguardo ansioso.

  206. 208 Tadeu Lima 18/09/2009 às 8:15 PM

    Parabéns aos Deputados que aprovaram o PL.4548/98, pois só assim pode ser mantidos milhares de empregos e lazer ao povo que faz a agropecuária brasileira, que vive no campo cuidando do gado e da lavoura, e que estavam correndo o risco do desemprego indo aumentar o numero de miseráveis na periferia das grandes cidades, muita vezes se tornando delinqüente, induzido por criminosos experientes que os transformam de homens simples do campo, em bandidos, por isso e muitas outras conseqüências desastrosas, meu muito obrigado em nome de milhões de brasileiros, e aos que tiveram coragem de retirar seu nome do recurso 260/2009 criado pelo Dep. Ricardo Trípoli, que tem o apoio do PIG(Partido da Imprensa Golpista), pois vivem tentando confundir a opinião publica a realidade da vida dos animais domésticos não se resume a gatos e cachorros que por sorte deles são de estimação, e deve ser muito bem tratados, e como ficam os que nascem já com prazo para ser abatidos para produzir alimentos, mas não podem ser usado para lazer e manter algumas cultura popular Chega de Hipocrisia, e espero que na hora de votar esse povão se lembre do que tentou fazer esse Dep. Ricardo Trípoli e o ignore nas urnas.

  207. 209 Márcio 18/09/2009 às 10:32 PM

    ESTOU AQUI EM NOME DE TODOS QUE PROTEGEM NOSSA CULTURA, E TORÇO P/ A LEGALIZAÇÃO, QUE NA HORA DA VOTAÇÃO SE LEMBREM DA CULTURA DO PAÍS, E QUE CRIADORES DE ANIMAIS NÃO SÃO BANDIDOS.

  208. 210 Roberto Tripole Cardenal de Lucca 19/09/2009 às 1:04 PM

    Pelo que estou vendo e analisando os galista lutam pela preservação da ave combatente e os protetores são pela extinção , pois se acabar as lutas de galos fatalmente ninguém mais vai querer criá-las e conseguentemente virá a micigenação e o desaparecimento do legitimo e extraordinário e exuberante galo de briga …. o que a natureza criou e o homem vem preservando a centenas de anos …mas agora os falsos ambientalistas e os protetores querem a extinção .
    Os que combatem as brigas de galos no Brasil fazem que os galos sofram maltratos quando são apreendidos ,por falta de conhecimento deixam as aves juntas para mutilização , pois são instintivamente belicosas , segundo os noticiários de repercussão nacional e internacional o Órgão ambiental queria exterminar todos os galos de briga apreendidos , mas foi impedido por decisão Judiça Federal .
    O combate as rinhas estão se tornando pior para os galos , pois sofrem mais na apreensão que na rinha .
    Em um Estado do Sul do Brasil os galos foram apreendidos e exterminados ( degolaram todos os galos de briga e jogaram no Lixo ) no Nordeste foram mortos e serviram de refeição , e se não houvesse interve~ção da Justiça o IBAMA iria exterminar 140 galos de briga no Piauí .

  209. 211 Roberto Prestes F.Camargo 19/09/2009 às 2:38 PM

    Eu sinceramente nunca vi nenhum cachorro se dirigir a uma entidade protetora de animais e pedir a sua castração (mutilização) …essa prática infame tem rendido muito dinheiro ….quanto mais castra mais dinheiro é arrecadado .
    Uma protetora disse taxativamente …que a faculdade de veterinária é cara e ela precisava comer ….somente isso , já justifica as mutilizações em cães e gatos ( acreditem se quiserem)

    Pergunto a todos : ” O que é melhor ao animal a participação em rodeio ou a mutilização por castração que os “protetores” fazem aos milhares ?????

  210. 212 Antonio Farias Gouveia 19/09/2009 às 10:52 PM

    Diga sim ao PL4548/98.
    O nosso povo gosta de vaquejada, farra de boi, briga de galo… e de outros costumes e tradições que é a cara do nosso povo.
    Olhem bem senhores deputados para nosso povo que trabalha para construir esse país e não tem o direito de viver seus costumes. Isso não é democracia!
    Nós estamos no século XXI.

    Todos vocês que estão em Brasilia, foram eleitos com o voto dessas pessoas que gostam de briga de galo, vaquejada, farra do boi e outros costumes de toda região do Brasil.

    Senhores senadores, olhem para mais de 60 milhões de votos do nosso povo.
    Senhores deputados, olhem para mais de 60 milhões de votos do nosso povo.
    O futuro presidente, olhe para mais de 60 milhões de votos do nosso povo.

    Um abraço para todo o povo que gosta de seus costumes e mantém suas tradições!
    Principalmente ao meu amigo Babassa de Minas Gerais; ao meu amigo Zé Antonio de Natal; meu amigo Toinho de João Pessoa; meu amigo Zé Ricardo; meu amigo Alexandre e outros amigos de todo país que gostam de suas tradições.

    Antonio Farias Gouveia – Campina Grande/ Paraíba.

  211. 213 Tadeu Lima 20/09/2009 às 8:21 PM

    É isso aí Gouveia bota na faixa que a gente não pode perder esse boi, chega extermínio e de hipocrisias onde montar num cavalo é mau trato e proteção é sinônimo de castração e intolerância.

  212. 214 Ronaldo Scarpa de Lima 21/09/2009 às 7:11 PM

    Nos dias atuais os “protetores” se especializaram e sobrevivem de castrações de cães e gatos , muitas vezes ouço alguém dizer que “protetor de animais” é sinõnimo de mutilador (“capador”) , em face disso , penso e reflito como podem esses “protetores” quererem condenar rodeios , pois a castração é o pior castigo que um animal pode receber de um ser “humano” .

  213. 215 Líliam Soares 21/09/2009 às 11:37 PM

    A castração dos animais é uma forma de evitar a superpopulação, de evitar milhares de cães e gatos nas ruas jogados a própria sorte.
    O controle da superpopulação é feita pelo próprio homem. Não esqueçam que mulheres fazem ligadura de trompas e homens vasectomia.

  214. 216 Afonso de Guimarães Coãm Neto 22/09/2009 às 7:40 AM

    Castração ou melhor dizendo mutilização é boa para o cão , pois então que a Sra Liliam peça para ser castrada ( retirada de seus ovários ) …esses protetores querem sempre dar uma justificativa ao injustificável….pois castração é uma ótiva fonte de recurso para os “protetores” muia gente sobrevive de castrações em cães e gatos .

  215. 217 Tadeu Lima 22/09/2009 às 11:29 AM

    O controle de qualidade e populacional dos galos é feito através das brigas, administradas pelos criadores, pois eles se matariam mesmo antes de chegar a idade adulta, agora da forma que estão fazendo os falsos protetores junto com Ibama a Policia e a ignorância mais intolerância o quinteto perfeito para exterminar uma espécie, deixem os galos para os criadores não os destruam dessa maneira covarde.

  216. 218 Tadeu Lima 22/09/2009 às 11:35 AM

    Sra. Lílian Vasectomia é igual a castração, manda castrar teu namorado, e vê a alegria que o capão vai viver.

  217. 219 Leandro P 24/09/2009 às 1:01 AM

    olha vo te conta uma coisa, com tanta coisa pra melhorar em defesa dos animais me vem uma BABACA desses querendo tirar uns dos poucos direitos que eles possuem.
    Mas o que eu acho mais incrivel é que possuem pessoas que seguem esses seres, por que vamos combinar, onde que isso vai gerar mais empregos, melhor o analfabetismo ou amenizar os problemas que o País possue.
    Somente um bando de ignorantes votaria a favor dessa lei e os Burros concordariam com isso.
    É por isso que o Brasil é visto como um bando de selvagens. Então o homem tem direito de se benificiar com o sofrimento dos animais, eles tem que sofrer para nós benificiar… Até quando isso vai durar… A ciência não se gaba de estar avançada, então que encontre outros metodos.
    QUEM É O ANIMAL DA HISTÓRIA, SE ELES NÃO PODEM FALAR, SE DEFENDER NÓS PODEMOS.
    VAMOS FAZER A NOSSA PARTE, E LUTAR CONTRA A IGNORANCIA DE CERTOS…

  218. 220 IRINÉA COSTA 24/09/2009 às 12:28 PM

    Não aceito essa maldade que esta sendo feita com os animais!!!!

  219. 221 Tadeu Lima 24/09/2009 às 1:18 PM

    Senhores para que serve os galos? Os nossos combatentes vivem com seus criadores em media seis anos, os não combatentes são industrializados e não podem viver mais que 45 dias se não dá prejuízo devido o valor da ração, mais mesmo assim tão querendo levar nossos galos a extinção por pura ignorância e intolerância, por favor, não forme nem uma opinião sem assistir esse vídeo, um galo quando vai pra o primeiro combate na maioria já tem dois anos, tem passado oito gerações de galináceos que não brigam, pensem nisso, e se não podem ajudar também não atrapalhem contribuindo para esse massacre, onde as maiores vitimas são os galos condenados a morte porque a mídia teima em não levar a verdade ao publico e ainda temos retardados como autoridades capazes de confundir galos combatentes com aves silvestre, e agressividade genética com estimulo e aplicação de anabolisante ora se fosse poderiam me informar em forma de que era usado esses anabolizantes há cinqüenta anos, há quinhentos anos e há cinco mil anos como consta registro de brigas de galo no Código de Manú pensem nisso e deixem os galos em paz, pois eles não vivem sem a intervenção do homem por isso o Ibama e a policia matam todos, para esconder a situação de maus trato de verdadeiros massacres e torturas quando querem forçá-los a ficarem juntos em um só ambiente dessa forma vão levar a extinção e não demora, porque quem mantém a espécie galo de briga é a briga de galo, chega de hipocrisia somos capazes de conviver com todas as diferenças de costumes, religião de opções sexuais e tantas outras por que não respeitamos a natureza de um animal único que não faz mal nem um a sociedade nem ao meio ambiente vivam e deixem viver pos, é melhor aprender velho que morrer na ignorância.

  220. 222 vivi 24/09/2009 às 5:51 PM

    Nossa…eu ja vi inumeros casos de vilência contra os animais,tais como:

    *Um gato foi atingido propositalmente por uma flecha de 33 cm na cabeça,por sorte não morreu.

    *Gato leva 13 tiros de chumbinho na cabeça,esse tb não morreu.

    *uma gata foi alvejada com pelo menos 50 tiros de chumbinho,como dificilmente um gato tomaria tantos tiros assim,provavelmente foi amarrada e serviu para uma brincadeirinha de tiro ao alvo,felizmente sobreviveu,foram retirado 20 projétis,o animal tera que viver com mais de 30 dentro dela.

    *Gato é atingido por um dardo e fica com o mesmo alojado em seu corpo por 8 dias até seus donos o encontrarem,pela forma que foi atingido acredita-se que foi à curta distância.

    *Em 2007 um gato foi atingido com tiro de chumbinho na perna e precisou passar por cirurgia para a retirada do projétil,em 2009 foi novamente atingido mas dessa vez na cabeça,o gato sobreviveu mas não teve jeito de retirar o projetil de sua cabeça.

    *Essa semana uma gata foi encontrada toda enrolada em fita adevisa,das patas ao pescoço.

    *Cão leva 4 tiros na cabeça,mas sobrevive.

    *Cachorro de rua foi covardemente atacado por jovens que jogaram gasolina em eu corpo e depois atearam fogo,o cachorrinho sobreviveu.

    *Um cachorro foi morto a pauladas,o crime foi filmado e postado na internet.

    *Rapaz cozinha vivos cachorros de seu padrasto.

    *Rapaz é preso por rodopiar um gato em sua mochila e obriga-lo a inalar fumaça de maconha.

    Ta bom pra começar?A violência contra esses seres indefesos é imensa,e ainda tem gente que diz que a ´´CASTRAÇÃO E O PIOR CASTIGO QUE UM ANIMAL PODE RECEBER DE UM SER HUMANO´´,quer saber qual o pior castigo que um animal pode receber de um ser humano?Ser tratado com um objeto imundo e sem valor,ser maltratado,abandonado,morto e ficar por isso,como se não fosse um vida tirada,isso sim é um castigo.
    Para quem é contra a castração,vale lembrar que ninguém é obrigado a castrar seu animal,os profissionais que fazem isso não vão na casa de ninguém pegar seu animal a força para castrar,o dono como ser pensante é quem determina o que é melhor para seu animal,por tanto se há castração é porque os proprietários de cães e gatos assim o querem,e quanto aos animais de rua isso é responsabilidade da prefeitura,se eles assim autorizam e apoiam campanhas de castração é problema deles.

  221. 223 Rafaella 24/09/2009 às 7:08 PM

    vcs sao pessoas sem coraçoes principalmente vc Deputado José Thomaz Nonô vc e um idiota imbecil todos vcs que aprovam sao
    vcs nao tem coraçao o animal tem sentimentos se coloque no lugar dele se vc
    e as vezes a mairoria dos atos do animal e de como eles sao tratados se sao presao o dono nao cuida isso estimula raiva e eles vao virar agrecivos e vcs pensao que a culpa e do animal seus imbecis sao vcs mesmos

  222. 224 Tadeu Lima 24/09/2009 às 7:34 PM

    Irinea e Vivi também sou contra as maldades com animais, pessoas que cometeram esses crimes enumerados pela Senhora Vivi são realmente delinqüentes e deviam estar presos, mais no caso galos é um caso único, a grande maldade é feita exatamente por essa lei de proteção,quando um pretenso protetor de animal denuncia uma famosa briga de galos simplesmente ele condenou todos os inocentes galos à morte, isso é difícil de acreditar por isso adicionei esse vídeo dê uma olhada, e veja o que é uma lei mal elaborada na mão dos intolerantes, a questão é muito vasta não podemos deixar que exterminem os nossos GALOS, e olha isso é apenas uma gota d água nesse oceano de maldades feitas por falsos protetores e autoridades fora da lei, ao Leandro e a Rafaella concordo muito que deve se melhorar a situação dos animais isso se consegue, com educação talvez um programa que alfabetize e torne mais sociáveis pessoas como vocês que se acham o Maximo e o resto da humanidade é de babacas.

  223. 225 Antonio Farias Gouveia 24/09/2009 às 7:42 PM

    Diga sim ao pl4548/98. Com certeza vai trazer muito emprego para quem gosta de trabalhar.
    Leonardo, quem vota no pl, não é burro e sim inteligente, porque o Brasil precisa dessas pessoas para ajudar o crescimento do nosso país.
    Leonardo, um “bando” de ignorante irão votar SIM, porque o PL só irá trazer coisas boas para nosso povo.
    Leonardo, os analfabetos votam SIM ao PL porque eles gostam de trabalhar, porque eles ajudam esse país tão bonito, que você não tem coragem de construir.

  224. 226 Tadeu Lima 24/09/2009 às 8:15 PM

    Gouveia o nome do boi é Leandro, e da vaca é Rafaella arrocha o nó vamos jogar ele na faixa kkkkkkkkkk é brincadeirinha Senhor boi Dona vaca mim desculpem kkkkkkkkkkk.

  225. 227 Afonso de Guimarães Coãm Neto 24/09/2009 às 10:42 PM

    As Prefeituras mutas vezes fazem castrações em cães(diminuir a prole) . Os criadores de suinos , bovinos animais destinados ao abate são castrados , cavalos e muares são castrados para o trabalho ,e sem dúvidas isso é uma crueldade (nenhum anmal pediu ao seu algoz para ser mutilado ou em um termo mais suave esterilizado, não tenho dúvidas que a castração é bem pior que qualquer atividade esportiva com animais (rodeios , corridas de cavalo , etc) , mas criadores e prefeitura não têm alcunha de protetores de animais …portanto , não há nenhuma contradição por parte deles no que se refere a castração .
    As entidades e Ongs protetoras praticam essa mutilação por capação (rende muito dinheiro ) e ainda dizem que são protetoras …pasmem , que contradição !!!!!! Fiquem alertas !!!!

  226. 228 Antonio Farias Gouveia 25/09/2009 às 8:49 AM

    Diga sim ao pl4548/98. Com certeza vai trazer muito emprego para quem gosta de trabalhar.
    Leandro P., quem vota no pl, não é burro e sim inteligente, porque o Brasil precisa dessas pessoas para ajudar o crescimento do nosso país.
    Leonardo, um “bando” de ignorante irão votar SIM, porque o PL só irá trazer coisas boas para nosso povo.
    Leonardo, os analfabetos votam SIM ao PL porque eles gostam de trabalhar, porque eles ajudam esse país tão bonito, que você não tem coragem de construir.

  227. 229 Antonio Farias Gouveia 25/09/2009 às 8:56 AM

    Rafaella o Deputado José Thomaz é um cravo branco mais lindo e cheiroso.
    Para você lembra dele todos os dias da sua vida.
    Diga SIM para PL4548/98.

  228. 230 Antonio Farias Gouveia 25/09/2009 às 9:06 AM

    Valeu cara Tadeu Lima!!
    Essas pessoas que pensam dessa forma, não sâo boi. Eles são um lixo, pode acredita meu amigo.
    Diga SIM PL4548/98, vamos lutar, que concerteza iremos ganha essa, e com isso tiraremos os bois e as vacas do meio da pista vamos salva eles.
    Obrigado !!!!!!!

  229. 231 keilla 25/09/2009 às 9:48 PM

    nós que estamos querendo que o artigo 32 continue não estamos dizendo aqui hora alguma que, NÃO LIGAMOS PARA TRAFICANTES, ESTUPRADORES, MARGINAIS, ENFIM… ligamos sim e muuito, mais não somos monstros como alguns de vocês que não lembram que os animais precisam de proteção tambem, PRECISAM SER VISTOS E CUIDADOS TAMBEM, PRECISAM DE CARINHO TAMBEM, ELES PRECISAM DE NÓS, NOS OS ALIMENTAMOS, NOS DAMOS CARINHO. Por favor eu acho que maltratar um animal por diversão não deve ser chamado de cultura NUNCA, acordem isso é desumano é o mesmo que não ligar pra crianças nos sinais, não ligar pra crianças se prostituindo, seres que tambem precisam de nós, de carinho e cuidado. Acho que a opnião das pessoas que são a favor desse projeto de lei devem ser repensadas.

  230. 232 Tadeu Lima 25/09/2009 às 10:57 PM

    Keilla, com certeza o artigo 32 vai continuar, vai ser corrigido o exagero praticado por ele pos, desumano Keilla é matar todos os galos apreendidos em nome de uma lei de proteção, é protestar contra um rodeio acusando o uso do sedem como mau trato e em seguida apoiar uma campanha de castração chega de hipocrisias.
    Assiste a esse vídeo é de graça http://www.youtube.com/watch?v=0gZ_mnI8Geg

  231. 233 Alzino G. Arruda Campos Neto 26/09/2009 às 6:20 PM

    Não sou hipócrita , defendo os animais , não gosto de nenhum uso de animal …nem para tração (arar, puxar carroça, corrida , rodeios,etc) muito embora reconheça que a civilização somente progrediu graças ao uso de animais , e também levando em consideração que o uso gera milhares de empregos direos e indiretos.

    Muitos(as) hipócritas de carteirinha(se julgam protetores(as) de animais) dizem que a castração é um ato de amor , e que precisa castrar os cães , pois a faculdade é cara e eles precisam comer , em resumo castrar significa ganhar dinheiro (a revelia do cão) , a realidade é de fácil comprovação basta entrar em sites e comprovar que o carro chefe é a castração ….um absurdo …mutilam o animal ….essa mutilização jamais deveria ser praticada por uma pessoa que se diz protetor(a)…..o dinheiro é um fator que domina a mente boa e a transforma em perversa ………Animal não pode ser utilizado em rodeio ,corrida …mas mutilar pela castração pode!pois o mutilador (a) precisa comer ! Isso é o fim da picada .
    É certo que a mutilização por castração de cães gere também grande número de empregos ( com uso de cães e gatos ) agora , o que dói é ver um(a) protetor(a) fazer essa barbaridade e dizer que essa hedionda mutilização é um ato de amor! Isso se chama hipocrisia !

  232. 234 José Alencar Lozano 28/09/2009 às 12:29 PM

    Sr. Alziro deve haver lavagem cerebral ou algo parecido , haja vista , que os “protetores e as protetoras” condenam ferozmente rodeios , até aí tudo bem , mas em compensação são os que mais fazem mutilização em cães e gatos e ainda fazem a maior propaganda em favor dessa mutilização (castração)pois essa modadalidade é boa fonte de recursos, observe que esses animais não são destinados ao abate .O touro que participa em rodeio volta inteiro da exibição (literalmente falando) , agora o pobre cão castrado ficará pelo resto da vida mutilado . o que a natureza deu ao cão o homem com alto grau de pervercidade mutila (testiculos/ovários) .

    O touro não vai por vantade própria ao rodeio , assim falam os “protetores” , mas esses olvidam (esquecem) de dizer também que cachorro(a) não pediu para ser mutilado(“capado”).

    Abraços

    Jose Alencar

  233. 235 RODRIGO DE LUCCA ALVES 28/09/2009 às 10:45 PM

    EU SEMPRE FUI CONTRARIO A LUTAS DE GALOS (MUITO EMBORA BRIGUEM INSTINTIVAMENTE) , MAS AGORA PERCEBO QUE OS GALOS APREENDIDOS SOFREM NAS MÃOS DE PESSOAS INCOMPETENTES , PARECE QUE EXISTE UM ÓDIO MORTAL CONTRA ESSAS AVES , SÃO EXTERMINADAS EM NOME DA PROTEÇÃO ANIMAL .
    É PREFERÍVEL QUE OS GALOS FIQUEM NAS MÃOS DOS CRIADORES (CONHECIDOS POR GALISTAS) A FICAR A MERCÊ DOS ALGOZES QUE QUEREM A TODO CUSTO EXTERMINÁ-LOS E SATISFAZER O EGO E FALAM EM ALTO SOM QUE QUEREM PROTEGER O GALO DE BRIGA .
    PELO QUE SE PODE OBSERVAR A CRUELDADE COMEÇA QUANDO OS GALOS DE BRIGA SÃO APREENDIDOS E NÃO QUANDO ELES ESTÃO A BRIGAR .
    NO PARANÁ AS AVES FORAM DEGOLADAS E JOGADAS NO LIXO , EM PERNAMBUCO FORAM MORTAS , NO PIAUÍ O IBAMA FOI IMPEDIDO PELA JUSTIÇA FEDERAL DE EXTERMINAR 140 GALOS APREENDIDOS ,
    ESTÁ NA HORA DO GOVERNO LULA ACABAR DE VEZ COM ESSA HIPOCRISIA …

  234. 236 Ari Lopes ( REDEBICHOS ) 29/09/2009 às 11:16 AM

    A falta de informação, a ignorância ou até mesmo a má fé levam alguns a atacarem a castração, que é um dos pilares da proteção animal.

    Esse PL 4548/98 é uma excrescência que a cada dia encontra maior rejeição não apenas por ONGs mas por toda a sociedade mais esclarecida.

    Práticas medievais como touradas, rodeios e brigas de gala são símbolo de desumanidade, descaso para sofrimento de animais indefesos e ausência de compaixão.

    Não faltarão defensores dessas desumanidades.

    O melhor instrumento é a divulgação e educação com ênfase para crianças e jovens, sem deixar de comunicar à sociedade como um todo.

    Conheçam a REDEBICHOS. Atualmente reunimos lá cerca de 800 protetores e amantes dos animais.

  235. 237 Jose Alencar Lozano 29/09/2009 às 1:21 PM

    A castração atualmente “é um dos pilares da proteção animal” …isso significa uma confirmação que os protetores mutilam cachorro/a pela capação ….uma violência contra o indefeso animal , essa prática é pior que qualquer rodeio , pois o animal sairá inteiro do espetáculo e o cão/a ficará mutilado pelo resto da vida ….castração (mutilização) é uma perversa violência física contundente que o “ser humano” pratica contra o animal .
    Exista uma certeza absoluta (100%) que nenhum cão/a pediu ao seu algoz para ser mutilado . A castração sem dúvidas é a pior agressão que um animal pode sofrer ….
    É salutar dizer que a mutilização por castração é uma boa fonte de recursos e por isso , muita gente luta com unhas e dentes defendendo esse tipo de mutilazação .

    Defenda os animais : não castre ,não leve a rodeios, não os faça brigar , nunca maltrate , trate com carinho , na minha opinião os cães são bens melhores que os seres humanos …. não são hipócritas e não se interessam por dinheiro.

  236. 238 José Alencar Lozano 30/09/2009 às 10:37 AM

    Se rodeio é uma pratica medieval desumana(assim dizem os protetores) , então imagine mutilar cachorro/a por castração ( testiculos/ovários) é centenas de vezes mais cruel, o animal ficará mutilado pelo resto da vida …..não exerga quem tem interesse financeiro na na “indústria da castração” .
    Uma protetora disse taxativamente :” a faculdade é cara e ela precisa comer ” …somente essa afirmação vem corroborar que por trás da mutilização por casração há o interesse financeiro .

    São farinha do mesmo saco , quem maltrata e sobretudo quem castra cães e gatos .

    Se Rodeio, vaquejada , briga de galo são praticas medievais……o que se pode dizer de mutilização por “capação” …o “humano” com suas próprias mãos impiedosamente mutila …sem dúvidas …se for feita por protetor essa violência contra o animal se agrava ….

    Há muito tempo não como frango , pois sei que eles são sofredores , desde pintinho são criados em espaços apertados , praticamente asas encostadas sobre asas , uma alimentação aditivada com ingredientes que fazem crescer e aos 45 dias de uma vida sofrida é brutamente morto ….assim diarimente são milhares mortos para o fim culiniário ….nunca vi ninguém protestar …..

    Vamos proteger os animais de fato , mas sem hipocrisia .

  237. 239 Tadeu Lima 30/09/2009 às 3:17 PM

    Ari,
    Você chega a ser imoral, quando diz que uma vaquejada, um rodeio é crime contra um animal, e a castração é o pilar da proteção animal, homem reflita deixe de hipocrisia, vocês deviam se envergonhar de enriquecerem a custa de mutilar animais arrancando-los testículos a troco de dinheiro, pois vocês fazem isso pelo dinheiro e não pelo miserável do animal que fica mutilado, tire as doações publicas e particulares dessa ongs e associações e você vai ver quantos protetores ficam, vocês não estão preocupados com touros nem cavalos nem galos o que vocês querem é chamar atenção para manter essa ilícita fonte de renda, por que vocês não vão cuidar dos seus cachorros e gatos e deixa os outros cuidarem de seus animais quem trabalha nesse país não tem nem um incentivo.

  238. 240 Maria Costa 30/09/2009 às 3:22 PM

    Sr. Lozano,

    Se fosse assim mulheres nem homens fariam cirurgias para nao terem mais filhos. A cirurgia de esterilizacao e’ algo muito simples, feita por pessoas competentes, ou seja, veterinarios. E’ aplicada a anestesia e dura apenas cerca de quinze minutos. O animal se recupera imediatamente. So’ quem fala sem conhecimento de causa diz que e’ “mutilacao” ou outras bobagens do genero. Assim os animais (principalmente os de rua) nao se reproduzem desenfreadamente e torna-se muito mais facil encontrar pessoas que os adotem. Para que mais e mais animais sofrendo pelas ruas? Ou o senhor nao sabe do o alto grau de violencia a que esses animais ja’ sao “normalmente” submetidos? Esterilizacao e’ programa de pais desenvolvido. Na Alemanha, por exemplo, sao cirurgias mais do que normais e nessa maravilha de pais nao vemos sequer UM animal nas ruas. Acho que o senhor deveria procurar se informar melhor antes de fazer certos comentarios. Passar bem.

  239. 241 Maria Costa 30/09/2009 às 3:33 PM

    Deixem de ser GIGOLO DE ANIMAIS e vao ganhar dinheiro as suas proprias custas! Rodeio, vaquejadas e seja mais la’ o que for e’ exploracao, e’ falta de compaixao no coracao, e nao pensem que nao terao o troco em suas vidas, porque a justica de Deus tarda mas nao falha!

    POR QUE VCS NAO VAO FAZER RODEIOS E VAQUEJADAS SALTANDO EM CIMA DE LEOES E TENTANDO DERRUBA-LOS? POR QUE NAO FAZEM PROVAS DE LACO TENTANDO AMARRAR CROCODILOS, SEUS COVARDES?

  240. 242 Tadeu Lima 30/09/2009 às 5:27 PM

    É Maria se tivessem castrado o cachorro do teu pai não estarias acuando os homens deixas de hipocrisias au au au pra você também.

  241. 243 Taimi Haensel 30/09/2009 às 6:07 PM

    Tadeu,

    Se você tem alguma acusaçao concreta contra alguma ong de proteçao animal, faça agora e responsabilize-se por suas palavras.

    Caso contrario, cesse os comentarios levianos sobre pessoas que doam seu coraçao para esta causa nobre.

    Atenciosamente,
    Taimi Haensel
    O Time do Tigor

  242. 244 Antonio 30/09/2009 às 6:21 PM

    Somente psicopatas podem apoiar o PL 4548/98. Uma sociedade civilizada não pode tolerar multidões que se juntam simplesmente para linchar animais, que é efetivamente o que essas atividades disfarçadas de tradição fazem. Precisamos de mais proteção aos animais e não menos. Chega de antropocentrismo violento.

  243. 245 luna 30/09/2009 às 6:45 PM

    De quem é esse blog?é seu Tadeu?P q só vc fala,só vc implica com a opinião dos que são contra essa lei,vc ta enchendo o saco de todo mundo com o seu bla bla bla,ja ta virando um galinho de briga…o que vc acha de colocar um bico de aço em vc,umas esporas,amarrar seus pés e por vc pra brigar?vai ser legal,não sei como funcionam essas rinhas,se for por aposta,eu aposto em vc e tomara que vc ganhe,pq se só ficar todo estrupiado,semi-morto eu termino de matar vc,pq deve ser isso que os donos dos galos que perdem as lutas fazem,topa?

  244. 246 Agnaldo simonetti da Fonseca 30/09/2009 às 7:41 PM

    O carro chefe dos ditos “protetores” de animais é a castração (mutilização) os órgãos endócrinos (produtores de testosterona /estrógeno) capam o testiculo e ovário ( cão/cadela) esse pessoal não tem coração , mesmo com anestesia é uma mutilização , como pode essa gente opinar sobre uso de animais (rodeios ,etc) se eles dão um péssimo exemplo mutilando do cão através da capação .É interessante notar a arrogância e a prepotência dessa gente dita protetoras , eles só enxergam maltrato dos outros , porém esquecem que brutalizam o pobre cachorro ,cachorra e esses animais ficarão mutilados pelo resto de suas existências .
    É conveniente notar que a essa modalidade de mutilização é uma atividade rendosa .

    Basta de hipocrisia .

  245. 247 Tadeu Lima 30/09/2009 às 9:08 PM

    Taimi Haensel, você deve ser um desses teleguiados, para confundir a opinião publica, e tentar destruir as tradições e a cultura brasileira, porque sua cultura é castrar, é só visitar o time do tigor que vai ver que ridícula toda proteção deles é voltado para mutilar animais e apurar dinheiro com sofrimento deles, quanto informações sobre verbas para Ongs e CCZ realmente a fonte não é confiável, foi tirado desse texto postado por mutiladores profissionais.
    “Sábado, 6 de Junho de 2009
    Assembléia sobre o CCZ
    O Time foi hoje na Assembléia sobre o CCZ. Duas coisas importantes ocorreram:
    1) Apresentação de últimas sugestões ao documento de reivindicações que será enviado para a prefeitura;
    2) Eleição dos 18 representantes que representarão o movimento da proteção animal nas reivindicações.
    Parabéns à Izolina, do Esquadrão Pet, que foi eleita representante.
    Sugestões importantes que foram levantadas:
    – necessidade de castração de todos os animais que entrarem no CCZ;
    – liberação dos 800.000 microchips prometidos pela administração pública;
    – liberação dos R$ 10 milhões prometidos pela Secretaria de Saúde ao CCZ.
    Abraços,
    O Time do Tigor
    Postado por O Time do Tigor às 15:57 “

  246. 248 Luciano Dai dos Santos 30/09/2009 às 9:14 PM

    O nosso povo gosta e de rodeios provas de laço brigas de galos vaquejadas e muihto mais
    eu sou afavor deste projeto porque eu sou Brasileiro de coração
    viva os rodeios

  247. 249 Tadeu Lima 30/09/2009 às 9:26 PM

    Somente psiquiatras podem ser contra ao PL. 4548/98, pois ele vai corrigir os excessos praticados por autoridades fora da lei, é inadmissível que se leve uma espécie a extinção por intolerância aplicando uma lei de proteção. Hehehehehe.

  248. 250 Tadeu Lima 30/09/2009 às 9:39 PM

    Luna,
    Topo tudo que você quiser até brigar de esporões e pernas amarradas hehehehe porque eu também te amo beijos.

  249. 251 taimi haensel 01/10/2009 às 6:51 AM

    esta com problemas de memoria, seu Tadeu? Você ja seu desculpou publicamente perante O Time do Tigor por fazer confusao sobre o dinheiro que o movimento de proteçao animal exige para o CCZ DE SAO PAULO! Reveja seus comentarios acima.

    Esqueceu-se ainda de formalizar quem sao as ongs que o sr. afirma que promovem a malversaçao de recursos publicos.

    Afinal, seu Tadeu, quais sao essas ongs?

  250. 252 Tadeu Lima 01/10/2009 às 7:38 AM

    Está com problema de sociabilidade senhor capa gatos? Cuidado com Ibama e a policia florestal que está matando todos os animais que julga não sociáveis, ninguém é obrigado a ter o mesmo pensamento seu e fazer profissão de castrar animais, assista esse vídeo e analise se o que interessa pra alguns de vocês é ou não o dinheiro e olha que a maior parte desses animais já tinha sido pago pela sua castração, boa parte de vocês são papa grana dos bichinhos, enquanto nós criamos e produzimos com nosso dinheiro e trabalho para alimentar inútil que a única coisa que sabe criar é problema e plantar são os olhos no que é dos outros.

  251. 253 Maria Costa 02/10/2009 às 1:23 AM

    E’ Sr. Tadeu, e se tivessem esterilizado a cadela da sua mae (e isso e’ um elogio, porque uma cadela certamente tem sentimentos muito mais nobres do que os dela, podemos ver isso atraves da hereditariedade do filho), o mundo taria salvo de gente da sua laia… Quando uma pessoa como o “senhor” nao tem respaldo, nao sabe o que responder, entao a ignorancia vem a galope e a unica saida e’ apelar para a baixaria, nao e’ mesmo?
    Ta’ querendo aparecer, ne’? Fazer “sucesso”? Procura a Rede Globo, eles adoram rodeios, tambem ganham muito dinheiro com isso…
    Vai arrumar o q fazer, gigolo de animais!

    Entao pessoal, claro que os gigolos que estao aqui tinham que arrumar alguma desculpa esfarrapada, algum joguete para querer se passar por bonzinhos, e essa desculpa foi apegar-se a essa estoria ignorante (como eles) de “castracao/esterilizacao violenta” pois se o maior divertimento deles nos rodeios e’ justamente esmagar testiculos de animais, nada mais justo do que se aproveitarem disso para fazerem mau uso da estoria. Ai’ vem o velho ditado: “Quem disso usa, disso cuida”.
    Bem, nao vou ficar me dando ao trabalho de responder a essa gente, o que eles querem e’ justamente isso, tomar o nosso tempo.
    Aconselho a fazerem o mesmo.
    Abraco a todos que sao contra esse “projeto” de lei tendencioso e imoral (+1 nesse pais).

  252. 254 Tadeu Lima 02/10/2009 às 6:54 AM

    Prima Maria Costa não se podia esperar melhor reação de uma pessoa que vive de explorar e mutilar gatos e cachorros indefesos a troco de ganhar dinheiro, não adianta a gente ta comparando porque não existe mal nem um que possa ser igual a essa barbaridade, posso lhe dizer que era isso mesmo que esperava ler escrito ignorantemente pela voz da brutalidade, afinal somos primos e lhe conhecendo bem, eu sabia que essa sua preguiça de trabalhar ia lhe levar a essa situação de mutilar animais para ganhar dinheiro fácil, quero ver quando o ministério publico reconhecer a maldade e enquadrar os castradores nesse artigo 32 da lei de meio ambiente aí sim começará a ser feito justiça.

  253. 255 Anselmo Gaspar 02/10/2009 às 3:56 PM

    Essa brutalidade contra os animais ,não tem razão de ser nos dias atuais , até na idade média era justificável ,mas agora só os perversos cometem essa barbaridade , uma imoralidade , desumanidade , oportunismo , e que usa bandeira para defender os animais .
    Um protetor de animais jamais deveria mutilar os pobre e indeso cão , é o maior absurdo e aberração , pois eles se intitulam protetores de animais , e mutilam capando cães e gatos . Mutilização é crime ambiental , então quem capa é criminoso .

    Entidade protetora mutilar por castração é uma contradição vergonhosa .

    Mutilização por castração é a maior violência que um animal pode receber …..pior que rodeios , vaquejadas ,pior até que a luta de galos .

  254. 256 luna 02/10/2009 às 6:38 PM

    Algum galista aki sabe me dizer pq foram criadas as rinhas de galo?Nem precisam responder que ja ta bem claro,simplesmente e unicamente para encher os bolsos de vocês,mas isso é totalmente aceitável,sem problema algum,afinal os idiotas dos galos ja iam se matar mesmo então que se matem mas que deem dinheiro para gente.E o melhor de tudo é que não precisa se matar de estudar,pagar um curso caro para multilar animais como esses protetores veem fazendo por ai só pra ganhar dinheiro às custas dos pobres animais,sai muito mais barato e até dá mais dinheiro.
    A única diferença entre a crueldade nas rinhas e a crueldade na castração é que os animais agredidos na 1° opção saem mortos ou semi-mortos,ja os agredidos da 2° opção ficam com uma cicatriz de nada,ficam mais bonitos,gordos e saudaveis,já que não saem mais pra rua atrás de namorada onde ficam sujeitos a todo tipo de agressão seja de outros animais,de atropelamentos ou da covardia de algumas pessoas,nem podem contrair doenças de outros animais infectados,logo vivem com menas chances de morte prematura…mas enfim cada cabeça uma sentença,vc cuida dos seus animais que eu cuido dos meus da maneira que acho melhor.

  255. 257 Tadeu Lima 03/10/2009 às 12:17 AM

    Luna, só uma pequena amostra de pessoas quer nunca estudaram, que chegaram a onde chegaram porque ganharam dinheiro com galos hehehehe.
    “Presidentes Norte Americanos Washington, Jefferson, Jackson e Lincoln foram ardentes apreciadores das rinhas de galos, sendo este último, inclusive, renomado juiz de rinhas. Também, nomes como o do inventor dos pára-raios, Benjamim Franklin, do escritor Ernest Hamingway, do Presidente Argentino Hypólito Hirigoyen e de muitos outros, podem ser acrescidos a esta lista. No Brasil, destacamos nomes como o do Senador Pinheiro Machado, Ministro Oswaldo Aranha, o do saudoso Presidente Tancredo Neves, o do jornalista Assis Chateaubriand e o de Lineu de Paula Machado, para não citar uma lista interminável de autênticos galóficos de ontem e de hoje”.

  256. 258 Taimi Haensel 03/10/2009 às 7:10 AM

    Sr. Tadeu,

    Cite, sim, a lista de galofilos de hoje. Encaminharemos a lista direto para o Ministerio Publico.

  257. 259 Tadeu Lima 03/10/2009 às 8:28 AM

    Ou criatura vai capar teus gatinhos a preços promocionais enquanto o ministério publico não enquadra mutilação de animais no artigo 32 da lei de meio ambiente, galo é esporte nacional no México, Filipinas, Espanha, França,é legalizado no Japão e tantos outros paises que seu povo não deixa se levar por influencia estrangeira que quer destruir sua cultura.

  258. 260 Aluisio Toledo Pires 03/10/2009 às 9:23 AM

    O Brasil está infestado de Ongs, Sociedades de proteção de origem estrangeira , o governo brasileiro deveria fazer um pente fino e verificar melhor as atividades ….para onde vai as doações ….se há remessa de dinheiro ao exterior ,etc …o Brasil é um território livre e pouco fiscalizado ….os estrangeiros fazem aqui uma verdadeira farra ao boi .
    Essa gente ditas “protetoras” mutilam animais através da castração …é a mais hedionda e covarde agressão que um inocente cão recebe de um ser dito “humano” ….poderiamos chamar isso de farra ao cão …..esse pobre animal ficará mutilado para sempre , e seus órgãos deixarão de produzir tetosterona(cão) e estrógeno (cadela) .
    Outro tema é a Amazonia (estrangeiros tomando posse )
    O governo americano (NASA) tem no Amazonas uma base de estudo ambiental …um absurdo , haja vista que os norteamericanos não consideração a Amazonia como território brasileiro …..Outro dia vi pela TV um americano(dessa base) disse que o Brasil não pode construir hidreletrica na Amazonia , pois vai prejudicar o planeta ….muio estrangeiro querendo mandar no Brasil .
    Está na hora do Brasil tomar as devidas providências contra esses estrangeiros nocivos aos interesse do Brasil.

    Será que os norteamericanos deixariam o Brasil instalar uma base de estudos nos Estados Unidos ?????

  259. 261 Aluisio Toledo Pires 03/10/2009 às 10:35 AM

    Correção : para onde vão as doações

    … não consideram a Amazonis como território brasileiro…

  260. 262 Cleusa 04/10/2009 às 7:07 PM

    A castração para mim é sim mutilação.Fiz numa cachorrinha mas foi para salvá-la,pois ela cruzou com um cão de raça grande e deu um problema no utero.Mas foi dificil para mim aceitar a castração ,ela engordou muito e sua vida é dormir e comer,perdeu a vivacidade.Tenho a irmã dela e mais tres sobrinhas,decidimos não doa-las a ninguem e muito menos castrá-las. E elas correm ,brincam e têm vida
    Essa turma de “protetores” gostam e sentem o maior prazer em mutilar pela castração , pois são renumerados e ganham muito dinheiro com essa indecente indústria de castração .

    É uma imoralidade sem fim , são hipócritas , eles condenam rodeios , mas são mutiladores de cães e gatos ….são extremamente caras-de-pau e perversos .

  261. 263 luna 05/10/2009 às 11:08 AM

    É Tadeu vc ta louco pra chegar nesse patamar né?Vai tentando que logo logo com o dinheirinho que vc ganha nas suas rinhas de galo vc pode se tornar um filosofo,ou quem sabe um grande inventor ou até mesmo um presidente(só se for do clube dos panacas rsrsrs),mas e aí,kde a lista dos galofilos?Toda vez que é pedido que vc seja mais claro e de nome aos bois vc foje da raia,p q te escondes ó poderoso senhor da verdade?E não foi vc que criticou quem se baseia na Europa e EUA como exemplos de proteção ambiental?Ah,claro é que agora vc não ta citando proteção ambiental e sim exploração ambiental.

  262. 264 Tadeu Lima 05/10/2009 às 2:13 PM

    Rsrsrsrsrsrsrs Vocês já perceberam a falta de preparo desse pessoal que se diz protetores de animal, que todos que falta argumentos passam a agredir de alguma forma, que na verdade só querem defender o ganha pão deles que infelizmente é castrar seus protegidos, e querem mutilar também nossa cultura, rsrsrsrsrsrsrsrs sorriam sejam felizes mesmo que o preço da capação tenha caído é uma questão de mercado, quase todo mundo ta fazendo isso rsrsrsrsrsrsrs.

  263. 265 Tadeu Lima 05/10/2009 às 2:27 PM

    Luna, que bom ter sido reconhecido pó você que o Artigo 32 da lei 9.605/98 do meio ambiente é uma exploração ambiental, Luna ainda vou lhe ver defendendo a vida dos galos que é o que eu defendo o resto é fruto de sua imaginação belicosa um cheiro rsrsrsrsrsrs.

  264. 266 Tadeu Lima 05/10/2009 às 2:28 PM

    Por você

  265. 267 luna 05/10/2009 às 6:06 PM

    Eu não falei que o artigo 32 se trata de exploração ambiental,e sim que qdo vc fala que em alguns países a briga de galo é legalizada aí sim vc está falando em exploração,será que vc não sabe interpretação de texto,é só ler que vc consegue entender.
    E outra,alguma vez eu falei que sou castradora de animais?Com certeza não pq eu nem sei como fazer isso,porém sou totalmente a favor da castração,ja tive gatos que não foram castrados e eram magros,estavam sempre machucados por brigas na rua e um belo dia sairam de casa e não voltaram mais,depois desses resolvi castrar e sabe qual foi o resultado?Gatos lindos,caseiro,dóceis e principalmente não mais fojem de casa para nunca mais voltar deixando um enorme vazio e aquela pergunta terrivel,´´o que será que aconteceu com o gatinho que eu cuidei desde bebe?´´Vc não sabe o quanto é horrivel perder um anilmalzinho assim,passam varias coisas terriveis pela nossa cabeça,a morte de um ser que a gente ama é terrivel,pior é quando vc não sabe o que aconteceu,se foi atropelado,se foram cachorros,se foi paulada,se se perdeu e acabou definhando até a morte,enfim…por essas e outras eu sou a favor de castração e ao contrario do que vc diz eu não ganho dinheiro através disso,na verdade eu gasto dinheiro com isso,e nunca vi ninguem forçando o portão da casa dos outros pra pegar seu animal a força e castrar só pra ganhar dinheiro,castra seu animal quem quer e quem não quer não castra e pronto,ja os galos tem alternativa?Não,ou eles morrem aos poucos nas rinhas ou são capturados e mortos pelo IBAMA,nesse ponto eu concordo com vc,mas pq não param com as rinhas?Assim nenhum galo mais vai ser capturado e morto em nome do artigo 32,e serão livres nos galinheiros daqueles que tanto os amam…
    Olha,essa sua rinha deve ser de ultima linha hein,vc ta sempre na net,deve ser mais facil assim pelo pc vc controla todo dinheiro,deve ter a lista dos apostadores,o nome dos galos e seus pontos fracos e fortes,parabens tem mesmo que ser assim usar a tecnologia a seu favor,aproveita e manda no seu proximo post a lista dos galofilos que vc ficou devendo.

  266. 268 luna 05/10/2009 às 6:10 PM

    Se todos que são a favor da castração são capa gatos então todos que são a favor de brigas de galos são proprietarios da mesma,ou seja criam galos para brigar e dar bastante dinheiro.
    agora me tira uma duvida,quanto mais ou menos eu posso tirar por dia numa rinha de galo?Se for bom o dindin talvez eu me junte a vc rsrsrsrsrs

  267. 269 Tadeu Lima 05/10/2009 às 7:43 PM

    Luna, você está contaminada com o viros da hipocrisia, por isso não consegue, parar de insultar procure aprender, mesmo que seja sobre galos que você odeia tanto, com certeza todo conhecimento é valido pos, quando a gente entra num assunto sem ter conhecimento, a gente termina falando muitas bobagens, você conhece alguém que tenha ganhado muito dinheiro em galos, a não ser os que o industrializam e matam aos 45 dias de vida, porque se comerem um dia a mais dar prejuízo, se conhecer mim mande o nome que vou procurar informações com esse herói, pra tentar ganhar algum também, não deixe que a influencia estrangeira destrua nossas culturas, não deixe que a intolerância e a ignorância destrua uma espécie pos, os galos já mais sobreviveriam sem a ajuda do homem, nem uma ong, nem associação nem mesmo o estado tem condições de crialos dado sua agressividade, por isso as autoridades procuram se livrar deles matando a todos e se aproveitando dessa ignorância que existe na maioria de nós alegam que eles foram doutrinados a brigar e por isso não tem jeito de ser recuperados ora, quanta cara de pau desses senhores, pois sabem que a belicosidade é genética, essa estória de deixem os galos soltos é uma grande falta de conhecimento sobre a espécie, até as fêmeas disputariam seus espaços será o fim da espécie, com tanta coisa pra se fazer de bom, por que uma pessoa pode lutar tanto pra destruir uma espécie a não ser por uma patologia grave? Quando você acusa um criador de galos lembre que são os galos que você esta destruindo.

  268. 270 Líliam Soares 05/10/2009 às 9:59 PM

    Caro Tadeu
    Você é um caso a ser estudado, vá se tratar!
    Seu ódio pelos animais é tão grande que fica procurando blogs de defesa dos animais para impor suas opiniões incabíveis.
    Você é quem precisa ser cadastrado, para não correr o risco de disseminar criaturas iguais a você. Deixa de ser baixo!!!

    E você Afonso Guimarães, saiba que protetores não ganham dinheiro com castração. Quem faz isso é veterinário, e eles são pagos para isso. Os protetores pagam. Então, nesse caso, eles não ganham nada.
    Ah! Se fosse pra colocar filho no mundo para passar fome e não tivesse outras alternativas, saiba que eu faria sim a cirurgia…

  269. 271 Tadeu Lima 05/10/2009 às 11:39 PM

    É amigos, tão vendo a agressividade dessa protetora e acho que é humana poderia ser educada, imagine agora a situação dos galos que sua agressividades é genética, e pessoas intolerantes os matam acusando os de não serem sociáveis, não deixem que a ignorância destrua uma espécie, digam sim ao PL 4548/98, sim travequinha se for pra ser seu próximo bofe, nem pense em me cadastrar hehehehehehehe.

  270. 272 Afonso Nogueira Lafonte 06/10/2009 às 7:56 AM

    Os “protetores” mutilam os cães e gatos , esses animais mutilados ficam tristes , só pensam em comer e dormir . Essa gente que castra ou melhor dizendo mutila vão ter um ajuste de contas no porvir , ninguém ficará impune a essa violência e maldade contra os animais .
    A castração sem nenhuma dúvidas é o pior catigo que um animal pode receber de um pernóstico ser “humano” e ainda para agravar a agressão contra o pobre animal ,os prepotentes e arrogantes mutiladores dizem em alto tom que são protetores de animais …que contradição !

  271. 273 Líliam Soares 06/10/2009 às 2:51 PM

    Tadeu Lima
    Seu português (concordância/regência, etc) é tão sofrível que nem é possível entender o que você quer dizer com suas palavras.
    Mas sou agressiva por quê? Por acaso eu tinha me dirigido a palavra à você? Você quem escreveu meu nome, dirigindo sua mensagem à minha pessoa. Eu apenas me defendi de suas comparações irracionais.
    Desculpe-me. Posso não ser a melhor pessoa do mundo, mas sou mais humana que você e com certeza tenho mais educação também.

  272. 274 Tadeu Lima 06/10/2009 às 6:07 PM

    Actually my writings are very difficult to understand, it is very difficult to understand that the roosters will be driven to extinction by the insistence of people who never called pra roosters that do not know what to do to create them, rather than pursuing their creators, not has no notion of who is speaking, there are people so stupid to believe you make money with roosters, cocks that fight over who are indoctrinated to that end, without even a sense of who is speaking, because they are the only animals that their domestic gens provides a natural selection for only the strongest survive, resulting in a constant genetic improvement in the species, and therefore have more survive alone, and so-called protectors of animals together with IBAMA and other institutions instead of seeking information would be on this species, and act on the basis of scientific, because so far never been applied the law on these animals, but one point of view of intolerant and cruel people who think that death protects some being.

  273. 275 Tadeu Lima 06/10/2009 às 6:16 PM

    En fait, mes écrits sont très difficiles à comprendre, il est très difficile de comprendre que les coqs seront conduits à l’extinction par l’insistance des gens qui n’ont jamais appelé PRA coqs qui ne savent pas quoi faire pour les créer, plutôt que de poursuivre leurs créateurs, n’a aucune idée de qui parle, il ya des gens assez stupides pour croire que vous faites de l’argent avec des coqs, des coqs qui se battent plus qui sont endoctrinés à cette fin, sans même un sentiment de qui parle, parce qu’ils sont les seuls animaux qui ne leur gens nationale prévoit une sélection naturelle pour seulement les plus forts survivent, ce qui entraîne une amélioration génétique constante dans l’espèce, et ont donc plus survivre seul, et soi-disant protecteurs des animaux ainsi que l’IBAMA et d’autres institutions au lieu de chercher l’information serait à ce espèces, et d’agir sur la base des connaissances scientifiques, parce que jusqu’à présent jamais été appliquée la loi sur ces animaux, mais d’un point de vue des gens intolérants et cruels qui pensent que la mort protège quelque être.

  274. 276 Pri Prado 06/10/2009 às 8:26 PM

    Tadeu,
    Usar tradutor não vale!
    E mesmo que vc realmente soubesse inglês e francês, isso não mudaria o fato de que o seu texto em português é gramaticalmente horrível…

  275. 277 Tadeu Lima 06/10/2009 às 8:58 PM

    Funny, all I want is to protect and prevent the extinction of the Roosters think fighters want the same thing, so why fight?

  276. 278 Tadeu Lima 06/10/2009 às 9:26 PM

    Estamos realmente tomando um rumo totalmente diferente, nosso debate é em relação a extinção dos galos combatentes por ignorância e intolerância sobre essa espécie, não estamos aqui para corrigir nem debater forma de escrever de ninguém, tudo isso é falta de argumento sobre o assunto em foco.

  277. 279 LAURI SANDRA 08/10/2009 às 3:51 AM

    ESSA É PARA AMC(que nem tem coragem de se identificar aqui)

    É lindo para o sr dizer que o único interesse das ONG´s É O LUCRO FÁCIL, então me diz, qual o interesse de se aprovar a lei 4548/98, claro: Rodeios, vaquejadas, rinhas, tudo formas de arrancar dinheiro de um povo ignorante que não sabe para onde vai esse dinheiro, não venha dizer que são as ONG´s que estão lutando por isso, pois não participo de ONG alguma, cuido de animais com o dinheiro do meu trabalho, se o sr acha que este tipo de lei deve ser aprovada, então que tal fazer uma lei para que os criminosos fiquem mais tempo presos, que os políticos corruptos(que com certeza roubam e depois ficam criando leis idiotas para que o povo fique discutindo enquanto eles roubam mais ainda)para que este sejam punidos, e principalmente uma lei, para idiotas como você, e como muitos outros a favor desta lei, serem torturados com seus testículos esmagados enquanto esses deputados imbecís, montam em suas costas e te fazem pular para ver quem fica mais tempo em cima, pois para ser a favor disso, deve ser tão irracional quanto dizem que são os animais, espero que seus filhos (se é que Deus abençoa tipos como vocês com filho), nunca olhem para a sua cara e cuspam nela por saber o quão idiotas são. Enquanto crianças passam fome, idosos são torturados em asilos, mulheres, crianças e até mesmo seres como vocês são estuprados ou assassinados, vocês ficam torcendo para que mais impunidade aconteça ao seu próximo, que mais violência seja cometida, se um dia sentir dor e não puder pedir ajuda, lembre-se de todos os animais que serão torturados caso essa lei ridícula seja aprovada, e que Deus tenha piedade da sua alma, mas vou orar para que Ele e seus filhos não tenham

  278. 280 Tadeu Lima 08/10/2009 às 8:40 AM

    Citando Frei Beto quando este afirma: “Todo ser humano articula a vida entre duas esferas básicas: a da necessidade e a da liberdade. A primeira está diretamente ligada à satisfação das nossas exigências mais elementares, tais como: comer e beber; a segunda ultrapassa as nossas necessidades animais e abarca aquelas especificamente humanas – a investigação científica, o aprimoramento técnico, a festa, a fantasia, a utopia, o lazer, a criação científica, a vida espiritual”, constata-se que a necessidade do sonho, da fantasia, do lazer, da utopia é tão necessária ao ser humano quanto um prato de comida. Não existe comparação entre o mau trato exercido por aqueles que no limite extremo matam os animais para satisfazerem à necessidade de comer, às vezes, utilizando requintes de violência, com aqueles que cuidam dos animais até mais do que cuidam deles mesmos, no exercício do sonho de vencerem naquelas atividades desenvolvidas por eles, quando na maioria das vezes a sociedade em que vivem só lhe traz derrotas.
    Entendemos e respeitamos aqueles que por questões éticas praticam o veganismo, mas não podemos concordar com seu equívoco e desconhecimento da evolução da nossa espécie que nos situa hoje no mundo como onívoros, muito menos podemos concordar com aqueles outros que num ato de hipocrisia e falsa moral apóiam essas leis criadas pela pressão desses segmentos organizados da sociedade que praticam um fundamentalismo pseudo-humanitário, que parece fazê-los sentirem-se superiores aos outros mortais, mas que continuam comendo carne de toda espécie. Que todos sejam coerentes, pratiquem o veganismo – não comam nenhum tipo de carne, mel, leite ou ovos, que comam apenas frutas, legumes e grãos. As leis são feitas pelos homens e para os homens, e devem procurar atender a uma realidade da sua sociedade e não para atender a determinados segmentos que almejando impor suas convicções procuram desqualificar aqueles que pensam de maneira diferente.

  279. 281 Taimi Haensel 08/10/2009 às 2:27 PM

    Você errou muito ao utilizar as palavras do Frei Beto, Seu Tadeu.

    Olha o que o Chefe dele fala sobre as tradições:

    “E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com os lábios, Mas o seu coração está longe de mim;
    7 Em vão, porém, me honram, Ensinando doutrinas que são mandamentos de homens.
    8 Porque, deixando o mandamento de Deus, retendes a tradição dos homens; como o lavar dos jarros e dos copos; e fazeis muitas outras coisas semelhantes a estas.
    9 E dizia-lhes: Bem invalidais o mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição.”

    Tradições que ferem mandamentos universais de amor e respeito a todas as criaturas devem ser eliminadas, para que a humanidade possa evoluir.

    Mostre-nos fotos das suas tradições, Seu Tadeu. Coloque no seu site fotos de tradições galistas para que todos possam ver do que se trata.

  280. 282 Tadeu Lima 08/10/2009 às 4:27 PM

    Hehehehehehehe é cada uma que vale por dez hehehehehe

  281. 283 Josué de Souza Campos 08/10/2009 às 8:25 PM

    Vamos proteger de fato os animais , sou totalmente contra castração ,touradas (o picador com cavalo e com a danifica a coluna do touro deixando-o fraco e sem agilidade , facilitando o trabalho dos bandeirolas – espetam no corpo do touro ) torço para que o animal acerte o toureiro . Os animais não podem ser mutilados nem por um toureiro , nem mutilado por “capação” por um “protetor” de animais Vamos acabar de vez com essa estúpida hipocrisia , se fazem de bonzinhos como “protetores” , mas mutilam e ainda ganham dinheiro com essa cruel prática , mesmo com anestesia …essa mutilização estraga a qualidade de vida do animal ( deixa de produzir hormônios) , só pensa e comer e dormir .

  282. 284 luna 09/10/2009 às 5:53 PM

    Ja vc tadeu não vale nem a titica dos seus galos de briga,fica ia posando de coitadinho como se todo mundo só atacasse vc,acontece que o seu papo é tão irritante que me tira do sério…E faça o favor de não colocar palavras na minha boca,eu NUNCA disse que odeio os galos,pelo contrario eu odeio é quem os explora,não adianta vc falar mais nada pq eu não mudo a minha opinião,sou contra rinhas e sou contra o exterminio dos galos,sou apenas a favor da vida desses animais.
    Então,eu realmente não tenho nomes de criadores de galo para briga que são ricos,pq ja foi pedido pra vc mandar uma lista e até agora nada de vc mandar,qdo vc mandar daí nós vamos saber quem ta ganhando muito dinheiro nas rinhas!!!Lembra que eu até te perguntei qto eu posso tirar por dia numa rinha mas vc não me respondeu…fala qto não seja egoísta querendo tudo só pra vc!!!
    Tb não posso deixar de falar do quanto vc peca no português,até mandou esses textinhos em ingles,mas não vale de nada quando não se sabe falar a propria lingua,aliás,não é vc que diz que não devemos nos deixar influenciar por estrangeiros que querem acabar com a nossa cultura?Então aprenda a falar e escrever a nossa cultura e não dos outros.
    Vc ja deixou bem claro que só defende os galos pq eles te dão dinheiro,que se forem soltos vão se auto-exterminar,e então que se exterminem dando lucro nas rinhas,agora me responda uma coisa,sendo Deus o ser mais misericordioso,inteligente e perfeito será que Ele criou os galos indios somente para brigar nas rinhas?Certamente não,então nem vem dizer que a única utilidade dos galos é a briga,e outra vc vem criticar o comércio de frangos de granja que depois de 45 são abatidos,realmente eles ganham muuuuuuuuuuuito dinheiro,e é crueldade um serzinho viver tão pouquinho,porém não se deve contrariar os mandamentos do Senhor,e Ele instruiu Adão a se alimentar de todos os animais e árvores frutífera do jardim do,e que o homem domine sobre todos os animais,mas o homem por pensar que está acima de todas as coisas vem abusando demais dos animais,não entendendo a ordem do Senhor que é de cuidar e preservar os animais,podendo tirar deles o seu sustento mas não de forma abusiva e exploradora.E antes que vc fale alguma abobrinha,eu não como carne alguma de animal,alimento de origem animal somente consumo leite e seus derivados e ovos,apenas citei isso pq é mandamento de Deus,e quem come carne animal não está pecando perante Deus,agora a crueldade contra os animais sim.

  283. 285 luna 09/10/2009 às 6:23 PM

    E quando vc diz que estamos tomando um rumo diferente do debate que seria a extinção dos galos,vc está equivocado pq aqueles que aqui estão contra essa lei estão debatento o maleficio que a mesma vai gerar a todos os animais,será que é difícil pra vc entender que não dá pra aceitar tamanhas covardias que as pessoas fazem contra os animais e pior ainda é saber que se pode esfaquear,atirar,envenenar um animal e nada vai ser feito contra esse marginal,é esse o foco da discurssão,não é aceitavél que retirem o artigo 32 baseando-se que esse artigo reprime as culturas do país,ela apenas não permite que essas culturas ponham os animais em risco,colocando os animais a merce da crueldade.

  284. 286 Benvindo Ventura Bello 09/10/2009 às 8:27 PM

    Há uma combate acirrado e ferrenho contra briga de galo tudo em nome da proteção animal , mas há um paradoxo , pois quem estão combatendo as rinhas de galos estão agindo de forma mais cruel ,pois apreendem os galos e não conhecem o temperamento belicoso dessas aves , deixam elas juntas e daí a mutilação total , pois essas aves têm a genética de combate , as autoridades não sabem o que fazer com os galos de brigas e propõem o extermínio delas , assim estão sendo mortos centenas de galos apreendidos em nome da proteção animal . Recentemente no Piauí o IBAMA queria exterminar 140 galos de briga apreendidos , foi noticiado no mundo inteiro …uma vergonha nacional , o IBAMA FOI IMPEDIDO desse intento graças ao Juíz Federal Nazareno Reis .

    Em resumo o tiro saiu pela culatra ,pois o combate a briga de galo é mais cruel ao galo , na rinha o galo tem chance de sair vitorioso e vivo , na apreensão todos querem ficar livre do incomodo que é um galo de briga e o extermínío é a solução fácil encontrada , essa matança é em nome da proteção animal …que paradoxo!!!!!!!!!

  285. 287 Tadeu Lima 10/10/2009 às 9:32 AM

    Luna,
    Você mesmo, que está aí olhando…
    Que tal uma paradinha para refletir… e refletir sobre você …
    Pensar em tudo de bom que existe aí dentro desse coração!
    Saiba que você é uma pessoa maravilhosa, capaz de fazer muita coisa boa, útil e expressiva, e que no seu coração estão guardadas coragem e confianças suficientes para realizar seus desejos. Mas não se esqueça, de buscar em cada minuto de seus dias, motivos de alegria e esperança, não se importando com as situações adversas que aparecem.Você deve escolher ser feliz e tornar isso possível, com pensamentos positivos, não perdendo nunca o entusiasmo pela vida e pelo amor, mas principalmente, tendo a certeza de que Deus sempre abençoa quem ama e quem faz da vida um prazer.Um dia maravilhoso com muita Paz para você, eu também te amo muitos beijos querida.

  286. 288 Tripoli de campos Neto 10/10/2009 às 3:24 PM

    juiz federal NAZARENO REIS proíbe sacrifício de galos apreendidos pelo Ibama do Piauí

    O Ibama está proibido de sacrificar 140 galos de raça apreendidos recentemente pelo órgão. A determinação é do juiz federal substituto Nazareno Reis, da 1ª Vara Federal de Teresina (PI). O magistrado considerou ilegal o sacrifício das aves pelo Ibama, já que a Lei 9.605/98 dispõe que animais apreendidos por motivo de infração ambiental devem ser libertados em seu habitat ou entregues a jardins zoológicos, fundações ou entidades assemelhadas, ficando sob a responsabilidade de técnicos habilitados.
    Infelizmente quase ninguém entende no trato e manejo dessas aves combatentes , quando ficam sob os cuidados de leigos , elas sofrem e logo morrem de tédio .
    Galo de briga é uma ave diferente das demais e quem lida com elas deve ser conhecedor desse difícil manejo.

  287. 289 Joaquim de Arruda Campos(Quinzote) 11/10/2009 às 10:54 AM

    O cachorro NÃO tem na genetica o instinto de briga , isso é fácil de comprovar o ptibul adulto, se não ensinados e estimulados a brigar podem viver juntos com dezenas de outros ptibul . É um cachorro geneticamente vigoroso , mordedura fortíssima , mas não tem por si só o instinto de briga , precisa de estimulos .

    O galo de briga já nasce com o instinto de briga , não precisa ser estimulado a brigar , é fácil comprovar , crie desde de pintinho um galo legitimo de briga , não faça nenhum estimulo ou treinamento , depois leve esse galo e coloque junto com outros galos de briga , irão brigar por horas a fio e se legitimos não abandonarão a briga . Galos puros de combate mesmo que não estimulados ou treinados jamais conviverão juntos , pois a sua genética além de dar o vigor físico é ainda extremamente belicosa bem diferente de qualquer animal .

    O galo puro de briga é uma extraordinária ave , difere dos demais galos , em face de seu vigor físico , de sua sua valentia inegualável , de sua impiedosa e instintiva belicosidade , enfim a natureza o criou assim e o homem a todo custo preserva a centenas de anos criando-os separados de outros galináceos .
    Infelizmente por desconhecimento e muitas vezes por ignorância , querem o extermínio dessa exuberante , bela e magnífica ave .

  288. 290 preservador 12/10/2009 às 3:38 AM

    bom, há alguns tempo crio é preservo raças de aves de combate.
    galo de briga.
    tem aprocimadamente 7 messes que , uma galinha tirou 10 pintos de 13 ovos na ninhada.
    porem so chegaram a fase adulta 4 aves.
    os pintos se matarao um apos um, entrarao em combate aprocimadamente com 40 dias de nascidos.
    com muito carinho e cuidado estou hoje aqui com 2 aves adultas de 10…
    tenho muito carinho com minhas aves .
    nao gosto de galinha caipira com pequi nem a tao famosa galinhada frango ao molho pardo ou à Cabidela.
    prefiro pagar coro em um pinto de 3kls no mercado e aumentar a gorda fatura da tao famosa avicultura industrial do que passar a faca no pescoço de uma ave de meu terreiro.

    tem um link que os redicinara a um video que mostra a maravilha que uma GRANDE FABRICA DE GALINHA DE GRANJA.

    LINK http://www.youtube.com/watch?v=DTVkTGDnpvk

  289. 292 Ana Paula 12/10/2009 às 5:26 PM

    Sou contra esse desgraçado desse deputado FDP,por causa desse projeto diabólico dele,fazer o que ele está fazendo.Esse cara é um demônio em pessoa,safado,porcaria,mal amado,ganha dinheiro fácil… vai procurar uma enxada pra capinar,seu monstro.

  290. 293 Odair Melaré de Carvalho 12/10/2009 às 7:26 PM

    Falando em monstro , essas pessoas com alto grau de pervercidade e sadismo acusam os outros e esquecem de si mesmas , são contra roedeios , vaquejadas , etc , mas em compensação são monstrengas e mutiladoras , deixam os animais mutilados para sempre , empobrecem a qualidade de vida , os coitadinhos engordam e ficam dorminhocos . Esses prepotentes e arrogantes são contra rodeios , mas em compensação são mutiladores de cães e gatos …essa barbaridade contra os animais é bem pior ,pois esses animais deixam de produzir hormõnios .
    Chega de hipocrisia e falsidade .

  291. 294 Tadeu Lima 12/10/2009 às 8:33 PM

    Parabéns senhora pelo vocabulário, isso demonstra o nível de consciência e capacidade que a Senhora têm de argumentar um assunto que os Senhores insistem em não ver a realidade, nem desenhando nem mostrando em vídeos.

  292. 295 Psyche 12/10/2009 às 9:05 PM

    Alguém poderia me indicar um link para esses projetos de lei? Não consigo encontrá-los no site da Presidência da República. Obrigada.

  293. 297 preservador 13/10/2009 às 1:47 AM

    ALGUEM CLICO NOS LINKS ACIMA PARA VEREM OS VIDEOS ??????
    CLIQUEN VEJA OS VIDEOS E DEIXEN COMENTARIOS.

  294. 298 Tadeu Lima 13/10/2009 às 8:54 AM

    Entendemos e respeitamos aqueles que por questões éticas praticam o veganismo, mas não podemos concordar com seu equívoco e desconhecimento da evolução da nossa espécie que nos situa hoje no mundo como onívoros, muito menos podemos concordar com aqueles outros que num ato de hipocrisia e falsa moral apóiam essas leis criadas pela pressão desses segmentos organizados da sociedade que praticam um fundamentalismo pseudo-humanitário, que parece fazê-los sentirem-se superiores aos outros mortais, mas que continuam comendo carne de toda espécie.

  295. 299 Alziro Coan Miranda 13/10/2009 às 9:12 AM

    Essas cenas são de extrema crueldade , os “protetores” estão lixando para isso , eles na verdade estão preocupados com rodeios , vaquejadas . etc , essa turma de “protetores” são pessoas com alto nível de hipocrisia , além de tudo são também os que mais mutilam cães e gatos .

    Os galináceos sofrem e aos 45 dias de sofrimento são violentamente mortos , diariamente são sacrificados milhões dessas aves .
    Para cada galo de briga morto ,,,,há pelo menos 5.000.000 ou mais de frangos de granja mortos violentamente .
    O galo de briga é um privilegiado se comparado a um frango de granja .

    O galo de briga só sofrerá se cair nas mãos de “protetores” e daí certamente será exterminado …em virtude do ódio mortal que eles têm por essa ave.

  296. 300 jorge de Lucas franco Neto 14/10/2009 às 8:17 PM

    Uma coisa aprendi depois de maduro , senão vejamos :

    Fazemos a higiene pessoal com papel higienico , e por mais que se limpe , vc poderá durante o dia , ter problemas com coceiras (por oxiurus ) e ainda ter sua cueca marcada por freadas de bicicletas ….essa é a realidade .

    Mas navegando aprendi que depois da limpeza com papel hig. não molhado , vc faz um bom maço de papel com parte dele humidecido com sabonete , e limpa e depois com papel seco e alternando com humedecido com sabonete ….gasta bastante papel .
    o papel hig. com sabonete é o melhor método de limpeza , pois sequestra todos os detritos que o papel higienico seco não conseguiu ….
    Quando apliquei esse método (papel humedecido com sabonete) acabou o problemas de coceira provocada por enterobios vermiculares(oxiurus) .

  297. 301 Hilda de campos 15/10/2009 às 12:35 PM

    Jorge realmente papel higienico humedecido com sabonete é sensacional , pois vc fica livre de residuos indesejáveis e sua higiene pessoal é a melhor possível.

  298. 302 preservador 15/10/2009 às 2:53 PM

    Tales Alvarenga
    Menos hipocrisia,
    por favor

    “Só mesmo numa cidade como o Rio de
    Janeiro, na qual o narcotráfico e os tiroteios
    entre quadrilhas não existem mais, é concebível
    deslocar quarenta policiais para prender amantes
    de briga de galo.”

    Se está na lei que promover briga de galo é crime, e um crime que dá cadeia, cumpra-se a lei. Outra coisa é transformar o publicitário Duda Mendonça num sujeito rude, sem bons sentimentos e ainda por cima criminoso porque foi flagrado e preso numa rinha no Rio de Janeiro pela Polícia Federal.

    Não gosto de rinhas, mas também não gosto de galos. Um galo a menos no mundo não prejudica ninguém. Aliás, a supressão de um desses galináceos cheios de testosterona traz a vantagem de calar um daqueles despertadores ambulantes que nos acordam de madrugada.

    Não gosto de galos nem de rinhas, mas gosto de touradas e lutas de boxe, o que não me transforma num ser humano cruel, muito menos criminoso. Até aqui estou falando de preferências pessoais. Do ponto de vista dos princípios, o repentino horror demonstrado às brigas de galo é mais esquisito ainda.

    Se Duda foi preso porque participava de um ritual de crueldade contra galos, o que dizer de criadores de frangos ou donos de frigoríficos, como o ministro Luiz Fernando Furlan, da Sadia, que deixam as aves presas a vida inteira em cubículos e no fim as executam para o deleite carnal de milhões de brasileiros?

    Tem muita gente boa que põe passarinho em gaiola. Na sociedade dos homens, só vai para a gaiola quem é condenado pela Justiça por algum seriíssimo ato anti-social. Mas, como bicho não é gente (com exceção dos galos, ao que tudo indica), ninguém chama a polícia porque o vizinho mantém um canário preso na varanda. Engordar porcos até aquele limite antinatural que conhecemos também é uma crueldade, mas não incomoda ninguém. Ao contrário. Você já viu alguém envergonhado de comprar bacon no supermercado?

    Não vamos continuar com a lista porque ela é muito longa. Sem muito esforço retórico, eu incluiria até mesmo ratos na relação. Os laboratórios químicos incluem. Conhecendo a força dos lobbies de proteção aos animais, os fabricantes de remédios se protegem informando que na produção de suas drogas não usam métodos cruéis contra cobaias. Agora, cá entre nós. Você sabe que os franceses alimentam gansos à força, por meio de funis. Os gansos são entupidos de milho até seu fígado ficar deformado, enorme. Esses fígados inchados se transformam depois numa das glórias da culinária francesa. Pois bem: atire a primeira pedra em Duda Mendonça aquele que nunca comeu patê de fígado de ganso — por princípio, é claro.

    Duda Mendonça não foi preso apenas por crueldade contra animais. Também pesa contra ele a acusação de formação de quadrilha. Só mesmo numa cidade como o Rio de Janeiro, na qual o narcotráfico foi vencido, os tiroteios entre quadrilhas não acontecem mais e os arrastões na praia são manifestações há muito dominadas pelas autoridades, é concebível deslocar quarenta policiais para dar uma batida em Jacarepaguá com o objetivo de fechar uma rinha.

    Sou um defensor do cumprimento das leis. Mas as leis devem refletir alguma lógica. Então, de duas, uma: ou se muda a lei para liberar as rinhas ou se fecham todos os matadouros e zoológicos do país. As crianças podem achar muita graça nos macacos. Mas os macacos não acham graça nenhuma nas crianças. Em resumo, menos hipocrisia, por favor.

    REEPASSADO POR : PRESERVADOR.

  299. 303 Aninha 15/10/2009 às 5:35 PM

    Jorge e Hilda ironia da silva,
    O oxiúro é um verme nemátode pequeno e fusiforme. As fêmeas têm cerca de 1 centímetro e cauda longa, enquanto os machos apenas 3 milímetros.Após deglutição dos ovos, as formas adultas formam-se no intestino. Aí macho e fêmea acasalam, guardando a fêmea os ovos fecundados. O macho morre após a cópula e é expulso junto com as fezes. A fêmea então migra para o cólon distal e para o recto. De noite a fêmea sai do recto passando pelo esfincter e deposita os ovos na mucosa anal, mais pelo que consta a todos que lhe conhece, sua coceira era de baitolagem adquerida e foi curada com uma pombada muito violenta que pelou a mucosa do seu cú e, arregaçou o tabacão de Hilda batalhão.

  300. 304 Ana Paula 15/10/2009 às 5:42 PM

    Sr.Odair,quem por um acaso mutila cães e gatos aqui e quem é sádico aqui? Só se for os defensores desses falsos protetores de animais e os seguidores desse deputado FDP,que criou esse projeto contra os animais e todos aqueles que fazem qualquer coisa contra os animais,eu disse “QUALQUER COISA CONTRA OS ANIMAIS” e ponto final.Sr.Odair,vc não me conhece ,então se eu fosse o sr,não falava coisa que não sabe a respeito dos outros,ok?Prepotentes e arrogantes são os FDP que ficam falando merda,coisas que não sabem dos outros e são adeptos desse monstro de deputado diabolico.

    Sr.Tadeu Lima,obrigada pelo elogio,estou cansada de ver esses monstros podres e diabólicos,falar abobrinha pra justificar outras em defesa deles próprio.Hipócritas são esses “senhores mosntros” que se acham.Eles deveriam pegar uma enxada e capinar,isso sim.

  301. 305 Ana Paula 15/10/2009 às 6:02 PM

    Querem defender a cultura e a tradição do povo brasileiro às custas de maus tratos aos animais.Essa gente é porcaria mesmo,vai defender a PQP.Desde quando isso é cultura e tradição?Isso é um ato diabólico,tão perverso que automaticamente revela a natureza desses filhos de satã.Vocês não sabem o que é cultura!!!

    Então tá: Que tal voltar a escravidão no Brasil,como era antes?

  302. 306 Tadeu Lima 15/10/2009 às 6:18 PM

    Que pena você confundir mau trato animal com escravidão humana só porque nossos irmãos têm a cor da pele escura, isso é Crime de Racismo. O que está em debate é Pl.4548/98 e nada dele é destinado ao ser humano, só vai corrigir as injustiças praticadas pelo artigo 32 da lei 9.605/98 que é capaz de tomar animais de seus verdadeiros protetores para matar e incinerar, por intolerância e ignorância sobre a espécie, pois é isso que está acontecendo com os galos que serão extintos se não houver uma mudança rápida nesse artigo criminoso, que quando aplicado por autoridades fora da lei seu resultado pode ser devastador.

  303. 307 Ana Paula 15/10/2009 às 6:58 PM

    Sr.Tadeu Lima,o sr não entendeu o espirito da coisa,não estou falando de cor e sim de escravidão politica.Presta mais atenção,por gentileza.Crime é proteger criminosos.

  304. 308 Ana Paula 15/10/2009 às 7:01 PM

    Chamar maus tratos de animais de cultura e tradição.Fala sério!!! Crime é defender essa merda de projeto aí e seu Criador e seguidores.Se o sr,for um pouquinho bom de interpretação,vai entender o que eu quis dizer.Caso contrário,precisa de aulas de interpretação.

  305. 309 Ana Paula 15/10/2009 às 7:15 PM

    Hoje nós podemos lutar contra esses atos insanos,antes não podia,nós tínhamos que acatar essas leis desses homens sem coração.
    Por isso que falei de escravidão,mas mesmo assim, “disfarçadamente”, estamos “escravos” ainda dessa politica suja.Por favor,sr. Tadeu,não confunda “bife de caçarolinha” com “rifle de caçar rolinha”.No mais,agradeço sua compreensão.

  306. 310 Jovino de Campos Bicudo 15/10/2009 às 8:36 PM

    Ana Paula , dá uma de boazinha como protetora de animais , mas se aparecer algum cachorro ou gato com certeza vai mutilá-lo com a castração , deixando o animal gordo e sonolento , em face da falta de hormônios ….essa de “proteção” é um discurso de papo furado ….chega de hipocrisia Sra Ana Paula .

  307. 311 Tadeu Lima 15/10/2009 às 8:39 PM

    “Vocês não sabem o que é cultura!!!
    Então tá: Que tal voltar a escravidão no Brasil,como era antes?”
    Dona Ana por acaso não foi a senhora que escreveu o texto acima, então não é uma questão de interpretação de texto e sim de intolerância por parte da Senhora com as pessoas que pensam diferente, a senhora precisa saber distinguir cultura popular de sadismo social.

  308. 312 preservador 16/10/2009 às 2:43 AM

    Quem ja comeu um delicioso bife, esta semana? ou um franguinho assado, frito ou ao molho…?
    Quem pode dizer me oque se passa nas grandes grajas avicolas ( avicultura industrial), quem já acompanhou nascimento e vida de um boizinho ate ele virar um bifinho delicioso?
    Porque ou praque castra los ? cavalo, boi, porco.
    Alguem pode me dizer, quantas veses visitou uma residencia, enfeitado com um passaro ou qual quer outro bichinho em uma minuscula jaulinha?
    Tenho um amigo que possui 8 canarios, registrado e tudo mais. o bichinho tem ate marca registrada risos. ( OBS: isso se faz no IBAMA) mediante pagamento.

    Criadores Amadorista de Pássaros
    Se você gosta de ouvir o canto de um canário-da-terra, um pássaro-preto ou um curió e gostaria de ter um desses pássaros em sua casa de maneira legal, uma das opções é registrar-se no IBAMA como criador amadorista de passeriformes. VER O ASSUNTO COMPLETO NO SITE >—LINK—-> http://www.ibama.gov.br/fauna/amadorista.php.

  309. 313 Ana Paula 16/10/2009 às 2:33 PM

    Sr.Tadeu,entenda como o senhor quiser.Se o sr tirou essa conclusão,o problema é seu.Repito: Vcs não sabem o que é cultura!!!

    Detesto gente que se acha um pseudo-intelectual.Vc acha que entende tudo né,me faz rir,sabia.

  310. 314 Ana Paula 16/10/2009 às 2:36 PM

    Sr Tadeu,suas palavras:”a senhora precisa saber distinguir cultura popular de sadismo social.”

    -Que coisa estúpidafalar isso,vc está julgando aí,cuidado hein.Vc não me conhece,então não fale besteira.Eu entendo cultura muito mais que vc,com certeza.Agora o sadismo social,pega ele e ….

  311. 315 Ana Paula 16/10/2009 às 2:42 PM

    Sr.Jovino,cuidado viu? O senhor não sabe o que fala. [comentário editado pelo administrador]

  312. 316 Jovino de Campos Bicudo 16/10/2009 às 3:07 PM

    Ana Paula há muito tempo eu sabia que os “protetores” são mutiladores de cães e gatos , mas o que eu não sabia é que vc sendo uma “protetora” usasse palabras de baixo calão ! Não precisa apelar , argumente com outras palavras …o nosso idioma português é rico e vc não precisa baixar tanto assim !

  313. 317 Jovino de Campos Bicudo 16/10/2009 às 3:12 PM

    ….vc não precisa baixar o nível tanto assim!

  314. 318 EDVALDO CUNHA DE SOUZA 16/10/2009 às 3:31 PM

    Neste site , RECEBI UMA INFORMAÇÃO FANTÁSTICA , E AGORA TESTEI O USO DE PAPEL HIGIENICO UMEDECIDO COM SABONETE , O RESULADO É SURPREENDENTE , APÓS A LIMPEZA NORMAL COM PAPEL HIGIÊNICO NATURAL ( NAO MOLHADO) , ACHEI QUE A LIMPEZA ESTAVA CONCLUIDA , LEDO ENGANO , COMECEI A PASSAR PAPEL COM SABONETE E AÍ OBSERVEI QUE ESSE PAPEL COM SABONETE RETIRA TODOS OS RESÍDUOS QUE O PAPEL SECO NÃO CONSEGUIU , SEGUI À RISCA O PROCEDIMENTO , PAPEL UMEDECIDO COM SABONETE E DEPOIS PAPEL SECO E ASSIM SUCESSIVAMENTE ,COM ISSO APRENDI A ME LIMPAR . QUERO PARABENIZAR E AGRADECER QUEM INVENTOU ESSE FANTÁSTICO MÉTODO DE LIMPEZA COM PAPEL HIGIÊNICO COM SABONETE .

    SAUDAÇÕES A TODOS

  315. 319 Ana Paula 16/10/2009 às 5:22 PM

    [Comentário removido pelo administrador do blog]

    Ana Paula, entendo sua frustração mas não permitirei comentários cujo único objetivo é ofender pessoalmente outro comentarista.

    Argumente, não ofenda.

  316. 320 Aldo Pereira Lima 16/10/2009 às 10:21 PM

    Outro dia vi um sr. vestido com traje de “safari” em um local onde levei meu cão para ser vacinado contra raiva , mas esse homem de safari queria por todo custo castrar meu bichinho e estipulou um valor de R$80,00 , em face de sua insistência , acabei quase brigando para conseguir retirar meu cachorrinho inteiro de lá , ele argumentava que R$80,00 não iria fazer falta para mim , e que ele protegia os animais , mas precisava ganhar para sobreviver e não trabalhave de graça , pois relatou que nem relógio trabalha de graça ( tem que comprar bateria ), esse sr. era arrogante e tinha idéia fixa em castração ,pois sobrevia desse expediente ( extirpando testiculos e ovários) .
    Esse sr. vestido de safari comentou se visse alguém com galos de briga brigando exterminaria os galos e ainda mandava prender o galista a golpes de cacetada .

  317. 321 Ana Paula 16/10/2009 às 10:34 PM

    Sr administrador do blog,eu tb fuiofendida,espero que o sr possa tomar providencia sobre isso também.Obrigada!!!

  318. 322 Dois Espressos 16/10/2009 às 10:37 PM

    Então, Ana Paula…

    Existe uma diferença entre você se sentir ofendida com algo que foi dito e você ser diretamente ofendida com palavrões. Estou falando do 2º segundo caso.

    Chamarem você de boba, feia, chata e cabeça de melão não conta. :)

    Se houver algum comentário em que você tenha sido xingada, pode me mostrar que eu vou lá removê-lo também.

  319. 323 Ana Paula 16/10/2009 às 10:41 PM

    Leia direitinho e verá que o sr Tdeu disse que estou sendo racista e o srOdair,levantou falso testemunho,me chamando de hipócrita.Espero que o sr,não os defenda e aja com coerencia sobre isso.

  320. 324 Ana Paula 16/10/2009 às 10:48 PM

    A FALA DO SR JOVINO:
    “Ana Paula , dá uma de boazinha como protetora de animais , mas se aparecer algum cachorro ou gato com certeza vai mutilá-lo com a castração , deixando o animal gordo e sonolento , em face da falta de hormônios ….essa de “proteção” é um discurso de papo furado ….chega de hipocrisia Sra Ana Paula .”

    Ele me ofende e levanta falso testemunho sobre mim.

  321. 325 Ana Paula 16/10/2009 às 10:49 PM

    “Chamarem você de boba, feia, chata e cabeça de melão não conta.”

    -Conta sim,sr administrador do blog,então vale falar que ele é coçador de saco,cheira peido tb [:)]

  322. 326 Dois Espressos 16/10/2009 às 10:50 PM

    Ok, Ana Paula… vou explica de outra forma.

    Não acho que sua resposta tenha sido equivalente. Se você tivesse acusado alguém de ser racista e hipócrita, não permitiria que essa pessoa xingasse você com palavrões.

    Simples assim.

  323. 327 Ana Paula 16/10/2009 às 10:55 PM

    Simples assim nada!!!

    Ok,sr administrador,pense como quiser.Só que eles falaram merda comigo,simples assim também,são uns burros e incopetentes que falam de coisas que não sabem e não conhecem.

    Simples assim!!!

  324. 328 Tadeu Lima 17/10/2009 às 2:40 AM

    Desespero não é brinquedo não, a falta de argumento força hipócrita mostrar sua verdadeira face, e boneca fazer propaganda enganosa dizendo que limpa o fundo com sabonete hehehehehehehehehe. Vamos aprovar o PL 4548/98 que a única forma de corrigir as injustiças do artigo 32 da lei 9.605/98

  325. 329 preservador 17/10/2009 às 3:44 AM

    Concordo plenamente Sr. TADEU LIMA .

  326. 330 Laurindo Sotovia Scuddelere Jr 17/10/2009 às 12:35 PM

    Esse homem vestido à safari é típico “protetor” mutilador de cães e gatos , são pessoas de má índole , eles têm um ódio mortal de galos de briga e de galistas , isto é realidade no momento atual aqui no Brasil , os que combatem briga de galos ao fazerem apreensão dessas aves combatentes a primeira idéia é o extermínio delas , no Paraná os galos de briga apreendidos foram todos degolados e jogados no lixão, em Olinda foram sacrificados servindo de refeição a um hospital , e assim têm ocorrido em diferentes lugares , em nome da proteção animal , um caso recente e que foi notícia até no estrangeiro , o IBAMA queria exerminar 140 galos de brigas , no Piauí , esse extermínio só não ocorreu em virtude de decisão da Justiça Federal .
    Até parece mentira o que foi dito acima , mas é a dura realidade .

  327. 331 Ana Paula 17/10/2009 às 1:32 PM

    Tadeu Lima,aprova a mutilação do seu órgão sexual.Hipócrita e boneca aqui é vc,vc até pode me chamar de mutiladora,mas só depois que eu mutilar seus órgãos sexuais,aí sim.Vc argumenta o que aqui? Vc é um panaca babaca que deve está defendendo e ganhando um dinheirinho com isso.Vc limpa o fundo seu com sabonete que deve está podre ,igualzinho a vc mesmo,um podre por dentro e por fora.

  328. 332 Ana Paula 17/10/2009 às 1:35 PM

    Enquanto o sr Tdeu não parar de provocar ,eu vou perturbá-lo aqui.

  329. 333 Ana Paula 17/10/2009 às 2:16 PM

    Pelo pouco do que vi e li aqui nesse blog,esse Tadeu é um encrenqueiro,problemático,chato,inventador de estorinhas,mal amado,fazedor de contendas,debochador… O Tadeu conseguiu encrencar com quase todos que postaram nesse blog,de menos com seus seguidores que são tão déspotas e perversos tanto quanto ele.

  330. 334 Isabella 17/10/2009 às 6:14 PM

    [Editado pelo administrador]

    CRUELDADE COM OS ANIMAIS!?
    Ele vai permitir a crueldade com eles, apenas para o DIVERTIMENTO das porras das pessoas!!!!!!

  331. 335 Laurindo Sotovia Scuddelere Jr 18/10/2009 às 4:32 PM

    Quem usa animais para ganhar dinheiro é criminoso , são pessoas de má indole , por exemplos de crueldades :

    1- mutilar canídeos e felinos pela castração , mesmo com anestesia ,é uma violenta agressão , deixando-os gordos , preguiçosos .
    2- touradas com uso de lança para danificar a coluna e enfraquecer o touro , posteriormente o toureiro mata esse animal .

    3-fazer os cavalos correrem a custas de chicotadas

    4-fazer puxar carroças com pesos excessivos e a custas de chicotadas

    5-Efetuar brigas de ptibull
    6-Causar ferimentos em qualquer animal com as mãos , pés ou elemento contudente

    Esses canalhas ambientais deveriam receber castigo semelhante , por exemplo, quando se mutila o cão , o autor deveria também ser mutilado por castração e assim acabaria a farra de ganhar dinheiro a custa de cães e gatos .

  332. 336 Ana Paula 18/10/2009 às 11:17 PM

    kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  333. 337 Tadeu Lima 19/10/2009 às 12:51 AM

    Senti firmeza nesse nosso amor, que tal nos mutilarmos num quarto de motel, você não imagina quanto mim excita quando mim elogia dessa forma kkkkk sei que há também uma grande paixão de sua parte, mais não precisa me chaleirar tanto, pois suas palavras são tão carinhosas que chego a ter ereção quando leio um grande beijo nessa bunda branca limpinha e cheirosa a sabonete kkkkkkk.

  334. 338 Edmundo Ursuline de souza 19/10/2009 às 8:19 AM

    Sr. Tadeu a limpeza de papel com sabonete , após usar papel higienico seco é salutar para uma higiene pessoal perfeita , vc ficará livre de incomodo de coceiras .
    Sr. Tadeu a limpeza do fundos com papel umedecido com sabonete é excelente , molhe o papel e passe no sabonete e depois faça um forro com papel seco e coloque o papel molhado com sabonete no meio para não sujar as mãos e depois passe passe nos fundos , e após limpe com papel seco , e vá alternando papel com sabonete e papel seco.

    Os fundos agradece!

  335. 339 Tadeu Lima 19/10/2009 às 9:19 AM

    Ok entendi, mais lembre que não podemos esquecer de apoiar o Pl.4548/98 para corrigir as injustiças praticadas pelo artigo 32 da lei 9.605/98. O Sr. Edmundo mais alguns protetores estão desesperados sem argumento para comentarem sobre esse famigerado artigo, o que é compreensivo dado o grau de ignorância que vem demonstrando sobre o assunto em debate, porem não tenho de que reclamar porque isso baixa o nível do debate e suas agressividades e ironias servem de aliado ao Pl. 4548/98, obrigado por permanecerem na ignorância e insistirem em vencer a força mostrando todas suas hipocrisias e intolerâncias confessando com suas palavras que não estão preparados para exercer sua cidadania num Estado democrático, onde poderíamos expressar nossas opiniões sem ser agredido.

  336. 340 Evandro da Cunha Leme 19/10/2009 às 12:43 PM

    O PL 4548/98 deve ser aprovado para corrigir as injustiças , uma vez que até os “capadores” deixarão de serem criminosos ambientais , pois na atual conjuntura eles estão sujeitos a penas por mutilização por castração , e a qualquer momemnto o Ministério Público Federal poderá enquadrá-los por mutilização (castração) em animais domésticos , a lei não pode pode fazer nenhuma distinção , pois se houve mutilização de qualquer espécie castração ou qualquer outra modalidade em animais domésticos é crime ambiental e se praticado por mais de três pessoas é crime por formação de quadrilha .
    Note que a castração é uma das piores mutilizações que existe , pois os órgãos sexuais do animal é expurgado e o animal fica gordo e preguiçoso (testiculos e ovários …órgãos endócrinos produtores de hormônios)
    No fundo até eles torcem para aprovação desta lei(isto é,em silêncio) , porque fica desagrável para eles se manifestarem a favor !

  337. 341 Félix Valois da Cunha Cardenal 19/10/2009 às 7:25 PM

    Não saberia dizer se foi protetor(a) ou galista que teve essa idéia brilhante de uso de papel com sabonete . Se foi Ana Paula o se foi Tadeu o autor deste novo método de limpeza dos fundos .
    eu que era descrente , esperimentei e aprovei , gasta bastante papel mas resolve o problema completamente .Eureca! valeu aprender !

    Por outro lado não acredito que Ana Paula mutile cães e gatos , senão ela estaria cheirando cachorro ou gato , pois os mutiladores efetuam dezenas de “capação” por dia e ela nunca confessou que mutila esses bichos .

    Saudações

  338. 342 Aninha 20/10/2009 às 11:42 AM

    Muito bem Felix mantenha esse fedorento ao menos limpinho, quem sabe uma hora dessas eu deixo você usar meu vibrador.

  339. 343 Félix Valois da Cunha Cardenal 20/10/2009 às 2:37 PM

    Aninha , espero que seus fundos sejam bem limpos com papel humedecidos com sabonete …..é muito bom usar essa método !!!

  340. 344 José Arouca 20/10/2009 às 5:53 PM

    Há pouco tempo levei meus dois pitbull a um veterinario para castração , ao chegar o cirurgião me convenceu que não deveria castrá-lo pois iriam ficar obesos e inertes , disse ainda que seria uma mutilização e crueldade de minha parte e ele não costumava fazer essa operação , a não ser por alguma enfermidade relacionada .
    Enfiei a “viola no saco” e voltei com os meus dois cães inteirinhos da silva , os cachorros “me agradeceram” pois eles têm o 6º sentido .

    Gostei muito desse profissional .

  341. 345 Aninha 21/10/2009 às 8:23 AM

    Na realidade não há como comentar porque o artigo 32 da lei do meio ambiente é um grande equivoco que vai ser corrigido com o Pl.4548/98, é fácil criticar e falar mal de políticos e cultura dos outros, pelo que vi a cultura dos contras é castrar animais a baixo preço e fazer exigências de verbas publicas, ganharem dinheiro para fingir ser protetores, para agradar algumas pessoas que querem destruir as culturas populares brasileira, é inconcebível que queira exterminar os galos combatentes, que não gera nem uma despesa aos cofres públicos, não fazem mal nem um ao meio ambiente nem a ninguém, em quanto se exigem verbas publicas no valor de dez milhões da prefeitura de São Paulo, só para usar nos seus gatinhos e cachorrinhos através do CCZ daquela cidade, abaixo a repressão nada de proibição, é inconcebível que se mobilizem dezenas de funcionários do Ibama, policia florestal, federal e rodoviária federal para hostilizar criadores de galinhas enquanto estão destruindo a mata atlântica e se praticando desmatamento irregular na Amazônia por falta de agentes fiscalizadores pos a lei existe faltam agentes para fazer ser cumprida, aprovem o PL. 4548/98 que o ministério do meio ambiente terá mais tempo para cuidar do meio ambiente, e não mais financiará assaltos a pequenos produtores de alimentos, que são os criadores de galos independente de sua profissão antes de tudo ele é um produtor de alimento e gera empregos dos plantadores de milho aos grandes laboratórios que produzem vacinas e medicamentos a época dos cangaceiros já passou, não podemos nos submeter à intolerância e a ditadura de ong`s e imprensa golpista acorda Brasil.

  342. 346 Tadeu Lima 21/10/2009 às 10:54 AM

    Bonito dona Aninha copiando texto meu e publicando, mais se é a favor do PL.4548/98 tudo bem.

  343. 347 José Arouca 21/10/2009 às 3:08 PM

    Aninha, concordo plenamente com o que vc disse , muitos mutiladores querem fazer pressão aos deputados contra a aprovação da PL , mas na verdade eles são pessoas perversas e a trôco de dinheiro mutilam cães e gatos .

    No rodeio o animal pula por 8 segundos ao passo que na mutilização por capação o animal é condenado o resto de sua existência a ter uma qualidade vida péssima em face da capação , ficam gordos e acaba a vivacidade deles . Esses mutiladores além de perversos e má indole , são sobretudo caras-de-pau .
    Eles acusam os outros de maus tratos, mas na verdade eles são os piores mutiladores que existem aqui no Brasil .

  344. 348 Pablo de Lulo Garcia 21/10/2009 às 7:14 PM

    La tarea de los mutiladores(capar los órganos genitales). es nociva a los animales domesticos , hacen la quitación de los testiculos(Cada una de las dos gónadas masculinas, generadoras de la secreción interna específica del sexo y de los espermatozoos) y ovario(Gónada femenina) ,

    ¿EN QUE CONSISTEN LOS ACTOS DE MALTRATO A LOS ANIMALES? :
    Capar los órganos genitales(testiculo y ovario)
    Los actos u omisiones carentes de un motivo razonable o legítimo y que sean susceptibles de causar a un animal dolores o sufrimientos considerables o que afecten gravemente su salud;
    El torturar o golpear a un animal por maldad, brutalidad, o grave negligencia;
    El descuidar la morada y las condiciones de movilidad, higiene y albergue de un animal a un punto tal que esto pueda causarle hambre, sed, insolación, dolores considerables, lesiones o bien que atente gravemente contra su salud;
    La muerte producida utilizando un medio que prolongue la agonía del animal, causándole sufrimientos innecesarios;
    Cualquier mutilación orgánicamente grave, que no se efectúe por necesidad y bajo el cuidado de un Médico Veterinario o persona con conocimientos técnicos en la materia;
    Toda privación de aire, luz, alimento, bebida o espacio suficiente que cause o pueda causar daño a la vida normal de un animal;
    El abandono deliberado en lugares de intenso tráfico o de alto riesgo y peligro para su supervivencia;
    La destrucción intencional de huevos de aves con fin distinto al consumo;
    El dar a los animales en cautiverio cualquier clase de alimentos u objetos cuya ingestión les cause daño físico o enfermedades

    Saludos

    Atte
    Pablo

  345. 349 Tadeu Lima 21/10/2009 às 10:25 PM

    Versão brasileira
    A tarefa dos que mutilam por castração retirando os órgãos genitais é prejudicial aos animais de estimação.
    Quais são os atos de abusos aos animais?
    Capar retirar os órgãos genitais (testículos e ovários)
    Os atos ou omissões capazes de causar dor e sofrimento que afetem a saúde do animal.
    A tortura e espancamento de um animal por brutalidade ou negligencia, negligenciar as condições de higiene e abrigo de um animal ao ponto que isso possa causar fome, sede, insolação, dor ou ferimento que prejudique sua saúde. Morte através de um meio que prolongue a agonia, qualquer mutilação se for desnecessária, e não for feita por um médico veterinário ou pessoa com experiência na área, a privação de ar, luz, comida, bebida ou um espaço que possa causar danos a vida de um animal, o abandono em lugar de trafego intenso e de auto risco para sobrevivência, a destruição intencional de ovos com outro propósito que não o consumo, ou alimentando animais em cativeiro com alimentos inadequados que possam causar algum dano físico ou enfermidade.

    Saudações.

  346. 350 Carlos silvestre luchessi Neto 22/10/2009 às 4:49 PM

    Que maldade fazem esses mutiladores de cães e gatos , são pessoas sem escrúpulos , gananciosas e sobretudo crueis , ganham dinheiro fazendo capações .
    Existe uma lei com a clareza solar dizendo que mutilar é crime ambiental , capar é a forma hedionda de mutilar .Neste site uma protetora disse taxativamente …” que a faculdade é cara e ela precisava comer ….por isso a mutilização por capação em cães e gatos , ….que absurdo .
    Vivem e sobrevivem do ofício de mutilização por capação em
    animais domesticos ( cães e gatos) .

  347. 351 Dario Pewreira Nunes 23/10/2009 às 8:09 AM

    Não sou adepto a luta de galos , mas há pouco tempo fui comprar uns ovinos em um sítio e o dono também criava (não para lutas) algumas galinhas e um galo prata de uma beleza rara , a calda do galo arrastava ao chão , suas penas brilhavam de um prateado argênteo , as pernas e o bico de galo eram brancos como leite e brilhavam , eu não sabia que galo de briga fosse tão maravilhoso assim , as galinhas eram pretas no sol pareciam azul-marinho , já tinha ouvido falar em galo de briga mas não tinha idéia , pois sempre ouvia falar que galos de fazenda eram iguais a galo de briga , pura mentira , são distintos o galo de briga tem um ar de majestade , seu corpo é “torneado” sua cabeça tem uma forma angular diferenciada , fiquei encantado ao deparar pela primeira vez com esses encantos da natureza , Agora sei o porquê que os galistas são os maiores defensores dessa espécie e querem preservá-las mesmo sob severa perseguição , os que combatem o galismo ( pelo que pude observar) são mutiladores de cães e gatos , e querem o extermínio dessa maravilhosa espécie .
    Por incrível que possa parecer até o IBAMA queria exterminar 140 galos apreendidos no Piauí , e foi impedido pela Justiça Federal sob a lavra do Magistrado NAZARENO REIS .

  348. 352 Cassio Ciampu de La Torre 23/10/2009 às 12:01 PM

    O poder legislativo , representados por deputados e senadores deveriam ser informados que em nome da proteção animal os galos apreendidos no Paraná e olinda foram exterminados , no Paraná foram degolados um a um e jogados no Lixão .
    Os 140 galos apreendidos pelo IBAMA teriam fim trágico se não fosse a intervenção da Justiça Federal .
    Essas barbaridades e crueldades em nome da proteção animal deveriam chegar ao conhecimento do STF e do Congresso Nacional e assim , por fim , a essa estúpida hipocrisia , os galos de briga hoje em dia sofrem mais nas mãos dos ” protetores” do que em uma luta .

    O governo Lula não pode ficar omisso a essas barbaridade contra o legitimo galo de briga brasileiro , que é dever de todos a sua preservação .

  349. 353 Neusa Adélia 24/10/2009 às 8:30 AM

    Nunca ninguém me orientou ou falou a respeito do uso de sabonete com papel higienico, fiquei sabendo desse uso aqui neste site , a principio não acreditei , mas fiz o uso e observei que o papel molhado com sabonete é um poderoso sequestrante de detritos em que o papel seco não limpa . Se vcs usarem o papel c/ sabonete vão aprovar e pensar porque não usaram antes , é uma idéia simples e eficiente (embora poucos saibam deste uso). O homem ou mulher que querem uma boa higiene tem que usar o papel com sabonete.

  350. 354 Tadeu Lima 24/10/2009 às 10:36 AM

    Diabos estão querendo prostituir o debate mais não esqueçam de apoiar o PL. 4548/98.Hehehehe.

  351. 355 Tadeu Lima 24/10/2009 às 10:42 AM

    BRIGAS DE GALO E GALOS DE BRIGA: UM
    PONTO DE VISTA ALTERNATIVO.
    Professor da UFCG: Rômulo Gil de Luna

    Um ponto de vista nada mais é que a visão de um ponto, e aqui venho, com o intuito muito maior de iluminar do que persuadir aquelas pessoas cujas opiniões encontram-se tradicionalmente equivocadas pelo obscurantismo da falta de informação, não só fora das Universidades como dentro delas, no tocante a este e muitos outros assuntos. Particularmente, inquieta-me a perspectiva de ver colegas biólogos e muitos outros que se dedicam às questões ambientais, incapazes de perceber a diferença entre a realidade e a fantasia, agarrados às suas doutrinas ecologísticas e fortemente influenciados pelos atuais e irresponsáveis meios de comunicação.
    Este artigo destina-se ao público em geral e, por isto, optei por não incluir referências bibliográficas ou colocar nomes científicos após os nomes populares das espécies mencionadas no texto. Acredito que isto acabaria por provocar freqüentes e tediosas interrupções da leitura, que só se justificariam em trabalhos mais técnicos.
    Começo aqui, primeiramente, esclarecendo aos “Amigos da Natureza” a diferença existente entre preservação e conservação, ao tempo em que procurarei informar o significado do termo manejo biológico (ou ecológico). Faz-se necessário esclarecer, aqui também, a diferença entre o ecologista e o ecólogo. O primeiro é um mero amante da Natureza, que talvez pouco ou nada conheça sobre a Ecologia. Trata-se de um militante do ecologismo, termo introduzido por Dominique Simonnet, em 1979, significando sumariamente, um movimento ideológico aparelhado com dupla visão, composto de um elemento político autônomo e de um movimento social que conduz a sociedade a valorizar seus desejos culturais e a Natureza e não somente a propriedade dos meios de produção do “Homo economicus” moderno, ou simplesmente, trabalhador-consumidor.
    O movimento ecologista identifica-se com o naturalismo contemporâneo, procurando harmonizar a sociedade com a Natureza, a coletividade com o indivíduo e o homem com seu corpo. O adepto do ecologismo, ou seja, o ecologista ou ambientalista, distingue-se claramente do ecólogo, cientista que estuda ecologia. É próprio dos ecologistas irem às ruas, realizarem passeatas em defesa de espécies ameaçadas de extinção, que é bastante louvável, porém muitas vezes caem no exagero de querer preservar até aquelas espécies que convivem com o homem há centenas de anos, como é o caso do pombo (ao protestarem contra a prática do tiro ao pombo) e dos galos de briga em questão (por causa das rinhas de galo). O segundo, o ecólogo, é um cientista que entende ecologia. Este, entre outras atribuições, realiza trabalhos de campo e laboratoriais por vários períodos estacionais; coleta, analisa e interpreta dados de fatores ambientais (bióticos ou abióticos); avalia as interferências humanas sobre a Natureza na forma de estudos de impacto ambiental (EIA); confecciona relatórios de impacto ambiental (RIMA), antes de fazer qualquer divulgação pública. Veja como é notória a responsabilidade social deste último.
    Numa linguagem simplória, preservação nada mais é que a ação de proteção e também de isolamento de um ecossistema com a finalidade de que ele mantenha suas características naturais, por constituir-se como patrimônio ecológico de valor. Já o termo conservação, segundo a União Internacional Para a Conservação da Natureza (UICN), é definido como sendo o manejo dos recursos naturais, com proposta de obter-se a mais alta qualidade sustentável de vida humana. Dentro desta perspectiva, surge o manejo biológico que é a manipulação pelo homem dos recursos florísticos e faunísticos de um ecossistema, aplicando-lhes princípios ecológicos e respeitando as características naturais do ambiente, garantindo assim sua perpetuidade. Como exemplo, temos o corte de madeiras nobres, seguido de reflorestamento. Em se tratando de Brasil temos a criação em cativeiro de algumas espécies de animais selvagens, como o jacaré-do-papo-amarelo[2], a capivara[3], a cutia[4], os porcos-do-mato (caititus[5] e queixadas[6]) e muitas outras espécies tanto animal como vegetal. Em termos de mundo temos camelos[7], dromedários[8], renas[9], alces caribus[10], iaques[11] (uma espécie de bovino semi-selvagem), javalis[12] e muitos outros. Todas estas atividades constituem-se práticas rotineiras do manejo biológico e têm contribuído para proteção destas espécies, as quais vêm sendo ameaçadas de extinção pelo tráfico de animais silvestres (o terceiro maior tráfico do mundo), pela caça predatória e pela destruição dos habitats naturais. Este último, a destruição dos habitats, na forma de pecuária sem controle e ampliação da fronteira agrícola, talvez seja a maior ameaça à biodiversidade. O manejo biológico, portanto, nada mais é que a utilização pelo homem de espécies selvagens ou semi-selvagens (rústicas) de forma racional, trazendo benefícios mútuos ao binômio Homem-Natureza. Foi assim que se deu início ao processo de domesticação de animais e plantas que dependemos atualmente. Particularmente sou contra a caça e a captura de animais selvagens, como também do tráfico de animais selvagens, porém acredito que a maioria das pessoas que cria (não confundir com aquele que comercializa) estes animais não só os amam, como também os preservam. Os australianos, por exemplo, já resolveram o problema da extinção de seus marsupiais (cangurus[13] e coalas[14]) e de seus psitacídeos (periquitos[15], cacatuas[16]). Enquanto nossos cracídeos (jacus[17] e mutuns[18]), tinamídeos (zabelês[19], macucos[20], jaós[21], perdizes[22], inhambus[23]), columbídeos (asa branca[24], juritis[25] e diversas espécies de avoantes[26]) perecem nas nossas matas e capoeiras diante de burocracias tão típicas de órgãos regidos por legalismo positivo, freqüentemente contrários às leis da Natureza, exemplificados, entre muitos outros, pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Este órgão termina por agredir os contribuintes sob o alegado pretexto de combater a agressão às brigas de galo e outras formas de agressão biológica através da aplicação de multas e detenções, ao invés de orientar e promover a conscientização social através do manejo biológico. Quem cria animais silvestres com o propósito de multiplicá-los em cativeiro para fins alimentícios, comerciais, combates ou seja qual for a razão, está contribuindo para a conservação da biodiversidade. Os órgãos de defesa da vida selvagem (IBAMA, Secretaria do Meio Ambiente, etc.) deveriam aproveitar o know how das pessoas que criam voluntariamente, unindo-se a elas, cadastrando-as e efetuando parcerias para que desta aliança possam livrar nossa biodiversidade da extinção, através da reprodução em cativeiro de animais selvagens e semi-selvangens como o galo de briga, a rolinha cascavel, o jacu, a jacutinga, o graúna, a saudosa asa branca, o canário da terra, o curió, o pintassilgo e muitas outras. É largamente conhecido na literatura que “a conservação da biodiversidade deve ser paga”. Paradoxalmente, o que vemos são pessoas tirando de seus míseros salários consideráveis quantias para manter tais animais sob seus cuidados e proteção. Estas pessoas deveriam receber uma bolsa e orientação técnica de manejo biológico, por parte de órgãos como o IBAMA, buscando simular as condições naturais para sua procriação em cativeiro, objetivando a soltura de alguns exemplares na Natureza à medida que estes animais forem se reproduzindo. É o que atualmente está acontecendo com o curió. Nenhum criador que se preze tem interesse em criar curiós capturados na Natureza, pois, segundo estes criadores cadastrados, seus cantos não têm a qualidade daqueles que são obtidos através de cruzamentos em cativeiros. Estamos perdendo um material humano da melhor qualidade. Pessoas que fariam este trabalho com o maior prazer e dedicação, já que, mesmo vítimas de perseguição por parte das autoridades, elas continuam tentando manejar e conviver com estes animais. Contrariamente, o que estas pessoas recebem como recompensa por esta prática pioneira são multas, detenção e humilhação diante câmeras de telejornais populistas. Acredito que tais órgãos estejam tentando fazer seu trabalho conforme reza a Lei, porém, não acredito que estejam dando o melhor de si, já que é um órgão que deveria conhecer a marcante diferença existente entre preservação e conservação e assim, livrar-se desta visão equivocada. Está na hora do IBAMA e das Secretarias do Meio Ambiente de cada cidade reverem e atualizarem seus conceitos sobre a preservação (não tocar) e a conservação (manejar, procriar) de nossa biodiversidade, pois com o intuito de remediar (proteger), a cura pode acabar matando o paciente (nossa fauna). Isto quer dizer que em se acabando com as brigas de galo, estaremos acabando com os galos de briga, ou seja, estaremos sentenciando esta espécie ao seu fim biológico, pois a convivência desta espécie entre os seus membros é particularmente difícil. Existem muitos voluntários, os pequenos e grandes criadores, os galistas. Estas pessoas devem ser incluídas e não excluídas da sociedade.
    Em virtude do aumento populacional e da crescente demanda de alimentos no planeta, o homem, através da seleção artificial, vem procurando “melhorar” geneticamente animais e plantas, no sentido de maximizar sua produção e suculência. Como exemplos, temos o frango de granja que, aos 45 dias de vida (ou menos), encontra-se em condições de abate; as vacas holandesas (grandes produtoras de leite), o gado nelore (grande produtor de carne), além de suínos, caprinos, ovinos, e muitas outras espécies, manipuladas para propósito não-alimentício, tais como os cavalos (para corrida, salto, marcha, galope, tração, poder bélico); os cães (para caça, pastoreio, guarda, briga, ornamentação) e muitas outras. Nesta prática, o homem “criou” diversas raças de animais para atender seus caprichos e necessidades imediatas, brincando de Deus, embora, muitas vezes, não passe de mero aprendiz de feiticeiro, ao olhar numa única direção, ao criar tais linhagens, aparentemente benéficas à curto prazo e maléficas à longo prazo, pois estas raças estão passando por um processo experimental humano (seleção artificial) e não pela seleção natural. Contudo, é imprescindível que ele conserve as raças selvagens ou semi-selvagens (rústicas) para que, num futuro próximo, possa recuperar a rusticidade das raças tradicionais, perdida ao longo de cruzamentos.
    Raças rústicas como o galo de briga, o touro de arena (descendente dos antigos auroques; muito utilizados hoje em dia pelos espanhóis e mexicanos em suas arenas, devido a seu caráter agressivo, herdado de seus ancestrais), fazem parte do folclore de muitos países pelo mundo afora. Aliem-se a estes exemplos muitos outros como os porcos selvagens (caititus e queixadas), os cavalos pantaneiro (cujo casco é o único adaptado às condições de encharcamento), ou o algodão mocó (variedade arbórea e perene que até há pouco tempo era o mais cultivado no semi-árido do Nordeste brasileiro). Estas variedades são exemplos vivos de um patrimônio genético da melhor qualidade e estão sendo perdidas. Por terem passado pelo processo de seleção natural, tais variedades são altamente adaptadas às condições ambientais nas quais vivem, superando as doenças, os parasitas e até a baixa disponibilidade de nutrientes, além de outros desconfortos ecológicos nos quais seus descendentes atuais talvez não sobrevivessem. Portanto, quem cria animais rústicos está conservando a biodiversidade e cumprindo com sua cidadania, assim como sugere a Constituição Federativa do Brasil de 1988, conforme descritos nos incisos I e II do parágrafo 1o do art. 225, Capítulo VI, que trata do Meio Ambiente[27]. Nesses incisos constam que “é obrigação do Poder Público e da coletividade prover o manejo ecológico das espécies e preservar a diversidade e a integridade do patrimônio Genético do País”.
    Quem acha a briga de galo uma crueldade, demonstra louvável sensibilidade, não devendo assisti-la. Em conseqüência, não deve, por coerência, assistir não somente a briga de galináceos como também as humanas, tais como boxe, jiu jitsu, vale-tudo, brigas de rua, até mesmo as de deputados quando se reúnem no Congresso Nacional “para defender os interesses do povo”. Todavia, as pessoas deveriam refletir mais sobre a marcante diferença entre a crueldade, típica da espécie humana, e as outras expressões naturais de agressividade, implantadas no programa genético e etológico de cada espécie. Devem também respeitar as pessoas que gostam, pois estas estão conservando uma raça muito rústica, que o homem pode lançar mão a qualquer momento, na tentativa de melhorar a rusticidade de seus plantéis. Com isto ele economizaria remédios, vacinas, rações delicadas, além de energia elétrica que é muito exigida pelos equipamentos que simulam as condições ideais de desenvolvimento para as raças atuais mantidas em confinamento. Pensemos, desde já, na crise energética futura. Devemos lembrar que quanto mais o homem prioriza ou seleciona a suculência de um fruto ou de uma carne, mais dependente ele se torna de produtos químicos e de condições ideais de desenvolvimento e, portanto, maior será sua chance de cair em risco de extinção.
    O manejo de galos de briga gera muitos empregos diretos e indiretos (isto chama-se inclusão social) e movimenta elevadas cifras na forma de compra e venda destes animais, venda de remédios, vacinas, rações, além de petrechos artesanais e industriais de usos peculiares a estes animais de combate, tais como: bicos, biqueiras, luvas, tesouras, agulhas cirúrgicas e pequenas esporas de náilon (sem pontas). Acabando-se com as brigas de galo, estaremos também desempregando muitas pessoas (isto chama-se exclusão social) e enfraquecendo o mercado de milho, sorgo, arroz, girassol, aveia, ervilha, soja e muitos outros grãos e minerais usados no preparo da ração para estes animais.
    A Natureza é agressiva, mas não é cruel. Talvez resida aqui a marcante diferença entre a agressividade humana e a dos galináceos em questão. A primeira manifesta-se de muitas formas como, por exemplo, pelos maus tratos ou pelos prolongamentos de agonia, quando populações humanas inteiras são arrasadas pelas guerras ou quando ignoramos crianças ou pessoas idosas e cansadas mendigarem pelas ruas, como se elas naturalmente fizessem parte da paisagem. Também constituem-se expressões da agressividade humana a aplicação diferenciada da lei entre os abastados e as populações de baixa renda. Este último tem diariamente sua dignidade agredida na forma de multas, impostos e detenção; ou quando verbas públicas são desviadas de seu destino-alvo, quando deveriam ser utilizadas para diminuir o sofrimento de populações que sofrem com os rigores das secas, enchentes ou epidemias, para atender a fúteis caprichos de políticos corruptos. Aqui, sim, temos algumas das personificações da crueldade humana. Já a agressividade dos galos de briga decorre como uma forma de proteger seus meios de subsistência como, alimento, água, áreas de dormida, proteção de fêmeas e locais seguros para a nidificação e criação da prole. Este conjunto de condições ecológicas traduz-se na sua territorialidade. Animais que não conseguem manter seus territórios têm seu fitness (ou potencial reprodutivo) comprometido e, por isto, não conseguem reproduzirem-se, por isso os galos de briga são tão agressivos, principalmente quando estão no seu território (terreiro). Para ficar mais claro ainda, devo acrescentar que a agressividade aqui é como uma forma de evitar que sua população supere a capacidade de suporte de seu ambiente ao atingir grande densidade populacional, que acabaria por diminuir suas fontes de recursos. Isto lhe causaria grande prejuízo e, conseqüentemente, o levaria à competição intra-específica (que é muito mais severa que a inter-específica) configurando-se em um estado lamentável de fome, definhamento e morte. É como se a Natureza, através de suas leis biológicas, na forma da seleção natural (e sexual), seleção de habitats, exclusão competitiva e, conseqüentemente, a fuga da competição, promovessem a dispersão geográfica dessa espécie como uma forma de preveni-la das extinções provocadas pela densidade como também pelas extinções episódicas locais (enchentes, terremotos, incêndios).
    Assim, os galos de briga que outrora só existiam no Sudeste da Ásia, hoje encontram-se espalhados pelo mundo inteiro. Isto aconteceu, primeiramente, devido à dispersão natural que ocorreu como um reflexo de seu instinto agressivo. Posteriormente, graças à fascinação que este animal despertou no homem, tanto pela beleza de seu porte ereto e de suas plumas, como pela exuberância de seus combates, que mais se assemelham à execução de um balé. Estes atributos acabaram por “enfeitiçar” o homem, o qual acabou por livrá-los da extinção, espalhando-os pelo mundo afora. Desta forma, a briga de galo na história da preservação e dispersão destes animais, em última análise, só veio favorecê-lo. Embora estes animais demonstrem, pelo menos nos primeiros vinte minutos de combate, nutrir uma espécie de prazer em agredir seus oponentes, tais combates são negativos ao nível de indivíduo (já que eles se machucarão), porém favorável à nível de espécie (pois terão seus genes imortalizadas pelo homem durante a seleção artificial).
    Para reforçar a idéia do que está sendo discutido a respeito de conservação e de manejo biológico, e que talvez poucos saibam a respeito destes animais é que, para cada galo derrotado em combate, muitas vezes já existem centenas de descendentes deste para substituí-lo. Ao contrário do que muitos pensam, o galo de briga não é induzido a brigar. Dependendo das condições em que vivem, seus filhotes começam a brigar desde cedo, ainda quando são pintinhos, mesmo sendo irmãos. Foi observado que, ao contrário de outros animais, estes não travam combates sangrentos apenas em defesa de suas fêmeas ou de seu território, mas também pelo simples prazer de combater. Isto é facilmente comprovado quando, por exemplo, durante um torneio de brigas de galo, são reunidos em um determinado local, centenas de galos de várias cidades do país. Já que estão em um território neutro, por que e para que então eles lutam até se esgotarem? O que eles ganhariam com isto? Foi observado também que, quando privados dos combates por alguns dias, os galos de briga ficam muito agitados. Cantam, fazem “roda” para si mesmos e batem as asas em demasia, como se estivessem lançando desafios aos outros da vizinhança. Dizem os criadores que quando estão se comportando desta maneira é sinal de que estão com muito “fogo” (vontade de brigar). Como seu canto é único, só sendo entendido por um outro animal da mesma espécie, ele informa: “sou um macho da espécie Gallus domesticus, em condições de reprodução, preparado hormonalmente para acasalar e constituir família. Tenho um território e algumas fêmeas. Quem por aí achar que pode tomar o que é meu, apareça e me enfrente”. Para as galinhas, que estão nos arredores, esta mensagem contida no seu canto invade seus cérebros e age como uma droga, seduzindo-as ou manipulando-as. De fato as galinhas respondem eufóricas a esta mensagem emitindo cantos peculiares, quando receptivas ao acasalamento. Já para os galos da vizinhança, a mensagem emitida trata-se de um desafio ou uma advertência de que aquele território já tem dono. Nas cidades interioranas, não é muito raro ver vizinhos discutirem por causa de galos de briga que, ao invadir o território (terreiro) do outro, matou ou baniu o outro dali. Por esta razão não se pode criar mais de um galo no mesmo território, a não ser presos. Os galos de briga não se suportam e, por esta razão, os criadores têm que desembolsar uma considerável soma em dinheiro para construir “apartamentos” individuais para mantê-los isolados uns dos outros. Cada apartamento consiste de aproximadamente um metro cúbico. Alguns criadores podem ter mais de quinhentos galos e, portanto, quinhentas dessas acomodações, o que vem tornar este esporte muito caro para estas pessoas.
    A intriga entre os galos é coisa muito antiga, é algo inteiramente natural que foi herdada de seus ancestrais. O homem não tem nada a ver com isto, a não ser ter preservado este instinto através dos tempos. Já que é um fenômeno natural, não deve ser proibido, pois não se deve bloquear um instinto ou qualquer forma de sentimento. Querer proibir as brigas de galo, é querer também proibir a Natureza de seguir seu rumo. Nenhum boi, jumento, cavalo ou mula escolhe ser escravizado pelo homem e trabalhar pesado carregando lenha, água ou puxando arado, porém dois galos preferem brigar a corteja as dezenas de galinhas que se encontram no mesmo terreiro. A propósito, vale a pena aqui parodiar o pensamento de Bacon, segundo o qual, a Natureza obedece apenas a si mesma e, por extensão àqueles que a ela obedecem. Inevitavelmente ela pune quem a contraria e violenta. O castigo pode tardar, mas nunca falha. Ela destrói represas que foram erguidas em oposição a seus princípios, trocando aqueles da hidrodinâmica pelos da hidrostática. Faz ruir prédios que foram edificados fora das leis da estática. A Natureza é muito mais forte do que a cultura e seus caprichos.
    As leis da Natureza são irrevogáveis, ao contrário daquelas criadas por legisladores mortais e impostas por fiscais, alguns policiais e outros algozes do povo. Os “Amantes da Natureza”, portanto, devem volver seus olhos para aquelas espécies ameaçadas de extinção, pois a espécie em questão está muito bem protegida. Idéias de querer proibir as brigas de galo por achar crueldade nisto, é hipocrisia, pois a maioria das pessoas é capaz de puxar o pescoço de um frango para dele se alimentar. Não consigo ver nenhuma diferença em se comer um galo que foi morto por uma pessoa ou que foi morto por outro galo. Por mais bem tratado que possa parecer um boi, um porco, um cordeiro ou um galo de briga, no dia de sua execução irá parecer crueldade, porém eu lanço um desafio a qualquer “amante da Natureza” a avaliar o que lhe parecerá maior crueldade, um torneio de brigas de galo ou um dia de abate de porcos e bois, em que estes animais recebem choque elétricos nas nádegas enquanto caminham no corredor da morte em direção ao seu fim biológico. Eu respondo-lhes, as brigas de galo parecerão coisas de criancinhas. A propósito, alguém já viu em algum telejornal o abate de animais domésticos? Alguém já viu o sangue jorrar pelo chão enquanto os corpos dos animais são içados e esquartejados enquanto suas vísceras rolam pelo chão? Se depois desta cena você continuar ainda a consumir carne, meus parabéns, pois você realmente não tem a menor inclinação para o vegetarianismo. Se continuar achando que as brigas de galo ainda são violentas demais quando comparadas a tal espetáculo agourento, meus parabéns, pois você mente muito bem e tais mentiras parecem não ter limites.
    Enquanto num torneio de brigas de galo, realizado durante três dias consecutivos, o número de óbitos durante os combates, não chega a 20 (vinte) indivíduos. Já num abatedouro de frangos, de porte médio, o número de óbitos é da ordem de 15 mil frangos em um único dia. Ao contrário dos galos de briga, estes frangos não tiveram nenhuma chance de lutar pelas suas vidas. E nós bem sabemos que todos têm o direito à vida e o dever de lutar por ela, pois é o bem mais caro de qualquer ser vivo. O que a imensa maioria das pessoas pensa a respeito das brigas de galos, e talvez isto seja reflexo de uma mídia irresponsável e populista, é que os galos são submetidos a combates sangrentos freqüentemente, que não é verdade. Se assim o fosse, seria realmente maltrato a estes nobres animais. Ora, cada galo pode custar entre cem e dez mil reais e isto é razão suficiente para não maltratar não só o animal, como também o próprio bolso. Na verdade, após completar um ano de idade, os galos começam a ser preparados para um possível combate. Eles são exercitados diariamente por um funcionário (tratador) e recebem uma simulação de combate com outro galo semanalmente (ambos com protetores de borracha apropriados). Todos os dias eles recebem banhos de sol, são levemente escovados, banhados, bem alimentados e abrigados da chuva e do vento durante a noite, para que finalmente, se tudo der certo, possa fazer um ou três combates durante o ano, com um adversário de mesmo peso e tamanho, de modo que o combate seja o mais justo e leal possíveis e evite esforços desnecessários aos animais.
    Durante os combates existe um juiz que aplica imparcialmente uma espécie de regulamento. Um dos mais notáveis critérios para que um galo seja considerado derrotado é permanecer por alguns segundos fora de si, uma situação conhecida no boxe como “grog”. Quando isto acontece, o juiz entra na rinha e retira a ave que está em desvantagem e o entrega gentilmente a seu dono, muitas vezes contra a vontade do dono e daqueles que apostaram neste galo. Porém, o juiz é bastante categórico e se defende dizendo que “o regulamento foi feito para proteger a ave e não os interesses egoístas de apostadores”. Assim, raramente um animal morre em combate. Este é o modo pelo qual as populações de baixa renda encontram diversão no fim de semana. “É o jokey club dos pobres”, como certa vez afirmou Machado de Assis. No entanto, na moderna sociedade capitalista em que vivemos, é tristemente sintomático constatar que, do pouco pão e circo disponíveis para as populações de baixa renda, há grandes interesses das autoridades em subtraí-los.
    Muitas pessoas se perguntam como é que alguém pode gostar de um esporte como este. Um esporte no qual dois animais disparam golpes um contra o outro até que um seja eleito o vencedor. Muitos se defendem afirmando que é simplesmente uma questão de gosto. É bom lembrar que o homem nutre este tipo de paixão há séculos. Desde a Grécia antiga, quando os gregos inventaram as lutas entre gladiadores (gladus: espada). As espadas utilizadas eram de madeira e não implicava em combates mortais. Porém, foram os romanos que banalizaram este esporte para nutrir a crueldade de imperadores e divertir multidões. Portanto, é desde a Roma antiga até o moderno boxe, o vale tudo e a tradicional briga de rua, que muitas pessoas se sentem atraídas por este tipo de situação. Arthur Schopenhauer certa vez disse “não conhecemos nenhuma partida mais séria do que aquela na qual a vida e a morte são os jogadores: toda decisão sobre a sorte desta partida é aguardada por nós com extrema tensão de espírito, com o maior interesse e o maior temor, pois, a nossos olhos, vale a pena esperar a decisão de quem vive ou quem morre”. A prova disto está largamente registrada nos nossos livros de história. Houve um tempo em que pessoas iam às praças para assistirem outras serem enforcadas, fuziladas, guilhotinadas, queimadas e empaladas. Não há espetáculo mais medonho do que uma execução, seja de um homem, de uma árvore, de um touro, de um cão ou de um galo. Gostando ou não existe em cada um de nós uma espécie de atração agourenta por estes episódios. Parece fazer parte da natureza de muitas pessoas. Para o biólogo e astrônomo Carl Sagan, um dos maiores divulgadores da ciência moderna, tudo isto “são sombras de antepassados esquecidos que ainda se manifestam em cada um de nós”, ou seja, são resquícios de nossa natureza reptiliana, impressa no nosso complexo-R (estrutura mais interna do nosso cérebro que foi herdada dos répteis), responsável por nossa natureza territorialista, ritualista, agressiva, solitária, auto-afirmativa e cruel. Portanto, digníssimas autoridades, talvez o inimigo comum dentro de cada um de nós seja forte demais para ser reprimido ou destruído por um simples decreto.

