Os 10 anos de Cardoso Online

Quem tem menos de 20 anos dificilmente conseguirá imaginar como era a Internet no distante ano de 1998. Coisas que são comuns hoje em dia, como blogs, redes sociais e download de MP3, só começaram a surgir um ano depois, em 1999. Naquela época todos os endereços terminados em “.com.br” cabiam numa única página de revista, caixas de e-mail não tinham 10GB de espaço e raramente alguém recebia um SPAM.

Nesse passado remoto, mais precisamente no dia 5 de outubro de 1998, André “Cardoso” Czarnobai e mais uma galera lançaram o Cardoso Online (COL), um mailzine (fanzine por e-mail) em texto puro, sem imagens, que era enviado aos assinantes duas vezes por semana.

Ontem à noite, em comemoração aos 10 anos do Cardoso Online, foi enviada a um pequeno número de assinantes uma edição de centenário do COL. (Centenário porque, de acordo com o Mojo, “em anos de Internet, cada 10 anos equivalem a um século”).

Pros saudosistas ou curiosos, todas as 278 edições do COL + as edições epeciais pode ser baixadas no Arquivo COL.

Vejamos agora se o Inagaki se anima e prepara também uma edição comemorativa do SPAMZine (mailzine que eu passei a acompanhar, em 2001, quando fiquei órfão do COL).

2 Responses to “Os 10 anos de Cardoso Online”


  1. 1 Miguel 12/08/2010 às 9:18 PM

    Eu estava de passagem pelo google e vi “Cardoso Online”… Sabia que conhecia não sei de onde. Parei para olhar… Bah, eu lembro! Valeu pela memória, parecem mesmo cem anos!

  2. 2 dircmine 13/05/2015 às 3:06 AM

    Nossa! Bons tempos em que a melhor música do mundo era o Rock Gaucho e a internet cabia numa pensada


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS Dois Espressos   Twitter Dois Espressos   Vídeos Dois Espressos   Fotos Dois Espressos
Músicas Dois Espressos   Links Dois Espressos   Locais Dois Espressos   GReader Dois Espressos
Facebook Dois Espressos   Livros de Dois Espressos   Corridas de Dois Espressos

Última corrida

Corridas

Fotos recentes

Mais fotos

Últimos Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Última nota do Moleco

" (...) Quanto a mim, a base de minha vida vai ser uma fazenda em algum lugar onde vou produzir parte de minha própria comida, e, se necessário, toda ela. Um dia não vou fazer coisa alguma além de sentar embaixo de uma árvore para ver minha lavoura crescer (depois do trabalho devido, claro) -- e beber vinho caseiro, e escrever romances para edificar meu espírito, e brincar com meus filhos, e relaxar, e gozar a vida, e brincar, e assoar o nariz. (...) Vou viver a vida do meu jeito 'preguiçoso coisa ruim', é isso o que vou fazer."

Diário de Jack Kerouac, 23 de agosto de 1948.
Molecos Viajantes

Últimos links del.icio.us


%d blogueiros gostam disto: