A história de Jesus é plágio?

Zeitgeist (palavra alemã para “espírito de época“) é um documentário produzido em 2007 que apresenta algumas teorias de conspiração teorias alternativas para a história do cristianismo, os ataques de 11 de setembro e questões ligadas a Reserva Federal dos Estados Unidos.

Na primeira parte, entitulada “A maior história já contada”, o filme faz uma avaliação crítica do cristianismo, sugerindo que a história de Jesus e grande parte dos textos bíblicos não passam de uma adaptação de histórias pertencentes a civilizações antigas, baseadas em princípios astrológicos. Para ter uma idéia melhor, vale uma conferida nos primeiros 10 minutos, via YouTube.

Achou interessante? Então assista Zeitgeist completo, com legendas em português, via Google Video.

No website oficial, zeitgeistmovie.com, você encontra todos os detalhes do documentário, versão integral (em inglês, sem legendas) para download e até a transcrição do filme.

Anúncios

0 Responses to “A história de Jesus é plágio?”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS Dois Espressos   Twitter Dois Espressos   Vídeos Dois Espressos   Fotos Dois Espressos
Músicas Dois Espressos   Links Dois Espressos   Locais Dois Espressos   GReader Dois Espressos
Facebook Dois Espressos   Livros de Dois Espressos   Corridas de Dois Espressos

Última corrida

Corridas

Fotos recentes

Mais fotos

Últimos Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Última nota do Moleco

" (...) Quanto a mim, a base de minha vida vai ser uma fazenda em algum lugar onde vou produzir parte de minha própria comida, e, se necessário, toda ela. Um dia não vou fazer coisa alguma além de sentar embaixo de uma árvore para ver minha lavoura crescer (depois do trabalho devido, claro) -- e beber vinho caseiro, e escrever romances para edificar meu espírito, e brincar com meus filhos, e relaxar, e gozar a vida, e brincar, e assoar o nariz. (...) Vou viver a vida do meu jeito 'preguiçoso coisa ruim', é isso o que vou fazer."

Diário de Jack Kerouac, 23 de agosto de 1948.
Molecos Viajantes

Últimos links del.icio.us


%d blogueiros gostam disto: