Coraline não foi feito para crianças

Coraline

Mesmo que o sujeito não saiba que, nos EUA, o filme recebeu a classificação PG (Parental Guidance Suggested, o que significa que parte do conteúdo pode não ser apropriado para crianças) os créditos iniciais deveriam fazer tocar o sino que diz que Coraline não é um filme engraçadinho-meigo-bonitinho como Shrek ou Os Sem Floresta.

Versão cinematográfica do livro de mesmo nome, escrito por Neil Gaiman (R$ 31,00, Saraiva), o filme dirigido por Henry Sellick mesmo diretor de O Estranho Mundo de Jack (The Nightmare Before Christmas, 1993) — tem, na minha opinião, sua melhor síntese nas palavras de Enéias Tavares, do Rabisco (vale a pena ler na íntegra).

Lidando com temores infantis, e muitas vezes também adultos, como solidão, tristeza e indecisão, Gaiman vai montando o seu pequeno romance como uma cantiga de ninar que aos poucos se transforma numa pesada e violenta canção noturna. Com diversas referências a Shakespeare, Edgar Allan Poe, Lewis Carroll e à obra prima de Roman Polanski ‘O Bebê de Rosemary’ , só para citar algumas, Neil Gaiman demonstra um domínio perfeito de sua prosa concisa, rápida e afiada. Assim, se Carroll escreveu um livro de crianças para adultos, Gaiman consegue aqui transcender isso, ao escrever um livro adulto para crianças.

Assisti o filme ontem e minha opinião é a seguinte: não perca tempo e pegue logo o pacote-neil-gaiman-completo. Veja o filme (de peferência em uma das salas com a versão 3D), compre o livro, siga o Neil Gaiman no Twitter e não deixe de explorar o site interativo do filme Coraline.

5 Responses to “Coraline não foi feito para crianças”


  1. 1 Angélica Cirne 16/02/2009 às 11:58 PM

    Valeu a dica, acho que o que acha por aí é que foia animação, então é pra criança, o próprio Shrek tem cenas que as crianças não entendem, como partes de outros filmes mais antigos, com por exemplo aquela cena do Flashdance que o gato faz no filme (do banho). Até mais.

  2. 2 Gabriela 25/02/2009 às 3:31 PM

    Assisti em Porto Alegre, numa sala 3D.
    Realmente vale a dica. Além do conto inspirador, a qualidade visual e a da trilha sonora impressionam principalmente quem não é mais criança e entende um pouco do que envolve uma produção tão cuidadosa.

  3. 3 Nich 29/11/2011 às 6:38 PM

    To com um problemao com meu filho de 7 anos, que assistiu o filme e agora ta com um medo que ate ta prejudicando o desenvolvimento na escola. Por isso vim ver do que se trata… Realmente,, sed eu tivesse 7 anos tbm nao gostaria de assistir.

  4. 4 darf 22/08/2013 às 11:39 AM

    minha filha tem 8 anos e ficou muito impressionada com o filme, realmente é um filme muito bom para adulto e pesado e tenso(MACABRO) para criança. não recomendável para crianças .


  1. 1 Notas sobre livros e outras coisas legais de 18.2.2009 | Livros e afins Trackback em 19/02/2009 às 9:12 AM

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS Dois Espressos   Twitter Dois Espressos   Vídeos Dois Espressos   Fotos Dois Espressos
Músicas Dois Espressos   Links Dois Espressos   Locais Dois Espressos   GReader Dois Espressos
Facebook Dois Espressos   Livros de Dois Espressos   Corridas de Dois Espressos

Última corrida

Corridas

Fotos recentes

Mais fotos

Últimos Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Última nota do Moleco

" (...) Quanto a mim, a base de minha vida vai ser uma fazenda em algum lugar onde vou produzir parte de minha própria comida, e, se necessário, toda ela. Um dia não vou fazer coisa alguma além de sentar embaixo de uma árvore para ver minha lavoura crescer (depois do trabalho devido, claro) -- e beber vinho caseiro, e escrever romances para edificar meu espírito, e brincar com meus filhos, e relaxar, e gozar a vida, e brincar, e assoar o nariz. (...) Vou viver a vida do meu jeito 'preguiçoso coisa ruim', é isso o que vou fazer."

Diário de Jack Kerouac, 23 de agosto de 1948.
Molecos Viajantes

Últimos links del.icio.us


%d blogueiros gostam disto: