Faturando uns trocados com a Web 2.0

Há pouco mais de um mês eu costumava usar minhas horas de completa e total ociosidade para atualizar verbetes na Wikipedia. Funcionava como uma espécie de Prozac para as horas em que a mente estava muito cansada para trabalhar mas também muito ativa para dormir. Mês passado, no entanto, resolvi experimentar um “medicamento” do qual tinha ouvido falar há bastante tempo mas que ainda não tinha testado: o Amazon Mechanical Turk.

O Mechanical Turk te dá a chance de, nas horas vagas, faturar uma graninha desempenhando tarefas que, enquanto a singularidade tecnológica não chega, nenhum computador é capaz de realizar. Tarefas que exigem a utilização de recursos e algorítimos que só uma rede neural humana possui. A conclusão de cada uma dessas atividades te dá o direito a uma recompensa, definida por quem solicitou a tarefa.

As tarefas que pagam melhor (algo em torno de US$ 5,00 por tarefa) envolvem escrever resenhas, em inglês, contendo algo entre 300 e 500 palavras. Num nível intermediário (algo como US$ 2,00 por tarefa) temos atividades como resumir ou parafrasear fragmentos de texto e transcrever gravações de audio e vídeo. No nível mais baixo de recompensa (que pagam entre US$ 0,02 e US$ 0,25) temos as tarefas mais simples, como como classificar imagens e produtos, incluir determindos links numa conta Del.icio.us ou cadastrar perfis em sites

O pagamento é feito assim que o contratante aprova sua tarefa e os trocadinhos vão caindo na sua conta do Mechanical Turk. A qualquer momento seu saldo pode ser transferido, integralmente ou em partes, para uma conta bancária nos EUA ou convertido em Gift Cards, que podem ser usados para comprar produtos na Amazon.

Neste primeiro mês, em que ainda estava aprendendo a usar o serviço, veja só como ficou meu faturamento.

Para quem gostou da idéia, recomendo uma passadinha no Turker Nation, fórum criado pelos usuários, para tirar dúvidas e ver opiniões sobre o serviço.

E para quem ficou curioso com o nome do serviço, segue o link explicando o que, originalmente, era um Turco Mecânico.

0 Responses to “Faturando uns trocados com a Web 2.0”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS Dois Espressos   Twitter Dois Espressos   Vídeos Dois Espressos   Fotos Dois Espressos
Músicas Dois Espressos   Links Dois Espressos   Locais Dois Espressos   GReader Dois Espressos
Facebook Dois Espressos   Livros de Dois Espressos   Corridas de Dois Espressos

Última corrida

Corridas

Fotos recentes

Mais fotos

Últimos Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Última nota do Moleco

" (...) Quanto a mim, a base de minha vida vai ser uma fazenda em algum lugar onde vou produzir parte de minha própria comida, e, se necessário, toda ela. Um dia não vou fazer coisa alguma além de sentar embaixo de uma árvore para ver minha lavoura crescer (depois do trabalho devido, claro) -- e beber vinho caseiro, e escrever romances para edificar meu espírito, e brincar com meus filhos, e relaxar, e gozar a vida, e brincar, e assoar o nariz. (...) Vou viver a vida do meu jeito 'preguiçoso coisa ruim', é isso o que vou fazer."

Diário de Jack Kerouac, 23 de agosto de 1948.
Molecos Viajantes

Últimos links del.icio.us


%d blogueiros gostam disto: