Suicídio por overdose, ao vivo, na Justin.TV?

Rumores correm na Internet de que a coisa aconteceu assim:

CandyJunkieNa madrugada de ontem um sujeito chamado Abraham Biggs (CandyJunkie) entrou num fórum de fisiculturistas e postou um tópico avisando que iria tomar uma overdose de drogas, ao vivo, na Justin.TV. Os moderadores do fórum não levaram a sério e deixaram a mensagem no ar. Vários usuários do fórum começaram a sacanear o cara e, mesmo após ele ter postado uma nota de suicídio, continuaram “pilhando” ele. O cara toma um monte de comprimidos e deita pra dormir, com a câmera virada para a cama. O povo que está assistindo a transmissão continua não levando a sério. Algum tempo depois, alguém repara que ele não está mais se movendo. Várias pessoas chamam a polícia, que vai até o local, encontra o sujeito imóvel na cama e interrompe a transmissão.

Ainda se discute no fórum se ele está morto, se sobreviveu ou se é tudo fake.

Enfim…

Só usei essa história pra puxar uma outra coisa que me ocorreu ao saber da notícia, portanto, vamos ao que me interessa.

Não sei se foi esse o caso desse sujeito (e não deve ter sido), mas digamos que uma pessoa extremamente racional e de posse de todas as suas faculdade mentais faça um balanço da própria vida e conclua que não tem mais interesse em viver. Não é alguém em situação de desespero, mas sim uma pessoa lúcida que não está mais afim de continuar dando voltas ao redor do Sol nesse grande pedregulho chamado Terra. Teria alguém o direito de impedir que ela se matasse? Afinal, se sua vida e seu corpo são as únicas coisas que REALMENTE lhe pertencem no mundo, ela devia poder fazer o que bem entendesse com eles, certo?

Vitima do cigarroQuando supostamente não há risco imediato de morte, mas sim a perspectiva de morte a longo prazo, as pessoas podem fazer o que bem querem com seus corpos. Fumantes sabem que estão se matando aos poucos, mas não são impedidos. Boxeadores e outros lutadores sofrem fraturas nos ossos da face e estão sempre correndo o risco de morte por edema cerebral, mas ninguém fala nada.

Das duas, uma: ou a vida é minha e eu faço dela o que eu bem entender (mato meu corpo aos poucos ou de uma vez só), ou a vida não é minha e várias coisas deveriam ser enquadradas na categoria “tentativas de suicídio”.

Anúncios

2 Responses to “Suicídio por overdose, ao vivo, na Justin.TV?”


  1. 2 Doug 19/08/2009 às 2:54 AM

    que morram os fumantes


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS Dois Espressos   Twitter Dois Espressos   Vídeos Dois Espressos   Fotos Dois Espressos
Músicas Dois Espressos   Links Dois Espressos   Locais Dois Espressos   GReader Dois Espressos
Facebook Dois Espressos   Livros de Dois Espressos   Corridas de Dois Espressos

Última corrida

Corridas

Fotos recentes

Últimos Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Última nota do Moleco

" (...) Quanto a mim, a base de minha vida vai ser uma fazenda em algum lugar onde vou produzir parte de minha própria comida, e, se necessário, toda ela. Um dia não vou fazer coisa alguma além de sentar embaixo de uma árvore para ver minha lavoura crescer (depois do trabalho devido, claro) -- e beber vinho caseiro, e escrever romances para edificar meu espírito, e brincar com meus filhos, e relaxar, e gozar a vida, e brincar, e assoar o nariz. (...) Vou viver a vida do meu jeito 'preguiçoso coisa ruim', é isso o que vou fazer."

Diário de Jack Kerouac, 23 de agosto de 1948.
Molecos Viajantes

Últimos links del.icio.us


%d blogueiros gostam disto: