Dois pitacos sobre “a crise do BlogBlogs”

Antes de mais nada quero dizer que, pra mim, existem poucas coisas mais ridículas do que discutir sobre a “relevância” dos blogs no Brasil. Mesmo que deixássemos de lado o fato de que a tal “blogosfera brasileira” atinge uma parcela infinitesimal da população, discutir o que é ou não relevante, por sí só, é de uma inutilidade tão incomensurável que nem merece ser comentada (e vou parar por aqui pra não acabar dizendo o que penso do sujeito que se diz “blogueiro relevante”).

Enfim…

Todos esse papo sobre os blogs pequenos manipulando o ranking BlogBlogs, o que acabou fazendo com que o Inagaki e o Interney, só pra citar dois dos “grandes”, perdessem a liderança, me fez pensar sobre duas coisas.

Brainstorm #9Primeiro que alguns “blogueiros famosos” podem estar conseguindo seu “merecido lugar” no topo dos rankings não por causa de sua suposta relevância, mas por também utilizarem estratégias para atrair leitores/links, como no conhecido caso do Brainstorm #9, do Carlos Merigo (Page Rank 7 e, até onde lembro, 4º blog mais “relevante” no Brasil, com 809 pontos no Technorati), que tem uma categoria de posts (que curiosamente não aparecem na página inicial do blog) só pra atrair “paraquedistas” dos mecanismos de busca. É sob essa “categoria oculta” que ele escreve sobre os episódios completos de Naruto para download, fotos da Juliana Knust nua na Playboy e Need for Speed completo para download. Por esses exemplos já se  pode imaginar pra que tipo de audiência o blog é “relevante”.

Em segundo lugar, quem garante que esses “blogueiros famosos” são, sob qualquer critério, relevantes e não apenas celebridades? Muitos deles começaram a escrever há mais de 10 anos, numa época em que a Internet brasileira ainda estava sendo loteada e, por conta disso, pode-se especular que grande parte da sua popularidade tenha sido conquistada numa época em que havia um grande território vazio, cheio de espaços a serem ocupados. Hoje em dia pode-se imaginar que basta aparar a grama e, de vez em quando, dar manutenção na cerca pra fazer com que os visitantes continuem vindo. Afinal, não poderiam as grandes porções de terra realmente produtivas e com textos brilhantes, que eram seus blogs de anos atrás, terem virado, nos dias de hoje, grandes latifúndios improdutivos?

(Isso me fez lembrar de um senhor maluco que toca violão numa das principais ruas aqui da minha cidade. Dizem que ele está lá tocando violão há uns 20 anos. Todos os dias, centenas de pessoas param em frente a ele e ficam ouvindo a gritaria que ele apronta enquanto dá uns tapas nas cordas do violão. Antes de irem embora, muitos acabam deixando uns trocadinhos na caixa que ele coloca no chão. Fazem isso não porque ele toque bem, mas porque já se tornou uma figura folclórica, daquelas que você sempre pára pra ouvir o que está dizendo, mas não leva a sério).

Enfim…

Tudo isso somado aos diversos fatores que todo mundo já conhece, como o fato de que blogs de tecnologia têm mais assinantes de feeds e que os “pequenos” linkam os blogs populares na esperança de serem linkados de volta, cria distorções tão gigantescas que acabam fazendo com que a simples idéia de definir relevância com base em rankings seja uma total perda de tempo.

blogsfera brasileiraE convenhamos, no fim das contas, mesmo que fosse possível criar um índice-infalível-e-definitivo-de-relevância na “blogsfera brasileira”, que tipo de loser pessoa se importaria em ser o girino mais gordinho da poça d’água?

_______________

P.S. Duvido que o “mimimi” dos “relevantes” termine antes da Campus Party. Alguém quer apostar?

_______________

Mais sobre o assunto nos posts “Ainda sobre a relevância de blogs e blogueiros“,  “Números são apenas números”, “A vaidade dos blogueiros relevantes“ e “Seu screensaver é mais relevante que seus posts“.

16 Responses to “Dois pitacos sobre “a crise do BlogBlogs””


  1. 1 The Gunslinger 26/11/2008 às 2:09 PM

    Gostei do post. Levantou questões relevantes.
    Eu acho que os blog maiores (Interney como exemplo), tem seu crédito pois como você falou, eles estão aqui desde o começo, e quem chega primeiro no ônibus, merece sentar e não ficar em pé.

    Mas, será que estes blogs realmente são bons?
    O Brainstorm #9, acredito que de cada 12 posts deles, eu aproveito 1,5.
    Existem blogs menores que não são reconhecidos, como existem blogs grandes que merecem estar onde estão.

    Alguns só querem difundir informação, outros querem ganhar dinheiro. E em todos os casos escrever e não receber um retorno, não saber se alguém esta lendo o que você escreveu, é muito chato.

    Os rankings estão furados mesmo, talvez nem relevância eles tem.

  2. 2 Dorly Neto 26/11/2008 às 2:55 PM

    Está caindo a máscara dos grandes…

  3. 3 Dr. Spock 26/11/2008 às 3:15 PM

    É por isso que meu blog não vai pra frente… não faço uso de artifícios (anti-éticos) como esse!

    Não sei se isso é uma constante nos “blogs grandes”, mas de qualquer maneira, isso cai como uma bomba pra mim, q como muitos outros, não conhecem esses artifícios. Sobretudo pra esses chatos que ficam de mimimi qdo falam de relevância e que tão com choradeira idiota pq perderam o seu precioso lugarzinho no ranking! Se querem encarar a blogosfera como um negócio, que aceitem a entrada de novos “concorrentes”!

    E cansei de ouvir falar em relevância de blogs tb! Relevância é o meu saco!

  4. 4 Mr. Prawiro 26/11/2008 às 3:36 PM

    O mais divertido até a gora foi o comentário que recebi no Twitter:

    “Nossa! Você é louco de falar assim do Carlos Merigo! Não tem medo não?”

    Cada uma que me aparece…

  5. 5 Ana Martins 26/11/2008 às 4:22 PM

    Pasma com o Brainstorm #9. Será que essa isso pode ser considerado gray hat?

  6. 6 Mr. Prawiro 26/11/2008 às 4:36 PM

    Eu achava que todo mundo já sabia desse lance do Brainstorm #9.

  7. 7 Rodrigo[NightSpy] 26/11/2008 às 4:43 PM

    Resumiu tudo oq penso sobre esse mimimi todo… belo post, belo blog.

  8. 8 Carlos Merigo 26/11/2008 às 5:30 PM

    Isso é velho.

    Não lembro que blog fez, há meses atrás, um post-denúncia: “Brainstorm #9 faz posts pega-paraquedistas”, ou algo assim, e tivemos a mesma discussão.

    Quando fiz esses posts, e até pedi sugestão de plugins que excluem da página inicial e feed, falei no Twitter. Abertamente.

    Fiz como experiência, teste, pra saber o que os blogs que só fazem isso conseguem. Até tem resultado, mas ínfimo.

    E mesmo que dessem números monstruosos em termos de audiência, decidi que não vale a pena. Tanto por queimar o bom conteúdo do blog, como por trazer visitantes que não interessam.

    A categoria “Para-Quedas” que criei tem apenas 4 posts, com cerca de 1 ano cada, e nada mais vai entrar nela.

    Então, Mr. Prawiro, você não descobriu um segredo ou colocou o ovo em pé. Concordo com grande parte do que você falou no post, mas não entendi porque fui colocado em meio ao “mimimi” do BlogBlogs ou de qualquer outro ranking.

    Não estou acompanhando e não teci um único comentário sobre essa discussão de rankings, que também acredito ter pouca importância.

    Em um post que fiz na semana passada, falando dos 6 anos do Brainstorm #9, citei justamente isso, de como está dando preguiça essa polícia dos blogs, essas “polêmiquinhas” todas, discussões de audiência e webcelebridades. Quem pode mais, quem é mais importante, quem é mais formador de opinião.

    Estamos perdendo mais tempo discutindo as formas do que o conteúdo. É muito “mimimi”, muito umbigo. Muita gente vigiando e pouca gente fazendo.

    Não vamos levar tudo tão a sério. Quem decide o que é relevante ou não é o próprio leitor, e isso é pessoal e intransferível.

  9. 9 Mr. Prawiro 26/11/2008 às 6:13 PM

    Merigo, antes do comentário, uma rápida premissa.

    Questões pessoais só existem entre pessoas que mantém relações pessoais, o que não é o nosso caso. Assim fica evidente que qualquer comentário feito aqui não pode, por definição, ser pessoal.

    Tendo deixado isso claro, vamos ao comentário.

    Acompanho o Brainstorm #9 e estou ciente de que você ainda não se manifestou sobre o assunto. Estou ciente também de que a história sobre os posts “pára-quedas” não é nenhuma grande descoberta minha.

    O Brainstorm #9 foi citado porque, de certa forma, serviu como exemplo de blog com grande número de acessos que, em algum momento de sua história, utilizou estratégias “além conteúdo relevante” para aumentar o número de acessos e atrair visitantes.

    Repare que não entrei no mérito sobre a efetividade ou a validade de tal estratégia e nem mesmo sobre a qualidade do conteúdo do Brainstorm #9. Só trouxe para o debate a questão de que os “blogs grandes” podem, quem sabe, ter também suas estratégias para subir nos rankings.

  10. 10 Eduardo Vasques 26/11/2008 às 9:58 PM

    Cara, falou e disse. Compartilho o mesmo ponto de vista. Creio que há um medinho de alguns blogs considerados relevantes de passarem a “nem tão relevantes assim” e perderem as muitas boquinhas livres e o encanto que se criou sobre eles. Fodam-se os rankings. Aliás, porque nenhum veio até aqui para se manifestar, com exceção do Merigo?

  11. 11 thahy 27/11/2008 às 4:20 PM

    eu hein…

    ótimo post…

    o que uma capa de revista nao faz…

  12. 12 Yuri 27/11/2008 às 4:46 PM

    Estava em 37º e fui para 2800º por conta dessa manipulação ridícula que fizeram no BlogBlogs!

    BlogBlogs = Amadorismo

  13. 13 Rodrigo Cogo 31/01/2009 às 2:44 PM

    Estou chegando absolutamente atrasado na questão, mas não posso deixar de elogiar o post – até porque muito atual e muito lúcido.

    E basta lembrar na história da humanidade (e portanto estou falando de tempos muito antes da internet e dos “novos poderosos”…) o que a vaidade, a falta de foco (às vezes, de caráter) e a imaturidade aliados ao poder podem fazer.

    Neste caso, não importa a posição no ranking, aqui estou tratando de todas as pessoas que, por estarem à frente de um mero blog, parecem sentir-se entronados de uma influência soberana. Não vão longe, esperem pra ver.

  14. 14 lizandra 02/02/2009 às 4:34 PM

    Só um detalhe: é triste saber que um dos “mais lidos” no ranking é um blog chamado “Apliques de Cabelo by Daniela” (#24!)….
    Agora, sério mesmo: sobre a beleza dos cabelos?! Será que o blog tem pelo menos UM leitor de verdade?
    Êêê Brasil… tsc, tsc, tsc…

    Parabéns pelo blog!


  1. 1 Dúvidas do mercado sobre a relevância dos blogs « Pérolas das AIs Trackback em 28/11/2008 às 2:43 PM
  2. 2 Ainda sobre a relevância de blogs e blogueiros « Dois Espressos Trackback em 17/01/2009 às 1:14 PM

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS Dois Espressos   Twitter Dois Espressos   Vídeos Dois Espressos   Fotos Dois Espressos
Músicas Dois Espressos   Links Dois Espressos   Locais Dois Espressos   GReader Dois Espressos
Facebook Dois Espressos   Livros de Dois Espressos   Corridas de Dois Espressos

Última corrida

Corridas

Fotos recentes

Mais fotos

Últimos Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Última nota do Moleco

" (...) Quanto a mim, a base de minha vida vai ser uma fazenda em algum lugar onde vou produzir parte de minha própria comida, e, se necessário, toda ela. Um dia não vou fazer coisa alguma além de sentar embaixo de uma árvore para ver minha lavoura crescer (depois do trabalho devido, claro) -- e beber vinho caseiro, e escrever romances para edificar meu espírito, e brincar com meus filhos, e relaxar, e gozar a vida, e brincar, e assoar o nariz. (...) Vou viver a vida do meu jeito 'preguiçoso coisa ruim', é isso o que vou fazer."

Diário de Jack Kerouac, 23 de agosto de 1948.
Molecos Viajantes

Últimos links del.icio.us


%d blogueiros gostam disto: