Archive for the 'Nerd & Geek' Category

Ok Go finalmente encontra Rube Goldberg

Quando eu era criança, por volta dos 9 ou 10 anos, costumava preencher folhas e mais folhas de caderno com gigantescos esquemas para máquinas de Rube Goldberg.

Pra quem não sabe, uma máquina de Rube Goldberg é uma engenhoca que busca, de forma complexa e geralmente envolvendo uma reação em cadeia, executar uma tarefa simples. Explicado assim pode parecer complicado, mas qualquer pessoa que tenha assistido a abertura do programa Ra Tim Bum durante a infância vai lembrar da tal engenhoca. Um exemplo mais recente, que virou meme há alguns anos e ainda é o meu favorito, foi o comercial “The Cog”, do Honda Accord.

Desde o primeiro clipe da banda Ok Go — aquele das esteiras, Here it goes again — eu suspeitava que esse momento chegaria.

Finalmente, a Rube Goldberg do OK Go em This too shall pass.

Adepto da Virtualidade¹ (biografia digital 1993~98)

AnarchistcookbookPor causa de dois excelentes posts do Mario Amaya sobre cibercultura Sempre fui cyberpunk” e “Uma crítica à cibercultura— acabei fazendo uma retrospectiva dos meus anos pré-Internet e lembrando dos fragmentos de cultura digital que fizeram parte da minha formação cultural.

No começo dos anos 90 (mais especificamente em 1993) eu era um lamer de 16 anos, com um PC 386 e um modem USRobotics de 14.400bps,  que achava que ser subversivo era ter no HD de 80MB uma cópia do Jolly Roger Cookbook, o “livro de receitas dos anarquistas”.

Acessava diariamente (ou “noturnamente”, pra ser mais preciso) a CentroIn, Mandic e Louca BBS², era Co-SysOp da JMBBS e dividia com um amigo (quando meus pais deixavam e apenas entre às 2h e 6h da madrugada) a manutenção do meu repositório pessoal de “informações subversivas”: a Silent Walkers BBS (o nome era meio ridículo, mas as telas feitas no TheDRAW eram fodásticas!)

Naquela época — e esse é um detalhe que os mais novos devem desconhecer o número de pessoas que podiam se conectar ao mesmo tempo em uma BBS era limitado pela quantidade de linhas telefônicas de que ela dispunha a LoucaBBS, por exemplo, tinha menos de 40 linhas. Para poder jogar MUD — uma espécie de World of Warcraft em modo texto eu esperava até meia-noite (quando as ligações passavam a ser gratuitas), colocava o PC para discar o número da BBS, aumentava o volume das caixas de som e ia fazer outra coisa, esperando que a conexão fosse estabelecida e o computador emitisse o famoso som que a “geração Velox/Speedy/NET Virtua” nunca ouviu.

GURPSCyberpunkFoi também nesse período que eu descobri o RPG e Loyd “The Mentor” Blankenship, um dos fundadores da Legion of Doom e autor de GURPS Cyberpunk, “o livro retido pelo Serviço Secreto dos EUA”, que apresentava como cenário de jogo um futuro distópico, definido pela interação do homem com a tecnologia e pelo conflito social. Foi esse livro que me levou a 1984 e Neuromancer, aos trabalhos de H.R. Giger e a filmes como Blade Runner, Akira e THX 1138 (um de meus filmes favoritos).

hmgigerA mistura de tudo isso com citações de Henry David Thoreau e exemplares da Heavy Metal Magazine³ deu origem ao fanzine Mídia Nômade, que abordava temas como ativismo, desobediência civil, intervenções urbanas e cultura digital (foram editados apenas 3 exemplares, com 4 páginas cada). Anos depois tentei re-editar o Mídia Nômade em formato eletrônico, mas “a onda” tinha passado.

Enfim, veio o lançamento do Windows 98, o surgimento do Audiogalaxy, o crescimento da Google e o fim do período Mezozóico da Internet.

_______________

¹ Referência a Mago: A Ascensão.

² Lembro que assim que me tornei Co-SysOp da JMBBS, a empolgação em acessar diferentes BBSs do Rio, São Paulo e Belo Horizonte acabou me rendendo uma conta telefônica no valor de 400 URVs (que foi paga com a venda do meu kit multimídia da Creative Labs).

³ Pros que não conhecem, segue link para download direto do exemplar de novembro de 1993 da Heavy Metal Magazine.

transmetropolitan_1_______________

Addendum

Além das referências já citadas, recomendo também a série pós-cyberpunk Transmetropolitan, escrita por Warren Ellis e ilustrada por Darick Robertson (download gratuito da edição #1 direto da DC Comics, em inglês).

_______________

“Num mundo duro e em desintegração há pouco em que acreditar ou com o que se identificar, com exceção de si mesmo. Quem você realmente é se tornou muito menos importante que sua imagem — quem as pessoas pensam que você é ou poderia ser. Isso vale para tudo, de roupas a acessórios tecnológicos e até seus avatares na rede”.

Loyd Blankenship – Cyberpunk

Kindle, Reader e e-Books

Kindle 2Há algumas semanas eu e @lcampanati (que mora nos EUA) temos conversado sobre a possibilidade de compra de um leitor de livros eletrônicos… mais especificamente o Kindle, da Amazon. Há algum tempo venho usando como leitor de e-books — tanto no notebook quanto no iPhone o aplicativo Stanza, mas a tela brilhante dos aparelhos não torna a leitura uma experiência agradável.

Foi durante esse processo de troca de experiências e idéias que acabei assistindo o programa Espaço Aberto, exibido no dia 29 de junho pela Globo News, que além de falar sobre leitores de livros eletrônicos (Kindle 2, Kindle DX, Reader, etc) e explicar como funciona o papel eletrônico (e-paper), mostrou a opinião de usuários dos aparelhos (um número muito pequeno, mesmo nos EUA).

Pros que ainda não sabem muito bem o que são livros eletrônicos (e-books) ou os que acham que e-book é sinônimo de arquivo .PDF, segue um link bem bacana (dica do Alessandro Martins, do blog Livros e Afins) sobre o ePub, padrão internacional para e-books.

Pros quem também estão pensando em comprar um desses aparelhos ou apenas se interessam pelo assunto, coloquei o vídeo do programa (dividido em parte 1, parte 2 e parte 3) no canal Dois Espressos, no YouTube. Logo abaixo, a primeira parte.

GPS + Moleco = Moleco Travel Bug (#geek_fun)

Atenção donos de aparelhos GPS ou telefones que possuam a tecnologia: a partir de hoje vocês podem acompanhar  a viagem (e, quem sabe, correr atrás) de um novo tipo de caderno Moleco, o Moleco Travel Bug. Para isso, basta se cadastrar no site que rastreará a localização do Moleco e participar de um jogo mundial de caça ao tesouro chamado Geocaching.

Mas o que é esse Geocaching?

comp-rose-08-frnt-map-300Geocaching é uma mistura de jogo com atividade outdoor. Uma espécie de caça ao tesouro hi-tech que utiliza satélites e dados da Internet para encontrar pequenos containers escondidos pelo mundo. Atualmente existem cerca de 700 mil caches como são chamados os containers escondidos por aí (cerca de 300 no Brasil). Mais detalhes sobre como a coisa toda funciona pode ser encontrado no site oficial do Geocaching (em inglês) ou no verbete Geocaching da Wikipedia.

Quem quiser ter uma visão geral de como estão espalhados estes containers no Brasil e no mundo pode também baixar o arquivo .KML do Google Earth que mostra a localização de todos os caches (para isso você precisa ter o Google Earth instalado, claro).

E o que é um Travel Bug?

travelbug_largeTravel Bug (assim como as Geocoins) são pequenos ítens, encontrados nos caches, que podem ser rastreados através do site Geocaching.com. Cada ítem possui dois tipos de códigos únicos e um “objetivo”, definido pelo criador do ítem. Um dos códigos é o de referência no site (no caso do Moleco, TB19BZM), já o outro vem gravado no próprio Travel Bug e é conhecido apenas por aqueles que encontram o ítem. Esse segundo código “especial” serve para que os participantes que encontram um Travel Bug possam provar que realmente o encontraram. Nessa Travel Bug Dog Tag logo acima, por exemplo, o código (que aparece abaixo do bug) é R1TDDC.

Cada usuário que encontra um Travel Bug registra a informação no site e se encarrega de alojar o ítem em outro cache. Dentre os meus Travel Bugs, o que mais viajou (tendo rodado a América do Sul e percorrido mais de 18mil km, chegando à Europa) está, junto com vários outros Travel Bugs, próximo a um aeroporto, na República Tcheca.

Usuários de iPhone ainda podem contar com um App desenvolvido pela Groundspeak, empresa criadora do jogo, que mostra todas as informações sobre cada cache e ajuda a localizar os mais próximos (US$ 9,99 na App Store).

E onde começa a viagem do Moleco Travel Bug?

Provavelmente em um dos caches do Rio de Janeiro, onde a chance de ser encontrado é bem maior.

Tá, mas qual a diferença deste Moleco para os Molecos Viajantes?

Este Moleco não faz parte da coleção de Molecos Viajantes e não terá suas imagens enviadas para a galeria de fotos. Além disso, sobre este eu não tenho nenhum controle. Depois de colocado em um cache, não faço idéia de onde ele vai parar. Basta ver o exemplo de uma das minha geocoins, que começou sua viagem em uma praia do Rio de Janeiro e agora está sob a neve, em algum lugar do Cerro Pochoco, no Chile.

travel-bug

A gênese do meu lado geek (lightbikes!)

Dia desses, tarde da noite, estava no twitter com @cheapo, @BrenoCosta, @phpones e @izzynobre comentando sobre como o @geekpobre, um moleque-sem-vergonha de 16 anos (aliás, ele faz 17 anos hoje… deem os parabéns a ele), pode ser uma espécie de “guru da informatica” para caras com mais de 30 (como eu) que viram a chegada dos primeiros PCs e da Internet no Brasil. Eu, por exemplo, ganhei meu primeiro PC (um MC-1000) 5 anos antes do @geekpobre nascer e, quando ele nasceu, eu já programava (não como esse menino de 9 anos que faz programas para o iPhone¹, claro) no meu 286 com monitor de fósforo verde. Hoje em dia, perto de adolescentes como @geekpobre, eu não passo de um n00b.

Enfim… tudo isso acabou fazendo com que eu lembrasse de como e quando começou o meu fascínio por tecnologia: no distante ano de 1984, quando eu tinha 8 anos de idade, ao ver o filme Tron (1982, IMDB) e ganhar meu primeiro video game, um Atari 2600.

Tron foi o primeiro filme a usar computação gráfica em larga escala e, para os que não conhecem, conta a história de um hacker que é “sugado” para dentro de seu computador e forçado a participar de uma espéce de “luta de gladiadores” futurista. Para os saudosistas ou os que não conhecem o visual do filme, segue o vídeo com um mashup de Depeche Mode e Tron².

Para todos os geeks com mais 30 e demais interessados na sequência de Tron (Tron 2.0 ou apenas Tr2n, no IMDB) segue o link para o Screen Rant, onde vocês podem ver detalhes (texto em inglês) sobre a “cirurgia plástica digital” que promoveu o rejuvenecimento do ator Jeff Bridges e o primeiro teaser de Tr2n, exibido na última Comic-Con, que mostra uma nova versão da clássica corrida de lightbikes e o encontro do “young Kevin Flynn (hacker interpretado por Bridges) com o “old Kevin Flynn” (reparem na vibração dos nerds quando aparece na tela a nova versão das motos de corrida).

_______________

1. Via @cynarar.
2. Via @bre.

Onze anos da “cremação” de Bill Gates

Cnet e Wired me lembraram que hoje, 4 de fevereiro, é dia de uma das mais importantes efemérides do universo geek.

Há onze anos, em Bruxelas, Bégica, Bill Gates chegava para uma reunião no Concert Noble Hall quando foi surpreendido por um dos 32 seguidores de Nöel Godin envolvidos na “operação” de “cremar” o então CEO da Microsoft. O resultado você vê no vídeo abaixo.

Como disse certa vez o próprio Nöel Godin, “há infinitas formas de subversão, mas poucas equiparam-se, em comodidade e eficiência, à torta de creme!

Quer saber mais sobre os ensinamentos de Nöel Godin e conhecer as regras para se tornar um subversivo “cremador” profissional? Leia o texto Creme & Castigo, no Rizoma.net!

Quando o dia chegar, esteja preparado!

Ninguém sabe ao certo quando o mundo vai acabar. Sarah Connor achava que seria em 29 de agosto de 1997, a Profecia Maia fala em 21 de dezembro de 2012 e manuscritos atribuídos a Isaac Newton fala em 2060. O que a maioria das pessoas esquece é que saber a data exata do fim do mundo é menos importante do que saber a causa exata do fim do mundo. E para essa segunda e mais importante pergunta como será o fim do mundo já sabemos a resposta. Será assim:

Com mortos-vivos caminhando sobre a Terra!

E porque eu estou dizendo isso?

Porque nesta semana de Dia das Bruxas você terá diversas chances de ter um vislumbre de como será o verdadeiro levantar dos mortos. Hoje a noite, por exemplo, tem sessão zumbi tripla na TNT, com Resident Evil: Hóspede Maldito (Residente Evil, 2002), Todo mundo quase morto (Shaun of the dead, 2004) e Madrugada dos mortos (Dawn of the dead, 2004).

Mas se ver zumbis na TV não for suficiente e você quiser experimentar a verdadeira sensação de caminhar entre uma horda nortos-vivos, no domingo, dia 2 de outubro, tem Zombie Walk Rio de Janeiro, começando às 14h, em frente ao Copacabana Palace, e Zombie Walk São Paulo, com concentração às 15h, no vão livre do MASP, e saída prevista para as 17h.

Mas atenção! Todas essas experiências não são suficientes para deixar você preparado para o verdadeiro apocalipse zumbi. Se você quiser mesmo estar pronto para o dia da infestação, recomendo que baixe agora uma cópia do Zombie Survival Guide (em inglês), faça o teste para descobrir suas atuais chances de sobreviver a um ataque de zumbis e comece a montar imediatamente seu próprio Kit de Sobrevivência Contra o Ataque de Zumbis.


RSS Dois Espressos   Twitter Dois Espressos   Vídeos Dois Espressos   Fotos Dois Espressos
Músicas Dois Espressos   Links Dois Espressos   Locais Dois Espressos   GReader Dois Espressos
Facebook Dois Espressos   Livros de Dois Espressos   Corridas de Dois Espressos

Última corrida

Corridas

Fotos recentes

Mais fotos

Últimos Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Última nota do Moleco

" (...) Quanto a mim, a base de minha vida vai ser uma fazenda em algum lugar onde vou produzir parte de minha própria comida, e, se necessário, toda ela. Um dia não vou fazer coisa alguma além de sentar embaixo de uma árvore para ver minha lavoura crescer (depois do trabalho devido, claro) -- e beber vinho caseiro, e escrever romances para edificar meu espírito, e brincar com meus filhos, e relaxar, e gozar a vida, e brincar, e assoar o nariz. (...) Vou viver a vida do meu jeito 'preguiçoso coisa ruim', é isso o que vou fazer."

Diário de Jack Kerouac, 23 de agosto de 1948.
Molecos Viajantes

Últimos links del.icio.us


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 40 outros seguidores