Um estilo de vida inspirado pela Vovólima

Ao receber hoje meu mini-livro Vovólima dei de cara com uma “carta supresa”, escrita à mão pelo próprio Tio .faso, que não deixa dúvidas de que a .marcamaria é uma empresa que trata seus clientes como indivíduos… uma empresa que “tem coração”, como disse o próprio Tio .faso.

vovo

A carta foi direto para uma moldura e, juntamente com outros itens que virão, fará parte da pequena galeria que, no futro, me lembrará quando foi que eu também comecei a acreditar que é possível SIM ganhar dinheiro fazendo algo pelo qual se é verdadeiramente apaixonado, trabalhando em casa com a namorada e, acima de tudo, sem explorar ou ser explorado por ninguém.

Assim como acontece com os Molecos, minha relação com a história e os produtos da .marcamaria é de profunda admiração. No futuro, quando o Tio .faso estiver na TV falando sobre o longa-metragem em stop motion da Vovólima produzido pelo filho do Tim Burton vou sentar ao lado dos meus filhos, mostrar meu mini-livro original Vovólima (o 4º de uma tiragem de 8) e dizer: “Sabe essa Vovólima? Olha só o que eu tenho aqui!”

Tio .faso, obrigado A VOCÊ por compartilhar conosco, através da sua história pessoal e dos produtos .marcamaria, o “Vovólima way of life!

7 Responses to “Um estilo de vida inspirado pela Vovólima”


  1. 1 .faso 20/05/2009 às 12:57 AM

    “Vovólima way of life” – vai ser o meu novo slogan pessoal.

    Sabe, nunca pensei que esse caminho que eu venho trilhando serviria para algo além de pagar as minhas contas (risos). Sério, se pudesse escrever um livro sobre o que eu tenho passado e com um futuro ainda incerto, nunca na minha vida iria pensar em escrever um capítulo como este – em que fazer as coisas com coração foi a melhor decisão da minha vida.

    Espero que, assim como eu, você nunca desista dos seus sonhos, afinal só temos eles para nos guiar rumo ao desconhecido.

    Um super abraço,

    .faso

  2. 2 Angélica Cirne 24/05/2009 às 7:33 PM

    Mais uma dica sua maravilhosa, através de você eu conheci o Moleco, comprei e adorei, uso e divulgo… agora essa dica fui lá correndo e fiquei apaixonada pelo site.

    Sua palavras me encheram de alegria, há um ano atrás deixei os empregos escravos e exploradores e resolvi trabalhar fazendo o que amo que é artesanato, hoje mesmo com a instabilidade sou muito mais feliz, faço o que eu gosto sem ter que ser humilhada e ganhar mal, ainda não ganho bem, mas faço o que gosto. Suas palavras me deixaram ainda mais forte.

  3. 3 Martina Viegas 16/10/2009 às 1:25 AM

    :) Como tu fez para comprar neste site? Tô um tantinho confusa… Queria um mini livrinho destes e não consigo comprar!


  1. 1 Curiosas semelhanças: Pitilés e Corrupios « Dois Espressos Trackback em 14/10/2009 às 11:17 PM
  2. 2 the flaming pie: idéias que saem do forno! – 90% feito a mão… Trackback em 07/04/2010 às 6:09 PM
  3. 3 the flaming pie: idéias que saem do forno! – 90% feito a mão… Trackback em 07/04/2010 às 6:25 PM
  4. 4 the flaming pie: idéias que saem do forno! Trackback em 07/04/2010 às 6:28 PM

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




RSS Dois Espressos   Twitter Dois Espressos   Vídeos Dois Espressos   Fotos Dois Espressos
Músicas Dois Espressos   Links Dois Espressos   Locais Dois Espressos   GReader Dois Espressos
Facebook Dois Espressos   Livros de Dois Espressos   Corridas de Dois Espressos

Última corrida

Corridas

Fotos recentes

Mais fotos

Últimos Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Última nota do Moleco

" (...) Quanto a mim, a base de minha vida vai ser uma fazenda em algum lugar onde vou produzir parte de minha própria comida, e, se necessário, toda ela. Um dia não vou fazer coisa alguma além de sentar embaixo de uma árvore para ver minha lavoura crescer (depois do trabalho devido, claro) -- e beber vinho caseiro, e escrever romances para edificar meu espírito, e brincar com meus filhos, e relaxar, e gozar a vida, e brincar, e assoar o nariz. (...) Vou viver a vida do meu jeito 'preguiçoso coisa ruim', é isso o que vou fazer."

Diário de Jack Kerouac, 23 de agosto de 1948.
Molecos Viajantes

Últimos links del.icio.us


%d blogueiros gostam disto: