A poça d’água que é a blogosfera brasileira

Capa da ÉpocaQuando eu digo que a tal “blogosfera brasileira”, em termos de relevância e área de influência, não passa de uma poça d’água e que os “principais blogueiros” são só os girinos um pouquinho mais desenvolvidos, logo aparece um sem-noção pra dizer que falo isso porque tenho um blog pequeno e não faço parte de nenhuma das panelinhas.

Pois não é que na semana passada alguns dos “principais blogueiros da blogosfera brasileira”, desses que são citados na matéria de capa da época dessa semana, convocaram seus leitores, através de seus blogs e twitters, para comparecerem, no último dia 14, sexta-feira, às 18h, a primeira flash mob pela liberdade na Internet e contra o projeto de Lei do senador Eduardo Azeredo contra crimes cibernéticos, realizada em frente ao prédio da Cásper Líbero, na Avenida Paulista.

Com o envolvimento de “gente de peso” (sic) na tal manifestação, convocando literalmente milhares de pessoas a protestar, era de se esperar que fosse preciso chamar o GATE para controlar a profusão de pessoas que ocupariam o canteiro central da Av. Paulista, certo?

Errado!

O que aconteceu foi um aglomerado ridículo de cerca de 50 pessoas, balançando insignificantes folhas de papel A4 rabiscadas com canetas BIC, onde se lia “Não ao PL Azeredo!”. Em outras palavras, meia dúzia de gatos pingados fazendo baderninha.

Gatos Pingados

Aí eu penso: qualquer um que tivesse participado de uma cena patética dessas ficaria chateado, desmotivado… enfiaria a viola no saco e abafaria o caso, certo?

Errado!

Alguns desses blogueiros, representantes de uma espécie que é o maior exemplo vivo auto-estima elevada já visto sobre o planeta Terra, têm dito por aí que a flash mob foi um sucesso!

Parece que eles estão tão acostumados a criar índices mirabolantes para medir sua suposta relevância e popularidade que conseguiram, de alguma forma, transformar um mega-fail em uma vitória retumbante.

_______________

Mais sobre o assunto nos posts “Dois pitacos sobre a ‘crise’ do BlogBlogs”, “Ainda sobre a relevância de blogs e blogueiros“,  “Números são apenas números”, “A vaidade dos blogueiros relevantes“ e “Seu screensaver é mais relevante que seus posts“.

Anúncios

4 Responses to “A poça d’água que é a blogosfera brasileira”


  1. 1 Mario Amaya 18/11/2008 às 2:51 AM

    50 gatos numa manifestação convocada às pressas num horário ingrato não é nada impressionante mesmo. 122 mil assinaturas na petição é pinto. Assim sendo, haverá algum dia uma mobilização de relevância na rede brasileira? Só não saberá quem não tentou. Você vai ficar rindo num canto até que uma lei idiota, que ninguém teve culhão de barrar quando podia, finalmente o impeça de baixar filminhos? Para alienar já basta a TV.

  2. 2 Mr. Prawiro 18/11/2008 às 8:49 AM

    Você misturou duas coisas num único comentário.

    Acho a manifestação contra o PL Azeredo importantíssima e estou ciente da merda que vai dar se a Lei passar. Não estou criticando o protesto, estou criticando o formato.

    E usar como argumento a convocação às pressas, o horário ingrato ou possíveis hecatombes naturais não passa de “mimimi”. Se o Lucas Lima, no blog de merda dele, 1h antes, convocasse as pessoas para protestarem em Taboão da Serra, às 7h da manhã, num dia de chuva, apareceriam mais de 50 pessoas. Estou rindo do suposto alcance e influência que os “principais blogs do brasil” acreditam ter.

  3. 3 Mario Amaya 18/11/2008 às 3:59 PM

    Nós concordamos sobre a pifiedade da manifestação até agora, apenas você se expressou de outra forma. O povo é totalmente cru em manifestação, efetivamente acha que sua retórica polida pode fazer milagres sozinha. Não estou negando que os blogs se supervalorizam. Listas de favoritos como a da Época só ajudam a piorar o cenário. Mas uma coisa é sempre clara: só não erra quem não faz nada. Se é contra o projeto de lei, diga-o.

  4. 4 Marcelo Figueiredo Duarte 18/11/2008 às 10:54 PM

    Achei bastante pertinente o comentário da “poça d’água” que fizeste no outro post. E realmente, a manifestação foi pífia, coisa que me faz lamentar bastante.
    Mas como diz o comentário anterior, o povo brasileiro realmente não sabe mais protestar por nada, ainda mais no que tange a uma lei relacionada à tecnologia que não aparece nas principais seções dos jornais (quando aparece em algum lugar) – em outras palavras, uma “coisa de nerd”. E ainda que existam cada vez mais “nerds” por aí, e que nerd esteja deixando de ser exatamente nerd e os assuntos relacionados à Internet e à tecnologia estejam se popularizando, os blogs ainda não conseguem ter uma influência mais concreta, uma capacidade de intervenção em espaços ‘não-virtuais’. Todavia, me parece que o futuro é esse. Eu acho louvável que a blogosfera brasileira, incipiente como é, tenha se testado para ver a própria força, tenha tentado agir politicamente, ao invés de se restringir a postar curiosidades toscas ou fotos de celebridades.
    O que ocorre é que aqui os blogs ainda não têm influência e coesão suficientes. Mas eu espero que estejamos indo nessa direção!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS Dois Espressos   Twitter Dois Espressos   Vídeos Dois Espressos   Fotos Dois Espressos
Músicas Dois Espressos   Links Dois Espressos   Locais Dois Espressos   GReader Dois Espressos
Facebook Dois Espressos   Livros de Dois Espressos   Corridas de Dois Espressos

Última corrida

Corridas

Fotos recentes

Últimos Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Última nota do Moleco

" (...) Quanto a mim, a base de minha vida vai ser uma fazenda em algum lugar onde vou produzir parte de minha própria comida, e, se necessário, toda ela. Um dia não vou fazer coisa alguma além de sentar embaixo de uma árvore para ver minha lavoura crescer (depois do trabalho devido, claro) -- e beber vinho caseiro, e escrever romances para edificar meu espírito, e brincar com meus filhos, e relaxar, e gozar a vida, e brincar, e assoar o nariz. (...) Vou viver a vida do meu jeito 'preguiçoso coisa ruim', é isso o que vou fazer."

Diário de Jack Kerouac, 23 de agosto de 1948.
Molecos Viajantes

Últimos links del.icio.us


%d blogueiros gostam disto: