Archive for the 'Religião' Category

Padres pedófilos serão punidos pelo Vaticano

Bento XVIParece que, finalmente, Bento XVI resolveu tomar uma atitude em relação aos padres pedófilos.

Hoje, durante a celebração crismal realizada na Basílica de São Pedro, no Vaticano, o papa lamentou os escândalos de pedofilia envolvendo membros da igreja e disse que eles são “um teste para si próprio e para a igreja” e que “a Cúria Romana não pode mais se omitir frente a tantas denúncias”.

O porta-voz do Vaticano, padre Frederico Lombardi, afirmou que no próximo domingo o papa Bento XVI irá anunciar, durante a homilia Pascal, o posicionamento oficial da Igreja Católica sobre os abusos cometidos por membros do Clero Romano. Segundo Lombardi, nos casos em que forem confirmadas as denúncias de pedofilia, o Vaticano indenizará as famílias das crianças vítimas de abuso e afastará permanentemente os membros da Igreja envolvidos. Ainda segundo o porta-voz, casos futuros serão punidos de forma ainda mais severa, com o que a Igreja Católica Romana chama de latae setentiae — excomunhão aplicada aos que cometem falta previamente condenada pela religião.

Coincidentemente o anúncio do papa foi feito no mesmo dia que a diocese de Rouen, na França, informou que um de seus padres está sendo investigado por “antigos delitos contra uma criança”.

Deixai que venham a mim as criancinhas…

Agora não falta mais nada. Até Joseph Ratzinger — o infalível Papa Bento XVI — ajudou a acobertar casos de pedofilia.

Padre sinistro

Vai lá... coloca seu filho no catecismo...

Sobre o assunto, destaco dois trechos do artigo de Hélio Schwartsman para a coluna Pensata, da Folha de São Paulo, sobre os casos de pedofilia no Canadá, nos EUA, na Irlanda, na Polônia, na Argentina, na Nova Zelândia, na Alemanha, no Brasil, na Áustria, na Itália… enfim…

“…essa atitude [de acobertar os casos de pedofilia na Igreja Católica] é até mais grave que o próprio molestamento, pois a pessoa que abusa pode pelo menos descrever-se como vítima de uma doença psiquiátrica catalogada no CID. Já o acobertamento, este ainda não foi definido como patologia por nenhuma associação médica. Aqui, ao que parece, bispos eram mais leais à instituição da igreja do que a seus próprios fiéis. Talvez seja isso que a Santa Sé espera deles, mas não é certamente o que recomenda a virtude republicana”.

“…a Igreja Católica funciona como um ímã para pessoas com propensões pedofílicas, pois não apenas legitima e confere elevado status social à vida de solteiro como ainda oferece incontáveis oportunidades de interagir com jovens estando numa posição de poder”.

Leia o artigo completo.

Que tal ter um círculo do inferno só pra você?

Quaresma, tempo litúrgico de conversão… mas não para Eugenio Merino, criador da obra “Starway to Heaven” (Escada para o paraíso) que, ironicamente, deve ter garantido ao artista espanhol a honra de ser uma das poucas pessoas a ter seu próprio círculo no inferno (abaixo do círculo dos pedófilos e logo acima do círculo para onde vão as pessoas que falam ao celular dentro do cinema).

A obra de Merino retrata 3 homens rezando, um em cima do outro: um muçulmano, sobre ele um sacerdote católico e acima dos dois um rabino judeu, todos segurando seus respectivos livros sagrados — a Alcorão, a Bíblia e a Torá.

Mas não pense você que, quando morrer, Eugenio vai pro inferno de classe econômica. A passagem de 1ª classe ele consseguiu com a obra que pode ser vista ao fundo: uma metralhadora Uzi com um menorá (candelabro ritual judaico) saindo do cano.

Obra de Eugenio Merino

Em tempo: a obra foi vendida por 45 mil Euros (cerca de R$112 mil) para um colecionador belga que, ao que parece, também quer conquistar seu direito a uma cobertura de frente para o mar das almas perdidas.

Via G1.

Índice dos Livros Proibidos

Quaresma, tempo litúrgico de conversão.

Então, continuemos…

Durante o carnaval, lendo o excelente “Ostra feliz não faz pérola” — coletânea de textos curtos, escritos por Rubem Alves — deparei-me com o trecho abaixo, que fala sobre uma passagem “perniciosa” da Bíblia, proibida pela Igreja Católica. (grifo meu)

Os cristãos, católicos e protestantes, acreditam que a Bíblia inteira é inspirada, de capa a capa. Tudo o que está escrito dentro dela é “Palavra do Senhor”. Por favor, me expliquem então as razões por que há partes da Bíblia sobre as quais os púlpitos fazem silêncio completo? Esse silêncio é uma “censura”? Os clérigos católicos e protestantes “escolhem” os textos que lhes são mais convenientes e “escondem” os textos “embaraçosos”? Veja, por exemplo, o texto abaixo. Está na Bíblia. É, portanto, “Palavra do Senhor. Graças a Deus”. Você já ouviu algum sermão sobre ele? Claro que não. Esse texto está no Index Librorum Prohibitorum [Índice dos Livros Proibidos]

“[Ele diz] Como és formosa, querida minha, como és formosa! Teus olhos são como pombas e brilham através do teu véu. Os teus lábios são como um fio escarlate e as tuas faces como uma romã partida… Arrebataste-me o coração com um só dos teus olhares! Os teus lábios destilam mel. Mel e leite se acham debaixo da tua língua. Os meneios dos teus quadris são como colares trabalhados pelas mãos de um artista. O teu umbigo é uma taça redonda a que não falta bebida. E o teu ventre é um monte de trigo cercado de lírios. Os teus seios são como os cachos da videira e o aroma de tua respiração como o das maçãs… [Ela responde] Vem, ó meu amado… Já despi a minha túnica…” (Cântico dos cânticos)”.

_______________

Outros textos sobre religião:

Um esforço sincero de me educar segundo as Leis de Deus.

Um sujeito sem religião é como um peixe fora do aquário.

Que tal um círculo do inferno só para você?


Um esforço em me educar segundo as Lei de Deus

E começou a Quaresma, tempo litúrgico de conversão.

Imbuído desse espírito e decidido a encontrar o caminho para a salvação, resolvi buscar na Bíblia as respostas para minhas angústias. Mas a Bíblia é um livro bem grande… por onde começar? Foi aí que me lembrei que, quando questionados sobre assuntos como, por exemplo, o homossexualismo, os cristãos se limitam a citar uma passagem do Levítico, livro que contém as Leis de Deus sobre a pureza e outros assuntos relacionados à adoração. É de Levítico 18:22 que os cristão tiram a afirmação de que a homosseuxalidade é uma abominação.

“Não dormirás com um homem como se dorme com mulher. É uma abominação”. (Levítico 18:22)

Assim sendo, em um esforço sincero em me educar segundo as Lei de Deus — eternas e imutáveis — venho pedir aos cristãos que esclareçam algumas dúvidas que surgiram durante o estudo do Levítico, livro que contém os estatutos, decretos e leis que o Senhor estabeleceu, no monte Sinai, por intermédio de Moisés. (Levítico 26:46).

Então, vejamos…

Papa de óculosLevítico 21:18-21 diz que uma pessoa não pode se aproximar do altar de Deus se tiver alguma deficiência, o que me leva ao primeiro questionamento: tenho miopia e astigmatismo… nos dois olhos. Se eu me submeter a uma cirurgia LASIK para corrigir os defeitos na visão, posso voltar a frequentar a igreja?

Outro problema é minha namorada, que insiste em utilizar roupas tecidas com duas espécies de fio — algodão e lycra — o que é claramente proibido em Levítico 19:19. Preciso mesmo reunir todas as pessoas da vila (Juiz de Fora tem quase 600 mil habitantes) para apedrejá-la ou posso aplicar uma pena alternativa (prevista para que desobedece Levítico 20:14) e queimá-la em uma reunião privada? Tendo em vista que ela também trabalha aos sábados — desrespeitando Êxodo 35:2 — posso usar a pena de morte prevista para esses casos?

Zona de TPMGostaria também de ouvir sugestões sobre como proceder em relação a Levítico 15: 19, que me proíbe de tocar mulheres durante seu período menstrual. Devo perguntar a todas as mulheres que encontrar se elas estão menstruadas? Considerando o que diz Levítico 15:22 — que não posso nem tocar o mesmo móvel onde uma mulher nessa condição tenha se sentado — não seria melhor se as mulheres, ao menos dentro das igrejas, andassem com uma espécie de placa ou crachá que alertasse os demais fiéis sobre sua impureza?

Outra dúvida é sobre Levítico 25:44, que diz que posso ter escravos — homens ou mulheres — desde que sejam de nações vizinhas. Isso se aplica apenas a países que fazem fronteira com o Brasil (Argentina, Uruguai, etc…) ou posso me valer do paradigma de mundo globalizado e importar escravas suécas de olhos azuis?

Uma última dúvida: todos os meus amigos têm cabelo bem cortado e barba feita, o que é proibido em Levítico 19:27. Como eles devem ser mortos?

Espero pelas respostas enquanto continuo com a leitura.

_______________

Outros textos sobre religião:

O Índice dos Livros Proibidos pela Igreja Católica.

Um sujeito sem religião é como um peixe fora do aquário.

Que tal um círculo do inferno só para você?

Um sujeito sem religião é como um peixe fora do aquário…

Peixe fora do aquário
…tem todo o oceano ao seu redor e pode nadar pra onde quiser.
Lembrei-me dessa frase lendo o excelente texto do Pedro Nunes sobre as ironias da justiça, onde ele fala do ódio e repulsa que os não-teístas despertam e do desrespeito com que são tratados os que, de acordo com os crentes, “não têm Deus no coração”.
Esse desrespeito pelo não-teísmo, qualquer que seja a forma que tome, é muito claro e começa com aquela piadinha que associa ateu a à-toa, mas não pára aí. Sempre que alguém questiona seus valores morais, ou demonstra pena diante de sua descrença; sempre que dizem “um dia você vai enxergar deus” ou dão a entender que essa é apenas uma “fase de rebeldia”; sempre que sua postura religiosa é colocada em xeque, enfim, não com argumentos e tentativas de entender sua compreensão do maquinário que move esse plano de realidade, mas com demonstrações de superioridade e/ou troça: essa é uma forma de desrespeito. É você sendo tratado como o que é: um pária.”
Religião CegaJá disse em outros textos que me considero 30% ateu e 70% agnóstico, e que minha crítica em relação as religiões  assim como no caso das crianças que crescem sob os preceitos da Klu Klux Klan — se baseia na idéia de que inteligência e senso crítico só se desenvolvem quando temos acesso a diferentes perspectivas, diferentes pontos de vista. Assim sendo, pessoas que crescem tendo sua visão de mundo moldada por doutrinas e ideologias que difundem o proselitismo e o sectarismo não podem, por essa definição, ser muito inteligentes.
É bom também deixar claro que quando falo de pessoas “não muito inteligentes” estou falando de seguidores de todas as doutrinas sectaristas, não apenas daquela cujos fiéis compartilham a crença de que, em tempos ancestrais, uma mulher virgem deu a luz a um sujeito sem pai biológico, que ao completar 33 anos foi morto, ressuscitou e foi parar no céu, de onde é capaz de ver tudo o que você faz, ouvir as coisas que você murmura dentro da sua cabeça e que garante que todos que o aceitarem como seu líder e consumirem regularmente pão e vinho abençoados por um sacerdote — que precisa ter testículos — estarão livres do mal, que ficou impregnado em suas almas porque uma mulher, criada a partir de uma costela, foi convencida por uma cobra falante a comer o fruto de uma árvore mágica.
Geralmente evito discutir com esse tipo de pessoa porque meu lado agnóstico — aquele convicto da imbecilidade que é debater racionalmente a existência de um ser celestial sobrenatural — acaba falando mais alto, mas admito que a principal razão pra não questionar publicamente a crença dos outros é bem mais trivial. O motivo que me impede de questionar a fé das pessoas é o mesmo que me impede de andar pela rua chutando bengalas de senhoras idosas: se uma pessoa só é capaz de levar sua vida adiante com o auxílio de uma bengala, seria muita crueldade da minha parte ir até lá e passar uma rasteira na única coisa que a mantém de pé.
Enfim… leia o texto do Pedro Nunes e veja porque um travesti-aidético-ex-presidiário pode chegar a ter mais amigos que um ateu.
_______________
Outros textos sobre religião:

O Índice dos Livros Proibidos pela Igreja Católica.

Um esforço sincero de me educar segundo as Leis de Deus.

Que tal um círculo do inferno só para você?

O que a Igreja Católica tem mais que as outras?

Evil Bento XVIO assunto nem é novo. Começou no ano passado, quando Lula e o Papa Bento XVI assinaram um acordo que previa a manutenção de bens culturais da igreja católica (prédios, monumentos, bibliotecas, etc…) utilizando recursos do estado.

A novidade é que, na semana passado, no dia 26, o plenário da Câmara ratificou esse acordo, que para além do já citado “financiamento” da igreja católica, prevê isenção fiscal (nada de pagar impostos), imunidade perante as leis trabalhistas e… e… o melhor de tudo: a implementação do ensino religioso nas escolas públicas.

“Criticado por amplos setores da sociedade, como a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o texto acabou aprovado em votação simbólica após a costura de uma negociação com a bancada evangélica, muito forte no Congresso, para estender os privilégios às demais religiões. O acordo seguirá agora para apreciação do Senado.

Aprovado na semana passada pela Comissão de Relações Exteriores da Câmara, o texto tem 20 artigos que criam um estatuto jurídico e legitimam direitos que a igeja católica detém há décadas no Brasil”. (via Agência Estado).

Dentre os benefícios que as igrejas terão as custas dos impostos que eu pago, o que mais me incomoda é saber que meu dinheiro irá sustentar professores de religião.

Mesmo me considerando 30% Ateu e 70% Agnóstico, reconheço o papel social das religiões e acredito na importância de apresentar para as crianças esses conjuntos de crenças e valores. Afinal, mesmo que não acreditemos em nenhuma delas, seria impossível viver em sociedade não sabendo absolutamente nada sobre as diversas religiões. Não me importaria se as escolas promovessem debates sobre a história das religiões, diferentes visões de mundo, filosofias ou conceitos morais e éticos. O que me irrita é saber que estarei financiando, efetivamente, aulas de catecismo da igreja católica.

religiãoAssim como na questão das crianças que crescem sob os preceitos da Klu Klux Klan, minha crítica se baseia na idéia de que inteligência e senso crítico só se formam quando temos acesso a diferentes fontes, com diferentes pontos de vista. Assim sendo, não deveria ser do interesse de todos proteger as crianças de doutrinas e ideologias que difundem o proselitismo e o sectarismo?

Gostaria de ouvir a opiniões (embasadas, por favor) de católicos sobre o assunto.

Para os que ainda não leram a proposta que reconhece o estatuto jurídico da Igreja Católica no Brasil, segue o link para o texto integral (20 artigos) do Acordo Brasil-Vaticano.

_______________
UPDATE: Decidi remover a referência ao passado de “juventude hitlerista” do Papa Bento XVI porque esse comentário estava desviando o foco do debate (financiamento estatal do ensino religioso nas escolas públicas) para assuntos que não têm nenhuma relação com o tema.

O comentário foi provocador e desnecessário.

Podemos voltar a debater o que realmente interessa?


RSS Dois Espressos   Twitter Dois Espressos   Vídeos Dois Espressos   Fotos Dois Espressos
Músicas Dois Espressos   Links Dois Espressos   Locais Dois Espressos   GReader Dois Espressos
Facebook Dois Espressos   Livros de Dois Espressos   Corridas de Dois Espressos

Última corrida

Corridas

Fotos recentes

Mais fotos

Últimos Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Última nota do Moleco

" (...) Quanto a mim, a base de minha vida vai ser uma fazenda em algum lugar onde vou produzir parte de minha própria comida, e, se necessário, toda ela. Um dia não vou fazer coisa alguma além de sentar embaixo de uma árvore para ver minha lavoura crescer (depois do trabalho devido, claro) -- e beber vinho caseiro, e escrever romances para edificar meu espírito, e brincar com meus filhos, e relaxar, e gozar a vida, e brincar, e assoar o nariz. (...) Vou viver a vida do meu jeito 'preguiçoso coisa ruim', é isso o que vou fazer."

Diário de Jack Kerouac, 23 de agosto de 1948.
Molecos Viajantes

Últimos links del.icio.us


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 40 outros seguidores