    P.S.: Segundo o biólogo (Especialista em Ornitologia e Primatologia), Dr. Aldemar Coimbra Filho (UFRJ), conhecido no Brasil e no Mundo, ao visitar João Pessoa e contemplar professores e alunos com uma palestra sobre Biodiversidade e Pesquisa Científica, apresentada no auditório do Departamento de Sistemática e Ecologia (DSE/CCEN/UFPB), a briga de galo não deve ser proibida, garantindo que, quem cria tais raças, está conservando e muito a biodiversidade. Segundo ele, o biólogo que pensar o contrário, seja por razões sentimentais ou qualquer outra, é um falso biólogo, não sendo digno deste título. Comentou ainda que ao visitar a Inglaterra, ficou indignado com a atitude daquele povo. Disse ele que, naquele país a briga de galo é proibida por lei, no entanto, a falcoaria (criação de falcões para caça) e a caça à raposa eram promovidas. Desta forma, concluiu que o povo inglês é extremamente hipócrita, pois quando dois galos estão brigando é por razões naturais, porém quando uma raposa foge das mordidas de cães ou tiros de espingarda é porque não lhe foi oferecida outra opção de sobrevivência.

    [1] Professor de Ecologia, Agroecologia, Recursos Naturais Renováveis e Biologia Geral da Universidade Federal de Campina Grande
    [2] Caiman latirostris
    [3] Hydrochaeris hydrochaeris
    [4] Dasyprocta aguti e Dasyprocta prymnolopha
    [5] Tayassu tajacu
    [6] Tayassu pecari
    [7] Camelus bactrianus
    [8] Camelus dromedarius
    [9] Rangifer tarandus-caribou
    [10] Rangifer tarandus-caribou
    [11] Bos grunniens
    [12] Susscrofa scrofa
    [13] Macropus rufogriseus e outros
    [14] Phascolarctos cinereus
    [15] Melopsittacus undulatus
    [16] Cacatua molusccensis e outras
    [17] Penelope ochrogaster e outras
    [18] Crax fasciolata e outos
    [19] Crypturellus noctivagus
    [20] Tinamus solitarius
    [21] Crypturellus undulatus
    [22] Rhynchotus rufescens
    [23] Crypturellus tataupa e outras
    [24] Columba picazuro
    [25] Leptotila verreaux e outrasi
    [26] Zenaida auriculata
    [27] Constituição Federal de 1988, Capítulo VI, Do Meio Ambiente
    Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.
    § 1o Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao poder público:
    I – preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas;
    II – preservar a diversidade e a integridade do patrimônio genético do País e fiscalizar as entidades dedicadas à pesquisa e manipulação de material genético;

  352. 356 Simão 24/10/2009 às 10:47 AM

    xicoluiz disse…
    sou galista, crio e ponho para brigar galos combatentes. sou veterinário. e este artigo foi a coisa mais lúcida que já vi escrita sobre alectoromaquia. parabéns.
    PS. “ALECTOROMAQUIA” termo proposto por mim para tratarmos deste esporte.

  353. 357 Afonso Carlos de Moura Campos 24/10/2009 às 5:40 PM

    …”O povo inglês é hipócrita e usa falcoaria (caça com falcões) e caça â raposa os animais caçados são cruelmentes mutilados .”

    Os “protetores” aqui no Brasil são extremamentes hipócritas mutilam por capação cães e gatos e ganham dinheiro por essa cruel mutilização .

    Muita hipocrisia !!!!!

  354. 358 Ronaldo de Souza Campos 24/10/2009 às 8:51 PM

    Sr. Afonso na inglaterra é proibido briga de galo , mas em compensação existe essa prática cruel de caça com falcão , onde esse predador mutila e come viva a ave caçada (uma crueldade praticada sob a supervisão de um “humano” adestrador ) essa maldade de extrema crueldade contra a infeliz caça é incomparável) .Também a caça a raposa é uma crueldade sem chance de defesa .

    No Brasil os hipócritas querem proibir a briga de galo , mas fazem crueldade contra o indesos animais com a “capação” mesmo com anestesia é uma coisa funesta contra a qualidade de vida desses pobres animais( cães e gatos) , ficam obesos e preguiçosos , os crueis mutiladores que gostam do título de protetores de animais , por incrível que possa parecer uma protetora disse : …” a faculdade é cara e preciso comer…” para justificar as mutilização por castração .

    Nos países em que se proibiram as brigas de galo , foi em face da propaganda desses “protetores” que há muito tempo faz lavagem cerebral nos menos avisados , eles na verdade são contra briga de galo e ao mesmo tempo são mutiladores por capação de animais domésticos ….que terrível contradição .

  355. 359 Tadeu Lima 25/10/2009 às 3:26 AM

    Querida Ana Paula, é com imenso prazer que leio suas mensagens, pois há muito tempo deixaram de ser debate sobre o Pl.4548/98, para ser uma insistente declaração de amor e elogios a minha pessoa que chega a me deixar sem graça, Ana você sabe muito bem onde me encontrar, pos se já ficamos tantas vezes por que você vem com esses peitos mole tirando onda de moça? Peço que caso você queira resolver alguma pendência comigo resolva pessoalmente já que nos vimos diariamente, porque aqui não é lugar de vim chorar, pois é como já lhe falei mim esquece garota vai viver tua vida foi você que escolheu ser gay que seja com dignidade.

  356. 360 Ronaldo de Souza Campos 25/10/2009 às 1:00 PM

    aqui no é o lugar de VIM chorar ( aqui no é o lugar de vir chorar)

    não sei se é por gozação ou erro mesmo , ele usa MIM , VIM ETC .

    Outra coisa interessante é Ana Paula ,(penso ser ela) que ensinou uma boa forma eficiente de higiene pessoal , o uso de papel higienico molhado com sabonete .

  357. 361 Ronaldo de Souza Campos 25/10/2009 às 6:02 PM

    Pelo que pude observar a protetora Sr. Ana Paula tem um gênio violento , há pouco alguém nesse site relatou que dialogou com um protetor vestido a safari e também esse protetor era violento e queria na marra castrar um cão por R$ 80,00 .
    A Sr. Ana Paulo quer utilizar papel com sabonete r resvestir num ferro e “cutucar” os fundilhos do Sr. Tadeu , essa senhora talvez seja mutilizadora por castração de bichanos domesticos ( é só uma hipótese , não tenho certeza, é uma especulação ) essa dedução ou inferência é por causa de seu modo de pensar extremamente violento .
    Para ser capador é preciso algo de violência , pois senão não castraria os bichanos .

  358. 362 Tadeu Lima 25/10/2009 às 10:48 PM

    Parabéns Ana Paula, tirou a máscara e sua verdadeira face está tão bonitinha Hehehehehehe.

  359. 363 Tadeu Lima 25/10/2009 às 11:23 PM

    Ana Paula parabéns você é de mais, também te amo querida, mais não fique publicando essas coisas não, vai terminar Eduardo seu companheiro descobrir que é corno

  360. 364 Antonio Farias Gouveia 26/10/2009 às 1:02 AM

    Tadel Lima
    O brasil precisa de pessoas inteligentes igual a você parabéns pelo seu comentário que sao muito bom. Pela sua coragem de fala com total segurança, isso é muito bom pra nosso país.
    Fica com Deus

  361. 365 Antonio Farias Gouveia 26/10/2009 às 1:05 AM

    Tadel a Ana Paula esta pensando no boi azul ou vermelho, ela esta gostando. O boi vermelho ela fica violenta e azul fica diferente como se fosse uma bonequina.

  362. 366 Dois Espressos 26/10/2009 às 8:50 AM

    Parece que os comentaristas perderam o foco do debate e decidiram apenas atacar uns aos outros.

    Por conta disso, estou fechando os comentários para esse texto.


  1. 1 Cão espancado, PL 4548 e vegetarianismo « Dois Espressos Trackback em 02/07/2009 às 4:22 PM
Comments are currently closed.



RSS Dois Espressos   Twitter Dois Espressos   Vídeos Dois Espressos   Fotos Dois Espressos
Músicas Dois Espressos   Links Dois Espressos   Locais Dois Espressos   GReader Dois Espressos
Facebook Dois Espressos   Livros de Dois Espressos   Corridas de Dois Espressos

Última corrida

Corridas

Fotos recentes

Rave no Aquário

Nanquim, por Milo Manara

Nanquim, por Milo Manara

Nanquim, por Milo Manara

Nanquim, por Milo Manara

Nanquim, por Milo Manara

Mais fotos

Últimos Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Última nota do Moleco

" (...) Quanto a mim, a base de minha vida vai ser uma fazenda em algum lugar onde vou produzir parte de minha própria comida, e, se necessário, toda ela. Um dia não vou fazer coisa alguma além de sentar embaixo de uma árvore para ver minha lavoura crescer (depois do trabalho devido, claro) -- e beber vinho caseiro, e escrever romances para edificar meu espírito, e brincar com meus filhos, e relaxar, e gozar a vida, e brincar, e assoar o nariz. (...) Vou viver a vida do meu jeito 'preguiçoso coisa ruim', é isso o que vou fazer."

Diário de Jack Kerouac, 23 de agosto de 1948.
Molecos Viajantes

Últimos links del.icio.us


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 40 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: