Archive for the 'Livros' Category

Pilha de livros para outubro de 2010

E retomando as atividades por aqui… segue minha lista de leituras para esse mês.
Livros para outubro de 2010
1. A Memória vegetal, Umberto Eco.
2. Sociologia da Cultura, Laurent Fleury.
3. Os 100 livros que mais influenciaram a humanidade, Martin Seymour-Smith.
4. A espetacular arte de desenhar quadrinhos, Lederly Mendonça.
5. Da cor à cor inexistente, Israel Pedrosa.
_______________

Bibliografia básica para universitários (todos!)

Do genial Mario Prata, a listinha que foi reproduzida por centenas de blogs nos idos de 2001~2002.

De lá pra cá, pouca coisa mudou no meio acadêmico.

1º Ano

“Utopia”, Thomas Morus
“As Grandes Esperanças”, Charles Dickens
“Pollyanna”, Eleanor H. Porter
“Candido ou O Otimismo”, Voltaire
“O Silêncio dos Inocentes”, Thomas Harris

2º Ano
“Tormenta”, Sebastian Junger
“Um Pressentimento Funesto”, Agatha Christie
“Horizonte Perdido”, James Hilton
“Sem Destino”, Lee Hill
“Cuca Fundida”, Woody Allen
“O Idiota”, Fiódor Dostoievski

3º Ano
“A Fogueira das Vaidades”, Tom Wolfe
“Desespero”, Stephen King
“As Ilusões Perdidas”, Honoré de Balzac
“Não se mate”, Carlos Drummond de Andrade
“Enquanto Agonizo”, William Faulkner
“Morte a Crédito”, Louis Ferdinand Céline

4º Ano
“Os Miseráveis”, Victor Hugo
“A Náusea”, Jean-Paul Sartre
“O Suicídio”, Emile Durkheim

José Mindlin, uma vida entre livros…

Ex Libris de José MindlinPrecisei passar horas tentando escrever um texto sobre a vida de José Mindlin — que morreu hoje, aos 95 anos — para me dar conta de que nada que eu escreva fará com que as pessoas entendam sua importância. É preciso ser um bibliófilo para entender a importância de José Mindlin.

Assim sendo, limito-me a transcrever um trecho de Uma vida entre livros: Reencontros como tempo, livro de memórias escrito por Mindlin, publicado em 1996.

Em relação aos livros, não tenho o fetiche da propriedade. Sinto-me mais como um depositário do que um proprietário, usufruindo, é verdade, do prazer que eles proporcionam, mas visando sempre preservar uma herança do passado, e conservar o que se faz de bom agora, com o propósito de transmitir tudo isso para o futuro. Tenho procurado desenvolver uma atividade cultural em várias frentes, facilitar a estudiosos a pesquisa na biblioteca, promover edições de obras úteis e reedição de outras esgotadas que considero importantes. Desenvolver, em suma, um trabalho que é uma das minhas razões de ser na vida.

_______________

Textos relacionados

Os quase 20 livros que li em 2009 (retrospectiva)

Meus hábitos de leitor

Um ano lendo quadrinhos – A Lista

No post anterior, quando falei sobre minha decisão de passar 2010 lendo apenas graphic novels, esqueci de comentar que, justamente por não entender do assunto, preciso de dicas de leitura.

As primeiras recomendações vieram do Aleph Ozuas, da Corrupiola.

Coloquei os nomes dos tradutores para saber se alguém tem algum comentário. Devo ler alguma dessas histórias na versão original?

1. Umbigo sem fundo, de Dash Shaw (tradução de Érico Assis).

2. Black Hole, de Charles Burns (tradução de Daniel Pellizzari).

3. Área de segurança Gorazde: a guerra da Bosnia Oriental 1922-1995, de Joe Sacco (tradução de Sérgio Augusto Miranda).

4. Uma História de Sarajevo, de Joe Sacco (tradução de Cris Siqueira).

5. Derrotista, de Joe Sacco (tradução de Cris Siqueira).

Graphic Novels

Chegaram também as dicas do @thiroux.

6. Persépolis, de Marjane Satrapi (tradução de Paulo Werneck)

7. Fun Home, de Alison Bechdel (tradução de André Conti)

8. Maus, de Art Spiegelman (tradução de Antonio Macedo de Soares)

9. Os Supremos, de Mark Millar & Bryan Hitch (tradução de Jotape Martins e Fernando Lopes)

Graphic Novels 2

E o irmão @kadutheway recomenda.

10. From Hell, de Alan Moore (importado)

11. Batman: A piada mortal, de Alan Moore (tradução de Ideraldo Domingos)

12. 1602 – Edição Definitiva, de Neil Gaiman (tradução Helcio de Carvalho e Marcelo de Castro Bastos)

13. Fumaça e Espelhos: Contos e Ilusões, de Neil Gaiman (tradução de Claudio Blanc)

Graphic Novels 3

E então… que outras graphic novels devo ler em 2010?

_______________

NOTA: A @CarolaRodrigues mandou várias dicas, mas algumas tem uma característica meio problemática pra mim: são séries muito, muito longas. Se eu pegar, por exemplo, Lobo Solitário, que tem mais de 20 volumes, cada um com mais de 300 páginas, vou passar 2010 inteiro lendo só uma história. :)

Um ano inteiro lendo apenas quadrinhos

No final do ano passado, quando publiquei o post falando sobre clássicos da literatura adaptados para os quadrinhos, comecei a pensar na possibilidade de aproveitar 2010 para corrigir uma falha imperdoável na minha formação literária: a de ter lido pouquíssimas graphic novels.

RetalhosEm 2009, por conta do lançamento de Watchmen nos cinemas, acabei comprando a edição definitiva. Esse ano, pra começar bem, decidi ler Retalhos, de Craig Thompson, graphic novel lançada nos EUA em 2003 e aqui no Brasil em 2009, vencedora de três Harvey, dois Eisner e um prêmio da Associação Francesa de Críticos e Jornalistas de Quadrinhos, descrita por Neil Gaiman como “comovente, delicada, com desenhos maravilhosos e sinceridade dolorosa” e, possivelmente, “a graphic novel mais importante desde Jimmy Corrigan (outra que está na minha lista para 2010).

Assim que receber (comprei pela Internet) e tiver a chance de folhear, mostro aqui algumas páginas. Nesse meio tempo, se você curte quadrinhos, não deixe de visitar o blog de Craig Thompson para conhecer o excepcional trabalho do rapaz.

_______________

AVISO AOS LEITORES

Os links da edição definitiva de Watchmen e de  Retalhos que aparecem nesse texto fazem parte do Programa de Afiliados do Submarino e me garantem uma comissão de 8% sobre valor das vendas. No entanto, a adesão a esse programa não tem como função gerar nenhum tipo de renda para o blogueiro que vos fala: todo o valor arrecadado com as vendas — incluindo os valores gerados pelas compras que eu mesmo fizer — será convertido em doação de livros.

Os quase 20 livros que li em 2009 (retrospectiva)

Inspirado na lista de 32 livros lidos pelo André Gazola, do Lendo.org, e aproveitando que faltam 15 dias para o fim do ano, vou começar minha retrospectiva com uma lista dos livros que li (ou quase li) em 2009.

Assim como o André, qualifiquei os livros usando um sistema simples de estrelas, baseado exclusivamente no meu julgamento sobre o que achei bom ou ruim (mas não leve muito a sério meus julgamentos, afinal, estamos falando de um sujeito que não gosta de Clarice Lispector).

1. O Valor do Design, Guia da ADG Brasil ★★☆☆☆
2. O testamento do trovador, de James Cowan ★★★☆☆
3. Sobre a Literatura, de Umberto Eco ★★★★☆
4. Manual do Arquiteto Descalço, de Johan Van Lengen ★★★★☆
5. E a história começa: 10 brilhantes inícios de clássicos…, de Amós Oz ★★★☆☆
6. A viagem do elefante, de José Saramago (interrompido)
7. Paris é uma festa, de Ernest Hemingway (interrompido)
8. Além da revisão – critérios para revisão textual, Aristides Coelho Neto ★★★★★
9. Memórias de minhas putas trites, de Gabriel García Márquez ★★★☆☆
10. Watchmen – Edição definitiva, de Alan Moore & Dave Gibbons ★★★★★
11. Dom Quixote de La Mancha – Vol. 2, de Miguel de Cervantes (ainda lendo)
12. Uma história da literatura, de Alberto Manguel ★★★★☆
13. Por uma gastronomia brasileira, de Alex Atala ★★☆☆☆
14. A peste, de Albert Camus ★★★★☆
15. Montanhas da mente, de Robert Macfarlane ★★★★★
16. No teu deserto, de Miguel Sousa Tavares ★★☆☆☆
17. Simplicidade voluntária, de Duane Elgin (abandonado)
18. Seis passeios pelos bosques da ficção, de Umberto Eco ★★★☆☆
19. Almanaque Armorial, de Ariano Suassuna (ainda lendo)
20. Perdidos na Toscana, de Affonso Romano de Sant’Anna (ainda por ler)

Se você leu algum(ns) dos livros e discorda da minha qualificação, gostaria de ouvir sua opinião.

Se você acha Clarice Lispector o máximo e me considera um completo idiota por não gostar dos escritos dela… sim… eu sei que sou um idiota. Ela é fantástica e eu sei exatamente o que você pensa a meu respeito. Sinto o mesmo por pessoas que não gostaram de O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de La Mancha.

_______________

E já que está por aqui, aproveite pra conhece meus hábitos de leitor.

UPDATE: o Felipe Arruda também montou sua lista de leituras.

Pilha de livros para dezembro de 2009

Pilha de livros dezembro 2009

Almanaque Armorial, de Ariano Suassuna (R$40, Saraiva)

Perdidos na Toscana, de Affonso Romano de Sant’Anna (R$42, Saraiva)

_______________

Veja também as pilhas de livros dos meses anteriores.

E já que está por aí, conheça também meus hábitos de leitor.


RSS Dois Espressos   Twitter Dois Espressos   Vídeos Dois Espressos   Fotos Dois Espressos
Músicas Dois Espressos   Links Dois Espressos   Locais Dois Espressos   GReader Dois Espressos
Facebook Dois Espressos   Livros de Dois Espressos   Corridas de Dois Espressos

Última corrida

Corridas

Fotos recentes

Mais fotos

Últimos Tweets

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Última nota do Moleco

" (...) Quanto a mim, a base de minha vida vai ser uma fazenda em algum lugar onde vou produzir parte de minha própria comida, e, se necessário, toda ela. Um dia não vou fazer coisa alguma além de sentar embaixo de uma árvore para ver minha lavoura crescer (depois do trabalho devido, claro) -- e beber vinho caseiro, e escrever romances para edificar meu espírito, e brincar com meus filhos, e relaxar, e gozar a vida, e brincar, e assoar o nariz. (...) Vou viver a vida do meu jeito 'preguiçoso coisa ruim', é isso o que vou fazer."

Diário de Jack Kerouac, 23 de agosto de 1948.
Molecos Viajantes

Últimos links del.icio.us